Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Setembro de 2017

Imite a compaixão de Jeová

Imite a compaixão de Jeová

“Jeová, Jeová, Deus misericordioso e compassivo.” — ÊXO. 34:6.

CÂNTICOS: 142, 55

1. Como Jeová se revelou a Moisés, e por que isso foi importante?

QUANDO Deus se revelou a Moisés, ele disse seu nome e falou algumas de suas qualidades. Naquela ocasião, Jeová podia ter falado do seu poder ou da sua sabedoria. Mas, em vez disso, as primeiras qualidades que ele mencionou foram sua misericórdia e sua compaixão. (Êxodo 34:5, 7; Êxodo 34:6.) Isso foi muito importante porque Moisés precisava saber que Jeová estava sempre pronto para ajudá-lo. (Êxo. 33:13) Como você se sente ao ver que, nessa ocasião, Deus colocou sua compaixão e misericórdia à frente de todas as outras qualidades? Neste artigo, vamos estudar sobre a compaixão. Essa qualidade envolve entender as dificuldades de uma pessoa e querer fazer alguma coisa para aliviar o sofrimento dela.

2, 3. (a) O que mostra que a compaixão faz parte da natureza humana? (b) Por que é importante estudar sobre a compaixão?

2 Jeová nos criou à imagem dele, e ele é um Deus compassivo. Por isso, a preocupação com o bem-estar dos outros faz parte da natureza humana. Até quem não serve a Jeová demonstra compaixão. (Gên. 1:27) A Bíblia fala de muitas pessoas que mostraram compaixão. Por exemplo, lembra a história das duas prostitutas que estavam discutindo sobre qual delas era a mãe de um bebê? Quando o rei Salomão mandou que o bebê fosse cortado em dois, a mãe verdadeira teve compaixão do seu filho. E isso a motivou a fazer alguma coisa para salvar a vida dele, mesmo que tivesse que dar o bebê para a outra mulher. (1 Reis 3:23-27) Lembra também de quando a filha de Faraó encontrou o bebê Moisés no rio? Ela sabia que o bebê era hebreu e devia ser morto. Mas “ela teve pena dele” e, para salvá-lo, decidiu criá-lo como se fosse seu filho. — Êxo. 2:5, 6.

3 Por que é importante estudar sobre a compaixão? Porque a Bíblia diz que precisamos imitar a Jeová. (Efé. 5:1) Como vimos, fomos criados com o desejo de ajudar outros. Mas, por causa da imperfeição que herdamos de Adão, muitas vezes nós nos preocupamos mais com nós mesmos do que com os outros. Pode ser que de vez em quando fiquemos num dilema: ‘Será que eu devo ajudar outros ou é melhor pensar primeiro em mim?’ É verdade que precisamos ser equilibrados. Mas o que pode nos ajudar a ser mais compassivos? Primeiro, vamos estudar o exemplo de compaixão de Jeová e de Jesus. Depois, vamos ver o que você pode fazer para imitar a Jeová e quais são as vantagens de fazer isso.

EXEMPLOS DE COMPAIXÃO

4. (a) Por que Jeová enviou anjos a Sodoma? (b) O que a história de Ló nos ensina?

4 A Bíblia tem muitos exemplos que mostram que Jeová é um Deus compassivo. Pense no que aconteceu com Ló. Esse homem justo ficava “muito aflito” por causa das coisas imorais que as pessoas de Sodoma e Gomorra faziam. Jeová decidiu que aquelas cidades mereciam ser destruídas. (2 Ped. 2:7, 8) Mas ele enviou anjos para salvar Ló. Os anjos disseram que Ló e sua família deviam fugir imediatamente. “Visto que ele demorava, os [anjos] agarraram a sua mão, a mão de sua esposa e a mão de suas duas filhas; e eles o tiraram dali e o deixaram fora da cidade, porque Jeová teve compaixão dele.” (Gên. 19:16) Essa história nos ensina que Jeová sabe de todas as dificuldades que os seus servos fiéis estão enfrentando. — Isa. 63:7-9; Tia. 5:11; 2 Ped. 2:9.

5. Como a Bíblia nos ensina a mostrar compaixão?

5 Além de dar o exemplo, Jeová ensina seu povo que é importante ter compaixão. Veja, por exemplo, a lei que ele deu aos israelitas sobre pegar o manto de alguém como garantia de um empréstimo. (Êxodo 22:26, 27.) Uma pessoa sem coração poderia pensar em não devolver o manto de um devedor. Assim, a pessoa com a dívida passaria frio, porque não teria como se cobrir durante a noite. Mas Jeová ensinou seu povo a não agir dessa maneira tão insensível. Os israelitas tinham que ser compassivos. Você não concorda que o princípio por trás dessa lei nos motiva a mostrar compaixão? Nós não queremos deixar nossos irmãos numa fria, por assim dizer. Pelo contrário, queremos fazer o que estiver ao nosso alcance para aliviar o sofrimento deles. — Col. 3:12; Tia. 2:15, 16; leia 1 João 3:17.

