2 Samuel 21:1-22

21  Nos dias de David, houve uma fome+ por três anos consecutivos. Assim, David consultou a Jeová, e Jeová respondeu: “Saul e a sua casa têm culpa de sangue, porque ele matou os gibeonitas.”+  Portanto, o rei chamou os gibeonitas+ e conversou com eles. (A propósito, os gibeonitas não eram israelitas, mas um restante dos amorreus.+ Os israelitas tinham prometido, por meio de um juramento, que os poupariam,+ mas, no seu zelo pelo povo de Israel e de Judá, Saul tentou eliminá-los.)  David perguntou aos gibeonitas: “O que posso eu fazer por vocês e como é que posso fazer expiação, para que vocês abençoem a herança de Jeová?”  Os gibeonitas responderam: “A questão que temos com Saul e os da sua casa não tem a ver com prata ou ouro,+ nem podemos matar ninguém em Israel.” Portanto, ele disse: “Farei o que me pedirem.”  Eles disseram ao rei: “Quanto ao homem que nos exterminou e que tramou eliminar-nos de todo o território de Israel,+  entreguem-nos sete dos seus filhos. Penduraremos os seus cadáveres*+ perante Jeová em Gibeá+ de Saul, o escolhido de Jeová.”+ O rei disse então: “Vou entregá-los.”  No entanto, o rei teve compaixão de Mefibosete,+ filho de Jonatã, filho de Saul, por causa do juramento que David e Jonatã,+ filho de Saul, tinham feito perante Jeová.  Assim, o rei tomou Armoni e Mefibosete, os dois filhos que Rispa,+ filha de Aiá, tinha dado a Saul, e os cinco filhos que Mical,*+ filha de Saul, tinha dado a Adriel,+ filho de Barzilai, o meolatita.  Ele entregou-os aos gibeonitas e estes penduraram os seus cadáveres no monte perante Jeová.+ Os sete morreram juntos; foram executados nos primeiros dias da colheita, no início da colheita da cevada. 10  Então, Rispa,+ filha de Aiá, pegou em serapilheira* e estendeu-a para si sobre uma rocha, desde o início da colheita até que a chuva dos céus caísse sobre os corpos; ela não permitiu que as aves dos céus pousassem sobre eles de dia, nem que os animais selvagens se aproximassem de noite. 11  Contaram a David o que Rispa, filha de Aiá, concubina de Saul, tinha feito. 12  Portanto, David foi buscar os ossos de Saul e do seu filho Jonatã, que estavam com os líderes* de Jabes-Gileade.+ Eles tinham roubado os corpos da praça de Bete-Sã, onde os filisteus os tinham pendurado no dia em que mataram Saul em Gilboa.+ 13  Ele trouxe de lá os ossos de Saul e os ossos do seu filho Jonatã, e também ajuntaram os ossos dos homens que tinham sido executados.*+ 14  De seguida, enterraram os ossos de Saul e de Jonatã, seu filho, em Zela,+ na terra de Benjamim, no túmulo de Quis,+ seu pai. Depois de terem feito tudo o que o rei tinha ordenado, Deus ouviu as súplicas deles a favor da terra.+ 15  Houve novamente guerra entre os filisteus e Israel.+ Portanto, David e os seus homens foram e lutaram contra os filisteus, mas David ficou exausto. 16  Um descendente dos refains,+ chamado Isbi-Benobe, tinha uma lança de cobre que pesava 300 siclos*+ e estava armado com uma espada nova. Ele estava prestes a matar David. 17  Imediatamente, Abisai,+ filho de Zeruia, socorreu+ David, golpeou o filisteu e matou-o. Então, os homens de David fizeram-lhe o seguinte juramento: “O senhor nunca mais sairá connosco à batalha,+ para que não apague a lâmpada de Israel!”+ 18  Depois disso, houve outra guerra contra os filisteus,+ em Gobe. Nessa ocasião, Sibecai,+ o husatita, matou Safe, descendente dos refains.+ 19  Houve mais uma guerra contra os filisteus+ em Gobe, e Elanã, filho de Jaare-Oreguim, o belemita, matou Golias, o geteu, cuja lança tinha um cabo que parecia o cilindro dos tecelões.+ 20  Houve novamente guerra, desta vez em Gate. Havia lá um homem de tamanho extraordinário, com seis dedos em cada mão e seis dedos em cada pé, 24 ao todo; e ele também era descendente dos refains.+ 21  Ele desafiava Israel.+ Por isso, Jonatã, filho de Simei,+ irmão de David, matou-o. 22  Estes quatro eram descendentes dos refains em Gate. Foram mortos por David e pelos seus homens.+

Notas de rodapé

Lit.: “Nós vamos expô-los”, isto é, com braços e pernas fraturados.
Ou, possivelmente: “Merabe”.
Ou, possivelmente: “proprietários de terras”.
Lit.: “expostos”.
Cerca de 3,42 kg. Veja o Ap. B14.

Notas de estudo

Multimédia