Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Setembro de 2017

A Palavra de Deus exerce poder

A Palavra de Deus exerce poder

“A palavra de Deus é viva e exerce poder.” — HEB. 4:12.

CÂNTICOS: 37, 143

1. Por que não temos dúvidas de que a Palavra de Deus exerce poder? (Veja a foto no começo do estudo.)

OS SERVOS de Jeová não têm nenhuma dúvida de que a Palavra de Deus “é viva e exerce poder”. (Heb. 4:12) Muitos de nós somos prova viva de que a Bíblia tem o poder de transformar as nossas vidas. Antes de aprender a verdade, alguns dos nossos irmãos eram ladrões ou viciados em drogas. Outros levavam uma vida imoral. Alguns, mesmo tendo dinheiro ou sendo famosos, sentiam que sua vida era vazia. (Ecl. 2:3-11) É comum ver histórias de pessoas que estavam totalmente perdidas, mas que encontraram o caminho certo por meio do poder da Palavra de Deus. Nós gostamos de ler essas histórias, que aparecem na série “A Bíblia Muda a Vida das Pessoas”, na revista A Sentinela. E nós também vemos que, mesmo depois de se batizar, a Bíblia continua ajudando os servos de Jeová a crescer em sentido espiritual.

2. Como a Bíblia mudava a vida das pessoas no tempo dos apóstolos?

2 Nós não ficamos surpresos quando vemos pessoas hoje fazendo grandes mudanças com a ajuda da Bíblia. Por quê? Porque isso também acontecia com nossos irmãos no tempo dos apóstolos. E olha que aqueles irmãos eram ungidos! (1 Coríntios 6:9, 10; 6:11.) Depois de falar de vários tipos de pessoas que não herdariam o Reino de Deus, o apóstolo Paulo disse: “Isso é o que alguns de vocês foram.” Mas, com a ajuda da Palavra de Deus e do espírito santo, eles tinham feito grandes mudanças. E, mesmo depois de se batizar, alguns tiveram sérios problemas. Por exemplo, a Bíblia fala de um irmão ungido que teve que ser desassociado. Depois, ele foi readmitido. (1 Cor. 5:1-5; 2 Cor. 2:5-8) Então, apesar de vários tipos de problemas, esses irmãos conseguiram se manter firmes com a ajuda da Palavra de Deus. Saber disso nos ajuda a confiar ainda mais no poder da Bíblia.

3. O que vamos aprender neste estudo?

3 A Palavra de Deus é extremamente poderosa, e ela está à nossa disposição. Então, queremos usá-la da melhor maneira possível. (2 Tim. 2:15) Por isso, neste estudo vamos ver como podemos deixar que o poder da Bíblia faça a diferença (1) no nosso dia a dia, (2) na nossa pregação e (3) nos nossos discursos. As sugestões neste estudo vão nos ajudar a mostrar amor e gratidão por Jeová, que nos ensina o que é melhor para nós. — Isa. 48:17.

NOSSO DIA A DIA

4. (a) O que é preciso para que a Bíblia faça a diferença no nosso dia a dia? (b) O que você faz para conseguir tempo para ler a Bíblia?

4 Para que a Palavra de Deus faça a diferença no nosso dia a dia, precisamos lê-la regularmente, se possível todos os dias. (Jos. 1:8) É verdade que a maioria de nós tem uma vida muito ocupada. Pode ser que tenhamos muitas responsabilidades. Mesmo assim, não podemos nos dar ao luxo de ficar sem ler a Bíblia. (Leia Efésios 5:15, 16.) A leitura da Bíblia pode ser feita em qualquer momento do dia. Às vezes, para conseguir tempo, temos até que ser criativos. Nós concordamos com o salmista que disse: “Como eu amo a tua lei! Medito nela o dia inteiro.” — Sal. 119:97.

5, 6. (a) Por que é importante meditar no que lemos? (b) Como podemos meditar? (c) Conte como a leitura da Bíblia e a meditação foram de ajuda para você.

5 Além de ler a Bíblia, é importante meditar no que lemos. (Sal. 1:1-3) Só assim vamos conseguir entender como podemos colocar em prática o que Deus diz. Nosso objetivo deve ser tirar as palavras das páginas da Bíblia e colocá-las dentro do nosso coração.

6 Como podemos fazer isso? Por meio da meditação! Muitos fazem assim: primeiro, leem um trecho da Bíblia, daí fazem uma pausa. Então, começam a pensar: ‘O que isso me ensina sobre Jeová? De que modo já estou colocando em prática os princípios que encontrei nesse trecho da Bíblia? O que eu posso fazer para melhorar?’ Quando meditamos na Palavra de Deus e fazemos orações, sentimos vontade de pôr em prática o que lemos. Assim, deixamos que o poder da Bíblia faça a diferença na nossa vida. — 2 Cor. 10:4, 5.

NOSSA PREGAÇÃO

7. Como podemos usar bem a Palavra de Deus na pregação?

7 O que pode nos ajudar a usar bem a Palavra de Deus na pregação? O primeiro passo é fazer questão de ler textos na Bíblia quando estivermos pregando ou dirigindo estudos bíblicos. Veja o que um irmão perguntou: “Se você estivesse trabalhando de casa em casa e Jeová fosse o seu companheiro na pregação, você ia falar o tempo todo ou ia deixar Jeová falar também?” Então, lembre-se: quando lemos textos na Bíblia para o morador, estamos deixando Jeová falar. Um texto bem escolhido tem muito mais poder do que qualquer coisa que dissermos. (1 Tes. 2:13) Ao pregar, você pode se perguntar: ‘Será que eu aproveito toda oportunidade que surge para ler um texto na Bíblia?’

