Atos 12:1-25

12  Naquela época, o rei Herodes começou a maltratar alguns da congregação.+  Ele mandou matar Tiago, irmão de João, com a espada.+  Ao ver que isso agradava aos judeus, prendeu também Pedro. (Isto aconteceu nos dias dos Pães sem Fermento.)+  Ele deteve-o e mandou-o para a prisão,+ entregando-o aos cuidados de quatro turnos de soldados, com quatro soldados cada um, com a intenção de apresentá-lo ao* povo depois da Páscoa.  Por conseguinte, Pedro ficou detido na prisão, mas a congregação orava intensamente a Deus por ele.+  Herodes estava prestes a apresentar Pedro. Naquela noite, ele estava a dormir, preso com duas correntes, entre dois soldados, e em frente à porta havia guardas que vigiavam a prisão.  Mas, de repente, o anjo de Jeová* apareceu,+ e uma luz brilhou na cela da prisão. Ele tocou no lado de Pedro e acordou-o, dizendo: “Levanta-te depressa!” E as correntes caíram-lhe das mãos.+  O anjo disse-lhe: “Veste-te* e calça as sandálias”, e Pedro fez isso. Por fim, ele disse-lhe: “Põe a tua capa e segue-me.”  Então, ele saiu e seguiu-o, mas não sabia que aquilo que estava a acontecer por meio do anjo era real. Na verdade, ele achou que estava a ter uma visão. 10  Passaram pelo primeiro posto de guarda, pelo segundo, e chegaram ao portão de ferro que dava para a cidade. Este abriu-se sozinho. Depois de saírem, seguiram por uma rua e, de repente, o anjo deixou-o. 11  Percebendo o que estava a acontecer, Pedro disse: “Agora sei, sem dúvida nenhuma, que Jeová* enviou o seu anjo e livrou-me das mãos de Herodes e de tudo o que o povo judeu esperava que acontecesse.”+ 12  Depois de ele ter compreendido isto, foi à casa de Maria, mãe de João, conhecido como Marcos,+ onde muitos estavam reunidos a orar. 13  Quando bateu ao portão de entrada, uma serva chamada Rode foi atender. 14  Ao reconhecer a voz de Pedro, ficou tão contente que não abriu o portão, mas correu para dentro e foi contar-lhes que Pedro estava no portão. 15  Disseram-lhe: “Estás louca.” Contudo, ela insistia que era verdade. E eles diziam: “É o anjo dele.” 16  No entanto, Pedro continuou ali, a bater. Quando abriram, viram-no e ficaram pasmados. 17  Então ele fez-lhes sinal com a mão para que ficassem calados, contou-lhes em detalhes como Jeová* o tinha tirado da prisão e disse: “Contem estas coisas a Tiago+ e aos irmãos.” Assim, ele saiu de lá e foi para outro lugar. 18  Quando amanheceu, houve uma grande confusão entre os soldados, que se perguntavam a respeito do que teria acontecido com Pedro. 19  Herodes procurou-o cuidadosamente e, como não o encontrou, interrogou os guardas e mandou que fossem levados para serem punidos.+ Depois, desceu da Judeia para Cesareia e passou lá algum tempo. 20  Ele estava furioso* com o povo de Tiro e de Sídon. Então, estes foram ao encontro dele de comum acordo e, depois de convencerem Blasto, o administrador da casa do rei,* pediram termos de paz, porque o país do rei supria a região deles com alimento. 21  Num determinado dia, Herodes vestiu a roupa real, sentou-se no tribunal e começou a fazer um discurso público. 22  Assim, o povo que estava reunido começou a gritar: “É a voz de um deus e não de um homem!” 23  Instantaneamente, o anjo de Jeová* feriu-o, porque ele não deu glória a Deus. E ele morreu comido por vermes. 24  Todavia, a palavra de Jeová* crescia e espalhava-se.+ 25  Quanto a Barnabé+ e Saulo, depois de terem terminado o seu trabalho de prestar ajuda em Jerusalém,+ voltaram e levaram consigo João,+ que também era conhecido como Marcos.

Notas de rodapé

Ou: “trazê-lo a julgamento diante do”.
Veja o Ap. A5.
Ou: “Cinge-te”.
Veja o Ap. A5.
Veja o Ap. A5.
Ou: “disposto a brigar”.
Lit.: “aquele que estava sobre o dormitório do rei”.
Veja o Ap. A5.
Veja o Ap. A5.

Notas de estudo

Multimédia