Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Maio de 2017

“Você me ama mais do que a estes?”

“Você me ama mais do que a estes?”

“Simão, filho de João, você me ama mais do que a estes?” — JOÃO 21:15.

CÂNTICOS: 32, 43

1, 2. Depois de ficar pescando a noite toda, que conversa Pedro teve com Jesus?

JÁ SE passaram alguns dias desde a ressurreição de Jesus. Sete discípulos vão pescar no mar da Galileia. Eles ficam a noite toda pescando, mas não conseguem pegar nenhum peixe. Jesus está na praia e vê o que está acontecendo. Ele diz aos discípulos: “Lancem a rede do lado direito do barco e acharão.” Então, eles lançam a rede, mas não conseguem puxá-la por causa da grande quantidade de peixes. — João 21:1-6.

2 Depois de preparar alguns peixes para eles comerem, Jesus pergunta a Simão Pedro: “Simão, filho de João, você me ama mais do que a estes?” Do que Jesus está falando? Pedro gosta muito de ser pescador. Então, parece que Jesus está perguntando onde está o coração de Pedro. Será que ele ama mais o seu negócio de pesca do que as coisas que Jesus ensina? Pedro diz: “O senhor sabe que eu o amo.” (João 21:15) O que Pedro disse naquele dia não foi da boca pra fora. Ele mostrou que amava a Jesus por trabalhar de coração na obra de pregar e fazer discípulos. Pedro foi muito usado por Jesus para ajudar os cristãos naquele tempo.

3. Os cristãos precisam tomar cuidado com o quê?

3 O que podemos aprender do que Jesus disse a Pedro? Precisamos tomar cuidado para que o nosso amor por Jesus não diminua. Não podemos deixar que outras coisas tomem o lugar do Reino em nossa vida. Jesus sabia muito bem que a vida neste mundo seria cheia de pressões e ansiedades. Na ilustração do semeador, Jesus disse que alguns iam ouvir “a palavra do Reino” e começar a fazer progresso. Mas depois “as ansiedades deste mundo e o poder enganoso das riquezas” iam ‘sufocar a palavra’, fazendo a pessoa desistir de servir a Deus. (Mat. 13:19-22; Mar. 4:19) Realmente, se não tomarmos cuidado, as preocupações do dia a dia podem nos distrair e nos fazer diminuir o passo no serviço de Jeová. Por isso, Jesus avisou seus discípulos: “Prestem atenção a si mesmos, para que o seu coração nunca fique sobrecarregado com o excesso no comer e no beber e com as ansiedades da vida.” —Leia  Luc. 21:34.

4. Como podemos saber se nosso amor por Jesus está forte? (Veja as fotos no começo do artigo.)

4 Assim como Pedro, nós também podemos mostrar que amamos a Jesus por colocar a obra de pregação em primeiro lugar. Como podemos saber se estamos fazendo isso? De vez em quando, seria bom nos perguntarmos: ‘No fundo, eu fico mais empolgado com as coisas do mundo ou com as coisas de Jeová?’ Para nos ajudar, vamos analisar três coisas que podem diminuir nosso amor por Jesus e pelas coisas espirituais: trabalho, diversão e coisas materiais.

COLOQUE O TRABALHO NO SEU DEVIDO LUGAR

5. Que responsabilidade os chefes de família têm?

5 Para Pedro, pescar era mais do que um passatempo, era o seu meio de vida. Os chefes de família sabem que, aos olhos de Deus, eles têm a responsabilidade de sustentar a família. (1 Tim. 5:8) Eles têm de se esforçar para isso. Mas a verdade é que, neste tempo do fim, o trabalho pode trazer muita ansiedade.

6. Que desafios as pessoas enfrentam no trabalho?

6 Hoje em dia, existe muita gente para pouco emprego. Por isso, muitos se sentem obrigados a trabalhar mais, às vezes ganhando menos. Além disso, as empresas querem produzir cada vez mais com menos funcionários. Por isso, muitos ficam extremamente cansados e estressados, e até doentes. E os empregados que não aceitam “se matar de trabalhar” correm o risco de ser despedidos.

7, 8. (a) A quem nós somos leais acima de tudo? (b) Por que um irmão da Tailândia resolveu mudar de emprego? Qual foi o resultado?

7 Como cristãos, nós somos leais ao nosso patrão. Mas, acima de tudo, nós somos leais a Jeová. (Luc. 10:27) A gente deve trabalhar para viver, e não viver para trabalhar. O trabalho é uma maneira de conseguirmos o sustento e assim poder servir a Jeová. Mas, se não tomarmos cuidado, o trabalho pode atrapalhar nossa adoração a Jeová. Por exemplo, um irmão na Tailândia disse: “Eu trabalhava como técnico de computador. Era um trabalho interessante, só que eu tinha que trabalhar bastante. Por causa disso, eu quase não tinha tempo pra coisas espirituais. Mas finalmente me dei conta que, pra colocar o Reino em primeiro lugar, eu tinha que mudar de emprego.” O que esse irmão fez?

