Ir para conteúdo

Ir para índice

Pessoas generosas são mais felizes

Pessoas generosas são mais felizes

“Há mais felicidade em dar.” — ATOS 20:35.

CÂNTICOS: 76 e 110

1. Como é que a criação prova que Jeová é generoso?

DURANTE muito tempo, Jeová viveu sozinho. Mas ele não pensava apenas nele. Pelo contrário, ele decidiu dar vida a outras criaturas, tanto no céu como na Terra. Jeová gosta de partilhar as coisas. Por isso, ele é o “Deus feliz”. (1 Tim. 1:11; Tia. 1:17) Jeová também quer que sejamos felizes. Por essa razão, ele ensina-nos a ser generosos. — Rom. 1:20.

2, 3. (a) Porque precisamos de ser generosos para sermos felizes? (b) O que vamos ver neste estudo?

2 Deus criou o homem à sua imagem. (Gén. 1:27) Isso quer dizer que ele nos deu a capacidade de termos as mesmas qualidades que ele tem. Se queremos ser felizes, precisamos de nos interessar pelo bem-estar dos outros e ser generosos. (Fil. 2:3, 4; Tia. 1:5) Porquê? Porque foi assim que Jeová nos criou. É verdade que somos imperfeitos. Mesmo assim, podemos ser generosos como Jeová é.

3 Neste estudo, vamos rever algumas coisas que a Bíblia ensina sobre a generosidade. Vamos aprender por que razão Jeová fica feliz quando somos generosos, e como a generosidade  nos ajuda a fazer o trabalho que recebemos de Deus. Também vamos entender que ligação existe entre ser generoso e ser feliz, e porque precisamos de nos esforçar para manter essa qualidade.

JEOVÁ FICA FELIZ QUANDO SOMOS GENEROSOS

4, 5. Porque é que Jeová e Jesus são excelentes exemplos de generosidade?

4 Jeová quer que o imitemos. Portanto, quando somos generosos, ele fica muito feliz. (Efé. 5:1) Ele também quer que sejamos felizes. Isso fica claro no modo como ele fez o corpo humano e nas riquezas naturais e na beleza do nosso planeta. (Sal. 104:24; 139:13-16) Por isso, quando tentamos fazer os outros felizes, honramos a Jeová.

5 Jesus Cristo também nos deixou um exemplo perfeito de como sermos generosos. Ele disse: “O Filho do Homem veio, não para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em troca de muitos.” (Mat. 20:28) Por isso, o apóstolo Paulo incentivou os cristãos: ‘Mantenham a mesma atitude mental que Cristo Jesus teve. Ele abdicou de tudo o que tinha, e assumiu a forma de escravo.’ (Fil. 2:5, 7) É bom perguntarmo-nos: ‘Será que consigo imitar ainda mais o exemplo de Jesus?’ — Leia 1 Pedro 2:21.

6. O que é que Jesus quis ensinar com a ilustração do bom samaritano? (Veja a imagem no início do estudo.)

6 Se quisermos deixar Jeová feliz, temos de imitar o exemplo que ele e Jesus nos dão. Temos de nos interessar pelo bem-estar dos outros e temos de dar ajuda a quem precisa. Mas com quem devemos ser generosos? Um judeu dos dias de Jesus tinha essa dúvida. Ele perguntou: “Quem é realmente o meu próximo?” Jesus respondeu-lhe com a ilustração do bom samaritano. (Leia Lucas 10:29-37.) Com essa ilustração, Jesus mostrou claramente que os seus seguidores devem esforçar-se para ajudar as pessoas, não importa quem elas sejam ou de onde vieram. Se formos generosos, como o bom samaritano foi, vamos deixar Jeová feliz.

7. Que questão é que Satanás levantou no jardim do Éden, e como mostramos que fazer o que Jeová nos pede é o melhor?

7 Os cristãos têm outro bom motivo para serem generosos. Por exemplo, a generosidade está ligada à questão que Satanás levantou no jardim do Éden. Como assim? Satanás afirmou que Adão e Eva, e, de forma indireta, todos os humanos, seriam muito mais felizes se fizessem o que quisessem em vez de obedecerem a Deus. Eva, por egoísmo, quis ser como Deus. Adão, por egoísmo, quis agradar a Eva em vez de a Deus. (Gén. 3:4-6) Hoje, todos nós vemos o resultado disso. O egoísmo não traz felicidade. Pelo contrário, causa tragédias. Mas, quando somos generosos e pensamos nos outros, mostramos que temos a certeza de que fazer o que Jeová nos pede é o melhor.

