Ir para conteúdo

Ir para índice

 HISTÓRIA 47

Jeová Cuidou de Elias

Jeová Cuidou de Elias

Jezabel soube o que tinha acontecido aos profetas de Baal, e ficou muito zangada. Então, ela disse que ia matar Elias, assim como ele tinha feito aos profetas de Baal. Elias ficou com medo e fugiu para o deserto. Ele orou:

— Jeová, eu não aguento mais. Por favor, deixa-me morrer.

Elias estava tão cansado que se sentou e adormeceu debaixo de uma árvore. Então, Jeová mandou um anjo. O anjo acordou Elias e disse-lhe:

— Elias, tenho aqui algo para tu comeres. Levanta-te.

Elias viu um pão redondo quentinho e um jarro com água. Ele comeu, bebeu e voltou a adormecer. O anjo voltou a acordá-lo e disse:

— Come mais um pouco. Tu precisas de ficar forte para a viagem.

Depois de comer, Elias viajou durante 40 dias até chegar ao monte Horebe. Lá, entrou numa caverna e foi dormir. Mas Jeová estava preocupado com Elias e perguntou-lhe porque é que estava triste e tinha fugido. Elias respondeu:

— Ó Jeová, os israelitas tinham prometido adorar-te, mas não estão a fazer isso. Eles mataram os teus profetas e agora também me querem matar a mim.

Jeová pediu a Elias para sair da caverna e ficar de pé na montanha. Então, Jeová mostrou o seu poder. Primeiro, fez passar um forte vento pela caverna. Depois, mandou um terramoto e um fogo. No fim, Elias ouviu uma voz baixa e calma. Ele cobriu o rosto e saiu da caverna. Jeová perguntou-lhe:

— Porque é que fugiste, Elias?

— Eu fugi porque mais ninguém te adora. Só eu.

— Não, tu não estás sozinho. Ainda há umas 7 mil pessoas em Israel que me adoram.

Então, Jeová disse-lhe para chamar Eliseu para que fosse profeta no seu lugar. Sem perder tempo, Elias foi fazer o que Jeová lhe tinha mandado. O que podemos aprender do que aconteceu a Elias? Se fizermos sempre o que Jeová diz, ele vai cuidar de nós. Agora, vamos ver algumas coisas que Elias fez alguns anos antes.

“Não fiquem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, por orações e súplicas, com agradecimentos, deem a conhecer os vossos pedidos a Deus.” — Filipenses 4:6