Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Março de 2016

Como você pode se preparar para o batismo?

Como você pode se preparar para o batismo?

“Fazer a tua vontade, ó meu Deus, é o meu prazer.” — SAL. 40:8.

CÂNTICOS: 51, 58

1, 2. (a) Por que o batismo deve ser levado a sério? (b) Do que a pessoa precisa ter certeza antes de se batizar?

SE VOCÊ é um jovem que quer se batizar, pense que Jeová está oferecendo a você o maior privilégio que existe: ser amigo dele. Mas, como vimos no artigo anterior, o batismo é uma decisão que deve ser levada a sério. O batismo mostra que você se dedicou a Jeová — que prometeu servir a ele para sempre e colocar a vontade dele em primeiro lugar na sua vida. Por isso, você deve se batizar apenas quando for maduro o suficiente, tiver certeza de que quer fazer isso e entender o que significa a dedicação.

2 Mas e se você não tem certeza de que está preparado para se batizar? Ou se você quer se batizar, mas seus pais acham que você ainda é muito jovem? Não desanime. Em vez disso, pense no que você pode fazer para que logo esteja pronto para o batismo. Aproveite esse tempo para estabelecer alvos dando atenção a três aspectos: (1) suas convicções, (2) suas atitudes e (3) sua gratidão.

 SUAS CONVICÇÕES

3, 4. O que um jovem pode aprender do exemplo de Timóteo?

3 Pense em como você responderia a estas perguntas: Por que eu acredito em Deus? O que me faz ter certeza de que a Bíblia é a Palavra de Deus? Por que eu acho que é melhor seguir os padrões de moral de Deus do que o estilo de vida do mundo? O objetivo dessas perguntas não é criar dúvidas em sua mente. Pelo contrário, elas ajudam você a fazer o que o apóstolo Paulo disse: ‘Comprovem por si mesmos a boa, aceitável e perfeita vontade de Deus.’ (Rom. 12:2) Mas por que você precisa fazer isso?

4 Veja o exemplo de Timóteo. Ele conhecia bem as Escrituras porque tinha sido ensinado “desde a infância” por sua mãe e sua avó. Mas Timóteo precisou se convencer do que tinha aprendido. Vemos isso nas palavras de Paulo: “Continue nas coisas que aprendeu e foi persuadido a crer.” (2 Tim. 3:14, 15) De acordo com certa obra de referência, a palavra “persuadido” no idioma original pode significar “estar convencido, ter certeza de que algo é verdade”. Timóteo tinha aceitado a verdade de coração. Mas ele a aceitou não porque sua mãe e sua avó disseram para ele fazer isso, mas porque ele mesmo raciocinou sobre o que tinha aprendido e chegou à conclusão de que aquilo era verdade. — Leia Romanos 12:1.

5, 6. Por que é importante aprender a usar a “faculdade de raciocínio” desde jovem?

5 E você? Talvez você conheça as verdades da Bíblia há um bom tempo. Nesse caso, seria muito bom você pensar em por que você acredita no que aprendeu. Isso vai fortalecer as suas convicções e ajudá-lo a não se deixar levar pelos seus colegas, pelas tentações do mundo e até pelos seus próprios sentimentos.

6 É importante aprender a usar sua “faculdade de raciocínio” desde jovem. Isso vai ajudar você a dar boas respostas quando seus colegas perguntam coisas do tipo: ‘Como você tem certeza de que Deus existe? Por que um Deus de amor permite a maldade? Como assim, Deus sempre existiu?’ Se você estiver convencido de que o que você aprendeu é verdade, essas perguntas não vão enfraquecer sua fé. Elas vão levar você a estudar mais a Bíblia.

7-9. Como os guias de estudo da seção “O Que a Bíblia Realmente Ensina?” podem ajudar você a fortalecer suas convicções?

7 Com um bom estudo pessoal, você consegue responder a perguntas, tirar suas dúvidas e fortalecer suas convicções. (Atos 17:11) Existem várias ferramentas que podem ajudar você a fazer isso. Muitos acharam útil estudar a brochura A Origem da Vida — Cinco Perguntas Que Merecem Resposta e o livro Existe um Criador Que Se Importa com Você?. Além disso, muitos jovens gostam de usar os guias de estudo da seção “O Que a Bíblia Realmente Ensina?”, no jw.org. Para encontrar essa seção, acesse ENSINOS BÍBLICOS > ADOLESCENTES. Cada guia de estudo foi preparado para ajudar você a fortalecer sua convicção sobre um assunto bíblico.

