Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Junho de 2017

Não se esqueça do que é mais importante

Não se esqueça do que é mais importante

“Que as pessoas saibam que tu, cujo nome é Jeová, somente tu és o Altíssimo sobre toda a terra.” — SAL. 83:18.

CÂNTICOS: 27, 136

1, 2. (a) Que questão muito importante existe? (b) Por que precisamos entender bem essa questão?

PARA muitos hoje, dinheiro é a coisa mais importante na vida. Eles só pensam em ganhar mais dinheiro ou em não perder o que já ganharam. Já outros acham que nada é mais importante do que família, saúde ou correr atrás dos seus sonhos.

2 Mas na verdade existe uma questão muito mais importante: a soberania de Jeová, ou seja, se ele tem ou não o direito de ser o Governante do Universo. Só que nem sempre é fácil lembrar disso. Como assim? As preocupações do dia a dia e os nossos problemas podem fazer a gente se sentir como se estivesse carregando o mundo nas costas. Isso pode nos fazer esquecer do que é mais importante. Por outro lado, quando entendemos bem a questão da soberania de Jeová, isso é muito bom para nós: lidamos melhor com os problemas do dia a dia e ficamos mais achegados a Jeová.

POR QUE ESSA QUESTÃO É TÃO IMPORTANTE?

3. O que Satanás disse sobre Jeová?

3 Satanás levantou a dúvida se Jeová tem o direito de governar. O Diabo quer que a gente pense que Jeová é um governante ruim, que não quer o nosso bem. Segundo ele, os humanos estariam muito melhores e bem mais felizes governando a si mesmos. (Gên. 3:1-5) Ele também deu a entender que, no fundo, nenhum humano é leal a Jeová; é só pressionar que qualquer um vira as costas para Deus. (Jó 2:4, 5) Por isso, Jeová está dando um tempo para provar que a vida sem o governo dele é péssima.

4. Por que a questão da soberania precisa ser resolvida?

4 É claro que Jeová sabe que tudo o que o Diabo disse é mentira. Então, por que ele decidiu deixar o assunto correr, dando tempo para Satanás provar o que falou? A resposta envolve todo mundo, no céu e na Terra. (Leia Salmo 83:18.) Adão e Eva não quiseram obedecer a Deus como governante, e muitos depois deles também não quiseram. Isso poderia ter levado alguns a se perguntar se o Diabo estava certo. Enquanto a questão da soberania ficasse sem resposta na mente dos humanos e dos anjos, não existiria verdadeira paz e união. Depois que ficar provado que Jeová é o único que tem o direito de governar, todos os leais vão viver para sempre debaixo do Seu governo justo. Finalmente todo o Universo vai ter paz! — Efé. 1:9, 10.

5. Se formos fiéis, vamos poder provar o quê?

5 Jeová vai provar de uma vez por todas que ele merece ser o Governante do Universo. O governo de Satanás e dos humanos vai ser destruído, e todos vão saber que esses governos foram um total fracasso. Já o Reino de Deus por meio de Jesus Cristo vai ser um sucesso! Pessoas fiéis serão a prova viva de que os humanos podem ser leais a Jeová e apoiar a soberania dele. (Isa. 45:23, 24) Com certeza você quer ser uma dessas pessoas! Para continuarmos leais a Jeová, precisamos ter bem em mente a questão da soberania e entender por que ela é importante.

A SOBERANIA DE JEOVÁ É MAIS IMPORTANTE DO QUE A SALVAÇÃO

6. A questão da soberania de Jeová é mais importante do que o quê?

6 Como vimos, a questão da soberania de Jeová é extremamente importante. É ainda mais importante do que a nossa felicidade e a nossa salvação. Será que isso quer dizer que Jeová não se importa com a gente ou não acha importante nos salvar? De jeito nenhum! Como sabemos isso?

7, 8. Por que a salvação dos humanos obedientes faz parte da questão da soberania?

7 Jeová ama muito os humanos. Tanto que deu a vida do seu Filho para que pudéssemos ter vida eterna. (João 3:16; 1 João 4:9) Na verdade, a salvação dos humanos obedientes faz parte da questão da soberania. Se Jeová não cumprisse suas promessas, o Diabo poderia dizer que Jeová é um mentiroso que impede os humanos de ser felizes e governa de modo injusto. Também os inimigos de Deus iam continuar rindo das promessas dele, dizendo: “Onde está essa prometida presença dele? Ora, desde o tempo em que os nossos antepassados adormeceram na morte, todas as coisas continuam exatamente como eram desde o princípio da criação.” (2 Ped. 3:3, 4) Por isso, quando Jeová determinou como ia defender sua soberania, ele fez questão de incluir a salvação dos humanos obedientes. (Leia Isaías 55:10, 11.) Além disso, Jeová governa com amor. Assim, podemos ter certeza que ele sempre vai amar seus servos leais e dar valor a eles. — Êxo. 34:6.

