Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Novembro de 2016

“Continuem a encorajar uns aos outros”

“Continuem a encorajar uns aos outros”

“Se tiverem alguma palavra de encorajamento para o povo, falem.” — ATOS 13:15.

CÂNTICOS: 53, 17

1, 2. Por que dar elogios é importante?

CRISTINA, [1] de 18 anos, diz: “Meus pais quase nunca me elogiam; só criticam. E o que eles falam me machuca tanto! Eles dizem que eu sou gorda, que sou infantil e que nunca vou tomar jeito. Por isso eu choro muito e não tenho vontade de conversar com eles. Eu me sinto um lixo.” Esse exemplo mostra como os elogios fazem falta na vida de uma pessoa.

2 Sem dúvida, um elogio faz muita diferença. Rubén diz: “Eu sempre achei que não servia pra nada. Mas uma vez eu estava trabalhando no campo com um ancião e ele percebeu que eu não estava muito bem. Eu contei pra ele como eu estava me sentindo e ele ficou me ouvindo. Daí ele me lembrou das coisas boas que eu estava fazendo. Ele também me lembrou das palavras de Jesus — que cada um de nós vale mais do que muitos pardais. Eu sempre penso nesse texto e ele ainda mexe muito comigo. As palavras daquele ancião fizeram toda a diferença.” — Mat. 10:31.

3. (a) O que Paulo disse sobre encorajar outros? (b) O que vamos ver neste artigo?

3 Não é para menos que a Bíblia diz que é importante encorajar, ou animar, outros. O apóstolo Paulo escreveu aos cristãos hebreus: “Cuidado, irmãos, para que nunca se desenvolva em nenhum de vocês um coração mau e sem fé, por se afastarem do Deus vivente; mas continuem a encorajar uns aos outros cada dia, . . . para que nenhum de vocês fique endurecido pelo poder enganoso do pecado.” (Heb. 3:12, 13) Já aconteceu de você estar “pra baixo” e alguém falar alguma coisa que fez você se sentir melhor? Então você sabe por experiência própria como o encorajamento faz bem. Neste artigo vamos ver o seguinte: Por que é importante encorajar outros? O que aprendemos do exemplo de Jeová, de Jesus e do apóstolo Paulo? Que tipo de encorajamento dá certo?

TODOS PRECISAM DE ENCORAJAMENTO

4. (a) Quem precisa de encorajamento? (b) Por que hoje é cada vez mais difícil ver alguém encorajar outros?

4 Todos precisam de encorajamento ou incentivo, principalmente as crianças e os adolescentes. Um especialista em educação disse: “Assim como as plantas precisam de água, as crianças . . . precisam de incentivo.” Ele acrescentou: “Quando uma criança é incentivada e elogiada, ela sente que é importante e valorizada.” Hoje é cada vez mais difícil ver alguém encorajar outros. Isso porque vivemos em tempos difíceis e muitas pessoas são egoístas e não se importam com outros, nem com a família. (2 Tim. 3:1-5) Alguns pais não elogiam os filhos porque eles mesmos nunca foram elogiados pelos pais. Muitos funcionários também reclamam que nunca recebem elogios no trabalho.

5. Encorajar outros envolve que coisas?

5 Encorajar muitas vezes envolve elogiar alguém por algo que ele fez bem. Além disso, podemos encorajar outros por ajudá-los a ver que eles têm boas qualidades e por ‘consolar os desanimados’. (1 Tes. 5:14, nota) A palavra grega muitas vezes traduzida “encorajamento” significa “chamar para o seu lado”. Quando servimos lado a lado com nossos irmãos, temos muitas oportunidades de dizer algo positivo. (Eclesiastes 4:9, 10.) Será que estamos aproveitando essas oportunidades para elogiar nossos irmãos e dizer por que os amamos? É bom ter em mente o que a Bíblia diz: “Como é boa uma palavra no tempo certo!” — Pro. 15:23.

