Ir para conteúdo

O Tribunal da cidade de Vyborg, onde o juíz Roman Yuryevich Petrov designou o Centro de Estudos Socioculturais Especializados para analisar a Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová.

NOVEMBRO 28 DE 2016
RÚSSIA

PARTE 3

Estudiosos de todo o mundo desmentem as avaliações de “especialistas” russos sobre “extremismo”

Estudiosos de todo o mundo desmentem as avaliações de “especialistas” russos sobre “extremismo”

Esta é a terceira de uma série de três partes baseadas em entrevistas exclusivas com estudiosos nas áreas de religião, política e sociologia, e com especialistas no estudo do regime soviético e pós-soviético.

SÃO PETERSBURGO, Rússia – Um tribunal ordenou que as Testemunhas de Jeová e as suas publicações fossem analisadas pelo Centro de Estudos Socioculturais Especializados, em Moscovo. Uma análise feita pelo centro ficou pronta em agosto de 2015 e está a ser usada como base para um caso contra a Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada, publicada pelas Testemunhas de Jeová. Enquanto isso, outra análise está pendente.

Dr. Mark R. Elliott

Estudiosos respeitados na Rússia e em todo o mundo disseram que esses estudos são falsos. Um desses especialistas, o Dr. Mark R. Elliott, editor-fundador de um periódico sobre religião, disse: “Esses ‘especialistas’ indicados pelo governo estão a testemunhar sobre questões religiosas, incluindo as que condenam a Bíblia usada pelas Testemunhas de Jeová. Mas eles não têm experiência nem credibilidade quando dão as suas ‘opiniões’ sem fundamento em questões relacionadas com a fé.”

Dr. Roman Lunkin

Falando especificamente sobre o Centro de Estudos Socioculturais Especializados, o Dr. Roman Lunkin, responsável pelo Centro para Estudos de Religião e Sociedade da Academia de Ciências Russa em Moscovo, disse: “Nenhum desses especialistas tem formação em estudos religiosos, e eles não conhecem as publicações das Testemunhas de Jeová. A análise deles inclui citações fornecidas pelo Centro Irineu de Lyon. Esse centro é uma organização ortodoxa radical conhecida por se opor às Testemunhas de Jeová e a muitas outras religiões e denominações.”

Dra. Ekaterina Elbakyan

A Dra. Ekaterina Elbakyan, professora de sociologia e gestão de processos sociais na Academia de Trabalho e Relações Sociais de Moscovo, disse: “Infelizmente, eu tenho de concordar com o Dr. Roman. Os estudos religiosos especializados que são feitos hoje na Rússia, na verdade, são feitos, geralmente, por pessoas que não são especialistas. Além disso, os estudos são, por assim dizer, feitos sob encomenda, ou seja, o especialista não tem liberdade para registar as suas verdadeiras conclusões.”

A Dra. Ekaterina, que participou em dois julgamentos em Taganrog e estava presente como especialista no tribunal de apelação em Rostov-on-Don, explicou: “Eu vi com os meus próprios olhos o vídeo que foi usado como base para acusar as Testemunhas de Jeová de extremismo. Por duas vezes eu dei comentários detalhados no tribunal a explicar que aquele era um típico serviço religioso cristão e que não tinha nada a ver com extremismo. Mas o tribunal não levou em conta a minha opinião como especialista. É impossível não encarar isso como uma tendência clara e sistemática de preconceito religioso. Enquanto essa tendência continuar, é óbvio que não haverá nenhuma garantia de que os adeptos vão parar de ser classificados como ‘extremistas’ por causa das suas crenças.”

Contactos para a comunicação social:

International: David A. Semonian, Departamento de Informação Pública, 1-718-560-5000

Russia: Yaroslav Sivulskiy, 7-812-702-2691