Ir para conteúdo

Ir para índice

Astrologia e adivinhação – podem predizer o futuro?

Astrologia e adivinhação – podem predizer o futuro?

ASTROLOGIA

A astrologia é uma forma de adivinhação. Os astrólogos acreditam que as estrelas, a Lua e os planetas influenciam muito a vida das pessoas. Eles dizem que a posição desses astros no momento do nascimento de uma pessoa determina como vão ser a personalidade e o futuro dela.

Apesar de a astrologia ter começado há muito tempo em Babilónia, ainda continua popular. Uma pesquisa feita nos Estados Unidos em 2012 mostrou que mais de 30% dos entrevistados acreditavam que a astrologia era “um pouco científica”, enquanto 10% acreditavam que era “muito científica”. Será que a ciência apoia mesmo a astrologia? Não. Veja os motivos.

  • Os planetas e as estrelas não emitem uma força que influencia os humanos como os astrólogos dizem.

  • Em geral, as previsões que eles fazem são tão genéricas que poderiam aplicar-se a qualquer pessoa.

  • Hoje, os cálculos astrológicos são feitos com base na ideia antiga de que os planetas giram ao redor da Terra. Na verdade, eles giram à volta do Sol.

  • Astrólogos diferentes fazem previsões diferentes para a mesma pessoa.

  • A astrologia divide as pessoas em 12 signos do zodíaco, com base na sua data de nascimento. No entanto, ao longo dos séculos, houve mudanças na posição da Terra no espaço. Por isso, as datas associadas a cada signo do zodíaco já não correspondem ao período em que o Sol passa pelas constelações que deram nome a esses signos.

Dizem que os signos do zodíaco dão dicas sobre a personalidade de alguém. Contudo, pessoas que nasceram no mesmo dia têm personalidades diferentes. A data de nascimento não revela nada sobre como uma pessoa é. Em vez de ver as pessoas como realmente são, os astrólogos julgam o comportamento e a personalidade delas com base em ideias fixas relacionadas com os signos do zodíaco. Não concorda que isso é uma forma de preconceito?

 ADIVINHAÇÃO

Há muito tempo que as pessoas consultam adivinhos. Alguns videntes tentavam prever o futuro por observar órgãos de animais e de humanos, e até pela maneira como um galo bicava o seu alimento. Outros faziam predições com base em padrões encontrados em folhas de chá e borras de café. Hoje, eles usam cartas de tarô, bolas de cristal, dados, búzios e outras coisas para “ler” o futuro de uma pessoa. Será que podemos confiar na adivinhação? Não. Vamos entender os motivos.

Primeiro, previsões feitas com o uso de métodos diferentes, geralmente, dão resultados diferentes. Até quando o mesmo método é usado, os resultados não são iguais. Por exemplo, se alguém fizesse a mesma pergunta a dois adivinhos, e eles “lessem” as mesmas cartas de tarô, a resposta deveria ser a mesma. Mas, muitas vezes, não é.

Os métodos e a motivação dos adivinhos são duvidosos. Para os críticos, as cartas e bolas de cristal são apenas enfeites. Eles dizem que o adivinho não lê esses objetos, mas sim a reação da pessoa. Por exemplo, um adivinho experiente faz perguntas genéricas ao cliente e fica atento às respostas e à linguagem corporal dele – essas coisas podem revelar algo sobre o cliente. Então, o adivinho conta detalhes sobre a vida da pessoa que ela mesma revelou sem se aperceber. Depois de ganhar a confiança dos clientes, alguns adivinhos conseguem receber muito dinheiro deles.

O QUE A BÍBLIA DIZ

A astrologia e a adivinhação dão a entender que o nosso futuro já está traçado quando nascemos. Será que isso é verdade? A Bíblia diz que podemos escolher aquilo em que acreditamos e o que fazemos, e que as nossas escolhas influenciam o nosso futuro. — Josué 24:15.

Os que adoram a Deus têm mais uma razão para rejeitar a astrologia e a adivinhação. Que razão é essa? Deus condena todas as formas de tentar prever o futuro que usam meios sobrenaturais. Lemos o seguinte na Bíblia: “Não se deve encontrar no teu meio alguém que [...] empregue adivinhação, ou que pratique magia, ou que procure presságios, ou um feiticeiro, ou alguém que prenda outros com encantamento, ou que consulte quem invoca espíritos, ou um adivinho, ou alguém que consulte os mortos. Pois quem faz estas coisas é detestável para Jeová.” * — Deuteronómio 18:10-12.

^ par. 17 Jeová é o nome do “Altíssimo sobre toda a terra”. — Salmo 83:18.