8 Você já conhece a Bíblia, então pode ser que, ao usar os guias de estudo, você tenha as respostas na ponta da língua. Mas como você provaria que suas respostas estão certas? Os guias de estudo ajudam você a analisar alguns textos bíblicos e o incentivam a escrever o que você aprendeu. Usando esses guias, você consegue planejar como vai  explicar suas crenças a outros. A seção “O Que a Bíblia Realmente Ensina?” está ajudando muitos jovens a fortalecer suas convicções. Se você tem acesso à internet, que tal usar essa seção em seu estudo pessoal?

9 Fortalecer suas convicções é um modo importante de se preparar para o batismo. Uma adolescente disse: “Antes de decidir me batizar, eu estudei a Bíblia e vi que essa realmente é a religião verdadeira. E a cada dia que passa eu tenho mais certeza disso.”

SUAS ATITUDES

10. O que mostra que uma pessoa tem fé?

10 A Bíblia diz: “A fé por si só, sem obras, está morta.” (Tia. 2:17) Isso quer dizer que, quando uma pessoa tem certeza do que acredita, ela acaba mostrando isso por meio de suas atitudes. Que atitudes? A Bíblia fala de “conduta santa” e “atos de devoção a Deus”. — Leia 2 Pedro 3:11.

11. Explique o que está envolvido em ter uma “conduta santa”.

11 Ter uma “conduta santa” envolve ser limpo em sentido moral. Como você está se saindo nisso? Pense nos últimos seis meses, por exemplo. Nesse período, como você mostrou que sua “capacidade de discernimento” está treinada para saber a diferença entre o certo e o errado? (Heb. 5:14) Consegue se lembrar de ocasiões em que você resistiu a uma tentação ou à pressão de colegas? Você tem uma boa reputação na escola? Quando surge uma oportunidade para defender a sua fé, você tem coragem de fazer isso ou tenta passar despercebido para evitar zombaria? (1 Ped. 4:3, 4) É claro que ninguém é perfeito. Às vezes, até mesmo servos experientes de Jeová têm receio de defender sua fé em público. Mas um servo dedicado de Jeová tem orgulho de levar o nome de Deus e deixa isso claro por meio de sua conduta.

12. O que são “atos de devoção a Deus”, e o que devemos pensar dessas coisas?

12 E o que são “atos de devoção a Deus”? É tudo o que você faz na congregação, como assistir às reuniões e participar na pregação. Também inclui coisas que outras pessoas não veem você fazer, como oração e estudo pessoal. Alguém que dedicou sua vida a Jeová não vai achar chato fazer essas coisas. Pelo contrário, vai se sentir como o rei Davi, que disse: “Fazer a tua vontade, ó meu Deus, é o meu prazer, e a tua lei está no meu íntimo.” — Sal. 40:8.

13, 14. (a) Que ferramenta pode ajudar você a realizar “atos de devoção a Deus”? (b) Como essa ferramenta já ajudou alguns jovens?

13 Que alvos podem ajudar você a realizar “atos de devoção a Deus”, como oração, estudo pessoal e pregação? A tabela nas páginas 308 e 309 do livro Os Jovens Perguntam, Volume 2, pode ajudá-lo a estabelecer alguns alvos. Nela há espaço para você responder a perguntas do tipo: “Até que ponto suas orações são específicas e o que elas revelam sobre o seu amor a Jeová?” “O que você inclui no seu estudo pessoal?” “Você participa no ministério mesmo que seus pais não façam isso?” Nessa tabela, você também pode anotar seus alvos sobre esses assuntos.

14 Essa tabela já ajudou muitos jovens que queriam se batizar. Uma jovem chamada Tilda disse: “Eu usei essa tabela para estabelecer alguns alvos. Aos poucos fui alcançando esses alvos e, depois de mais ou menos um ano, eu estava  pronta para me batizar.” Essa tabela também foi muito útil para Patrick. Ele disse: “Eu já sabia quais eram os meus alvos. Mas colocar tudo no papel me ajudou a fazer mais esforço para alcançá-los.”

