Ir para conteúdo

SERÁ QUE HOUVE UM PROJETO?

O sistema de autolimpeza da pele da baleia-piloto

O sistema de autolimpeza da pele da baleia-piloto

 

As cracas e outros organismos marinhos que crescem nos cascos dos navios representam um grave problema para as empresas que são proprietárias de grandes embarcações. Este fenómeno, chamado bioincrustação, faz com que os navios fiquem mais lentos, gastem mais combustível e exige que as embarcações sejam retiradas de serviço a cada dois anos para serem limpas. Os cientistas procuram soluções na natureza.

Analise o seguinte: Estudos mostram que a pele da baleia-piloto-de-barbatana-longa (Globicephala melas) tem a capacidade de se limpar por si mesma. Ela está coberta de minúsculas estruturas que, por serem tão pequenas, não permitem que larvas de cracas se fixem. Os espaços entre essas estruturas está cheio de um gel que combate as algas e as bactérias. A baleia segrega mais gel à medida que a sua pele vai saindo e sendo renovada.

Os cientistas querem adaptar o sistema de autolimpeza da baleia aos cascos dos navios. Até agora, usavam-se tintas anti-incrustantes, mas as mais usadas foram proibidas recentemente, porque são tóxicas para a vida marinha. A solução que os investigadores propõem consiste em cobrir o casco do navio com uma rede de metal, por baixo da qual vários orifícios libertam um produto químico que não é nocivo para a vida marinha. Quando entra em contacto com a água do mar, esse produto engrossa e transforma-se num gel pegajoso, formando uma “pele” que cobre todo o casco do navio. Com o tempo, essa “pele”, ou capa, de uns 0,7 milímetros de espessura, vai-se dissolvendo, até que se solta do casco levando consigo qualquer organismo que eventualmente se tenha agarrado. Depois, o sistema segrega mais gel para revestir novamente o casco do navio.

Os crustáceos são difíceis de remover e fazem com que os navios fiquem mais lentos

Testes em laboratório mostraram que este sistema pode reduzir cem vezes a bioincrustação nos navios. E esta seria uma grande vantagem para as empresas de transporte marítimo, porque trazer um navio para as docas para ser limpo é muito dispendioso.

O que acha? Será que o sistema de autolimpeza da baleia-piloto resulta da evolução? Ou será que houve um projeto?