Ir para conteúdo

Evento na França reúne os que amam a liberdade

Evento na França reúne os que amam a liberdade

Milhões de pessoas de diferentes países reuniram-se no porto de Rouen, norte da França, de 6 a 16 de junho de 2013. O motivo? Um dos maiores e mais belos festivais náuticos do mundo, a Armada.

Depois de navegarem 120 quilómetros pelo rio Sena, que percorre a bela região da Normandia, os maiores e melhores veleiros do mundo atracaram ao longo dos 7 quilómetros de margem reservados para o evento. Durante cerca de dez dias, os visitantes tiveram a oportunidade de entrar e explorar gratuitamente as mais de 45 embarcações lendárias.

Porque é que a Armada atrai pessoas de várias idades? De acordo com o organizador e fundador do evento, a Armada concede às pessoas a oportunidade de “ficar mais perto daquilo que as faz sonhar - os ‘Gigantes do Mar’”. De facto, a maioria das pessoas, não importa a idade, associa os grandes veleiros a liberdade e a viagens cheias de aventura.

Milhares de turistas também tiveram a oportunidade de ouvir sobre outro tipo de liberdade - a liberdade que só a verdade da Bíblia pode oferecer. (João 8:31, 32) Ao caminharem pelas estreitas e movimentadas ruas medievais da charmosa cidade de Rouen, as pessoas não podiam deixar de notar os carrinhos de publicações usados pelas Testemunhas de Jeová. Quando os turistas ou marinheiros se aproximavam dos carrinhos, eram convidados a tirar qualquer publicação bíblica que desejassem, de graça. Muitas pessoas ficaram interessadas no assunto de capa da revista A Sentinela, “Quando ficaremos livres do preconceito?”, e foram convidadas a ouvir um discurso bíblico proferido em francês, inglês ou espanhol.

Os moradores de Rouen gostaram muito desta iniciativa. Um homem, que se surpreendeu ao ver algumas Testemunhas de Jeová com um carrinho de publicações, disse: “Fico feliz de vos ver nas ruas. Eu respeito muito as pessoas que se apegam àquilo que acreditam, mesmo que a minha opinião seja diferente.” Ao conversar com alguns jovens Testemunhas de Jeová, dois senhores idosos disseram: “Vocês podem ficar orgulhosos de quem são!”