Continuaria servindo a Jeová mesmo que seus pais deixassem de fazer isso? (Veja o parágrafo 15.)

15. Explique por que a dedicação deve ser uma decisão pessoal.

15 Uma das perguntas mais interessantes da tabela é: “Continuaria servindo a Jeová mesmo que seus pais e amigos deixassem de fazer isso?” Lembre-se: a dedicação e o batismo é um compromisso apenas entre você e Jeová. Então, seu serviço a Jeová não pode depender das decisões de outros — nem mesmo das de seus pais. Sua conduta santa e seus atos de devoção a Deus mostram que você aceitou a verdade de coração e que está no caminho certo para o batismo.

SUA GRATIDÃO

16, 17. (a) Qual deve ser o principal motivo de alguém se tornar cristão? (b) Que comparação nos ajuda a entender o quanto devemos ser gratos pelo resgate?

16 Um homem que conhecia bem a Lei mosaica perguntou a Jesus: “Qual é o maior mandamento?” Jesus respondeu: “Ame a Jeová, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de toda a sua mente.” (Mat. 22:35-37) Com essa resposta, Jesus revelou qual deve ser o principal motivo de alguém servir a Jeová e se batizar — um profundo amor por Jeová. Uma das melhores maneiras de aumentar seu amor por Jeová é meditar no maior presente que ele nos deu — o sacrifício de resgate de Jesus. (Leia 2 Coríntios 5:14, 15; 1 João 4:9, 19.) Quanto mais você pensar no resgate e no significado dele em sua vida, mais você vai querer mostrar gratidão.

17 Como assim? Imagine a seguinte situação: você está se afogando, mas alguém chega e salva a sua vida. Como você reage? Será que você vai para casa, se seca e esquece o que aquela pessoa fez por você? É claro que não! Com certeza, você vai agradecer à pessoa pelo resto da vida, até porque você deve sua vida a ela! Nós temos uma dívida muito maior para com Jeová Deus e Jesus Cristo. Se não fosse o resgate, todos nós estaríamos condenados à morte, como que afogados pelo pecado. Mas, graças a esse grande ato de amor, nós temos a esperança maravilhosa de viver para sempre num paraíso na Terra!

18, 19. (a) Por que você não precisa ter medo de se dedicar a Jeová? (b) Por que servir a Jeová torna sua vida melhor?

 18 Você é grato pelo que Jeová fez por você? Então, dedicar sua vida a ele e se batizar é a coisa certa a fazer. Lembre-se que a dedicação é uma promessa de servir a Jeová para sempre, não importa o que aconteça. Será que você precisa ter medo de assumir esse compromisso? Pense bem, Jeová quer o melhor para você e ele é “o recompensador dos que o buscam seriamente”. (Heb. 11:6) Por isso, sua vida sempre vai ser melhor servindo a Jeová, não pior. Então, não tenha medo de tomar essa decisão. Um irmão de 24 anos que se batizou antes da adolescência diz: “Se eu tivesse esperado um pouco mais, talvez eu tivesse mais conhecimento. Mas ter me dedicado a Jeová cedo me ajudou a não me envolver com as coisas do mundo.”

19 Jeová é totalmente diferente de Satanás, que é egoísta e só quer usar você! Satanás não tem nada de bom para oferecer aos que ficam do lado dele. E não poderia ser diferente. Ele está condenado ao fracasso, sem nenhuma esperança. Como ele daria algo que ele mesmo não tem? A única coisa que ele pode oferecer é o que ele tem pela frente — um futuro sombrio! — Apo. 20:10.

20. O que pode ajudar um jovem a se preparar melhor para a dedicação e o batismo? (Veja também o quadro “ Como fortalecer sua amizade com Jeová”.)

20 Com certeza, dedicar sua vida a Jeová é a melhor coisa que você pode fazer. Você está pronto para fazer isso? Então, não deixe para depois. Mas, se você acha que precisa se preparar melhor, use as sugestões neste artigo para continuar progredindo. Paulo disse aos filipenses: “Seja qual for o progresso que já fizemos, prossigamos andando nesse mesmo rumo.” (Fil. 3:16) Se você seguir esse conselho, logo vai querer dedicar sua vida a Jeová e ser batizado.