2 Crónicas 26:1-23

26  Todo o povo de Judá tomou então Uzias,+ que tinha 16 anos de idade, e fizeram-no rei no lugar do seu pai, Amazias.+  Ele reconstruiu Elote+ e restituiu-a a Judá depois de o rei* ter descansado com os seus antepassados.+  Uzias+ tinha 16 anos de idade quando se tornou rei, e reinou durante 52 anos em Jerusalém. O nome da sua mãe era Jecolia, de Jerusalém.+  Ele fazia o que era certo aos olhos de Jeová, assim como Amazias, seu pai, tinha feito.+  Procurava a Deus nos dias de Zacarias, que o ensinou a temer o verdadeiro Deus. Enquanto procurava a Jeová, o verdadeiro Deus fazia-o prosperar.+  Ele saiu para lutar contra os filisteus+ e abriu uma brecha na muralha de Gate,+ na muralha de Jabné+ e na muralha de Asdode.+ Então, construiu cidades no território de Asdode e no território dos filisteus.  O verdadeiro Deus continuou a ajudá-lo nas guerras contra os filisteus, contra os árabes+ que moravam em Gurbaal e contra os meunins.  Os amonitas+ começaram a pagar tributo a Uzias. Por fim, a sua fama chegou até ao Egito, pois ele tornou-se extremamente poderoso.  Além disso, Uzias construiu torres+ em Jerusalém, ao pé do Portão da Esquina,+ do Portão do Vale+ e do Contraforte, e reforçou-as. 10  Também construiu torres+ no deserto e cavou* muitas cisternas (pois tinha muitos animais); fez o mesmo na Sefelá e na planície.* Nos montes e no Carmelo, ele tinha lavradores e homens que trabalhavam nos vinhedos, pois amava a agricultura. 11  Uzias também veio a ter um exército preparado para a guerra. Saíam em campanhas militares, organizados em divisões. Foram contados e registados+ por Jeiel, o secretário,+ e por Maaseias, o oficial, sob o comando de Hananias, um dos príncipes do rei. 12  O número total dos cabeças das casas paternas que comandavam estes guerreiros valentes era de 2600. 13  As forças armadas sob o seu comando eram de 307 500 homens prontos para a guerra, uma poderosa força militar para apoiar o rei contra o inimigo.+ 14  Uzias equipou todo o exército com escudos, lanças,+ capacetes, cotas de malha,+ arcos e fundas para atirar pedras.+ 15  Além disso, fez em Jerusalém máquinas de guerra projetadas por engenheiros; elas foram colocadas nas torres+ e nas esquinas da muralha e atiravam flechas e pedras grandes. Assim, a sua fama espalhou-se por toda a parte, pois recebeu uma ajuda extraordinária e tornou-se forte. 16  No entanto, assim que se tornou forte, o seu coração ficou arrogante, para a sua própria ruína, e agiu de maneira infiel contra Jeová, seu Deus, por entrar no templo de Jeová para queimar incenso no altar do incenso.+ 17  Imediatamente, Azarias, o sacerdote, e outros 80 sacerdotes de Jeová, homens corajosos, entraram atrás dele. 18  Confrontaram o rei Uzias e disseram-lhe: “Não lhe cabe a si, rei Uzias, queimar incenso a Jeová!+ Apenas os sacerdotes devem queimar incenso, pois são os descendentes de Arão,+ os que foram santificados. Saia do santuário, pois agiu de modo infiel, e não receberá glória da parte de Jeová Deus por isto.” 19  Uzias, porém, que estava com um incensário na mão para queimar incenso, ficou enfurecido;+ e, durante o seu acesso de ira contra os sacerdotes, apareceu-lhe lepra+ na testa diante dos sacerdotes, na casa de Jeová, ao pé do altar do incenso. 20  Quando Azarias, o principal sacerdote, e todos os sacerdotes olharam para ele, viram que tinha sido atacado de lepra na testa! Por isso, levaram-no rapidamente para fora, e ele mesmo se apressou a sair, porque Jeová o tinha atingido. 21  O rei Uzias continuou leproso até ao dia da sua morte. Como leproso, ele permaneceu numa casa separada,+ pois tinha sido excluído da casa de Jeová. Jotão, seu filho, ficou encarregado da casa* do rei, julgando o povo da terra.+ 22  E os outros acontecimentos da história de Uzias, do início ao fim, foram registados pelo profeta Isaías,+ filho de Amoz. 23  Por fim, Uzias descansou com os seus antepassados, e enterraram-no com os seus antepassados, mas no campo de sepultura que pertencia aos reis, pois disseram: “Ele é leproso.” E Jotão,+ seu filho, tornou-se rei no seu lugar.

Notas de rodapé

Isto é, o seu pai, Amazias.
Ou: “na achada”.
Provavelmente na rocha.
Ou: “do palácio”.

Notas de estudo

Multimédia