Ir para conteúdo

8 DE MARÇO DE 2017
RÚSSIA

Testemunhas de Jeová podem ter as suas atividades proibidas a qualquer momento na Rússia

Testemunhas de Jeová podem ter as suas atividades proibidas a qualquer momento na Rússia

A 21 de fevereiro de 2017, o Ministério da Justiça da Federação Russa emitiu um novo parecer ao Centro Administrativo das Testemunhas de Jeová na Rússia. Agora o Ministério exige que o Centro Administrativo forneça informações sobre todas as 2277 congregações das Testemunhas de Jeová na Rússia.

Este parecer foi emitido pelo Ministério da Justiça durante a inspeção ao Centro Administrativo por ordem da Procuradoria Geral. Durante a inspeção, as autoridades concentraram-se apenas nas entidades jurídicas usadas pelas Testemunhas de Jeová. Essas entidades incluem o Centro Administrativo e as associações jurídicas usadas pelas congregações para manter o título de propriedade dos locais que usam para os seus serviços religiosos. A 27 de fevereiro de 2017, o Ministério da Justiça concluiu a inspeção e considerou que o Centro Administrativo violou a lei e mostrou sinais de envolvimento em “atividade extremista”.

As Testemunhas de Jeová em todo o mundo estão muito preocupadas com os seus companheiros de adoração na Rússia. Com este segundo parecer, o Ministério da Justiça dirigiu a sua atenção para as congregações das Testemunhas de Jeová. Tendo por base as últimas ações das autoridades, as Testemunhas de Jeová acreditam que a Procuradoria Geral está a tentar não só fechar todas as entidades jurídicas das Testemunhas de Jeová na Rússia, mas também, proibir as atividades das Testemunhas de Jeová em toda a Federação Russa.