6. Por que o Diabo quer nos desanimar? Dê um exemplo.

6 Provérbios 24:10 diz: “Se você ficar desanimado no dia da aflição, sua força será escassa”, ou seja, você não vai ter força suficiente para superar os problemas. Satanás, o Diabo, quer nos desanimar porque sabe que isso pode enfraquecer nossa amizade com Jeová. Satanás também sabe que o desânimo pode afetar nosso lado emocional e nossa saúde. Ele usou uma série de tragédias e palavras maldosas para tentar desanimar Jó, um servo leal de Deus. Mas isso não deu certo. (Jó 2:3; 22:3; 27:5) Satanás quer desanimar nossa família e os irmãos na congregação. Mas nós podemos lutar contra ele por encorajar uns aos outros. Assim, nossa casa e o Salão do Reino vão ser lugares em que nos sentimos protegidos e seguros.

EXEMPLOS DE PESSOAS QUE DERAM ENCORAJAMENTO

7, 8. (a) Que exemplos mostram que Jeová acha importante dar encorajamento? (b) Como os pais podem imitar a Jeová? (Veja a gravura no começo do artigo.)

7 Jeová. O salmista cantou: “Jeová está perto dos que têm coração quebrantado, ele salva os que estão desanimados.” (Sal. 34:18, nota) Quando Jeremias ficou com medo e desanimado, Jeová ajudou esse profeta fiel a ter mais confiança. (Jer. 1:6-10) E imagine como o idoso profeta Daniel se sentiu quando Deus enviou um anjo para fortalecê-lo! O anjo chamou Daniel de “muito precioso” ou “muito estimado”. (Dan. 10:8, 11, 18, 19, nota) Assim como Jeová, será que você pode encorajar os publicadores, os pioneiros e os idosos da sua congregação?

8 Jeová e seu querido Filho trabalharam juntos por muito tempo. Mas será que, por causa disso, Jeová achou que não precisava elogiar nem encorajar Jesus quando ele estava na Terra? Não. Em duas ocasiões, Jeová disse: “Este é meu Filho, o amado, a quem eu aprovo.” (Mat. 3:17; 17:5) Isso foi um elogio. Foi como se Jeová dissesse: ‘Fique tranquilo, meu Filho, você está se saindo bem.’ Jesus deve ter ficado muito animado ao ouvir essas palavras duas vezes — no começo do seu ministério e no seu último ano de vida na Terra. Jeová também encorajou Jesus de outra forma. Na noite antes de sua morte, Jesus estava muito aflito. Então Jeová enviou um anjo para fortalecê-lo. (Luc. 22:43) Pais, imitem a Jeová por sempre encorajar e elogiar seus filhos quando eles se saem bem em alguma coisa. E, se vocês perceberem que eles estão passando por pressões na escola, esforcem-se ainda mais para ajudá-los a continuar leais a Deus.

9. O que aprendemos do modo como Jesus tratou seus apóstolos?

9 Jesus. Na noite antes de sua morte, Jesus viu que seus apóstolos ainda tinham defeitos, como o orgulho. Jesus tinha mostrado humildade por lavar os pés deles. Mas eles continuavam discutindo sobre quem era o mais importante. E Pedro estava confiante demais, achando que aguentaria qualquer provação. (Luc. 22:24, 33, 34) Mesmo assim, Jesus elogiou seus apóstolos por terem sido leais a ele. Jesus disse que eles fariam obras maiores do que as dele e garantiu que Deus os amava. (Luc. 22:28; João 14:12; 16:27) Podemos nos perguntar: ‘Será que estou imitando a Jesus por elogiar meus filhos e outros pelas coisas boas que fazem? Ou fico me concentrando nos seus defeitos?’

10, 11. Que exemplos mostram que Paulo achava muito importante encorajar outros?

