Ir para conteúdo

OS JOVENS PERGUNTAM

Faz diferença ter boas maneiras?

Faz diferença ter boas maneiras?

‘Ninguém me abre a porta. Porque que é que tenho de a abrir aos outros?’

‘Tenho mesmo de estar sempre a dizer “por favor”, “obrigado” e “com licença”?’

‘Eu não preciso de ser educado com os meus irmãos. Nós somos família.’

Já alguma vez disseste alguma coisa parecida com as frases acima? Provavelmente, ainda não percebeste que ter boas maneiras é muito vantajoso!

 O que precisas de saber sobre boas maneiras

As boas maneiras podem ajudar-te em três campos da tua vida:

  1. A tua reputação. O modo de tratares os outros deixa sempre uma impressão a teu respeito: boa ou má. Se fores educado, as pessoas vão encarar-te – e tratar-te – como alguém maduro e responsável. No entanto, se fores mal-educado, as pessoas vão achar que tu não pensas nos outros. Por causa disso, tu até podes perder a hipótese de conseguires um emprego ou outras oportunidades. Como a Bíblia diz, “a pessoa cruel envergonha a si própria”. — Provérbios 11:17; nota.

  2. A tua vida social. A Bíblia diz: “Revistam-se de amor, pois é o perfeito vínculo de união.” (Colossenses 3:14) Isto é ainda mais verdadeiro quando falamos de amizades. As pessoas querem estar perto de quem as trata bem e é educado. Afinal, quem é que gosta de estar na companhia de uma pessoa mal-educada e insuportável?

  3. Como os outros te tratam. Uma rapariga chamada Jennifer diz: “Se fores sempre educado, vais notar que, com o tempo, até a pessoa mais malcriada vai começar a tratar-te melhor.” Por outro lado, se fores mal-educado, pode acontecer o contrário. A Bíblia diz: “A medida que [vocês] usarem, também será usada para vocês.” — Mateus 7:2, Nova Versão Internacional.

Conclusão: Interagir com pessoas faz parte do dia a dia. O teu modo de lidar com isso influenciará como os outros te encaram e tratam. Resumindo, boas maneiras fazem a diferença!

 Como melhorar

  1. Avalia as tuas maneiras. Pergunta-te: ‘Trato os adultos com respeito? Quantas vezes durante o dia digo “por favor”, “obrigado” ou “com licença”? Presto mesmo atenção quando outros falam comigo? Ou continuo a trocar mensagens de texto no telemóvel durante uma conversa? Trato os meus pais e irmãos com respeito ou falo de qualquer maneira só porque “somos família”?’

    A Bíblia diz: “Tomem a iniciativa em dar honra uns aos outros.” — Romanos 12:10.

  2. Estabelece metas. Anota três campos em que tu poderias melhorar. Por exemplo, Allison, de 15 anos, diz que precisa de “aprender a ouvir mais e a falar menos”. David, de 19, diz que precisa de parar de trocar mensagens no telemóvel quando está com a família ou com os amigos. “É falta de respeito”, disse ele. “É como dizer que prefiro conversar com outras pessoas, e não com eles.” Edward, de 17, diz que precisa de aprender a não interromper quando os outros estão a falar. E Jennifer, já citada, decidiu dar mais atenção aos idosos. Ela conta: “Eu costumava apenas dizer-lhes ‘olá’ e depois ia logo falar com os amigos da minha idade. Mas agora estou a tentar conhecer melhor as pessoas idosas. Isso ajudou-me muito a melhorar as minhas boas maneiras!”

    A Bíblia diz: “Que ninguém procure somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros.” — Filipenses 2:4, BLH.

  3. Controla o teu progresso. Depois de analisar os campos em que tu queres melhorar, faz um registo da tua maneira de falar e de agir durante um mês. No final desse período, pergunta-te: ‘Consegui melhorar como pessoa por ser mais educado? Em que campos é que ainda preciso de melhorar?’ Se achares que ainda há pontos para melhorar, estabelece novas metas.

    A Bíblia diz: “Assim como querem que os homens vos façam, façam-lhes do mesmo modo a eles.” — Lucas 6:31.