Ir para conteúdo

Ir para menu secundário

Ir para conteúdo

Testemunhas de Jeová

Língua Gestual Portuguesa

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Setembro 2017

Esforce-se para ter autodomínio

Esforce-se para ter autodomínio

“O fruto do espírito é . . . autodomínio.” — GÁL. 5:22, 23.

CÂNTICOS: 32, 52

1, 2. (a) Que problemas são causados pela falta de autodomínio? (b) Por que é importante estudar esse assunto?

PARA termos autodomínio, precisamos da ajuda de Jeová. (Gál. 5:22, 23) Ele é o exemplo perfeito de autodomínio. Mas nós somos imperfeitos, e desenvolver essa qualidade exige muito esforço. A falta de autodomínio é a raiz de muitos problemas. Por exemplo, muitas pessoas deixam tudo pra última hora ou se saem mal na escola ou no trabalho porque não são disciplinadas. A falta de autodomínio também leva muitos a ser violentos, falar coisas ofensivas, beber demais, fazer dívidas, ficar viciados em alguma coisa ou até ser presos. Outros resultados da falta de autodomínio são gravidez indesejada, doenças sexualmente transmissíveis, divórcio e traumas emocionais. — Sal. 34:11-14.

2 Então, é muito importante estudar sobre como podemos desenvolver autodomínio. Como vimos, muitos não sabem se controlar e acabam causando problemas para si mesmos e para outros. Mas já era de esperar que isso acontecesse porque a Bíblia diz que nos últimos dias as pessoas seriam “sem autodomínio”. — 2 Tim. 3:1-3.

3. Por que devemos nos esforçar para ter autodomínio?

3 Por que devemos nos esforçar para ter autodomínio? Um motivo é que pessoas que sabem controlar suas emoções e seus sentimentos costumam ter menos problemas na vida. Elas têm mais facilidade para construir bons relacionamentos. Além disso, conseguem controlar a raiva e têm menos ansiedade e depressão. Outro motivo é que, para sermos amigos de Jeová, é fundamental saber controlar desejos errados e resistir a tentações. Adão e Eva não tiveram autodomínio e perderam sua amizade com Jeová. (Gên. 3:6) Desde então, muitas pessoas deixaram de cultivar autodomínio e colheram tristes consequências.

4. O que Jeová faz quando estamos com dificuldades para ter autodomínio?

4 Jeová sabe que, para os humanos, não é nada fácil ter autodomínio. Por isso, ele quer nos ajudar a vencer nossos desejos errados. (1 Reis 8:46-50) Quando estamos com dificuldades para ter autodomínio, Jeová age como um verdadeiro amigo e nos dá forças para fazer o que é certo. Neste estudo, vamos aprender que Jeová é nosso melhor exemplo de autodomínio. Vamos ver também exemplos bíblicos de pessoas que mostraram ou não essa qualidade. Daí, vamos estudar o que podemos fazer para ter mais autodomínio.

JEOVÁ DÁ O EXEMPLO

5, 6. Como Jeová mostrou autodomínio quando Satanás ficou contra ele?

5 Jeová é perfeito em tudo o que faz, incluindo no modo como demonstra autodomínio. (Deut. 32:4) Mas nós somos imperfeitos. Então, para aprendermos a ter autodomínio, precisamos estudar e imitar o exemplo de Jeová. Veja uma ocasião em que Jeová precisou de muito autodomínio.

6 Logo no começo da história humana, Satanás ficou contra Jeová. As mentiras de Satanás devem ter deixado os anjos de Jeová revoltados. Talvez você também fique com raiva só de pensar em todo o sofrimento que Satanás causou. Naquela ocasião, Jeová não ficou parado. Mas ele também não agiu por impulso. Ele pensou bem no que ia fazer. Jeová manteve a calma e lidou de modo justo com a rebelião de Satanás. Ele decidiu que era preciso deixar passar um tempo para provar que Satanás é mentiroso. (Êxo. 34:6; Jó 2:2-6) Por que Jeová agiu assim? Porque ele não queria que ninguém fosse destruído, mas que ‘todos alcançassem o arrependimento’. — 2 Ped. 3:9.

7. O que aprendemos do modo como Jeová mostrou autodomínio?

7 O modo como Jeová mostrou autodomínio nos ensina que, em vez de agir por impulso, precisamos medir nossas palavras e pensar bem no que vamos fazer. Quando tivermos que tomar uma decisão importante, precisamos dar tempo ao tempo. Também devemos orar pedindo sabedoria para dizer ou fazer a coisa certa. (Sal. 141:3) Todos nós já sentimos na pele o que acontece quando falamos ou agimos sem pensar. Então, lembre-se: se você fizer alguma coisa enquanto estiver de cabeça quente, vai acabar agindo pela emoção, não pela razão. — Pro. 14:29; 15:28; 19:2.

