Ir para conteúdo

Ir para menu secundário

Ir para conteúdo

Testemunhas de Jeová

Língua Gestual Portuguesa

A Bíblia — Qual É a Sua Mensagem?

SECÇÃO 19

Jesus faz uma profecia de longo alcance

Jesus faz uma profecia de longo alcance

Jesus delineia aspectos que marcarão a sua presença como Rei entronizado e a terminação deste sistema mundial

NO MONTE DAS OLIVEIRAS, com uma excelente visão de Jerusalém e de seu templo, quatro apóstolos de Jesus lhe perguntaram, em particular, a respeito de algumas de suas declarações. Jesus acabara de dizer que o templo em Jerusalém seria destruído. E, numa ocasião anterior, ele lhes falara sobre a “terminação do sistema de coisas”. (Mateus 13:40, 49) Agora os apóstolos perguntaram: “Qual será o sinal da tua presença e da terminação do sistema de coisas?” — Mateus 24:3.

Na sua resposta, Jesus disse o que aconteceria antes da destruição de Jerusalém. Mas suas palavras tinham um alcance muito maior. A sua profecia teria mais tarde um cumprimento em escala mundial. Jesus profetizou a respeito de uma combinação de acontecimentos e condições mundiais que comporiam um sinal. Esse sinal indicaria aos habitantes da Terra que a “presença” de Jesus como Rei no céu havia começado. Em outras palavras, o sinal indicaria que Jeová Deus havia constituído Jesus como Rei do havia muito prometido Reino messiânico. O sinal significaria que o Reino estaria prestes a eliminar a perversidade e trazer verdadeira paz para a humanidade. Assim, as coisas que Jesus predisse marcariam os últimos dias do velho “sistema de coisas” — os sistemas religiosos, políticos e sociais que agora existem — e o começo de um novo sistema mundial.

Explicando o que ocorreria na Terra durante a sua presença como Rei no céu, Jesus disse que haveria guerras internacionais, escassez de alimentos, grandes terremotos e epidemias. A violação das leis aumentaria. Os genuínos discípulos de Jesus pregariam as boas novas do Reino de Deus em toda a Terra. Tudo isso culminaria numa “grande tribulação” sem precedentes. — Mateus 24:21.

Como os seguidores de Jesus saberiam que essa tribulação estaria próxima? ‘Aprendei da figueira’, disse Jesus. (Mateus 24:32) O aparecimento de folhas nos ramos da figueira é um sinal visível da proximidade do verão. Assim também, a ocorrência — dentro de um determinado período — de todas as coisas que Jesus predisse seria um sinal inconfundível de que o fim estaria próximo. Somente o Pai sabia o dia e a hora exatos do começo da grande tribulação. Por conseguinte, Jesus exortou seus discípulos: “Mantende-vos despertos, pois não sabeis quando é o tempo designado.” — Marcos 13:33.

— Baseado em Mateus, capítulos 24 e 25; Marcos, capítulo 13; Lucas, capítulo 21.

^ par. 14 Para mais informações sobre a profecia de Jesus, veja o capítulo 9 do livro O Que a Bíblia Realmente Ensina?, publicado pelas Testemunhas de Jeová.