10 O apóstolo Paulo. Em suas cartas, Paulo falou muito bem dos seus irmãos cristãos. Ele tinha viajado com alguns deles durante anos e com certeza conhecia seus defeitos. Mas mesmo assim disse coisas boas sobre eles. Por exemplo, Paulo disse que Timóteo era seu “filho amado e fiel no Senhor”, alguém que se preocupava de verdade com outros cristãos. (1 Cor. 4:17; Fil. 2:19, 20) Paulo disse para a congregação em Corinto que Tito era um amigo leal que trabalhava pelo bem dos irmãos. (2 Cor. 8:23) Imagine como deve ter sido bom para Timóteo e Tito saberem o que Paulo achava deles!

11 Paulo e Barnabé arriscaram a vida para encorajar seus irmãos. Por exemplo, eles voltaram a Listra, onde tinham sofrido ataques violentos, para encorajar os novos discípulos a continuarem fiéis. (Atos 14:19-22) Em Éfeso, Paulo teve que enfrentar uma multidão furiosa. Atos 20:1, 2 diz: “Quando o alvoroço diminuiu, Paulo mandou chamar os discípulos e, depois de os encorajar e se despedir deles, partiu em viagem para a Macedônia. Ele percorreu aquelas regiões e falou aos discípulos muitas palavras de encorajamento, e então chegou à Grécia.” Dá para ver que Paulo achava muito importante encorajar outros.

PRECISAMOS ENCORAJAR OUTROS

12. Como as reuniões nos ajudam a encorajar uns aos outros?

12 Nosso Pai celestial bondosamente providencia reuniões para nós toda semana. Ele sabe que, quando nos reunimos, podemos dar e receber encorajamento. (Leia Hebreus 10:24, 25.) Assim como os primeiros seguidores de Jesus, nós nos reunimos para aprender e ser encorajados. (1 Cor. 14:31) Cristina, já mencionada, diz: “Eu gosto de ir às reuniões porque lá eu me sinto amada. Às vezes chego no salão deprimida. Mas daí as irmãs vêm conversar comigo, me abraçam e dizem que estou bonita. Elas dizem que me amam e que estão muito felizes de ver meu progresso espiritual. Isso me faz sentir muito melhor!” É muito bom quando cada um faz a sua parte para encorajar outros. — Rom. 1:11, 12.

13. Por que os que já servem a Jeová por muitos anos também precisam de encorajamento?

13 Até os que já servem a Jeová por muitos anos precisam de encorajamento. Um exemplo que encontramos na Bíblia é Josué. Ele tinha servido a Deus fielmente por muitos anos. Ainda assim, Jeová achou que era importante encorajá-lo. Jeová disse a Moisés: “Designe Josué como líder, encoraje-o e fortaleça-o, porque é ele quem atravessará diante deste povo e é ele quem os fará herdar a terra que você verá.” (Deut. 3:27, 28) Jeová sabia que Josué estava para assumir uma pesada responsabilidade: ser o líder dos israelitas nas batalhas para conquistar a Terra Prometida. E, como sabemos, Josué enfrentou dificuldades, e pelo menos uma vez seus soldados foram derrotados. (Jos. 7:1-9) Fica claro que Josué precisava ser encorajado e fortalecido! Hoje também, os anciãos e os superintendentes de circuito se esforçam para cuidar do rebanho de Deus e precisam de encorajamento. Que acha de encorajar esses irmãos? (Leia 1 Tessalonicenses 5:12, 13.) Um viajante disse: “Às vezes, eu e minha esposa recebemos bilhetes de irmãos dizendo que gostaram muito da nossa visita. Sempre que estamos tristes, nós lemos esses bilhetes; isso nos anima muito!”

Nossos filhos são mais felizes quando recebem elogios (Veja o parágrafo 14.)