BONS E MAUS EXEMPLOS

8. (a) Onde podemos encontrar exemplos de pessoas que tinham autodomínio? (b) O que ajudou José a não cometer imoralidade? (Veja o desenho no começo do estudo.)

8 A Bíblia tem exemplos que mostram a importância de controlarmos nossos sentimentos e nossas ações. Um deles é José. No Egito, José se tornou escravo de Potifar, que era chefe da guarda de Faraó. José era um rapaz bonito e forte, e a esposa de Potifar acabou se apaixonando por ele. Ela até tentou convencê-lo a cometer imoralidade. O que impediu José de cair nas garras dela? José disse à mulher de Potifar: “Como eu poderia cometer essa grande maldade e realmente pecar contra Deus?” Isso mostra que José tinha tirado tempo para pensar no que aconteceria se ele pecasse. Quando a situação ficou pior e ela o agarrou, ele fugiu. — Gên. 39:6, 9; leia Provérbios 1:10.

9. Como você pode se preparar para resistir a tentações?

9 O exemplo de José nos ensina que, para ser obedientes, às vezes precisamos fugir da tentação. Alguns dos que agora servem a Jeová comiam ou bebiam demais, fumavam, usavam drogas, praticavam imoralidade ou faziam outras coisas erradas. Mesmo depois do batismo, pode ser que alguns ainda se sintam tentados a fazer essas coisas. Como você pode se preparar para resistir a tentações? Tire tempo para pensar no que vai acontecer se você se deixar levar pelos desejos errados. Pense em como isso vai prejudicar sua amizade com Jeová. Tente imaginar situações em que você poderia ficar tentado a fazer coisas erradas e evite essas situações. (Sal. 26:4, 5; Pro. 22:3) E, quando enfrentar uma tentação, ore a Jeová pedindo sabedoria e autodomínio.

10, 11. (a) Que pressão muitos jovens enfrentam? (b) O que pode ajudar os jovens a resistir à pressão para fazer coisas erradas?

10 Assim como aconteceu com José, muitos jovens que servem a Jeová sofrem pressão para cometer imoralidade. Veja o exemplo de uma jovem chamada Kim. A maioria dos colegas de escola dela tinham relações sexuais e, na segunda-feira, era comum contarem as experiências do fim de semana. Kim não tinha histórias assim para contar. Ela diz que às vezes se sentia um peixe fora d’água e que os colegas a criticavam porque ela não tinha um namorado. Mas Kim sabia que, se começasse a namorar, a pressão para cometer imoralidade seria ainda maior. (2 Tim. 2:22) Quando eles perguntavam se ela ainda era virgem, ela aproveitava para explicar por que não tinha relações sexuais. Jovens como Kim, que estão decididos a se manter fiéis, nos enchem de orgulho. E Jeová também fica orgulhoso deles!

11 A Bíblia fala de algumas pessoas que não controlaram seus desejos sexuais e sofreram muito por isso. Se você está passando por uma situação parecida à de Kim, o que pode ajudar? Tire tempo para pensar no que aconteceu com o jovem mencionado no capítulo 7 de Provérbios. Estude também a história de Amnom e pense nos terríveis resultados da decisão errada dele. (2 Sam. 13:1, 2, 10-15, 28-32) Os pais também podem estudar essas passagens bíblicas em sua adoração em família. Assim, eles vão ajudar seus filhos a desenvolver autodomínio e sabedoria para resistir a tentações.

12. (a) Como José mostrou autodomínio ao lidar com seus irmãos? (b) Em que situações precisamos controlar nossas emoções?

12 José também mostrou autodomínio em outra situação. Quando seus irmãos apareceram no Egito para comprar comida, José controlou suas emoções e não revelou quem ele era. Ele fez isso para descobrir o que seus irmãos tinham no coração. E, quando percebeu que não ia conseguir segurar as lágrimas, ele foi para um lugar mais reservado. (Gên. 43:30, 31) O exemplo de José pode nos ajudar quando alguém na congregação faz alguma coisa que nos irrita. É melhor não fazer nem dizer nada que nos deixe arrependidos depois. (Pro. 16:32; 17:27) Além disso, para evitar contato desnecessário com parentes desassociados, talvez precisemos controlar nossos sentimentos. Fazer isso não é fácil. Mas algo que ajuda é lembrar que o próprio Jeová demonstra autodomínio e que ele espera o mesmo de nós.

13. Que lições aprendemos de relatos sobre o rei Davi?

13 Outro exemplo interessante é o de Davi, que recebeu de Jeová a autoridade para ser rei. Em algumas ocasiões, Saul provocou Davi. Simei também o desrespeitou. Mas Davi se controlou e não abusou do seu poder. (1 Sam. 26:9-11; 2 Sam. 16:5-10) Será que Davi sempre foi um exemplo de autodomínio? Não, e isso fica claro quando nos lembramos do pecado dele com Bate-Seba e do modo como ele reagiu quando Nabal o desrespeitou. (1 Sam. 25:10-13; 2 Sam. 11:2-4) Esses relatos nos ensinam lições importantes. Uma delas é que os anciãos precisam ter autodomínio para não abusar da autoridade que receberam de Jeová. Outra lição é que ninguém pode ficar confiante demais, achando que nunca vai cair em tentação. — 1 Cor. 10:12.