8. Por que não basta apenas ler textos na Bíblia para as pessoas?

8 Mas não basta apenas ler textos na Bíblia para as pessoas com quem falamos. Por quê? Porque muitas pessoas têm pouco ou nenhum conhecimento da Bíblia. Era assim no tempo dos apóstolos e é assim hoje. (Rom. 10:2) Não devemos achar que o morador vai entender o texto só de ouvir a leitura. Precisamos destacar os pontos principais do texto. Um modo de fazer isso é reler para o morador as palavras-chave. Daí, podemos explicar o que o texto significa. Quando fazemos isso, ajudamos a Palavra de Deus a tocar a mente e o coração de quem nos ouve. — Leia Lucas 24:32.

9. O que podemos dizer antes de ler um texto na Bíblia? Dê exemplos.

9 Também devemos ajudar as pessoas a ter respeito pela Palavra de Deus. Um modo de fazer isso é pensando bem no que vamos dizer antes de ler um texto na Bíblia. Por exemplo, podemos perguntar: “Vamos ver o que o nosso Criador diz sobre isso?” É importante pensar na situação de cada morador e, com base nisso, adaptar o que vamos dizer. (1 Cor. 9:22, 23) Por exemplo, ao falar com uma pessoa que não é de uma religião cristã, podemos dizer: “Veja o que os escritos sagrados dizem.” Ou, se estivermos falando com alguém que não tem interesse em religião, podemos dizer: “Olha o que esse provérbio antigo diz.”

10. (a) Conte o que aconteceu na revisita de um irmão. (b) Conte uma experiência na pregação em que você viu o poder da Palavra de Deus.

10 Muitos já perceberam que usar a Bíblia na pregação pode causar um impacto muito forte em quem ouve a mensagem. Veja um exemplo. Um irmão fez uma revisita para um senhor que já lia as nossas revistas por alguns anos. Ele podia simplesmente ter deixado a revista do mês. Mas o irmão decidiu ler um texto citado naquela revista. Ele leu 2 Coríntios 1:3, 4, que diz: “O Pai de ternas misericórdias e o Deus de todo o consolo . . . nos consola em todas as nossas provações.” O senhor ficou emocionado e comentou que ele e a esposa estavam precisando muito de consolo. Ele até pediu para o irmão ler o texto de novo. Agora esse senhor está mostrando interesse na mensagem da Bíblia. Você não concorda que usar a Palavra de Deus faz uma grande diferença na pregação? — Atos 19:20.

NOSSOS DISCURSOS

11. Que responsabilidade têm os irmãos que fazem discursos?

11 Nós gostamos muito de ir às reuniões, assembleias e congressos. Primeiro, porque essa é uma parte importante da nossa adoração a Jeová. Mas outro motivo é que somos muito ajudados com tudo o que aprendemos. Os irmãos que fazem os discursos nessas ocasiões têm um privilégio muito grande. E eles entendem que esse privilégio traz uma pesada responsabilidade: eles precisam ter certeza de que tudo o que ensinam vem realmente da Palavra de Deus. (Tia. 3:1) Como seus discursos podem ajudar os irmãos a sentir o poder da Bíblia?

12. Como a Palavra de Deus pode ser o foco do seu discurso?

12 A Palavra de Deus precisa ser o foco do seu discurso. (João 7:16) O que isso significa? Isso quer dizer que nada pode ser mais importante do que a Bíblia. Então, não deixe que ilustrações, exemplos reais, ou mesmo sua oratória, chamem mais atenção do que a Palavra de Deus. Além disso, lembre-se que simplesmente ler textos na Bíblia não significa que você está ensinando a Bíblia. Na verdade, se você ler muitos textos, pode ser que nenhum deles fique na mente dos seus ouvintes. Então, escolha bem os textos que pretende usar e tire tempo para ler, explicar, ilustrar e aplicar cada um deles. (Nee. 8:8) Quando for fazer um discurso, estude bem o esboço e os textos bíblicos citados. Tente entender a ligação entre cada ideia e os textos da Bíblia. Daí escolha textos que vão ajudar você a ensinar os pontos principais do esboço. (O livro Beneficie-se da Escola do Ministério Teocrático, nos estudos 21 a 23, tem boas sugestões para você usar bem a Bíblia em seus discursos.) E o mais importante: ore pedindo a ajuda de Jeová para você conseguir transmitir os preciosos pensamentos dele. — Leia Esdras 7:10; Provérbios 3:13, 14.

13. (a) Como uma irmã foi ajudada por um texto bíblico que ela ouviu numa reunião? (b) Como você já foi ajudado por um texto bíblico usado numa reunião?

13 Uma irmã na Austrália foi muito ajudada por um texto bíblico que ouviu numa reunião. Apesar de ter tido uma infância muito problemática, ela aprendeu sobre Jeová e se batizou. Só que ela tinha muita dificuldade para acreditar que Jeová a amava. Até que um dia ela passou a ter certeza do amor de Jeová. O que ajudou essa irmã? Ela só caiu em si quando parou para pensar em um texto bíblico usado na reunião. Ela também ligou esse texto a outros textos que ela leu. * Assim como essa irmã, você já foi ajudado por um texto bíblico que ouviu em uma reunião, assembleia ou congresso? — Nee. 8:12.

14. Como podemos mostrar amor e gratidão pela Palavra de Jeová?

14 Sem dúvida, a Bíblia é um presente de Jeová, e nós somos muito gratos por ela. Jeová não só nos deu a Bíblia, ele também cumpriu a promessa de que sua Palavra sobreviveria. (1 Ped. 1:24, 25) Como é bom ler a Palavra de Deus todos os dias, colocar em prática os conselhos dela e ajudar outros a fazer o mesmo! Assim, nós mostramos nosso amor e nossa gratidão não só pela Bíblia, mas também por seu Autor, Jeová Deus.