Provérbios 30:1-33

  • PALAVRAS DE AGUR (1-33)

    • Não me dês nem pobreza nem riquezas (8)

    • Coisas que nunca ficam satisfeitas (15, 16)

    • Coisas que não deixam rasto (18, 19)

    • Mulher adúltera (20)

    • Animais que são instintivamente sábios (24)

30  Palavras de Agur, filho de Jaque. A mensagem importante que ele transmitiu a Itiel; a Itiel e a Ucal.   Sou mais ignorante do que qualquer outro,+E não tenho o entendimento que um homem deveria ter.   Não aprendi a sabedoria,E não tenho o conhecimento do Santíssimo.   Quem subiu ao céu e depois desceu?+ Quem juntou o vento na palma das mãos? Quem embrulhou as águas na sua roupa?+ Quem estabeleceu* os confins da terra?+ Qual é o seu nome e o nome do seu filho, se é que sabes?   Todas as declarações de Deus são puras.*+ Ele é um escudo para os que se refugiam nele.+   Não acrescentes nada às suas palavras,+Senão ele irá repreender-te,E ficará claro que és um mentiroso.   Peço-te duas coisas; Não me negues isto antes de eu morrer:   Afasta de mim a falsidade e a mentira,+E não me dês nem pobreza nem riquezas. Dá-me apenas a minha porção de alimento,+   Para que eu não me farte e te negue, e diga: “Quem é Jeová?”+ Nem fique pobre e roube, e desonre* o nome do meu Deus. 10  Não calunies um servo diante do seu senhor,Senão ele irá amaldiçoar-te, e tu serás considerado culpado.+ 11  Há uma geração que amaldiçoa o paiE não abençoa a mãe.+ 12  Há uma geração que é pura aos seus próprios olhos,+Mas que não foi purificada da sua imundície.* 13  Há uma geração que tem olhos tão arrogantesE um olhar tão orgulhoso!+ 14  Há uma geração cujos dentes são espadasE cujos maxilares são facas;*Eles devoram os humildes da terraE eliminam os pobres do meio da humanidade.+ 15  As sanguessugas têm duas filhas que gritam: “Mais! Mais!” Há três coisas que não ficam satisfeitas,Quatro que nunca dizem “Chega”: 16  A Sepultura*+ e o ventre estéril,A terra sedenta de água,E o fogo, que nunca diz: “Chega!” 17  Os olhos que gozam com o pai e desprezam a obediência à mãe+Serão arrancados pelos corvos do vale*E devorados pelos filhotes de águia.+ 18  Há três coisas que estão além da minha compreensão,*Quatro que não entendo: 19  O caminho da águia nos céus,O caminho da serpente sobre uma rocha,O caminho do navio em alto-mar,E o caminho do homem com uma jovem. 20  Este é o caminho de uma mulher adúltera: Ela come, limpa a bocaE diz: “Não fiz nada de mal.”+ 21  Há três coisas que fazem a terra tremer,Quatro coisas que ela não pode suportar: 22  Um escravo que se torna rei,+Um tolo empanturrado de comida, 23  Uma mulher odiada* que é tomada como esposa,E uma serva que toma o lugar da* sua senhora.+ 24  Há quatro criaturas que estão entre as menores da terra,Mas que são instintivamente* sábias:+ 25  As formigas não são criaturas fortes,*Ainda assim, preparam o seu alimento no verão.+ 26  Os procávias*+ não são criaturas poderosas,*Mas fazem a sua casa nos rochedos.+ 27  Os gafanhotos+ não têm rei,Mas todos eles avançam em fileiras.*+ 28  A lagartixa+ agarra-se a tudo com as patas,E entra no palácio do rei. 29  Há três coisas que andam de maneira impressionante,Quatro coisas que são impressionantes quando se movem: 30  O leão, que é o mais valente dos animaisE não recua diante de ninguém,+ 31  O galgo, o bodeE o rei acompanhado do seu exército. 32  Se foste tolo e te enalteceste a ti mesmo,+Ou se planeaste fazer isso,Põe a mão sobre a boca.+ 33  Pois assim como bater o leite produz manteigaE apertar o nariz faz sair sangue,Assim também atiçar a ira provoca discussões.+

Notas de Rodapé

Lit.: “levantou”.
Ou: “provadas no fogo”.
Ou: “ataque”.
Lit.: “do seu excremento”.
Ou: “cutelos”.
Ou: “O Seol”, isto é, a sepultura comum da humanidade. Veja o Glossário.
Ou: “uádi”.
Ou: “que são demasiado maravilhosas para mim”.
Ou: “não amada”.
Ou: “que suplanta a”.
Ou: “extremamente”.
Lit.: “As formigas são um povo não forte”.
Animal semelhante ao coelho e que vive em lugares rochosos. Também é chamado hírace (hírax) ou damão.
Lit.: “Os procávias são um povo não poderoso”.
Ou: “divididos em grupos”.