6. O que aprendemos da compaixão que Jeová mostrava pelos israelitas?

6 Mesmo quando os israelitas pecavam, Jeová mostrava compaixão por eles. A Bíblia diz: “Jeová, o Deus dos seus antepassados, avisava-os por meio dos seus mensageiros; ele os avisava vez após vez, porque tinha compaixão do seu povo e do seu lugar de morada.” (2 Crô. 36:15) Jeová não quer que ninguém seja destruído no Armagedom. (2 Ped. 3:9) Assim como ele, nós devemos ter compaixão das pessoas que ainda não conhecem a verdade e, por isso, fazem coisas erradas. Pode ser que elas se arrependam e se tornem amigas de Jeová. Então, queremos mostrar compaixão e continuar proclamando a mensagem de aviso de Jeová.

7, 8. Por que Milan sente que Jeová mostrou compaixão por ele e sua família?

7 Hoje também existem muitos exemplos que mostram que Jeová é um Deus compassivo. Veja o que aconteceu com a família de Milan * no início dos anos 90, quando ele tinha 12 anos. O lugar onde ele morava estava passando por uma guerra civil. Milan, seu irmão, seus pais e vários outros irmãos estavam em um ônibus, indo da Bósnia para a Sérvia. Eles estavam indo para um congresso e os pais de Milan iam ser batizados. Na fronteira entre os dois países, os guardas mandaram o ônibus seguir viagem, mas a família de Milan teve que descer do ônibus, por causa da raça deles. A família ficou dois dias naquele posto. Daí o guarda responsável falou com seu superior usando um rádio. Ele perguntou o que devia fazer com a família. O guarda estava bem na frente deles, então todos ouviram a resposta: “Leva a família pra fora e atira neles!”

8 Enquanto o responsável falava com os guardas, dois homens chegaram até a família e, de modo discreto, disseram que eram Testemunhas de Jeová. Os irmãos que estavam no ônibus tinham contado a eles o que havia acontecido. Os dois homens disseram para Milan e seu irmão entrarem no carro para cruzar a fronteira, porque os guardas não estavam olhando os documentos das crianças. Eles também disseram para os pais: “Vocês vão passar por trás do posto e andar até o outro lado da fronteira.” Milan não sabia se ria ou se chorava com essa ideia. Os pais dele perguntaram: “Vocês acham que eles simplesmente vão deixar a gente sair andando?” Mas foi exatamente isso que aconteceu! Enquanto eles foram andando, os guardas estavam olhando, mas era como se não estivessem vendo nada. Assim, os pais e os filhos se encontraram do outro lado da fronteira. Eles foram para o congresso com a certeza de que Jeová tinha respondido suas súplicas. A Bíblia mostra que nem sempre Jeová age diretamente para proteger seus servos. (Atos 7:58-60) Mas Milan diz: “Pareceu que os anjos cegaram aqueles soldados. Eu acho que foi Jeová que nos salvou.” — Sal. 97:10.

9. Como Jesus se sentia em relação às multidões que o seguiam? (Veja o desenho no começo do estudo.)

9 Também podemos aprender muito com o exemplo de Jesus. Ele sentia compaixão das multidões que o seguiam, porque elas “eram esfoladas e jogadas de um lado para outro como ovelhas sem pastor”. O que Jesus fazia para ajudar essas pessoas? Ele ‘lhes ensinava muitas coisas’. (Mat. 9:36; Marcos 6:34.) Jesus era totalmente diferente dos fariseus, que não tinham nenhum interesse em ajudar as pessoas simples. (Mat. 12:9-14; 23:4; João 7:49) Assim como Jesus, nós queremos ajudar os que têm sede de aprender a verdade.

10, 11. É preciso mostrar compaixão em todas as situações? Dê um exemplo.

10 Isso não quer dizer que é preciso mostrar compaixão em todas as situações. Veja o exemplo do rei Saul. Jeová disse que ele devia matar todos os amalequitas e os animais deles. Mas Saul não matou Agague, que era rei dos amalequitas e inimigo de Jeová. Ele também não matou todos os animais deles. Saul talvez tenha pensado que estava mostrando compaixão. Mas na verdade ele estava sendo desobediente e, por isso, Jeová o rejeitou como rei de Israel. (1 Sam. 15:3, 9, 15, nota) Jeová sabe quando não é hora de ter compaixão. Afinal, ele é um Juiz justo e vê o que as pessoas têm no coração. (Lam. 2:17; Eze. 5:11) Logo vai chegar o tempo de Jeová julgar os que não querem obedecer a ele. (2 Tes. 1:6-10) Nessa ocasião, ele não vai ter compaixão dos maus. Pelo contrário, destruir os maus será uma forma de mostrar compaixão pelos justos.

11 É claro que nós não temos o direito de julgar quem deve ou não ser destruído. Em vez disso, agora é a hora de fazermos o máximo para ajudar todas as pessoas. Mas, na prática, como podemos mostrar compaixão? Vamos ver algumas sugestões.