8 Resumindo, quando reconhecemos como a soberania de Jeová é importante, isso não quer dizer que achamos que a nossa salvação não tem valor. É apenas uma questão de ter o ponto de vista correto sobre as coisas — o ponto de vista de Jeová. Ter em mente o que é mais importante vai nos ajudar a continuar apoiando a soberania de Jeová.

ELE APRENDEU A VER ALÉM DOS SEUS PROBLEMAS

9. O que Satanás disse sobre Jó? (Veja a figura no começo do artigo.)

9 É importante ter o ponto de vista correto sobre a soberania de Jeová. Isso fica bem claro no livro de Jó, um dos primeiros livros da Bíblia a serem escritos. Esse livro diz que Satanás acusou Jó de servir a Deus por interesse. Ele disse que, se Jó sofresse bastante, viraria as costas para Deus. Satanás quis que Jeová fizesse Jó sofrer. Jeová não fez isso, mas deixou Satanás testar Jó. Jeová disse: “Tudo o que ele tem está nas suas mãos.” (Jó 1:7-12.) Num só dia, Jó perdeu seus servos, seus bens e seus dez filhos que ele tanto amava. Só que Satanás fez de um jeito que parecia que Jeová tinha feito tudo aquilo. (Jó 1:13-19) Daí, Satanás atacou Jó com uma doença horrível, que causava muita dor e dava nojo só de olhar. (Jó 2:7) Para piorar as coisas, a própria esposa de Jó e três falsos amigos falaram coisas que só deixaram Jó mais pra baixo. — Jó 2:9; 3:11; 16:2.

10. (a) O que Jó fez que mostrou que ele era leal a Deus? (b) Por que Jó precisava mudar seu ponto de vista?

10 Será que Satanás estava certo? Claro que não! Em nenhum momento Jó virou as costas para Deus. (Jó 27:5) Mas, por um tempo, Jó se esqueceu do que era mais importante. Ele ficava insistindo que não tinha feito nada de errado e até chegou a exigir de Deus uma explicação de por que ele estava sofrendo. (Jó 7:20; 13:24) Talvez a gente pense: ‘Bem, com tudo o que Jó sofreu, dá pra entender por que ele fez isso.’ Mas Jeová achou que ele precisava mudar seu ponto de vista. O que Jeová disse para ele?

11, 12. (a) O que Jeová ajudou Jó a fazer? (b) Qual foi a reação de Jó?

11 O que Jeová disse para Jó ocupa quatro capítulos do livro de Jó, do capítulo 38 ao 41. Mas é interessante que Jeová não disse o motivo de Jó estar sofrendo. Na verdade, o objetivo de Jeová não era explicar para Jó por que ele estava sofrendo, como se Jeová tivesse que se justificar. O que Jeová queria era ajudar Jó a ver como ele era pequeno em comparação com Deus. (Jó 38:18-21.) Ele ajudou Jó a ver além dos seus problemas e a lembrar do que era mais importante.

12 Será que Jeová foi duro em falar de forma tão direta com Jó depois de tudo que ele tinha passado? Na verdade, não, e nem Jó achou isso. O conselho de Jeová foi direto, mas amoroso. Jó até disse: “Retiro o que eu disse, e me arrependo em pó e cinzas.” (Jó 42:1-6) Antes, um jovem chamado Eliú também tinha aconselhado Jó. (Jó 32:5-10) Depois que Jó aceitou a correção e mudou seu modo de pensar, Jeová deixou claro para outros que estava orgulhoso de Jó por ele ter sido tão leal. — Jó 42:7, 8.

13. Como o conselho de Jeová ajudou Jó mesmo depois que as provações dele acabaram?

13 O conselho de Jeová ajudou Jó mesmo depois que as provações dele acabaram. Como assim? Bem, a gente sabe que “Jeová abençoou a última parte da vida de Jó mais do que a primeira”. Mas até as coisas voltarem ao normal deve ter passado algum tempo. A Bíblia diz que ele “teve mais sete filhos e mais três filhas”. (Jó 42:12-14) Com certeza Jó tinha muita saudade dos filhos que foram mortos por Satanás. E pode ser que, por um tempo, as coisas ruins que aconteceram ficassem passando pela cabeça dele. Mesmo que um dia Jó entendesse o motivo do seu sofrimento, talvez de tempos em tempos ele se perguntasse: ‘Será que eu tinha que sofrer tanto?’ Mesmo que ele tenha pensado algo assim, ele podia meditar no conselho de Deus. Fazer isso consolaria seu coração e o ajudaria a continuar vendo as coisas do ponto de vista de Jeová. — Sal. 94:19, primeira nota.

