Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Julho de 2016

Somos gratos pela bondade imerecida de Deus

Somos gratos pela bondade imerecida de Deus

‘Todos nós recebemos bondade imerecida sobre bondade imerecida.’ — JOÃO 1:16.

CÂNTICOS: 95, 13

1, 2. (a) Conte a ilustração de Jesus sobre o dono do vinhedo. (b) Como essa ilustração nos ajuda a entender o que é bondade imerecida?

O DONO de um vinhedo foi à praça de manhã cedo contratar alguns homens para trabalhar para ele. Os homens concordaram com o salário que ele ofereceu e foram trabalhar. Mas o dono do vinhedo precisava de mais ajuda. Então voltou à praça várias vezes no dia para contratar mais trabalhadores. Ele disse que pagaria um salário justo a todos eles, até mesmo aos homens que contratou no final da tarde. No fim do dia, ele reuniu os trabalhadores para fazer o pagamento. Todos receberam o mesmo valor, não importava quantas horas tivessem trabalhado. Quando perceberam isso, os homens que tinham trabalhado o dia inteiro reclamaram. O dono do vinhedo disse: ‘Vocês não concordaram com o salário que ofereci? Não tenho o direito de dar aos meus trabalhadores o que eu quero? Vocês ficaram com inveja porque sou generoso?’ — Mat. 20:1-15.

2 Essa ilustração de Jesus nos faz lembrar de uma qualidade de Jeová que a Bíblia menciona muitas vezes: sua “bondade imerecida”. [1] (Leia 2 Coríntios 6:1.) Talvez alguns achassem que os homens que trabalharam apenas uma hora não mereciam receber o valor de um dia de trabalho. Mas o dono do vinhedo foi muito bondoso com eles. Muitas versões da Bíblia traduzem a expressão “bondade imerecida” pela palavra “graça”. Sobre isso, um erudito escreveu que a ideia básica da palavra é a de um presente que recebemos de graça e que não merecemos.

UM PRESENTE DE JEOVÁ

3, 4. (a) Por que Jeová demonstrou bondade imerecida a todos os humanos? (b) Qual foi a maior demonstração da bondade imerecida de Deus?

3 A Bíblia fala sobre a “dádiva da bondade imerecida de Deus”. (Efé. 3:7) Por que Jeová nos dá essa “dádiva”, ou presente? Porque não conseguimos fazer perfeitamente tudo o que ele pede. Assim, não merecemos sua bondade. Por sermos pecadores, merecemos a morte. O rei Salomão escreveu: “Não há nenhum homem justo na terra que sempre faça o que é bom e nunca peque.” (Ecl. 7:20) O apóstolo Paulo disse algo parecido: “Todos pecaram e não atingem a glória de Deus”, e “o salário pago pelo pecado é a morte”. — Rom. 3:23; 6:23a.

4 Mas Jeová ama os humanos pecadores. Por isso demonstrou bondade imerecida a eles de um modo muito especial. Ele enviou à Terra o que tinha de mais precioso, “seu Filho unigênito”, para morrer por nós. (João 3:16) Pensando nisso, Paulo escreveu que Jesus morreu, “para que, pela bondade imerecida de Deus, provasse a morte por todos”. (Heb. 2:9) Realmente, “a dádiva que Deus dá é a vida eterna por Cristo Jesus, nosso Senhor”. — Rom. 6:23b.

5, 6. O que acontece quando estamos debaixo (a) do pecado? (b) de bondade imerecida?

5 Por que o pecado e a morte fazem parte da nossa realidade? A Bíblia explica que por causa do pecado de Adão “a morte reinou” sobre os descendentes dele. (Rom. 5:12, 14, 17) Então, quando estamos debaixo do pecado o resultado é a morte. Mas felizmente temos uma escolha: não precisamos deixar que o pecado nos domine. Como assim? Quando demonstramos fé no sacrifício de resgate de Jesus, deixamos de estar debaixo do pecado e escolhemos estar debaixo da bondade imerecida de Jeová. A Bíblia diz: “Onde o pecado se tornou abundante, a bondade imerecida se tornou ainda mais abundante. Com que objetivo? Para que, assim como o pecado reinou junto com a morte, assim também a bondade imerecida reinasse por meio da justiça e levasse à vida eterna, por intermédio de Jesus Cristo, nosso Senhor.” — Rom. 5:20, 21.

6 Isso não muda o fato de que continuamos sendo pecadores. Mas não precisamos nos conformar com isso e deixar o pecado nos dominar. E se pecarmos? Podemos pedir perdão a Jeová. Paulo alertou os cristãos: “O pecado não deve dominar sobre vocês, visto que vocês não estão debaixo de lei, mas debaixo de bondade imerecida.” (Rom. 6:14) Portanto, estamos debaixo de bondade imerecida. Que efeito isso tem sobre nós? Paulo explicou: “A bondade imerecida de Deus . . . nos treina para rejeitarmos a impiedade e os desejos mundanos e para vivermos com bom senso, justiça e devoção a Deus no meio deste mundo.” — Tito 2:11, 12.