14. Que exemplo mostra que os elogios podem incentivar as pessoas a aplicar um conselho?

14 Os elogios podem incentivar as pessoas a aplicar um conselho da Bíblia. Muitos anciãos e pais já viram que isso realmente funciona. Quando Paulo elogiou os cristãos em Corinto por aplicarem os seus conselhos, eles com certeza se sentiram mais motivados a continuar fazendo o que é certo. (2 Cor. 7:8-11) Andreas, um irmão que tem dois filhos, diz: “Encorajar os filhos faz com que eles cresçam em sentido espiritual e emocional. Elogios incentivam o filho a seguir um conselho. Por exemplo, nossos filhos já sabem o que é certo e o que é errado. Mas, quando nós os elogiamos por fazerem a coisa certa, eles ficam com mais vontade ainda de fazer o que é certo.”

MANEIRAS DE ENCORAJAR OUTROS

15. Qual é uma maneira de encorajar outros?

15 Uma maneira de encorajar outros é mostrar que você dá valor aos esforços e às boas qualidades deles. (2 Crô. 16:9; Jó 1:8) Jeová e Jesus dão muito valor ao que fazemos na obra do Reino, mesmo quando não conseguimos fazer tanto por causa da nossa situação. (Lucas 21:1-4; 2 Coríntios 8:12.) Por exemplo, alguns irmãos idosos se esforçam bastante para assistir às reuniões e trabalhar no campo. Não acha que eles merecem nosso carinho e nossos elogios?

16. Quando podemos encorajar outros?

16 Outra maneira de encorajar outros é aproveitar todas as oportunidades. Quando vemos alguma coisa que merece elogios, por que não elogiar? Veja o que aconteceu quando Paulo e Barnabé estavam em Antioquia da Pisídia. Os presidentes da sinagoga disseram a eles: “Irmãos, se tiverem alguma palavra de encorajamento para o povo, falem.” Paulo aproveitou a oportunidade e fez um discurso para encorajar as pessoas ali. (Atos 13:13-16, 42-44) Não perca a oportunidade de encorajar alguém. Dar encorajamento é contagiante: se encorajarmos outros, eles vão querer nos encorajar também. — Luc. 6:38.

17. Qual é uma das melhores maneiras de elogiar outros?

17 Ainda outra maneira de encorajar outros é elogiar de modo específico, dizendo exatamente do que gostou. Por exemplo, quando dizemos apenas “muito bem” ou “parabéns”, isso é muito bom, mas seria ainda melhor dizer exatamente do que gostamos. Jesus fez algo parecido quando elogiou os cristãos em Tiatira. (Leia Apocalipse 2:18, 19.) Por exemplo, seu filho está se esforçando para agradar a Jeová? Então elogie algo específico que ele está fazendo. Sabe aquela irmã no Salão do Reino que cria os filhos sozinha? Fale para ela do que você gosta no modo como ela está criando os filhos. Pode parecer pouco, mas esse tipo de elogio ajuda muito!

18, 19. Qual conselho de Paulo nós queremos seguir?

18 Como vimos, Jeová disse para Moisés encorajar e fortalecer Josué. É claro que hoje Jeová não vai chegar para nós e dizer para encorajarmos alguém. Mas ele fica feliz quando falamos coisas que encorajam nossos irmãos e outras pessoas. (Pro. 19:17; Heb. 12:12) Por exemplo, o que você pode fazer depois de ouvir um discurso? Você pode dizer ao orador como foi ajudado pelo discurso ou como a matéria ajudou você a entender um texto da Bíblia. Depois de ouvir um discurso, uma irmã escreveu ao orador: “A gente não conversou muito, mas o irmão percebeu que eu estava triste e me consolou e me animou. Quero que o irmão saiba que suas palavras bondosas, tanto da tribuna como pessoalmente, foram um presente de Jeová pra mim.”

19 Se realmente quisermos encorajar outros, vamos encontrar maneiras de fazer isso. Com certeza vamos agradar a Jeová se seguirmos o conselho de Paulo: “Continuem a encorajar e a edificar uns aos outros, assim como de fato estão fazendo.” — 1 Tes. 5:11.

^ [1] (parágrafo 1) Alguns nomes foram mudados.