Êxodo 26:1-37

26  “Deves fazer o tabernáculo+ com dez panos de linho fino retorcido, linha azul, lã roxa e fio escarlate. Deves fazê-los com querubins+ bordados.+  Cada pano terá 28 côvados* de comprimento e 4 côvados de largura. Todos os panos devem ser do mesmo tamanho.+  Cinco panos devem ser unidos entre si, formando uma sequência, e os outros cinco panos serão unidos entre si, formando outra sequência.  Farás pequenas alças de linha azul na borda do pano que fica no fim de uma sequência, e deves fazer o mesmo na borda do pano que fica na extremidade da outra sequência, onde as duas sequências se juntarão.  Farás 50 alças num pano e 50 alças na borda do outro pano, de modo a que as alças fiquem umas de frente para as outras onde as duas sequências se juntarão.  Deves fazer 50 colchetes de ouro e unir as sequências de panos por meio dos colchetes, e o tabernáculo irá tornar-se uma só unidade.+  “Farás também panos de pelo de cabra+ para servirem de tenda por cima do tabernáculo; farás 11 panos.+  Cada pano terá 30 côvados de comprimento e 4 côvados de largura. Os 11 panos serão do mesmo tamanho.  Deves unir cinco desses panos, unir os outros seis panos e dobrar o sexto pano na parte da frente da tenda. 10  Deves fazer 50 alças na borda do pano que fica na extremidade de uma sequência, e 50 alças na borda do pano que fica na extremidade da outra sequência, onde elas se juntarão. 11  Deves fazer 50 colchetes de cobre e colocar os colchetes nas alças para unir as partes da tenda, e esta irá tornar-se uma só unidade. 12  Os panos da tenda terão um excedente, e o excedente ficará a pender. Metade do pano que sobrar deve ficar a pender para a parte de trás do tabernáculo. 13  E a parte que sobrar do comprimento dos panos ficará a pender um côvado para cada lado do tabernáculo, e servirá para cobri-lo. 14  “Farás também para a tenda uma cobertura de pele de carneiro tingida de vermelho e, por cima desta, uma cobertura de pele de foca.+ 15  “Farás armações+ de madeira de acácia para o tabernáculo, que serão colocadas na posição vertical.+ 16  Cada armação terá dez côvados de altura e um côvado e meio de largura. 17  Em cada armação haverá duas espigas* ligadas uma à outra.* É assim que farás todas as armações do tabernáculo. 18  Deves fazer 20 armações para o lado sul do tabernáculo, voltadas para o sul. 19  “Farás 40 bases de prata com encaixe+ para ficarem debaixo dessas 20 armações: duas bases com encaixe para as duas espigas da primeira armação, e duas bases com encaixe para as duas espigas de cada uma das sucessivas armações.+ 20  Para o outro lado do tabernáculo, o lado norte, faz 20 armações 21  e as suas 40 bases de prata com encaixe — duas bases com encaixe para a primeira armação e duas bases com encaixe para cada uma das sucessivas armações. 22  Para a parte de trás do tabernáculo, a oeste, farás seis armações.+ 23  E farás duas armações para servirem como duas escoras para os cantos, na parte de trás do tabernáculo. 24  Essas armações devem ser formadas por duas peças, da base até ao topo, até à primeira argola. É assim que ambas devem ser feitas, formando as duas escoras para os cantos. 25  Portanto, haverá oito armações com as suas dezasseis bases de prata com encaixe — duas bases com encaixe sob a primeira armação e duas bases com encaixe sob cada uma das sucessivas armações. 26  “Farás travessas de madeira de acácia: cinco para as armações de um lado do tabernáculo,+ 27  cinco para as armações do outro lado do tabernáculo e cinco para as armações do lado oeste do tabernáculo, a parte de trás. 28  A travessa do meio, que ficará a meia altura das armações, deverá ir de uma extremidade à outra. 29  “Revestirás de ouro as armações+ e nelas farás argolas de ouro por onde passarão as travessas, e revestirás de ouro as travessas. 30  Arma o tabernáculo segundo o projeto que te foi mostrado no monte.+ 31  “Deves fazer uma cortina+ de linha azul, lã roxa, fio escarlate e linho fino retorcido. Esta terá querubins bordados. 32  Pendura-a em quatro colunas de acácia revestidas de ouro. Os ganchos das colunas devem ser de ouro. As colunas serão fixadas sobre quatro bases de prata com encaixe. 33  Pendurarás a cortina abaixo dos colchetes e levarás a Arca do Testemunho+ para dentro, atrás da cortina. A cortina vai servir-vos de separação entre o Santo+ e o Santíssimo.+ 34  Põe a tampa sobre a Arca do Testemunho, no Santíssimo. 35  “Porás a mesa do lado de fora da cortina, e o candelabro+ no lado sul do tabernáculo, em frente à mesa; e porás a mesa no lado norte. 36  Farás para a entrada da tenda uma cortina tecida* com linha azul, lã roxa, fio escarlate e linho fino retorcido.+ 37  Farás para essa cortina* cinco colunas de acácia e irás revesti-las de ouro. Os ganchos das colunas devem ser de ouro, e para estas farás cinco bases com encaixe, de cobre fundido.

Notas de rodapé

Um côvado equivalia a 44,5 cm. Veja o Ap. B14.
Ou: “peças verticais”.
Ou: “paralelas uma à outra”.
Ou: “um reposteiro tecido”.
Ou: “esse reposteiro”.

Notas de estudo

Multimédia