A BONDADE IMERECIDA É “EXPRESSA DE VÁRIOS MODOS”

7, 8. Em que sentido a bondade imerecida de Jeová é “expressa de vários modos”? (Veja as fotos no começo do artigo.)

7 O apóstolo Pedro escreveu: “Conforme cada um recebeu um dom, use-o ao servir os outros como bom administrador da bondade imerecida de Deus, que é expressa de vários modos.” (1 Ped. 4:10) O que isso quer dizer? Que sempre haverá uma ‘expressão da bondade imerecida de Deus’ para cada provação que enfrentarmos. Ou seja, Jeová pode nos ajudar a lidar com qualquer provação. — 1 Ped. 1:6.

8 O apóstolo João escreveu: ‘Todos nós recebemos bondade imerecida sobre bondade imerecida.’ (João 1:16) Realmente, Jeová é bondoso conosco de muitas maneiras. Que bênçãos isso nos traz?

9. (a) Como a bondade imerecida de Jeová nos beneficia? (b) Como podemos mostrar que somos gratos?

9 Jeová perdoa nossos pecados. Por causa da bondade imerecida de Jeová, nossos pecados são perdoados. Mas isso só é possível se nos arrependermos e continuarmos lutando contra nossos desejos errados. (Leia 1 João 1:8, 9.) Somos muito gratos pela misericórdia de Deus, e isso nos faz querer glorificá-lo. Paulo escreveu a seus irmãos ungidos: “[Jeová] nos livrou da autoridade da escuridão e nos transferiu para o reino do seu Filho amado, por meio de quem temos o nosso livramento por resgate, o perdão dos nossos pecados.” (Col. 1:13, 14) Quando nossos pecados são perdoados, podemos ter muitas outras bênçãos maravilhosas.

10. O que temos por causa da bondade imerecida de Jeová?

10 Temos paz com Deus. Por sermos pecadores, desde que nascemos somos como que inimigos de Deus. Paulo reconheceu isso: “Quando éramos inimigos, fomos reconciliados com Deus por meio da morte do seu Filho.” (Rom. 5:10) Essa reconciliação torna possível que tenhamos paz com Jeová. Paulo mostrou que esse privilégio se deve à bondade imerecida de Jeová. Ele disse aos seus irmãos ungidos: “Agora que fomos declarados justos em resultado da fé, desfrutemos de paz com Deus por meio do nosso Senhor Jesus Cristo, por meio de quem também obtivemos, pela fé, acesso a essa bondade imerecida em que agora nos encontramos.” (Rom. 5:1, 2) Essa é uma bênção e tanto!

Bênçãos que temos por causa da bondade imerecida de Deus: Podemos ouvir as boas novas (Veja o parágrafo 11.)

11. Como os ungidos ajudam as “outras ovelhas” a ser consideradas justas?

11 Somos considerados justos. Nenhum de nós é justo por natureza. Mas o profeta Daniel predisse que no tempo do fim “os que têm discernimento”, o restante ungido, ‘levariam muitos à justiça’. (Leia Daniel 12:3.) Por meio da sua obra de pregação e ensino, eles já ajudaram milhões das “outras ovelhas” a ser considerados justos por Jeová. (João 10:16) Mas isso só é possível por causa da bondade imerecida de Jeová. Paulo explicou: “É como dádiva que são declarados justos pela Sua bondade imerecida, por meio do livramento pelo resgate pago por Cristo Jesus.” — Rom. 3:23, 24.

Temos o privilégio de orar (Veja o parágrafo 12.)

12. Por que temos o privilégio de nos aproximar do trono de Deus em oração?

12 Podemos nos aproximar do trono de Deus em oração. Por causa da sua bondade imerecida, Jeová nos dá o privilégio de nos aproximar do seu trono celestial em oração. É por isso que Paulo chama o trono de Jeová de “trono de bondade imerecida” e diz que podemos nos aproximar dele “com confiança”. (Heb. 4:16a) Jeová nos dá esse privilégio por meio do seu Filho, “por intermédio de quem temos esta liberdade no falar e podemos nos aproximar de Deus livremente com confiança, por meio de nossa fé em Cristo”. (Efé. 3:12) Podemos orar a Jeová sempre que quisermos. Sem dúvida, essa é mais uma bênção que temos por causa da bondade imerecida de Deus.

Recebemos ajuda no tempo certo (Veja o parágrafo 13.)