8 Ele contou: “Depois de planejar por um ano, decidi vender sorvete na rua. No começo, o dinheiro era curto e eu fiquei desanimado. Quando eu encontrava meus ex-colegas de trabalho, eles riam de mim. Eles não entendiam por que eu achava que vender sorvete era melhor do que trabalhar com computadores, debaixo do ar-condicionado. Orei a Jeová, pedindo que me ajudasse a lidar com aquela situação e a alcançar o alvo de ter mais tempo para coisas espirituais. Não demorou muito e as coisas começaram a melhorar. Passei a ver o que vendia mais e fui melhorando meu jeito de fazer sorvete. Em pouco tempo, todos os dias eu vendia todo o meu sorvete. Na verdade, na questão de dinheiro, minha situação ficou melhor do que quando eu trabalhava com computadores. Agora sou mais feliz porque não tenho o estresse e a preocupação que eu tinha no meu outro emprego. E, o mais importante, eu me sinto mais achegado a Jeová.” — Leia Mateus 5:3, 6.

9. O que vai nos ajudar a ver se temos um ponto de vista equilibrado sobre trabalho?

9 Jeová dá valor a pessoas trabalhadoras. E não é verdade que nos sentimos bem quando nos esforçamos para fazer um bom trabalho? (Pro. 12:14) Mesmo assim, como o irmão da Tailândia descobriu, a gente precisa colocar o trabalho no seu devido lugar. Jesus disse: “Persistam, então, em buscar primeiro o Reino e a justiça de Deus, e todas essas outras coisas [necessidades básicas] lhes serão acrescentadas.” (Leia Mat. 6:33) Para nos ajudar a ver se temos um ponto de vista equilibrado sobre nosso trabalho, é bom nos perguntar: ‘Será que acho o meu trabalho superinteressante, mas acho as atividades espirituais um tanto sem graça?’ Parar e pensar em como nos sentimos sobre nosso trabalho e nossas atividades espirituais pode nos ajudar a ver o que realmente é importante para nós.

10. Que lição importante Jesus ensinou?

10 Jesus deixou claro o que deve vir em primeiro lugar na nossa vida. Veja o que aconteceu certa vez quando Jesus visitou Maria e a irmã dela, Marta. Marta ficou correndo pra lá e pra cá preparando a comida. Já Maria ficou sentada perto de Jesus, escutando o que ele tinha para ensinar. Marta reclamou que Maria não estava ajudando. O que Jesus disse? ‘Maria escolheu a boa porção, e essa não será tirada dela.’ (Luc. 10:38-42) Com isso, Jesus ensinou uma lição importante: precisamos escolher a “boa porção”, ou seja, colocar as coisas espirituais em primeiro lugar. Assim, não vamos ficar distraídos com as coisas do dia a dia e vamos provar que amamos a Jesus.

DIVIRTA-SE COM MODERAÇÃO

11. O que a Bíblia diz sobre tirar um tempo para descansar e relaxar?

11 A vida é corrida, e por isso todos nós precisamos de um tempo para descansar e relaxar. A Bíblia diz: “Não há nada melhor para o homem do que comer, beber e desfrutar do seu trabalho árduo.” (Leia Ecl. 2:24) Jesus sabia que era necessário descansar de vez em quando. Por exemplo, num dia em que ele e seus discípulos voltaram bem cansados da pregação, ele disse: “Venham comigo, vamos sozinhos a um lugar isolado para descansar um pouco.” — Mar. 6:31, 32.

12. Que perigo existe em se divertir? Dê um exemplo.

12 Nós precisamos nos divertir. Mas existe o perigo de fazer disso a coisa mais importante na vida. Lá no tempo dos apóstolos, muitos pensavam: “Comamos e bebamos, pois amanhã morreremos.” (1 Cor. 15:32) Hoje também, muitas pessoas pensam que se divertir é tudo na vida. Veja o que aconteceu anos atrás com um jovem na Europa que começou a assistir às reuniões. Para ele, era tão importante se divertir que ele acabou parando de estudar a Bíblia e de assistir às reuniões. Mas com o tempo ele entendeu que a vida que ele levava só trazia tristeza e dor de cabeça. Por isso, ele voltou a estudar a Bíblia e com o tempo se tornou publicador. Depois de se batizar, ele disse: “Só tenho um arrependimento: se eu tivesse percebido antes que servir a Jeová deixa a pessoa muito mais feliz do que se divertir no mundo, eu não teria perdido tanto tempo na vida.”

13. (a) Que comparação mostra que precisamos nos divertir com equilíbrio? (b) Como podemos saber se temos um ponto de vista equilibrado sobre diversão?

13 A diversão é um jeito de relaxar e repor as energias. Mas quanto tempo devemos gastar com isso? Bem, a seguinte comparação pode ajudar. Muitos de nós gostamos de comer um doce de vez em quando. Mas sabemos que comer só doces não faz bem para a saúde. Por isso, a gente não fica comendo doces o tempo todo. Da mesma forma, nossa saúde espiritual vai ficar fraca se passarmos a maior parte do tempo nos divertindo. Como você pode saber se tem um ponto de vista equilibrado sobre diversão? Durante uma semana, anote o número de horas que gasta com atividades espirituais, como reuniões, campo, estudo pessoal e adoração em família. Daí, anote quantas horas você gasta fazendo coisas como ver TV, jogar bola ou jogar videogames. Qual dos dois números é maior? Será que você precisa comer menos “doce”? — Leia Efésios 5:15, 16.

