Apocalipse 10:1-11

10  Eu vi outro anjo forte descer do céu vestido* com uma nuvem; havia um arco-íris sobre a sua cabeça, o seu rosto era como o sol,+ as suas pernas* eram como colunas de fogo,  e ele tinha na mão um rolo pequeno que tinha sido aberto. Pôs o pé direito sobre o mar, mas o esquerdo sobre a terra,  e clamou em voz alta, assim como quando um leão ruge.+ Quando ele clamou, as vozes dos sete trovões+ falaram.  Quando os sete trovões falaram, eu estava prestes a escrever, mas ouvi uma voz vinda do céu+ a dizer: “Guarda em segredo* as coisas que os sete trovões disseram, e não as escrevas.”  O anjo que vi de pé sobre o mar e sobre a terra ergueu a mão direita para o céu  e jurou por Aquele que vive para todo o sempre,+ que criou o céu e as coisas nele, a terra e as coisas nela, e o mar e as coisas nele:+ “Não haverá mais nenhuma demora.  Contudo, nos dias em que o sétimo anjo+ estiver prestes a tocar a sua trombeta,+ realmente, vai cumprir-se o segredo sagrado+ que Deus declarou como boas novas aos seus próprios escravos, os profetas.”+  E ouvi a voz vinda do céu+ a falar-me novamente; ela disse: “Vai, pega no rolo aberto que está na mão do anjo que se encontra de pé sobre o mar e sobre a terra.”+  Dirigi-me ao anjo e disse-lhe que me desse o rolo pequeno. Ele disse-me: “Pega nele e come-o,+ e ele fará com que o teu estômago fique amargo, mas, na tua boca, ele será doce como o mel.” 10  Retirei o rolo pequeno da mão do anjo e comi-o,+ e, na minha boca, ele era doce como o mel,+ mas, quando acabei de o comer, o meu estômago ficou amargo. 11  Disseram-me: “Tens de profetizar novamente a respeito de povos, nações, línguas e muitos reis.”

Notas de rodapé

Ou: “enrolado”.
Lit.: “os seus pés”.
Lit.: “Sela”.

Notas de estudo

Multimédia