Ir para conteúdo

Ir para menu secundário

Ir para conteúdo

Testemunhas de Jeová

Língua Gestual Portuguesa

A Bíblia — Qual É a Sua Mensagem?

SECÇÃO 10

Salomão governa com sabedoria

Salomão governa com sabedoria

Jeová dá ao Rei Salomão um coração sábio; durante seu reinado, os israelitas desfrutam de incomparável paz e prosperidade

COMO seria a vida se uma nação inteira e seu governante seguissem a Jeová como seu Soberano e obedecessem às Suas leis? A resposta foi demonstrada durante o reinado de 40 anos do Rei Salomão.

Antes de morrer, Davi designou seu filho Salomão como sucessor. Num sonho, Deus disse a Salomão que fizesse um pedido. Salomão pediu sabedoria e conhecimento para julgar o povo de modo justo e sábio. Jeová se agradou disso e deu a Salomão sabedoria e compreensão. Além disso, prometeu-lhe riquezas, glória e vida longa se ele permanecesse obediente.

Salomão tornou-se famoso por seus julgamentos sábios. Num caso, duas mulheres discutiam sobre um bebê, cada qual dizendo ser a mãe dele. Salomão mandou cortar o bebê ao meio e dar a cada mulher uma metade. A primeira mulher concordou. Mas a verdadeira mãe contestou de imediato, dizendo que a criança deveria ser dada à outra mulher. Salomão viu então claramente que a mãe verdadeira era a mulher compassiva e deu o menino a ela. Todo o Israel logo ficou sabendo dessa decisão judicial e o povo reconheceu que Salomão tinha sabedoria divina.

Uma das maiores realizações de Salomão foi a construção do templo de Jeová — uma estrutura magnífica em Jerusalém que seria usada como centro de adoração em Israel. Na inauguração do templo, Salomão orou: “Os próprios céus, sim, o céu dos céus, não te podem conter; quanto menos, então, esta casa que construí!” — 1 Reis 8:27.

A reputação de Salomão espalhou-se para outros países, mesmo até a distante Sabá, na Arábia. A rainha de Sabá veio para ver o esplendor e a riqueza de Salomão e para testar a profundeza de sua sabedoria. A rainha ficou tão impressionada com a sabedoria de Salomão e com a prosperidade de Israel que louvou a Jeová por ter colocado esse sábio rei no trono. De fato, com a bênção de Jeová, o governo de Salomão foi o mais próspero e pacífico da história do Israel antigo.

Infelizmente, com o tempo Salomão deixou de agir em harmonia com a sabedoria de Jeová. Desobedecendo à ordem de Deus, ele casou-se com centenas de mulheres, incluindo muitas que adoravam deuses estrangeiros. Essas esposas, aos poucos, fizeram com que o coração de Salomão se desviasse de Jeová para a adoração de ídolos. Jeová disse a Salomão que parte do reino seria arrancada dele. Somente uma parte permaneceria com a sua família, disse Deus, por consideração ao pai de Salomão, Davi. Apesar do desvio de Salomão, Jeová permaneceu leal ao pacto do Reino que fez com Davi.

— Baseado em 1 Reis, capítulos 1 a 11; 2 Crônicas, capítulos 1 a 9; Deuteronômio 17:17.