Deuteronómio 34:1-12

34  Então, Moisés subiu das planícies desérticas de Moabe ao monte Nebo,+ ao cimo do Pisga,+ que fica em frente a Jericó.+ E Jeová mostrou-lhe toda a terra: desde Gileade até Dã,+  todo o Naftali, a terra de Efraim e de Manassés, toda a terra de Judá até ao mar ocidental,*+  o Neguebe+ e o Distrito,*+ incluindo o vale* de Jericó, a cidade das palmeiras, até Zoar.+  Então, Jeová disse-lhe: “Esta é a terra a respeito da qual jurei a Abraão, a Isaque e a Jacó, dizendo: ‘Eu irei dá-la à tua descendência.’*+ Permito-te que a vejas com os teus próprios olhos, mas não passarás para lá.”+  Depois, Moisés, o servo de Jeová, morreu ali na terra de Moabe, assim como Jeová tinha dito.+  Ele enterrou-o no vale que fica na terra de Moabe, em frente a Bete-Peor, e, até ao dia de hoje, ninguém sabe onde está a sua sepultura.+  Moisés tinha 120 anos de idade quando morreu.+ A sua vista não tinha enfraquecido, e ele não tinha perdido as suas forças.  O povo de Israel chorou por Moisés nas planícies desérticas de Moabe durante 30 dias.+ Então, terminaram os dias de choro e de luto por Moisés.  Josué, filho de Num, estava cheio do espírito de sabedoria, pois Moisés tinha posto a sua mão sobre ele;+ e os israelitas começaram a escutá-lo, e fizeram assim como Jeová tinha ordenado a Moisés.+ 10  Mas nunca mais surgiu em Israel um profeta semelhante a Moisés,+ a quem Jeová conhecia face a face.+ 11  Ele realizou todos os sinais e milagres que Jeová o tinha enviado para fazer na terra do Egito, ao Faraó, a todos os seus servos e a toda a sua terra.+ 12  Além disso, Moisés agiu com mão poderosa e poder espantoso diante dos olhos de todo o Israel.+

Notas de rodapé

Isto é, o Grande Mar, o Mediterrâneo.
Pelos vistos, o distrito do Jordão.
Lit.: “a planície de vale”.
Lit.: “semente”.

Notas de estudo

Multimédia