Ir para conteúdo

Ir para índice

 ELES VENCERAM O DESAFIO

As histórias de vida de Ricardo e Andres

As histórias de vida de Ricardo e Andres

A educação que se baseia na Bíblia tem o poder de mudar vidas. Por exemplo, veja o que aconteceu a Ricardo e Andres.

RICARDO: Eu tinha apenas 15 anos quando passei a fazer parte de um gangue. Como a maioria dos jovens nessa idade, eu importava-me muito com a opinião dos meus novos amigos. Pode parecer absurdo, mas o meu objetivo na vida era passar dez anos na prisão! Eu pensava assim porque, na região onde eu morava, as pessoas que passavam algum tempo presas eram respeitadas e admiradas, e eu queria ser como elas.

Eu fiz todo o tipo de coisas erradas que se fazem num gangue, envolvendo drogas, violência e sexo. Certa noite, envolvi-me num tiroteio. Achei que ia morrer, mas consegui escapar sem nenhum arranhão. Depois disso, comecei a pensar mais nos meus objetivos e no rumo que a minha vida estava a levar. Por isso, decidi que ia mudar. Mas como? Onde é que eu podia encontrar ajuda?

A maioria dos meus familiares não era feliz e vivia com problemas. Mas a família do meu tio era diferente. Eu sabia que eles eram pessoas boas e que seguiam a Bíblia. Certa vez, eles ensinaram-me que o nome de Deus é Jeová. Pouco tempo depois do tiroteio, orei a Deus, usando o nome dele, e pedi a sua ajuda. No dia seguinte, fiquei muito surpreendido quando um homem bateu à minha porta. Era uma Testemunha de Jeová! Ele começou a ensinar-me a Bíblia.

Logo a seguir, enfrentei um grande desafio. Os meus antigos amigos ligavam-me várias vezes a convidar-me para sair. Não era fácil dizer não. Mas eu estava decidido a continuar o meu estudo da Bíblia. Ainda bem que continuei! A minha vida mudou completamente, e encontrei a verdadeira felicidade.

Eu tinha conversado com Deus sobre o meu antigo desejo de passar dez anos na prisão e de ser respeitado no gangue. Mas o meu objetivo tinha mudado. Por isso, pedi a Deus que me deixasse servi-lo por, pelo menos, dez anos, dedicando grande parte do meu tempo a ensinar outros sobre a Bíblia. Deus respondeu à minha oração. Já há dezassete anos que ensino outros sobre a Bíblia! E a parte boa disso é que nunca fui parar à prisão.

Por outro lado, muitos dos meus antigos amigos estão presos há bastante tempo. Outros estão mortos. Olhando para trás, vejo que tenho muito a agradecer aos meus familiares Testemunhas de Jeová. Eles estavam dispostos a ser diferentes e a viver de acordo com a Bíblia. Eu passei a ter mais respeito por eles do que por qualquer membro do gangue. E, acima de tudo, agradeço a Deus por me ter ajudado a encontrar o melhor caminho para a minha vida.

 ANDRES: Eu nasci e cresci num lugar pobre, onde drogas, extorsão, assassinato e prostituição eram coisas muito comuns. O meu pai era alcoólico e viciado em cocaína. Ele e a minha mãe estavam sempre a agredir-se, em palavras e ações.

Eu era muito jovem quando comecei a consumir bebidas alcoólicas e a usar drogas. Eu passava a maior parte do tempo na rua, a roubar e a vender as coisas que tinha roubado. Quando fiquei mais velho, o meu pai tentou reaproximar-se de mim, mas fez isso da forma errada. Ele ensinou-me a fazer contrabando, e a vender droga e outras coisas ilegais. Eu ganhei muito dinheiro em pouco tempo. Mas, um dia, a polícia foi até à minha casa para me prender. Fui condenado a cinco anos de prisão por tentativa de assassinato.

Certa manhã, anunciaram no altifalante da prisão que os presos estavam convidados para uma palestra da Bíblia que as Testemunhas de Jeová iam fazer. Eu decidi comparecer. O que eu ouvi fez todo o sentido. Por isso, comecei a estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová. Elas não diziam apenas o que eu queria ouvir, mas mostravam-me na Bíblia qual é o comportamento que realmente agrada a Deus.

Percebi logo que, sozinho, eu não ia conseguir fazer as mudanças necessárias. E, para piorar, os presos que não gostavam das mudanças que eu estava a fazer ameaçavam-me. Então, orei a pedir força e sabedoria a Jeová, e ele ajudou-me. Na verdade, eu até consegui virar a situação a meu favor, e passei a falar com outros presos sobre a Bíblia.

Quando chegou o dia para sair da prisão, eu estava tão nervoso que não queria sair! Pelo caminho, muitos presos diziam-me adeus. Alguns até disseram de modo bondoso: “Podes ir para casa, pequeno pastor.”

Fico assustado quando penso em como a minha vida poderia ter sido se eu não tivesse permitido que Deus me ensinasse. Agradeço muito a Deus por me amar e não me considerar um caso perdido. *

^ par. 15 Para ver mais exemplos de como a Bíblia pode mudar a vida das pessoas, visite o site jw.org. Aceda a ENSINOS BÍBLICOS > PAZ E FELICIDADE.