Ir para conteúdo

Ir para índice

 LIÇÃO 17

Como é que os superintendentes de circuito nos ajudam?

Como é que os superintendentes de circuito nos ajudam?

Maláui

Saída ao serviço de campo

Pregação

Reunião de anciãos

Barnabé e o apóstolo Paulo são citados várias vezes nas Escrituras Gregas Cristãs. Eles serviam como superintendentes viajantes e visitavam congregações no primeiro século. Porquê? Eles preocupavam-se genuinamente com o bem-estar dos seus irmãos cristãos. Paulo disse que queria “voltar e visitar os irmãos” para ver como estavam. Ele estava disposto a percorrer centenas de quilómetros para encorajá-los. (Atos 15:36) Esse é o desejo dos nossos superintendentes viajantes hoje em dia.

Eles encorajam-nos. Cada superintendente de circuito visita cerca de 20 congregações, passando uma semana em cada uma delas duas vezes por ano. Podemos tirar grande proveito da experiência desses irmãos e das suas esposas, se forem casados. Eles esforçam-se para conhecer tanto jovens como adultos e gostam de nos acompanhar no ministério de campo e nos nossos estudos bíblicos. Esses superintendentes fazem visitas de pastoreio com os anciãos e proferem discursos animadores em reuniões e assembleias, com o objetivo de nos fortalecer. — Atos 15:35.

Eles mostram interesse por todos. Os superintendentes de circuito interessam-se sinceramente pela condição espiritual das congregações. Eles reúnem-se com os anciãos e servos ministeriais para analisar o progresso da congregação, e dão-lhes conselhos práticos para cuidar das suas responsabilidades. Ajudam os pioneiros a serem mais eficientes, e gostam de conhecer pessoas recém-chegadas e saber mais sobre o seu progresso espiritual. Esses irmãos prestáveis dão de si como nossos ‘companheiros e colaboradores’, em prol dos nossos interesses. (2 Coríntios 8:23) Devemos imitar a sua fé e devoção a Deus. — Hebreus 13:7.

  • Porque é que os superintendentes de circuito visitam as congregações?

  • Como é que se pode beneficiar das visitas deles?