Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Maio de 2016

Como você toma decisões?

Como você toma decisões?

“Compreendam qual é a vontade de Jeová.” — EFÉ. 5:17.

CÂNTICOS: 69, 57

1. Quais são algumas ordens de Jeová que encontramos na Bíblia? O que acontece quando obedecemos a essas ordens?

NA BÍBLIA, encontramos várias ordens de Jeová sobre assuntos específicos. Por exemplo, Deus proíbe a imoralidade sexual, a idolatria, o roubo e a embriaguez. (1 Cor. 6:9, 10) Outro exemplo é a ordem que o Filho de Deus, Jesus Cristo, deu aos seus discípulos: “Vão e façam discípulos de pessoas de todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do espírito santo, ensinando-as a obedecer a todas as coisas que lhes ordenei. E saibam que eu estou com vocês todos os dias, até o final do sistema de coisas.” (Mat. 28:19, 20) Obedecer às leis de Jeová, incluindo a ordem de pregar, sem dúvida é para o nosso bem. Quando fazemos isso, sentimos mais amor próprio, temos uma saúde melhor e uma família mais feliz. Mas a maior recompensa por obedecer a Jeová é que recebemos a aprovação e as bênçãos dele.

2, 3. (a) Por que a Bíblia não tem uma lista de regras para cada situação? (b) Que perguntas vão ser consideradas neste artigo? (Veja a foto no começo do artigo.)

2 Mas a Bíblia não tem uma lei específica para cada situação na vida. Isso na verdade mostra a sabedoria de Jeová. Como assim? Pense, por exemplo, no que a Bíblia diz sobre o modo de nos vestir. Ela não dá uma lista detalhada de regras do que podemos ou não usar. Se ela fizesse isso, suas orientações já estariam desatualizadas. Afinal, o jeito de se vestir muda muito de uma década para outra ou de um país para outro. A Bíblia também não dá uma lista de regras sobre a escolha de emprego, tratamentos médicos e diversão. Cabe a cada pessoa ou chefe de família tomar suas próprias decisões sobre esses assuntos.

3 Às vezes, precisamos tomar uma decisão importante que vai afetar nossa vida, mas não encontramos nenhuma lei específica na Bíblia sobre aquele assunto. Será que faz diferença para Jeová o que vamos decidir? Será que qualquer decisão que tomamos vai deixar nosso Pai celestial feliz, desde que não desobedeçamos a uma lei da Bíblia? Quando não há leis específicas na Bíblia, como podemos saber se nossa decisão vai agradar a Jeová?

NOSSAS DECISÕES AFETAM A NÓS E A OUTROS

4, 5. Como nossas decisões podem afetar a nós e a outros?

4 Alguns acham que não faz diferença o que escolhemos fazer. Mas nós queremos tomar decisões sábias que agradem a Jeová. Então precisamos levar em conta o que a Bíblia diz e seguir suas orientações. Por exemplo, para termos a aprovação de Deus, temos que obedecer a lei que ele nos deu sobre o sangue. (Gên. 9:4; Atos 15:28, 29) É importante orarmos a Jeová, para que ele nos ajude a tomar decisões que estejam de acordo com a Bíblia.

5 Decisões sérias como essa podem ter um grande impacto em nosso bem-estar espiritual. Na verdade, quase toda decisão que tomamos afeta nosso relacionamento com Jeová — tanto para o bem como para o mal. Uma boa decisão fortalece nossa amizade com Deus, enquanto uma decisão ruim pode prejudicá-la. Além disso, uma decisão errada pode incomodar outros ou até mesmo perturbar sua consciência. Ou ainda pode enfraquecer a união da congregação. Então, as decisões que tomamos realmente fazem diferença! — Leia Romanos 14:19; Gálatas 6:7.

6. Em que devemos pensar ao tomar decisões?

6 O que devemos fazer quando não existe uma lei específica na Bíblia? Em casos assim, nós temos o dever de pensar em tudo o que está envolvido e tomar a melhor decisão. Não devemos decidir nada pensando no que nós achamos que é melhor, mas pensando no que vai agradar a Jeová. — Leia Salmo 37:5.

COMPREENDA QUAL É A VONTADE DE JEOVÁ

7. Quando a Bíblia não diz exatamente o que devemos fazer, como podemos saber que decisão vai agradar a Jeová?

7 Você talvez esteja se perguntando: ‘Como vou saber o que agrada a Jeová se a sua Palavra não dá nenhuma lei específica sobre esse assunto?’ Efésios 5:17 diz: “Compreendam qual é a vontade de Jeová.” Quando não existe uma ordem clara na Bíblia, precisamos compreender, ou perceber, o que Jeová espera que façamos. Como podemos fazer isso? É necessário orar a ele e deixar que seu espírito santo nos oriente.