COMO MOSTRAR COMPAIXÃO

12. Como você pode mostrar compaixão no dia a dia?

12 Ajude outros no dia a dia. Quem quer imitar a Jesus precisa mostrar compaixão pelos irmãos e por outros. (João 13:34, 35; 1 Ped. 3:8) Um dos sentidos da palavra compaixão é “sofrer junto”. Quem tem compaixão procura fazer alguma coisa para aliviar o sofrimento de outros. Tente ver o que você pode fazer para ajudar quem precisa. Por exemplo, será que pode fazer um favor para alguém ou ajudar em alguma tarefa doméstica? — Mat. 7:12.

Mostre compaixão pelas pessoas por ajudá-las no dia a dia (Veja o parágrafo 12.)

13. O que o povo de Jeová faz quando acontecem desastres naturais?

13 Ajude vítimas de desastres naturais. Muitas pessoas sentem compaixão das vítimas de desastres naturais. Nessas ocasiões, o povo de Jeová sempre oferece a ajuda necessária. (1 Ped. 2:17) Veja o exemplo de uma irmã do Japão que morava na região atingida por um terremoto e um tsunami em 2011. Ela diz que se sentiu encorajada ao ver muitos irmãos do Japão e de outros países ajudando a consertar as casas que tinham sido danificadas. Ela escreveu: “Isso me ajudou a ver o quanto Jeová e os irmãos se preocupam com cada um de nós. Muitos irmãos no mundo inteiro estão orando por nós.”

14. Como você pode ajudar os doentes e os idosos?

14 Ajude os doentes e os idosos. É normal sentir compaixão quando vemos alguém sofrendo por causa de doenças ou velhice. Não vemos a hora de tudo isso acabar. Por isso, oramos para que o Reino de Deus venha logo. Mas, enquanto isso não acontece, precisamos fazer nosso melhor para ajudar os que precisam. Veja o que um escritor disse sobre como sua mãe idosa, que tem mal de Alzheimer, foi ajudada. Um dia, ela acabou fazendo as necessidades na roupa. Enquanto ela tentava limpar a sujeira, a campainha tocou. Eram as Testemunhas de Jeová. As irmãs, que já tinham visitado aquela senhora outras vezes, perguntaram se podiam fazer alguma coisa para ajudar. A senhora respondeu: “Eu fico até com vergonha, mas estou mesmo precisando de ajuda.” As irmãs ajudaram a senhora a limpar a sujeira, depois fizeram um chá para ela e ficaram batendo papo. Quando o filho dela ficou sabendo disso, ele ficou muito agradecido. Ele escreveu: “Temos que tirar o chapéu para as Testemunhas de Jeová. Elas praticam o que pregam.” Será que a compaixão pelos idosos e doentes motiva você a fazer o possível para diminuir o sofrimento deles? — Fil. 2:3, 4.

15. Como nossa obra de pregação ajuda as pessoas?

15 Ajude as pessoas a conhecer a Jeová. Quando ensinamos as pessoas sobre Jeová e sobre o que o Reino vai fazer, nós as ajudamos a lidar com seus problemas. Com a pregação, podemos também ajudar as pessoas a ver que viver de acordo com o que Deus diz é o melhor para elas. (Isa. 48:17, 18) A pregação é uma excelente maneira de dar honra a Jeová e de mostrar compaixão pelas pessoas. Será que você pode fazer mais na obra de pregação? — 1 Tim. 2:3, 4.

TER COMPAIXÃO FAZ BEM!

16. Quais são as vantagens de ser compassivo?

16 Psicólogos dizem que mostrar compaixão faz bem para a saúde, diminui os pensamentos negativos, ajuda a pessoa a ter relacionamentos melhores e dá uma sensação de bem-estar. Quando você ajuda alguém que está sofrendo, você fica de bem com a vida, se sente mais feliz e menos sozinho. A compaixão é um remédio e tanto! (Efé. 4:31, 32) Quando mostramos compaixão pelas pessoas, ficamos com a consciência tranquila, sabendo que fizemos o que Jeová espera de nós. Ter compaixão nos ajuda a ser melhores pais, amigos, maridos ou esposas. Além disso, se você estiver sempre disposto a ajudar outros, é mais provável que receba ajuda quando estiver precisando. — Leia Mateus 5:7; Lucas 6:38.

17. Por que você quer ser compassivo?

17 Será que saber dessas vantagens de ser compassivo deve ser nosso único motivo para querer mostrar compaixão? Não! Nossa principal motivação deve ser o desejo de imitar a Jeová e de dar glória a ele. (Pro. 14:31) Jeová é nosso maior exemplo de amor e compaixão, e nós queremos fazer tudo o que pudermos para imitá-lo. Assim, sempre vamos tratar os irmãos com carinho e viver bem com as pessoas à nossa volta. — Gál. 6:10; 1 João 4:16.

^ parágrafo. 7 O nome foi mudado.