Ir para conteúdo

OS JOVENS PERGUNTAM

O que posso fazer para ter mais privacidade?

O que posso fazer para ter mais privacidade?

 “Porque é que os meus pais se metem na minha vida?”

Os teus pais dizem que só estão preocupados contigo. Mas tu achas que eles estão a invadir a tua privacidade. Vê alguns exemplos:

  • Uma adolescente de nome Erin disse: “Às vezes, o meu pai pega no meu telemóvel, obriga-me a dizer a minha palavra-passe e vê todas as minhas mensagens. Se eu ficar irritada quando ele faz alguma pergunta, ele acha logo que estou a esconder alguma coisa.”

  • Denise, que tem 20 e poucos anos, lembra-se de que a sua mãe ficava a ver detalhadamente a fatura do seu telefone. Denise disse: “Ela via cada número, depois perguntava-me de quem era o número e sobre o que eu tinha falado com essa pessoa.”

  • Kayla, de 17 anos, disse que uma vez a mãe dela leu o seu diário. Ela disse: “Eu escrevia tudo o que eu sentia naquele diário – até tinha coisas sobre a minha mãe! Depois disso, eu nunca mais escrevi num diário.”

Conclusão: Os teus pais têm a responsabilidade de cuidar de ti, e tu não podes controlar como vão fazer isso –  se vão ser demasiado restritivos ou não. Será que às vezes parece que exageram? Talvez sim. Mas a boa notícia é que podes fazer algumas coisas para diminuir a impressão de que eles estão a meter-se na tua vida.

 O que podes fazer

Sê sincero com os teus pais. A Bíblia diz que devemos ser honestos em tudo. (Hebreus 13:18) Esforça-te para seres assim com os teus pais. Se falares abertamente com eles e fores sempre sincero, maior será a probabilidade de eles te darem mais privacidade.

Pensa um pouco: Será que os teus pais diriam que és confiável? Respeitas o horário de chegada a casa ou não queres saber e chegas à hora que queres? Escondes quem são os teus amigos? Enganas os teus pais quando eles te perguntam o que estiveste a fazer durante o dia?

“Lá em casa, eu decidi contar aos meus pais tudo o que acontece na minha vida . Por fazer isso, eles confiam mais em mim e dão-me mais privacidade.” —  Delia.

Tem paciência. A Bíblia diz: “Persistam em provar o que realmente são.” (2 Coríntios 13:5) Demora algum tempo para provar que somos confiáveis. Mas o esforço vale a pena.

Pensa um pouco: Os teus pais já tiveram a tua idade. Como achas que isso afeta a preocupação que eles têm contigo?

“Eu acho que os pais se lembram dos erros que cometeram e não querem que os filhos caiam nos mesmos erros.” —  Daniel.

Coloca-te no lugar dos teus pais. Tenta ver as coisas como os teus pais veem. A Bíblia diz que uma boa esposa “vigia as atividades da sua casa” e que um bom pai educa os seus filhos “na disciplina e na orientação de Jeová”. (Provérbios 31:27; Efésios 6:4, nota) Para cumprirem esta responsabilidade, eles não têm alternativa: os teus pais precisam de saber o que acontece na tua vida.

Pensa um pouco: imagina que tu eras um pai ou uma mãe. Sabendo como os adolescentes são, deixarias o teu filho ou a tua filha ter total privacidade, sem nenhum limite?

“Quando somos adolescentes, parece que os nossos pais estão sempre a invadir a nossa privacidade. Mas, agora que sou adulto, entendo porque se preocupam tanto – é porque nos amam.” —  James.