Isaías 10:1-34

10  Ai dos que fazem leis prejudiciais,+Que elaboram sempre decretos opressivos,   Para negar aos pobres os seus direitos,Para privar da justiça os de condição humilde do meu povo,+Tirando os bens às viúvasE saqueando os órfãos!*+   O que é que vocês farão no dia do ajuste de contas,*+Quando a destruição vier de longe?+ A quem recorrerão em busca de ajuda+E onde deixarão as vossas riquezas?*   Só vos restará curvar-se entre os presosOu cair entre os mortos. Em vista de tudo isto, a Sua ira não recuou,A sua mão ainda está estendida para golpear.+   “Ah! O assírio,+A vara para expressar a minha ira;+E o bastão na sua mão para expressar a minha fúria!*   Irei enviá-lo contra uma nação apóstata,+Contra o povo que me enfureceu;Irei dar-lhe a ordem de recolher muito despojo e fazer um grande saque,E de os calcar como lama nas ruas.+   Mas ele não terá essa intenção,E o seu coração não tramará isso;Porque tem no coração aniquilar,Destruir muitas nações, não poucas.   Pois ele diz:‘Não são reis todos os meus príncipes?+   Não é Calno+ como Carquemis?+ Não é Hamate+ como Arpade?+ Não é Samaria+ como Damasco?+ 10  A minha mão apoderou-se dos reinos dos deuses que não valem nada,Cujas imagens esculpidas eram mais numerosas do que as de Jerusalém e de Samaria!+ 11  Não farei também a Jerusalém e aos seus ídolosAssim como fiz a Samaria e aos seus deuses que não valem nada?’+ 12  “Quando Jeová acabar todo o seu trabalho no monte Sião e em Jerusalém, Ele punirá* o rei da Assíria por causa do seu coração insolente e do seu olhar orgulhoso e arrogante.+ 13  Pois ele diz:‘Irei fazê-lo com a força da minha mãoE com a minha sabedoria, pois sou sábio. Eliminarei os limites dos territórios dos povos+E saquearei os seus tesouros,+E subjugarei os habitantes como um poderoso.+ 14  Como um homem que alcança um ninho,A minha mão vai apoderar-se dos recursos dos povos;E como alguém que junta ovos abandonados,Vou juntar toda a terra! Ninguém baterá as asas, nem abrirá a boca, nem dará um pio.’” 15  Será que o machado se eleva acima daquele que corta com ele? Será que a serra se eleva acima daquele que serra com ela? Pode uma vara+ mover aquele que a ergue? Ou pode um bastão erguer aquele que não é feito de madeira? 16  Por isso, o verdadeiro Senhor, Jeová dos exércitos,Fará os seus* homens fortes ficarem fracos,+E sob a sua glória acenderá um fogo ardente.+ 17  A Luz de Israel+ irá tornar-se um fogo,+E o seu Santo uma chama;E num só dia queimará e consumirá as suas* ervas daninhas e os seus espinhos. 18  Acabará totalmente* com a glória da sua* floresta e do seu pomar;Será como quando um doente definha.+ 19  As árvores que restarem da sua florestaSerão tão poucas que um menino as poderá contar. 20  Nesse dia, os que restarem de IsraelE os sobreviventes da casa de JacóNão se apoiarão mais naquele que os golpeava,+Mas irão apoiar-se em Jeová,O Santo de Israel, com fidelidade. 21  Apenas um restante voltará,O restante de Jacó, para o Deus Poderoso.+ 22  Pois embora o teu povo, ó Israel,Seja como os grãos de areia do mar,Apenas um restante retornará.+ Foi decretado um extermínio,+E a justiça* irá engoli-los como uma enchente.+ 23  Sim, o extermínio decretado pelo Soberano Senhor, Jeová dos exércitos,Será executado em toda esta terra.+ 24  Portanto, assim diz o Soberano Senhor, Jeová dos exércitos: “Não tenhas medo, povo meu, que moras em Sião, por causa do assírio que te golpeava com a vara+ e levantava o bastão contra ti, assim como fazia o Egito.+ 25  Pois dentro de pouco tempo a minha fúria* chegará ao fim; a minha ira vai voltar-se contra eles para os destruir.+ 26  Jeová dos exércitos irá castigá-lo com um chicote,+ como quando ele derrotou Midiã junto à rocha de Orebe.+ E o seu bastão estará sobre o mar, e ele irá erguê-lo assim como fez no caso do Egito.+ 27  Nesse dia o fardo dele será removido de cima dos teus ombros;*+E o jugo dele, de cima do teu pescoço;+E o jugo será quebrado+ por causa do óleo.” 28  Ele chegou a Aiate,+Passou por Migrom,Deixou a sua bagagem em Micmás.+ 29  Atravessaram o rio,Passaram a noite em Geba;+Ramá tremeu, Gibeá+ de Saul fugiu.+ 30  Grita estridentemente, ó filha de Galim! Presta atenção, ó Laísa! Ó pobre Anatote!+ 31  Madmena fugiu. Os habitantes de Gebim procuraram abrigo. 32  Nesse mesmo dia, ele parará em Nobe.+ Ele sacode o punho contra o monte da filha de Sião,A colina de Jerusalém. 33  Vejam! O verdadeiro Senhor, Jeová dos exércitos,Está a cortar ramos com um estrondo terrível;+As árvores mais altas estão a ser derrubadas,E as elevadas são rebaixadas. 34  Ele derruba as moitas da floresta com um instrumento de ferro,*E o Líbano cairá por meio de um poderoso.

Notas de rodapé

Ou: “órfãos de pai”.
Ou: “da punição”.
Ou: “a vossa glória”.
Ou: “condenação”.
Lit.: “Eu punirei”.
Isto é, do “assírio” mencionado nos vv. 5 e 24.
Isto é, do “assírio” mencionado nos vv. 5 e 24.
Ou: “da alma até à carne”.
Isto é, do “assírio” mencionado nos vv. 5 e 24.
Ou: “punição”.
Ou: “condenação”.
Isto é, dos ombros do povo de Deus.
Ou: “um machado”.

Notas de estudo

Multimédia