Provérbios 17:1-28

  • Não pagues o bem com o mal (13)

  • Retira-te antes de começar a discussão (14)

  • O verdadeiro amigo ama em todos os momentos (17)

  • “O coração alegre é um bom remédio” (22)

  • O homem de discernimento controla as suas palavras (27)

17  Mais vale um pedaço de pão seco onde há paz*+Do que uma casa cheia de banquetes* e discussões.+   O servo que tem perspicácia terá autoridade sobre o filho que age de modo vergonhosoE receberá parte da herança como um dos irmãos.   O cadinho* é para a prata e o forno de fundição para o ouro,+Mas é Jeová quem examina os corações.+   Os maus prestam atenção a palavras que ferem,E os mentirosos escutam a língua maldosa.+   Quem goza com o pobre insulta Aquele que o fez,+Quem se alegra com a desgraça dos outros não ficará impune.+   Os netos são uma coroa para os idosos,E os pais são a glória dos filhos.   Palavras corretas* não são próprias para o tolo.+ Quanto menos, então, palavras falsas para um governante!*+   Um presente é como uma pedra preciosa* para o seu dono;+Torna-o bem-sucedido onde quer que ele vá.+   Quem perdoa* uma transgressão promove o amor,+Mas aquele que insiste em falar sobre um assunto separa bons amigos.+ 10  Uma repreensão tem um efeito mais profundo em quem tem entendimento+Do que bater cem vezes em quem é tolo.+ 11  Os maus só buscam a rebeldia,Mas um mensageiro cruel será enviado para os punir.+ 12  Mais vale encontrar uma ursa que perdeu as suas criasDo que se deparar com um tolo na sua tolice.+ 13  Se alguém paga o bem com o mal,O mal não se afastará da sua casa.+ 14  Começar uma briga é como abrir uma comporta;*Retira-te antes de estourar a discussão.+ 15  Quem absolve o culpado e quem condena o inocente,+Tanto um como o outro são detestáveis para Jeová. 16  De que adianta ao tolo ter recursos para adquirir sabedoria,Se não tem o desejo de a adquirir?*+ 17  O verdadeiro amigo ama em todos os momentos+E torna-se um irmão em tempos de aflição.+ 18  O homem que não tem bom senso* dá um aperto de mãoE concorda em ser fiador* na presença do seu próximo.+ 19  Quem ama o conflito ama a transgressão.+ Quem faz alta a sua porta procura a ruína.+ 20  Quem tem o coração tortuoso não será bem-sucedido,*+E quem diz mentiras cairá na desgraça. 21  Quem é pai de um filho tolo terá tristeza;E o pai de um filho insensato não tem alegria.+ 22  O coração alegre é um bom remédio,*+Mas o espírito abatido consome a energia da pessoa.*+ 23  Quem é mau aceita suborno às escondidas*Para perverter o caminho da justiça.+ 24  A sabedoria está mesmo à frente de quem tem discernimento,Mas os olhos do tolo vagueiam até aos confins da terra.+ 25  O filho tolo causa tristeza ao seu paiE amargura àquela que o deu à luz.+ 26  Não é bom punir o* justo,E açoitar pessoas honradas vai contra o que é certo. 27  O homem de conhecimento controla as suas palavras,+E o homem de discernimento mantém a calma.*+ 28  Até o tolo é considerado sábio quando fica calado,E quem fecha os lábios é considerado alguém de discernimento.

Notas de Rodapé

Ou: “tranquilidade”.
Lit.: “sacrifícios”.
Recipiente de barro usado para refinar metais.
Ou: “excelentes”.
Ou: “nobre”.
Ou: “é uma pedra que resulta em favor”.
Lit.: “cobre”.
Ou: “abrir uma represa”. Lit.: “liberar águas”.
Ou: “Se não tem bom senso”. Lit.: “Se não tem coração”.
Lit.: “não tem coração”.
Ou: “prestar fiança”.
Lit.: “não encontrará o bem”.
Ou: “ajuda a sarar”.
Ou: “seca os ossos”.
Lit.: “suborno do peito”.
Ou: “impor uma multa ao”.
Lit.: “é frio de espírito”.