Ir para conteúdo

Ir para índice

 Capítulo Treze

Dê valor à vida

Dê valor à vida

1. Quem nos deu a vida?

JEOVÁ é “o Deus vivente”. (Jeremias 10:10) Ele é o nosso Criador. Foi ele que nos deu a vida. A Bíblia diz sobre Deus: “Criaste todas as coisas e foi por tua vontade que elas vieram à existência e foram criadas.” (Apocalipse 4:11) A vida é um presente que Jeová nos deu com amor. — Leia Salmo 36:9.

2. O que devemos fazer para termos uma vida feliz?

2 Jeová dá-nos tudo o que precisamos para viver, como o alimento e a água. (Atos 17:28) Mas ele quer muito mais para nós. Ele quer que sejamos felizes. (Atos 14:15-17) Para termos uma vida feliz, devemos obedecer às leis de Deus. — Isaías 48:17, 18.

JEOVÁ DÁ VALOR À VIDA

3. O que fez Jeová quando Caim matou Abel?

3 A Bíblia mostra que Jeová dá muito valor à vida. Por exemplo, veja o que aconteceu a Caim e Abel. Caim ficou com raiva do seu irmão Abel. Jeová disse a Caim para controlar a sua raiva, mas ele não seguiu o conselho de Jeová. A Bíblia diz que Caim “atacou Abel, seu irmão, e matou-o”. (Génesis 4:3-8) Jeová castigou Caim por ter feito isso. (Génesis 4:9-11) Alguém que deixe a raiva e o ódio crescerem no coração pode tornar-se violento e cruel. Uma pessoa assim não vai ganhar a vida eterna. (Leia 1 João 3:15.) Jeová quer que amemos as pessoas. — 1 João 3:11, 12.

4. O que é que Jeová mostrou quando deu os Dez Mandamentos?

 4 Muito tempo depois, Jeová deu os Dez Mandamentos a Moisés. Um deles era: “Não assassines”. (Deuteronómio 5:17) Com isso, Jeová mostrou mais uma vez que dá muito valor à vida. Na nação de Israel, se uma pessoa matasse alguém de propósito, também deveria ser morta.

5. O que é que Deus acha do aborto?

5 Outra lei que Jeová deu aos israelitas mostra que até a vida de um bebé que ainda não nasceu é importante para Jeová. Ele disse que, se uma pessoa ferisse uma mulher grávida e o bebé morresse, essa pessoa devia ser morta. (Leia Êxodo 21:22, 23; Salmo 127:3.) Isso mostra que para Deus o aborto é errado. — Veja a secção Entenda Melhor, n.° 28.

6, 7. Como mostramos que damos valor à vida?

6 Se nós damos valor à vida assim como Deus, não faremos nada que ponha em risco a nossa vida ou a vida dos outros. Por isso, não devemos fumar nem usar drogas. Essas coisas prejudicam a nossa saúde e até podem matar.

7 A nossa vida e o nosso corpo são um presente de Jeová. Ele quer que cuidemos bem desse presente. Precisamos de fazer isso para sermos puros aos olhos de Deus. (Romanos 6:19; 12:1; 2 Coríntios 7:1) Se queremos que Jeová aceite a nossa adoração, temos de abandonar os vícios. Isso pode não ser fácil, mas Jeová irá ajudar-nos se fizermos a nossa parte.

8. O que mais devemos fazer para não pôr em risco a vida de ninguém?

8 O que mais podemos fazer para mostrar a Jeová que não queremos pôr em risco a vida de ninguém?  Se damos valor à vida, nunca vamos praticar desportos violentos e perigosos. (Salmo 11:5) Também nunca devemos conduzir o nosso carro, mota ou qualquer outro veículo de forma perigosa. Além disso, devemos ter a nossa casa em boas condições para que ninguém se magoe. Jeová mostrou que esse tipo de cuidado é importante. Ele deu a seguinte ordem aos israelitas: “Se construíres uma casa nova, também deves fazer um parapeito [ou muro] para o teu terraço.” Assim, o dono da casa seria cuidadoso e evitaria que alguém caísse do terraço e morresse. —  Deuteronómio 22:8.

9. Como devemos tratar os animais?

9 Mas não é só com a vida das pessoas que nos devemos preocupar. Jeová também quer que tratemos bem os animais. Para Jeová, não é errado matar um animal se for para comer, fazer roupa ou para se defender de um ataque. (Génesis 3:21; 9:3; Êxodo 21:28) Mas nunca devemos maltratar ou matar os animais só por diversão. — Provérbios 12:10.

O SANGUE REPRESENTA A VIDA

10. Como é que Jeová mostrou que o sangue representa a vida?

10 Para Jeová, o sangue é sagrado porque representa a vida. Jeová mostrou isso mais do que uma vez. Depois de Caim matar Abel, Jeová disse: “O sangue do teu irmão está a clamar a mim desde o solo.” (Génesis 4:10) O sangue de Abel representava a sua vida. Depois do Dilúvio, Jeová deixou Noé e a família comerem carne. Mas deu uma ordem clara para não comerem o sangue. Ele disse: “Todo o animal que se move e que está vivo pode servir-vos de alimento. Assim como vos dei a vegetação verde, dou-vos todos  eles. Só não comam a carne de um animal com a sua vida — o seu sangue.” (Génesis 1:29; 9:3, 4)

11. Que ordem sobre o sangue deu Jeová à nação de Israel?

11 Uns 800 anos depois disso, Jeová deu a seguinte ordem à nação de Israel: “Se algum israelita ou algum estrangeiro que mora no vosso meio, ao caçar, apanhar um animal selvagem ou uma ave que se pode comer, ele terá de derramar-lhe o sangue e cobri-lo com pó.” E disse também: “Não comam o sangue.” (Levítico 17:13, 14) Jeová não tinha mudado de opinião sobre o sangue. Ele queria que o seu povo se lembrasse de que o sangue é sagrado. Eles podiam comer a carne, mas não o sangue. Quando matavam um animal para comer, deviam derramar o sangue no chão e cobri-lo com terra.