FAÇA O TRABALHO QUE DEUS MANDOU

8. Porque é que Adão e Eva deviam ter pensado no bem-estar de outros?

8 Adão e Eva estavam sozinhos no jardim do Éden, mas deviam ter pensado no bem-estar de outros. Porquê? Porque Jeová tinha dado um trabalho ao casal. Eles deviam ter filhos, encher a Terra e transformá-la num paraíso. (Gén. 1:28) Assim como Jeová se  importava muito com o bem-estar da sua criação, Adão e Eva deviam importar-se com a felicidade dos filhos que iam ter. Jeová queria que toda a Terra fosse um paraíso onde todos os humanos viveriam felizes. Esse trabalho seria grande e precisaria de ter a ajuda de todos os descendentes de Adão e Eva.

9. Porque é que transformar a Terra num paraíso deixaria os humanos felizes?

9 Para que a Terra se transformasse num paraíso, os humanos perfeitos teriam de trabalhar lado a lado com Jeová. Desse modo, poderiam ‘entrar no descanso’ de Deus. (Heb. 4:11) Imagine como os humanos se sentiriam felizes e realizados com esse trabalho! Se fossem generosos e se preocupassem com o bem-estar de outros, eles iriam sentir-se muito bem e receberiam muitas bênçãos de Jeová.

10, 11. Para obedecer à ordem de pregar e fazer discípulos, precisamos de fazer o quê?

10 Hoje, Jeová também nos deu um trabalho para fazer. Precisamos de pregar e fazer discípulos. Para fazer esse trabalho, devemos interessar-nos pelo bem-estar dos outros. Na verdade, só vamos continuar nessa obra se a nossa motivação for a certa, ou seja, se amarmos a Jeová e as pessoas.

11 No primeiro século, Paulo disse que ele e outros cristãos eram “colaboradores de Deus”. Eles esforçavam-se em plantar e regar a semente do Reino. (1 Cor. 3:6, 9) Hoje, nós também podemos ter o grande privilégio de ser “colaboradores de Deus”. Como? Por sermos generosos com o nosso tempo, os nossos recursos e a nossa energia para fazermos a obra de pregação que Deus nos deu.

Poucas coisas dão mais alegria do que ajudar alguém a entender a Bíblia (Veja o parágrafo 12.)

12, 13. Na sua opinião, o que dá alegria na obra de fazer discípulos?

12 Usar o seu tempo e a sua energia na obra de pregar e ensinar traz muita alegria. Se falar com alguém que dirige ou já dirigiu estudos bíblicos, ele vai dizer-lhe que é difícil encontrar algo que lhe dê mais felicidade. Ver um estudante a entender a verdade, a desenvolver fé, a fazer mudanças na vida e a falar com outros do que aprende dá uma alegria muito grande. Jesus ficou muito feliz quando os 70 discípulos que ele tinha enviado para pregar ‘voltaram com alegria’ por causa dos bons resultados que tiveram. — Luc. 10:17-21.

13 Os nossos irmãos em todo o mundo ficam felizes quando veem que a mensagem da Bíblia muda para melhor a vida das pessoas. Por exemplo, uma jovem irmã solteira chamada Anna * queria fazer mais no serviço de Jeová. Por isso, ela mudou-se para uma região no leste  da Europa que precisava de mais publicadores. Ela escreveu: “O que mais gosto aqui é que tenho muitas oportunidades para dirigir estudos bíblicos. O meu serviço dá-me muita alegria. Quando chego a casa, nem tenho tempo para pensar em mim. Fico a pensar nos meus estudantes – nos problemas e ansiedades que eles têm – e em como posso encorajá-los ou dar-lhes alguma ajuda prática. Agora, tenho a certeza de que ‘há mais felicidade em dar do que em receber’.” — Atos 20:35.

Quando visitamos cada casa do território, damos às pessoas a oportunidade de aceitarem a mensagem do Reino (Veja o parágrafo 14.)

