Ir para conteúdo

Ir para índice

Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada (Edição de Estudo)

Resumo

  • 1

    • David fica a saber da morte de Saul (1-16)

    • Cântico fúnebre de David sobre Saul e Jonatã (17-27)

  • 2

    • David, rei sobre Judá (1-7)

    • Is-Bosete, rei sobre Israel (8-11)

    • Guerra entre a casa de David e a casa de Saul (12-32)

  • 3

    • Casa de David fortalece-se (1)

    • Filhos de David (2-5)

    • Abner passa para o lado de David (6-21)

    • Joabe mata Abner (22-30)

    • David chora por Abner (31-39)

  • 4

    • Is-Bosete é assassinado (1-8)

    • David manda matar os assassinos (9-12)

  • 5

    • David é feito rei sobre todo o Israel (1-5)

    • Jerusalém é tomada (6-16)

      • Sião, a Cidade de David (7)

    • David derrota os filisteus (17-25)

  • 6

    • A Arca é trazida para Jerusalém (1-23)

      • Uzá segura a Arca e é morto (6-8)

      • Mical despreza David (16, 20-23)

  • 7

    • David não construirá o templo (1-7)

    • Pacto com David para um reino (8-17)

    • Oração de agradecimento de David (18-29)

  • 8

    • Vitórias de David (1-14)

    • Administração de David (15-18)

  • 9

    • Amor leal de David por Mefibosete (1-13)

  • 10

    • Vitórias sobre Amom e a Síria (1-19)

  • 11

    • Adultério de David com Bate-Seba (1-13)

    • David faz com que Urias seja morto (14-25)

    • David toma Bate-Seba como esposa (26, 27)

  • 12

    • Natã repreende David (1-15a)

    • O filho de Bate-Seba morre (15b-23)

    • Bate-Seba dá à luz Salomão (24, 25)

    • A cidade amonita de Rabá é tomada (26-31)

  • 13

    • Amnom viola Tamar (1-22)

    • Absalão mata Amnom (23-33)

    • Absalão foge para Gesur (34-39)

  • 14

    • Joabe e a mulher tecoíta (1-17)

    • David percebe a trama de Joabe (18-20)

    • Absalão recebe permissão para voltar (21-33)

  • 15

    • Conspiração e revolta de Absalão (1-12)

    • David foge de Jerusalém (13-30)

    • Aitofel junta-se a Absalão (31)

    • Husai é enviado para frustrar o conselho de Aitofel (32-37)

  • 16

    • Ziba calunia Mefibosete (1-4)

    • Simei amaldiçoa David (5-14)

    • Absalão recebe Husai (15-19)

    • Conselho de Aitofel (20-23)

  • 17

    • Husai frustra o conselho de Aitofel (1-14)

    • David é avisado; escapa de Absalão (15-29)

      • Barzilai e outros fornecem suprimentos (27-29)

  • 18

    • Derrota e morte de Absalão (1-18)

    • David é informado sobre a morte de Absalão (19-33)

  • 19

    • David chora por Absalão (1-4)

    • Joabe repreende David (5-8a)

    • David volta para Jerusalém (8b-15)

    • Simei pede perdão (16-23)

    • Mefibosete prova a sua inocência (24-30)

    • Barzilai é honrado (31-40)

    • Discussão entre as tribos (41-43)

  • 20

    • Revolta de Seba; Joabe mata Amasa (1-13)

    • Seba é perseguido e decapitado (14-22)

    • Administração de David (23-26)

  • 21

    • Vingança dos gibeonitas contra a casa de Saul (1-14)

    • Guerras contra os filisteus (15-22)

  • 22

    • David louva a Deus pelos seus atos de salvação (1-51)

      • “Jeová é o meu rochedo” (2)

      • Jeová é leal com os leais (26)

  • 23

    • Últimas palavras de David (1-7)

    • Façanhas dos guerreiros valentes de David (8-39)

  • 24

    • Pecado de David relacionado com o recenseamento (1-14)

    • Peste mata 70 000 (15-17)

    • David constrói um altar (18-25)

      • Não se farão sacrifícios que não custem nada (24)