Provérbios 27:1-27

27  Não te gabes do amanhã,Pois não sabes o que cada dia trará.*+   Que outros,* não a tua própria boca, te façam elogios;Que outra pessoa* o faça, não os teus próprios lábios.+   A pedra é pesada, e a areia é uma carga,Mas a irritação causada por um tolo é mais pesada do que as duas.+   O furor é cruel, e a ira é como uma enxurrada,Mas quem é que pode resistir ao ciúme?+   Mais vale a repreensão feita abertamente do que o amor escondido.+   Leais são os ferimentos causados por um amigo,+Mas muitos* são os beijos do inimigo.   Quem está com o apetite saciado* recusa* o mel dos favos;Mas, para quem está faminto,* até o amargo é doce.   Como um pássaro afastado* do ninhoÉ o homem afastado do seu lar.   Óleo e incenso alegram o coração,Assim como a doce amizade que nasce de um conselho sincero.*+ 10  Não abandones o teu amigo ou o amigo do teu pai,E não vás à casa do teu irmão quando sofreres uma calamidade;Mais vale um vizinho perto do que um irmão longe.+ 11  Sê sábio, meu filho, e alegra o meu coração,+Para que eu possa dar uma resposta àquele que me desafia.*+ 12  A pessoa prudente vê o perigo e esconde-se,+Mas os inexperientes vão em frente e sofrem as consequências.* 13  Tira a roupa do homem que se tornou fiador de um estranho,E exige-lhe uma garantia caso ele seja fiador de uma mulher estrangeira.*+ 14  Quando alguém abençoa o seu próximo em voz bem alta, de manhã cedo,Isso é encarado por ele como maldição. 15  A esposa conflituosa* é como uma goteira que pinga sem parar num dia de chuva.+ 16  Quem a consegue deter, consegue deter o ventoE consegue pegar em óleo com a mão direita. 17  Assim como o ferro afia o ferro,Assim o homem afia o seu amigo.*+ 18  Quem trata da figueira comerá do seu fruto,+E quem cuida do seu senhor será honrado.+ 19  Assim como a água reflete o rosto de um homem,Assim o coração de um homem reflete o de outro. 20  A Sepultura e o lugar de destruição* nunca se saciam,+Assim também os olhos do homem são insaciáveis. 21  Assim como o cadinho* é para a prata e o forno de fundição para o ouro,+Assim a pessoa é testada pelo elogio que recebe.* 22  Mesmo que tritures o toloComo grãos no almofariz,A sua tolice não se afastará dele. 23  Deves conhecer bem a aparência do teu rebanho. Cuida bem das* tuas ovelhas,+ 24  Pois as riquezas não duram para sempre,+Nem a coroa* por todas as gerações. 25  A erva verde desaparece, e aparece a erva nova,E a vegetação dos montes é recolhida. 26  Os carneirinhos fornecem a tua roupa,E os bodes fornecem o preço de um campo. 27  Também há leite de cabra suficiente para te alimentar,Para alimentar os da tua casa e para sustentar as tuas servas.

Notas de rodapé

Lit.: “dará à luz”.
Lit.: “um estranho”.
Lit.: “um estrangeiro”.
Ou, possivelmente: “falsos; forçados”.
Ou: “A alma saciada”.
Lit.: “pisa”.
Ou: “para a alma faminta”.
Ou: “que foge”.
Ou: “conselho da alma”.
Ou: “me escarnece; me ridiculariza”.
Ou: “a punição”.
Ou: “um estrangeiro”.
Ou: “esposa que passa a vida a resmungar”.
Lit.: “a face do seu amigo”.
Ou: “O Seol e o Abadon”.
Recipiente de barro usado para refinar metais.
Ou: “Assim é um homem, de acordo com o seu elogio”.
Ou: “Fixa o coração nas; Presta atenção às”.
Ou: “o diadema”.

Notas de estudo

Multimédia