14. O que vai nos ajudar a saber se nossa diversão agrada a Jeová?

14 Jeová quer que a gente se divirta. (Ecl. 3:12, 13) Ele deixa cada um de nós escolher a diversão que quiser. E os chefes de família podem escolher o tipo de diversão que é boa para sua família. É claro que sempre vamos usar os conselhos da Bíblia para saber se nossa diversão agrada a Jeová. * Entendemos que, nesse assunto, cada pessoa tem um gosto e uma opinião. (Gál. 6:4, 5) Mas, não importa o tipo de diversão que a gente escolha, ela precisa ficar no seu devido lugar. Por quê? Jesus disse: “Onde estiver o seu tesouro, ali estará também o seu coração.” (Mat. 6:21) Se realmente amarmos a Jesus, nossos pensamentos, palavras e ações vão mostrar que o Reino é mais importante para nós do que qualquer outra coisa. — Fil. 1:9, 10.

NÃO FIQUE CORRENDO ATRÁS DE COISAS MATERIAIS

15, 16. (a) Por que precisamos tomar cuidado com o materialismo? (b) Que conselhos Jesus deu sobre coisas materiais?

15 Muitos hoje só pensam em ter a roupa da moda, os últimos aparelhos eletrônicos e assim por diante. Eles são influenciados pelo materialismo, um jeito de viver em que nada é mais importante do que ter coisas e dinheiro. Por isso, se não tomarmos cuidado, podemos acabar amando mais as coisas materiais do que a Jesus. Então, de vez em quando, é bom nos perguntar: ‘Será que gasto mais tempo pesquisando sobre os últimos lançamentos de carros ou sobre que roupa está na moda do que me preparando para as reuniões? Fico tão preocupado com as coisas do dia a dia que passo pouco tempo orando e lendo a Bíblia?’ Se percebermos que precisamos melhorar, é bom meditar no que Jesus disse: “Resguardem-se [ou protejam-se] de todo tipo de ganância.” (Leia Luc. 12:15) Por que será que Jesus deu esse aviso?

16 Jesus disse que “ninguém pode ser escravo de dois senhores”. Ele disse também: “Vocês não podem ser escravos de Deus e das Riquezas.” Por que não? Porque não é possível dar o melhor para Jeová e ao mesmo tempo ficar correndo atrás de coisas materiais. Como Jesus disse, no fim nós vamos ‘odiar um e amar o outro’ ou ‘nos apegar a um e desprezar o outro’. (Leia Mat. 6:24) Todos nós somos imperfeitos e por isso precisamos lutar contra “os desejos da nossa carne”, o que inclui o materialismo. — Efé. 2:3.

17. (a) Por que uma pessoa que não tem espiritualidade não consegue ter um ponto de vista equilibrado sobre coisas materiais? (b) Que coisas vão nos ajudar a lutar contra o materialismo?

17 Quando uma pessoa não tem espiritualidade, ela talvez não consiga ter um ponto de vista equilibrado sobre coisas materiais. Por quê? Porque ela não tem o ponto de vista de Deus sobre as coisas. (Leia 1 Coríntios 2:14.) A pessoa fica tão influenciada pelo modo de pensar materialista que não consegue pensar de modo claro. Por isso, fica mais difícil para ela ver a diferença entre o certo e o errado. (Heb. 5:11-14) O desejo dela por coisas materiais pode ficar cada vez mais forte; quanto mais ela tem, mais ela quer. (Ecl. 5:10) Mas existe um remédio contra o veneno do materialismo: ler a Palavra de Deus todos os dias. (1 Ped. 2:2) Meditar na palavra de Deus deu forças para Jesus rejeitar as tentações de Satanás. (Mat. 4:8-10) Da mesma forma, seguir os conselhos da Bíblia nos ajuda a lutar contra a vontade de ter cada vez mais coisas. Quando fazemos isso, mostramos que amamos mais a Jesus do que qualquer outra coisa.

O que é mais importante na sua vida? (Veja o parágrafo 18.)

18. Depois deste artigo, o que você está decidido a fazer?

18 Quando Jesus perguntou a Pedro “você me ama mais do que a estes”, ele lembrou a Pedro que é necessário colocar as coisas espirituais em primeiro lugar. O interessante é que o nome de Pedro significa “um pedaço de rocha”. E Pedro mereceu esse nome, já que ele foi firme como uma rocha no seu serviço a Jeová. (Atos 4:5-20) Hoje, nós também queremos que nosso amor por Cristo seja firme como uma rocha. Queremos colocar o trabalho, a diversão e as coisas materiais no seu devido lugar. Daí, vamos como que dizer a Jesus: “O senhor sabe que eu o amo”!

^ parágrafo. 14 Veja o artigo “A sua recreação é benéfica?”, em A Sentinela, 15 de outubro de 2011, páginas 9-12, parágrafos 6-15.