8. Por que Jesus compreendia o que Jeová queria que ele fizesse? Dê um exemplo.

8 Veja como Jesus compreendia o que seu Pai queria que ele fizesse. Em duas ocasiões, Jesus primeiro orou e depois, de forma milagrosa, alimentou milhares de pessoas. (Mat. 14:17-20; 15:34-37) Mas, certa vez, o Diabo disse para ele transformar pedras em pães. Jesus estava com fome, mas se recusou a fazer isso. (Leia Mateus 4:2-4.) Jesus compreendeu o que Jeová queria que ele fizesse porque ele conhecia muito bem os pensamentos de seu Pai. Por isso, ele sabia que não deveria usar seu poder para transformar pedras em pães. Jesus compreendia que Deus não queria que ele usasse seu poder para satisfazer desejos pessoais. Por agir de acordo com a vontade de Jeová, ele mostrou que confiava que Jeová o orientaria e cuidaria de suas necessidades.

9, 10. O que vai nos ajudar a tomar boas decisões? Que exemplo nos ajuda a entender isso?

9 Se queremos tomar boas decisões como Jesus, devemos confiar na orientação de Jeová. Temos que agir de acordo com estas palavras: “Confie em Jeová de todo o seu coração; não confie no seu próprio entendimento. Lembre-se dele em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas. Não se torne sábio aos seus próprios olhos. Tema a Jeová e afaste-se do mal.” (Pro. 3:5-7) Quando estudamos a Bíblia, passamos a conhecer a maneira de Jeová pensar. Isso vai nos ajudar a compreender o que ele quer que façamos em determinada situação. Quanto mais conhecermos os pensamentos de Jeová, mais seremos ‘receptivos à sua orientação’. — Eze. 11:19, nota.

10 Imagine a seguinte situação: Uma mulher casada está passeando no shopping. De repente ela vê um par de sapatos que ela gostaria muito de comprar. Mas eles são muito caros. Então ela pensa: ‘O que meu marido acharia se eu gastasse todo esse dinheiro?’ É provável que ela já saiba a resposta, mesmo que seu marido não esteja com ela. Mas por que ela sabe a resposta? Porque, com o passar do tempo, ela já sabe como seu marido pensa. Ela conhece seu ponto de vista sobre o orçamento deles e sabe o que ele acharia caso ela comprasse aquele par de sapatos. Da mesma forma, à medida que conhecermos cada vez mais o modo de Jeová pensar e agir, conseguiremos perceber melhor o que ele quer que façamos nas várias situações de nossa vida.

COMO DESCOBRIR O QUE JEOVÁ PENSA?

11. Quando lemos ou estudamos a Bíblia, que perguntas podemos nos fazer? (Veja o quadro “ Ao estudar a Palavra de Deus, pergunte-se”.)

11 Para conhecer o modo de Jeová pensar, o estudo pessoal é fundamental. Quando lemos ou estudamos a Palavra de Deus, podemos nos perguntar: ‘O que isso me ensina sobre Jeová e seu modo de pensar? Por que ele agiu assim?’ Precisamos ser como o salmista Davi, que cantou: “Faz-me saber os teus caminhos, ó Jeová; ensina-me as tuas veredas. Faz-me andar na tua verdade e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação. Em ti espero o dia inteiro.” (Sal. 25:4, 5) Ao meditar num trecho da Bíblia, tente responder a perguntas como estas: ‘Como posso aplicar isso na minha vida? Onde posso aplicar? Em casa? No trabalho? Na escola? Na pregação?’ Depois de ver onde aquela informação pode ser aplicada, fica mais fácil saber como colocá-la em prática.

12. Como nossas publicações e as reuniões nos ajudam a saber o que Jeová pensa sobre vários assuntos?

12 Existe outra maneira de conhecer melhor o modo de Jeová pensar. Qual? Por prestar bastante atenção às orientações bíblicas que recebemos por meio de sua organização. Por exemplo, quando temos uma decisão para tomar sobre um assunto pessoal, podemos usar o Índice das Publicações da Torre de Vigia e o Guia de Pesquisa para Testemunhas de Jeová. Essas publicações podem nos ajudar a perceber o que Jeová pensa sobre aquele assunto. Prestar atenção nas reuniões, participar nelas e pensar no que estamos aprendendo também vai nos ajudar muito. Se aproveitarmos bem todos os meios que Jeová usa para nos instruir, vamos conhecê-lo tão bem que pensaremos como ele. Assim, vamos tomar boas decisões que poderão ter o apoio de Jeová.

