Ir para conteúdo

Ir para menu secundário

Ir para conteúdo

Testemunhas de Jeová

Língua Gestual Portuguesa

A Bíblia — Qual É a Sua Mensagem?

SECÇÃO 1

O Criador dá ao homem um paraíso

O Criador dá ao homem um paraíso

Deus cria o Universo e a vida na Terra; cria também um homem e uma mulher perfeitos, coloca-os num belo jardim e dá-lhes certos mandamentos que devem ser obedecidos

ELAS têm sido chamadas de as palavras introdutórias mais famosas já escritas. “No princípio Deus criou os céus e a terra.” (Gênesis 1:1) Com essa simples e majestosa sentença, a Bíblia nos apresenta a Pessoa que é a figura central nas Escrituras Sagradas — o Deus todo-poderoso, Jeová. O primeiro versículo da Bíblia revela que Deus é o Criador do vasto Universo, incluindo o planeta em que vivemos. Os versículos seguintes explicam que, numa série de longos períodos, simbolicamente chamados de dias, Deus preparou nosso lar terrestre e trouxe à existência todas as maravilhas do nosso mundo natural.

A mais importante criação terrestre de Deus foi o homem — uma criatura feita à imagem de Deus, capaz de refletir as qualidades do próprio Jeová, como seu amor e sua sabedoria. Deus fez o homem do pó do solo. Ele chamou-o de Adão e colocou-o num paraíso — o jardim do Éden. O próprio Deus plantou esse jardim, enchendo-o com belas árvores frutíferas.

Deus viu a necessidade de o homem ter uma companheira. Usando uma das costelas de Adão, Deus fez uma mulher e a apresentou ao homem como sua esposa, mais tarde chamada Eva. Exultante, Adão disse poeticamente: “Esta, por fim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne.” Deus explicou: “Por isso é que o homem deixará seu pai e sua mãe, e tem de se apegar à sua esposa, e eles têm de tornar-se uma só carne.” — Gênesis 2:22-24; 3:20.

Deus deu a Adão e Eva dois mandamentos. Primeiro, disse-lhes que cultivassem seu lar terrestre e cuidassem dele e, com o tempo, o enchessem com sua descendência. Segundo, disse que, naquele vasto jardim, de uma única árvore eles não poderiam comer do seu fruto, ou seja, a “árvore do conhecimento do que é bom e do que é mau”. (Gênesis 2:17) Se desobedecessem, morreriam. Com esses mandamentos, Deus ofereceu ao homem e à mulher uma maneira de provar que o aceitavam como Governante. Sua obediência também demonstraria seu amor e gratidão. Eles tinham todos os motivos para aceitar Seu domínio bondoso. Não havia falhas nesses humanos perfeitos. A Bíblia diz: “Deus viu tudo o que tinha feito, e eis que era muito bom.” — Gênesis 1:31.

— Baseado em Gênesis, capítulos 1 e 2.