14. Como podemos sentir alegria na pregação, mesmo que as pessoas não aceitem a nossa mensagem?

14 É verdade que nem todas as pessoas nos vão querer escutar, mas só o facto de lhes darmos a oportunidade de ouvirem a mensagem pode deixar-nos felizes. O nosso trabalho hoje é parecido com o do profeta Ezequiel. Jeová disse-lhe: “Diz-lhes as minhas palavras, quer escutem, quer não.” (Eze. 2:7; Isa. 43:10) Mesmo que as pessoas não aceitem a nossa mensagem, Jeová dá muito valor aos nossos esforços. (Leia Hebreus 6:10.) Um publicador que tem esse ponto de vista escreveu: “Nós plantamos, regamos e oramos para que Jeová faça crescer o interesse das pessoas.” — 1 Cor. 3:6.

COMO PODEMOS SER FELIZES

15. Porque é que a nossa generosidade não deve ser influenciada pela reação das pessoas?

15 Jesus quer que sejamos felizes. Foi por isso que ele nos incentivou a sermos generosos. Muitas pessoas mostram gratidão quando somos generosos. Jesus disse em Lucas 6:38: “Pratiquem o dar, e ser-vos-á dado. Derramarão na dobra da vossa roupa uma boa medida, recalcada, sacudida e transbordante. Pois, com a medida com que medem, serão medidos em troca.” É claro que nem todos vão ser generosos só porque nós somos. Mas algumas pessoas podem ficar com vontade de serem generosas também. Portanto, mesmo que pareça que as pessoas à sua volta não saibam agradecer, continue a ‘praticar  o dar’. Talvez nem imagine o bem que pode fazer com apenas um ato generoso.

16. Com quem devemos ser generosos e porquê?

16 A pessoa que é realmente generosa não fica à espera de receber algo em troca. Foi por isso que Jesus disse: “Quando ofereceres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos; e serás feliz, porque eles não têm nada com que te recompensar.” (Luc. 14:13, 14) A Bíblia garante em Provérbios 22:9: “A pessoa generosa será abençoada.” E no Salmo 41:1, ela confirma: “Feliz aquele que mostra consideração ao de condição humilde.” Devemos ser generosos porque ajudar outros dá-nos felicidade.

17. De que outros modos podemos ser generosos?

17 Quando Paulo citou as palavras de Jesus, de que “há mais felicidade em dar do que em receber”, ele não estava a referir-se só a coisas materiais. Ele incluiu dar encorajamento, treino e ajuda prática a quem precisa. (Atos 20:31-35) Paulo ensinou-nos pelo exemplo dele como é importante sermos generosos ao darmos o nosso tempo, energia, atenção e amor aos outros.

18. O que é que muitos investigadores dizem sobre a generosidade?

18 Investigadores que estudam o comportamento humano também notaram que quem é generoso é mais feliz. Um estudo disse que “as pessoas sentem a felicidade aumentar depois de praticarem boas ações para com outros”. Os investigadores também dizem que ajudar outros faz a pessoa “ter um senso maior de realização e objetivo” na vida e “satisfaz uma necessidade humana básica”. É por isso que alguns estudiosos recomendam que as pessoas façam algum tipo de trabalho voluntário para terem uma saúde melhor e mais alegria. Tudo isto não nos surpreende. Afinal, Aquele que nos criou já disse muitas vezes que ser generoso traz felicidade. — 2 Tim. 3:16, 17.

SER GENEROSO EXIGE ESFORÇO

19, 20. Porque é que você acha importante ser generoso?

19 Nem sempre é fácil ser generoso. No mundo de hoje, estamos cercados por pessoas que só pensam em si mesmas. No entanto, Jesus disse que os dois mandamentos mais importantes são amar a Jeová de todo o coração, alma, mente e força, e amar o próximo como a nós mesmos. (Mar. 12:28-31) Como vimos neste estudo, quem ama a Jeová tenta imitá-lo. Jeová é generoso, e Jesus também é. Eles dizem que, se quisermos ser felizes, temos de ser generosos. Por isso, esforce-se para ser generoso no seu serviço a Deus e no que faz pelos outros. Dessa forma, honrará a Jeová e fará o bem a si mesmo e aos outros.

20 Sem dúvida, você já faz o seu melhor para ajudar outros, principalmente os seus irmãos na fé. (Gál. 6:10) Se continuar a fazer isso, vai conquistar o amor e a gratidão deles e vai sentir-se mais feliz. Provérbios 11:25 diz: “A pessoa generosa prosperará, e quem reanima outros também será reanimado.” No nosso dia a dia e na obra de pregação, existem outros modos de sermos generosos e ajudarmos outros. Quais? É o que vamos saber no próximo estudo.

^ par. 13 O nome foi mudado.