12. Jeová quer que os cristãos se lembrem de quê?

12 Será que Jeová mudou de opinião com o tempo? Não. Alguns anos depois da morte de Jesus, os apóstolos e os anciãos da congregação de Jerusalém reuniram-se. Eles tinham de decidir que partes da Lei dos israelitas continuavam a aplicar-se aos cristãos. (Leia Atos 15:28, 29; 21:25.) Jeová ajudou aqueles cristãos a entenderem que deviam continuar a lembrar-se de que o sangue é sagrado e importante. Os cristãos da época dos apóstolos não comiam nem bebiam sangue. Também não comiam a carne se o animal não tivesse sido sangrado. Isso seria um pecado tão grave como adorar imagens ou tão grave como a imoralidade sexual, como por exemplo, o sexo fora do casamento. E até hoje os cristãos verdadeiros não comem nem bebem sangue. Jeová ainda quer que nos lembremos de que o sangue é sagrado.

13. Porque é que os cristãos verdadeiros não devem aceitar transfusões de sangue?

 13 Será que isso quer dizer que os cristãos não devem aceitar transfusões de sangue? Exatamente! Jeová disse que não devemos comer nem beber sangue. Se um médico dissesse a alguém para não tomar bebidas alcoólicas, será que essa pessoa as poderia injetar nas veias? Claro que não! Isso seria igual a beber álcool. Do mesmo modo, injetar sangue nas veias é igual a comer ou beber sangue. — Veja a secção Entenda Melhor, n.° 29.

14, 15. Será que vale a pena desobedecer à lei de Jeová sobre o sangue? Explique.

14 E se o médico disser que vamos morrer se não aceitarmos sangue? Bem, cada um de nós tem de decidir se vai ser obediente ou não. Mas os cristãos verdadeiros não aceitam transfusões de sangue. Será que isso quer dizer que não queremos continuar a viver? É claro que os cristãos verdadeiros dão valor à vida e querem continuar a viver. Por isso, procuram tratamentos que não usam sangue.

15 Nós queremos ter boa saúde. Mas não vale a pena desobedecer a Jeová para tentar salvar a vida. Jesus disse: “Quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la, mas quem perder a sua vida por minha causa vai encontrá-la.” (Mateus 16:25) Nós amamos a Jeová e queremos obedecer-lhe. Jeová sabe o que é melhor para nós e recompensa quem é sempre obediente. Assim como Jeová, nós damos valor à vida e achamos que o sangue é sagrado. — Hebreus 11:6.

16. Porque é que os cristãos verdadeiros obedecem a Deus?

16 Como vimos, os cristãos verdadeiros não comem nem bebem sangue. Também não aceitam usar  sangue para tratamentos médicos. * Mas aceitam outros tratamentos para tentar salvar a vida. Os cristãos verdadeiros estão decididos a obedecer à lei de Deus sobre o sangue. Porquê? Porque acreditam que quem criou a vida e o sangue sabe o que é melhor para eles. E no seu caso? Acredita que Deus sabe o que é melhor para si?

O SANGUE E O PERDÃO DE PECADOS

17. Qual era a única coisa que Jeová deixava o seu povo fazer com o sangue?

17 Na nação de Israel, o sangue de animais podia ser usado para pedir perdão a Jeová. Ele disse: “A vida de uma criatura está no sangue, que eu mesmo vos dei no altar para que façam expiação [ou peçam perdão] por vocês mesmos. Pois é o sangue que faz expiação.” (Levítico 17:11) Quando os israelitas pecavam, podiam pedir perdão a Jeová. Tinham de oferecer um animal e pedir ao sacerdote que pusesse um pouco do sangue do animal no altar. Essa era a única coisa que Jeová deixava o seu povo fazer com o sangue.

18. O que é que a morte de Jesus fez por nós?

18 Hoje em dia, já não precisamos de fazer sacrifícios de animais para pedir o perdão dos nossos pecados. Jesus deu a sua vida, ou sangue, como um sacrifício para que os nossos pecados pudessem ser perdoados. (Mateus 20:28; Hebreus 10:1) Além disso, Jeová também nos pode dar a oportunidade de vivermos para sempre por causa da morte de Jesus. — João 3:16; Hebreus 9:11, 12; 1 Pedro 1:18, 19.

Como pode mostrar que dá valor à vida e ao sangue?

19. O que temos de fazer para não sermos culpados pela morte das pessoas que não obedecerem a Deus?

 19 A vida é um presente maravilhoso de Jeová! Nós amamos as pessoas e queremos que vivam para sempre. Por isso, vamos fazer tudo o que pudermos para avisá-las de que precisam de ter fé em Jesus. Se não as avisarmos, poderemos ser culpados de morrerem por não obedecerem a Deus. (Ezequiel 3:17-21) Mas, se as avisarmos, poderemos dizer o mesmo que disse o apóstolo Paulo: “Estou limpo do sangue de todos os homens, pois não deixei de vos declarar toda a vontade de Deus.” (Atos 20:26, 27) Quando dizemos às pessoas que Jeová dá valor à vida e considera o sangue sagrado, mostramos que pensamos como ele.

^ par. 16 Para saber mais sobre transfusões de sangue, veja as páginas 77 a 79 do livro ‘Mantenha-se no Amor de Deus’, publicado pelas Testemunhas de Jeová.