13. Como a bondade imerecida pode “nos ajudar no tempo certo”?

13 Podemos ter ajuda no tempo certo. Paulo nos incentivou a ficar à vontade para orar a Jeová, “a fim de receber misericórdia e achar bondade imerecida para nos ajudar no tempo certo”. (Heb. 4:16b) Sempre que passarmos por provações e dificuldades, podemos implorar a ajuda de Jeová. Por mais que não mereçamos, ele responde nossas orações. Muitas vezes ele faz isso por meio dos nossos irmãos, “para que fiquemos cheios de coragem e digamos: ‘Jeová é o meu ajudador; não terei medo. O que me pode fazer o homem?’” — Heb. 13:6.

14. Que bênção temos quando estamos aflitos?

14 Podemos ser consolados. Por causa da sua bondade imerecida, Jeová consola quem tem um coração aflito. (Sal. 51:17) Essa é uma grande bênção. Paulo escreveu aos cristãos em Tessalônica, que estavam sendo perseguidos: “Que o próprio Jesus Cristo, nosso Senhor, e que Deus, nosso Pai, que nos amou e deu consolo eterno e boa esperança por meio de bondade imerecida, consolem o seu coração e os fortaleçam.” (2 Tes. 2:16, 17, nota) É muito consolador saber que Jeová nos ama e cuida de nós!

15. Que esperança temos por causa da bondade imerecida de Deus?

15 Temos a esperança de vida eterna. Por sermos pecadores, não teríamos nenhuma esperança. (Leia Salmo 49:7, 8.) Mas Jeová nos dá uma esperança maravilhosa. Jesus prometeu aos seus seguidores: “Esta é a vontade do meu Pai: que todo aquele que reconhece o Filho e exerce fé nele tenha vida eterna.” (João 6:40) A vida eterna é realmente um presente de Deus, uma demonstração de sua bondade imerecida. Paulo, que com certeza dava valor a isso, disse: “A bondade imerecida de Deus foi manifestada, trazendo salvação a todo tipo de pessoas.” — Tito 2:11.

NÃO ABUSE DA BONDADE IMERECIDA DE DEUS

16. Como alguns dos primeiros cristãos abusavam da bondade imerecida de Deus?

16 Podemos ter muitas bênçãos por causa da bondade imerecida de Jeová. Mas não devemos abusar da bondade de Jeová, achando que ele tolera todo tipo de conduta. Entre os primeiros cristãos havia alguns que tentavam ‘transformar a bondade imerecida de Deus numa desculpa para conduta insolente’, ou desavergonhada. (Judas 4) Pelo visto, esses cristãos infiéis achavam que podiam pecar e depois contar com o perdão de Jeová. Pior ainda, eles tentavam fazer com que seus irmãos também desobedecessem a Deus. Hoje também, quem faz isso ‘despreza o espírito de bondade imerecida’. — Heb. 10:29.

17. Que conselho Pedro foi inspirado a escrever?

17 Hoje, Satanás engana alguns cristãos, levando-os a acreditar que podem pecar o quanto quiser que Jeová sempre vai perdoar. É verdade que Jeová está disposto a perdoar pecadores arrependidos, mas ele espera que lutemos contra nossos desejos errados. Ele inspirou Pedro a escrever: “Portanto, amados, sabendo disso com antecedência, tomem cuidado para não ser desviados pelo erro dos transgressores e para não cair de sua posição firme. Pelo contrário, continuem crescendo na bondade imerecida e no conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.” — 2 Ped. 3:17, 18.

PRECISAMOS FAZER A NOSSA PARTE

18. Visto que Jeová é tão bondoso conosco, o que devemos fazer?

18 Somos gratos pela bondade imerecida de Jeová. Por isso, o mínimo que podemos fazer é usar nossos dons para honrar a ele e ajudar outros. Como podemos fazer isso? Paulo responde: “Temos dons que diferem segundo a bondade imerecida que nos foi concedida; . . . se é o de servir, sirvamos; aquele que tem o dom do ensino, que ensine; aquele que tem o dom de encorajar, que encoraje; . . . aquele que mostra misericórdia, faça-o com alegria.” (Rom. 12:6-8) Visto que Jeová é tão bondoso conosco, devemos fazer a nossa parte: pregar as boas novas, ensinar a Bíblia a outros, animar nossos irmãos e perdoar qualquer pessoa que peque contra nós.

19. O que vamos estudar no próximo artigo?

19 A nossa gratidão pelo amor de Jeová deve nos motivar a fazer o máximo para “dar um testemunho cabal das boas novas a respeito da bondade imerecida de Deus”. (Atos 20:24) Vamos ver como podemos fazer isso no próximo artigo.

^ [1] (parágrafo 2) Veja “Bondade imerecida” no “Glossário de Termos Bíblicos” na Tradução do Novo Mundo revisada.