COMO DESENVOLVER AUTODOMÍNIO

14. (a) Que situação testou o autodomínio de Luigi? (b) Depois de ler 2 Coríntios 6:3, 4, responda: Por que é importante ter autodomínio em todas as situações?

14 O que você pode fazer para ter mais autodomínio? Veja o que aconteceu com um irmão chamado Luigi. Um motorista bateu na traseira do carro dele e, mesmo estando errado, começou a xingar Luigi. O motorista queria começar uma briga, mas na hora Luigi fez uma oração pedindo que Jeová o ajudasse a manter a calma. Ele também tentou acalmar o outro motorista, mas não adiantou nada. Daí, Luigi anotou a placa do carro e foi embora, enquanto o homem continuava gritando. Uma semana depois, Luigi foi revisitar uma mulher. E sabe quem era o marido dela? O outro motorista! O homem ficou muito sem graça e pediu desculpas pelo que tinha feito. Ele se ofereceu para contatar a seguradora de Luigi a fim de acelerar o conserto do carro. Ele também mostrou interesse na mensagem do Reino. Quando Luigi pensa no que aconteceu, ele percebe que foi muito importante ter mantido a calma depois do acidente. Ele viu que, se tivesse perdido a cabeça, teria dado um péssimo testemunho. — Leia 2 Coríntios 6:3, 4.

Nossa pregação pode ser afetada pelo modo como reagimos a situações estressantes do dia a dia (Veja o parágrafo 14.)

15, 16. Por que estudar a Bíblia nos ajuda a ter mais autodomínio?

15 Para ter autodomínio, precisamos estudar a Bíblia e tirar tempo para pensar no que estamos estudando. Veja o que Deus disse a Josué: “Este livro da Lei deve estar sempre em seus lábios; leia-o em voz baixa dia e noite, para obedecer cuidadosamente a tudo o que está escrito nele. Assim seu caminho será bem-sucedido, e você agirá sabiamente.” (Jos. 1:8) Por que estudar a Bíblia nos ajuda a ter mais autodomínio?

16 Como vimos, a Bíblia tem exemplos que mostram as vantagens de ter autodomínio e também os problemas que surgem quando não temos essa qualidade. Jeová colocou essas histórias na Bíblia para nos ajudar. (Rom. 15:4) Por isso, devemos ler a Bíblia e meditar no que lemos, prestando atenção até mesmo nos detalhes. Tente entender como os exemplos da Bíblia podem ajudar você e sua família. Peça que Jeová o ajude a colocar em prática o que a Bíblia diz. Você talvez veja que precisa ter mais autodomínio em alguma área da vida. Se isso acontecer, não finja que está tudo bem. Ore sobre isso e procure ver o que você pode fazer para melhorar. (Tia. 1:5) O que acha de pesquisar nas nossas publicações? Elas têm boas sugestões que vão ajudar você a vencer qualquer dificuldade que estiver enfrentando.

17. Como os pais podem ajudar os filhos a ter autodomínio?

17 Como os pais podem ajudar os filhos a ter autodomínio? É claro que ninguém nasce com autodomínio. Para que uma criança aprenda a ter autodomínio ou qualquer outra qualidade, os pais precisam dar o exemplo. (Efé. 6:4) Então, se você perceber que seu filho está com dificuldades para controlar seus sentimentos e emoções, tente ver se você está dando um bom exemplo nesse sentido. Talvez você mesmo precise ser mais regular no serviço de campo, nas reuniões e na adoração em família. Lembre-se também de que Jeová limitou o que Adão e Eva podiam fazer. Isso mostra que você não precisa ter medo de dizer “não” e de corrigir seu filho. Fazer isso vai ajudar seu filho a ter amor por Jeová e respeito pelo que é certo. Essa é uma das coisas mais importantes que você pode fazer pelo seu filho. — Leia Provérbios 1:5, 7, 8.

18. Por que precisamos escolher bem nossos amigos?

18 Todos nós também precisamos mostrar autodomínio na hora de escolher nossos amigos. Bons amigos nos ajudam a evitar problemas e a fazer nosso melhor para Jeová. (Pro. 13:20) Se tivermos amigos que amam a Jeová e que demonstram autodomínio, nós vamos querer ser como eles. E, quando fazemos o que é certo, nossos amigos ficam mais felizes. Então, queremos nos esforçar para ter autodomínio. Assim, vamos ter muitos momentos felizes com as pessoas que amamos e ainda vamos sentir a felicidade de saber que estamos agradando a Jeová.