Será que podemos ver além dos nossos problemas e lembrar do que é mais importante? (Veja o parágrafo 14.)

14. O que aprendemos do livro de Jó?

14 Meditar no que aconteceu com Jó pode nos ajudar a corrigir nosso modo de pensar e nos dar consolo. Jeová deixou o livro de Jó na Bíblia “para a nossa instrução, a fim de que, por meio da nossa perseverança e por meio do consolo das Escrituras, tivéssemos esperança”. (Rom. 15:4) O que aprendemos desse livro? Aprendemos a não ficar tão preocupados com nossos problemas a ponto de perder de vista o que é mais importante: a questão da soberania de Jeová. Aprendemos também que, assim como Jó, podemos apoiar a soberania de Jeová por sermos fiéis mesmo em situações difíceis.

15. O que conseguimos quando perseveramos?

15 O que aconteceu com Jó nos consola porque mostra que nossos problemas não significam que Jeová está nos punindo. Também mostra que nosso sofrimento pode servir para uma coisa boa. Os problemas nos dão a oportunidade de mostrar que apoiamos a soberania de Jeová. (Pro. 27:11) Quando perseveramos, conseguimos ter a aprovação de Deus e nossa esperança fica mais forte. (Leia Romanos 5:3-5.) Além disso, o que aconteceu com Jó prova que “Jeová tem grande compaixão e é misericordioso”. (Tia. 5:11) Por isso, podemos ter certeza que ele vai nos recompensar se apoiarmos a sua soberania. Saber disso nos ajuda a “perseverar plenamente com paciência e alegria”. — Col. 1:11.

COMO MANTER O FOCO

16. Por que é bom nos lembrar de como é importante apoiar a soberania de Jeová?

16 É verdade que pode ser um desafio não perder de vista a questão da soberania de Jeová. Às vezes os problemas da vida parecem nos sufocar. Mesmo problemas pequenos podem parecer gigantescos se pensarmos muito neles. Por isso, é bom sempre nos lembrar de como é importante apoiar a soberania de Jeová, não importa os problemas que enfrentemos.

17. Dê um exemplo que mostra que a pregação nos ajuda a manter o foco no que é mais importante.

17 Quando nos mantemos ocupados na pregação, isso nos ajuda a manter o foco na soberania de Jeová. Por exemplo, uma irmã chamada Renee teve um derrame, estava com câncer e vivia com dores. Enquanto estava em tratamento no hospital, ela aproveitava para pregar para médicos, enfermeiros, pacientes e pessoas que vinham visitar. Uma vez ela ficou duas semanas e meia internada, mas conseguiu fazer 80 horas na pregação enquanto esteve ali. Mesmo perto de morrer, ela nunca perdeu de vista o que é mais importante. Saber que estava apoiando a soberania de Jeová lhe deu paz.

18. O que o exemplo de Jennifer nos ensina sobre apoiar a soberania de Jeová?

18 Nós também queremos apoiar a soberania de Jeová quando lidamos com os problemas do dia a dia. O exemplo de Jennifer mostra isso. Ela ficou três dias no aeroporto esperando um voo para voltar para casa. Um voo atrás do outro era cancelado. Ela estava exausta e se sentia muito sozinha. Naquela situação, ela poderia facilmente ter ficado com pena de si mesma. Em vez disso, ela pediu para Jeová ajudá-la a ver como ela poderia aproveitar para pregar para outros na mesma situação. O que aconteceu? Ela falou com várias pessoas e colocou muitas publicações. Jennifer conta: “Senti que Jeová me abençoou naquela situação estressante e me deu forças para dar testemunho sobre ele.”

19. Como povo de Jeová, o que devemos fazer?

19 Só o povo de Jeová entende como a questão da soberania é importante. Essa é uma das coisas que identificam a religião verdadeira. Por isso, cada um de nós deve se esforçar para apoiar a soberania de Jeová não importa o que aconteça.

20. Como Jeová se sente ao ver tudo o que você faz para apoiar a soberania dele?

20 Não tenha dúvidas de que Jeová dá valor a tudo o que você faz para apoiar a soberania dele. Ele vê o seu serviço fiel e a sua perseverança. (Sal. 18:25) No próximo artigo vamos ver outros motivos para apoiar a soberania de Jeová e como podemos fazer isso de todo o coração.