TOME DECISÕES LEVANDO EM CONTA OS PENSAMENTOS DE JEOVÁ

13. Saber o que Jeová pensa nos ajuda a tomar boas decisões. Dê um exemplo.

13 Conhecer o modo de Jeová pensar nos ajuda a tomar boas decisões em várias situações. Veja um exemplo. Pode ser que você tenha vontade de ser pioneiro regular. Talvez até tenha começado a simplificar a vida. Ao mesmo tempo, pode ser que esteja preocupado, pensando: ‘Será que vou conseguir ser feliz de verdade vivendo com menos?’ É claro que a Bíblia não obriga ninguém a ser pioneiro. Podemos continuar servindo fielmente a Jeová como publicadores. Mas Jesus garante que vamos receber muitas bênçãos se fizermos sacrifícios pelo Reino. (Leia Lucas 18:29, 30.) A Bíblia também mostra que Jeová fica feliz com nossas “ofertas voluntárias de louvor” e quando fazemos com alegria tudo o que podemos para adorá-lo. (Sal. 119:108; 2 Cor. 9:7) Depois de pensar nesses textos e orar pedindo orientação, conseguiremos compreender qual é a vontade de Jeová. Daí, vamos tomar uma decisão equilibrada e que agrade ao nosso Pai celestial.

14. Como você pode saber se certo estilo de roupa agrada a Jeová?

14 Veja outro exemplo: Digamos que você gosta de um estilo de roupa, mas ele poderia incomodar alguns irmãos na congregação. A Bíblia não tem nenhuma lei proibindo aquele estilo. O que Jeová pensa sobre esse assunto? O apóstolo Paulo disse: “As mulheres devem usar roupa decente, adornando-se com modéstia e bom critério, não com estilos de tranças, nem com ouro ou pérolas, nem com roupa muito cara, mas do modo próprio das mulheres que professam devoção a Deus, isto é, com boas obras.” (1 Tim. 2:9, 10) É claro que esse princípio também vale para os homens. Como servos de Jeová, o mais importante não é o nosso gosto; também temos que levar em conta a opinião dos outros. Se tivermos modéstia, não vamos querer chamar atenção para nós mesmos. E se amarmos nossos irmãos, não vamos fazer nada que os ofenda. (1 Cor. 10:23, 24; Fil. 3:17) Se nós meditarmos no que a Bíblia diz e entendermos o que Jeová pensa sobre o assunto, vamos tomar decisões que deixam Jeová feliz.

15, 16. (a) Como Jeová se sente quando alguém fica pensando em coisas imorais? (b) Quando vamos escolher nossa diversão, como podemos saber o que agrada a Jeová? (c) O que devemos fazer quando temos que tomar decisões importantes?

15 A Bíblia mostra que Jeová fica triste quando vê pessoas fazendo coisas erradas, ou quando percebe que a “inclinação dos pensamentos” delas é má “todo o tempo”. (Leia Gênesis 6:5, 6.) Assim, percebemos que seria errado alguém se imaginar praticando imoralidade sexual. Esse tipo de pensamento é totalmente contrário ao modo de Jeová pensar. Isso poderia levar essa pessoa a desobedecer a uma lei clara na Bíblia e a cometer um pecado grave. O discípulo Tiago escreveu: “A sabedoria de cima é primeiramente pura, depois pacífica, razoável, pronta para obedecer, cheia de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem hipocrisia.” (Tia. 3:17) Por isso, não devemos nos divertir com coisas que nos fazem ter pensamentos e desejos imorais. O que um cristão maduro faz quando vê que um livro, um filme ou um jogo têm coisas que Jeová odeia? Ele não precisa perguntar para outros se pode ou não se divertir com essas coisas porque Jeová já deixou bem claro na Bíblia o que ele pensa.

16 Existem várias situações em que podemos decidir uma coisa ou outra e ainda assim deixar Jeová feliz. Mas, no caso de decisões importantes, às vezes é bom pedir conselhos aos anciãos ou a outros irmãos e irmãs experientes. (Tito 2:3-5; Tia. 5:13-15) É claro que não devemos pedir que outros decidam por nós. Os cristãos precisam treinar e usar a capacidade de discernimento. (Heb. 5:14) Todos nós devemos lembrar das palavras inspiradas de Paulo: “Cada um levará a sua própria carga de responsabilidade.” — Gál. 6:5, nota.

17. Quais são as recompensas de tomar decisões que agradam a Jeová?

17 Quando tomamos decisões levando em conta o que Jeová pensa, nós nos achegamos mais a ele. (Tia. 4:8) Recebemos sua bênção e aprovação. E isso fortalece nossa fé em nosso Pai celestial. Então, vamos seguir as leis e os princípios da Bíblia, porque eles revelam os pensamentos de Deus. É claro que sempre teremos coisas novas para aprender sobre Jeová. (Jó 26:14) Mas com esforço podemos agora mesmo ter a sabedoria, o conhecimento e o discernimento necessários para tomar decisões sábias. (Pro. 2:1-5) As ideias e os planos de humanos imperfeitos mudam, mas o salmista nos lembra: “As decisões de Jeová permanecerão para sempre; os pensamentos do seu coração, de geração em geração.” (Sal. 33:11) Sem dúvida, podemos tomar as melhores decisões se os nossos pensamentos e ações estiverem de acordo com os pensamentos de nosso Deus sábio, Jeová.