Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Julho de 2016

“Não tenha medo. Eu o ajudarei”

“Não tenha medo. Eu o ajudarei”

IMAGINE que você está andando numa rua tarde da noite. De repente você percebe que alguém o está seguindo. Você para, a pessoa para. Você anda mais rápido, a pessoa também. Você corre para a casa de um amigo ali perto. Ele abre a porta e você entra. Que alívio!

Talvez você não tenha passado por uma situação assim. Mas pode ser que outras coisas o deixem ansioso. Por exemplo, você está tentando vencer uma fraqueza, mas continua caindo no mesmo erro? Já está desempregado há muito tempo e não consegue encontrar um emprego? Você tem medo de envelhecer e ter que lidar com os problemas de saúde que vêm com a idade?

Seja qual for o problema, você com certeza gostaria de ter um amigo com quem conversar e que pudesse ajudá-lo quando você precisasse. Jeová é exatamente esse tipo de amigo. Como mostra Isaías 41:8-13, ele foi amigo de Abraão e pode ser seu também. Nos versículos 10 e 13, Jeová diz: “Não tenha medo, pois estou com você. Não fique ansioso, pois eu sou o seu Deus. Vou fortalecê-lo, sim, vou ajudá-lo. Vou segurá-lo firmemente com a minha mão direita de justiça. Pois eu, Jeová, seu Deus, seguro a sua mão direita; sou aquele que lhe diz: ‘Não tenha medo. Eu o ajudarei.’”

“VOU SEGURÁ-LO FIRMEMENTE”

Você não fica mais tranquilo com essas palavras? Tente se imaginar na situação que Jeová descreve em Isaías. Aqui você não está andando de mãos dadas com Jeová. Isso seria uma imagem muito bonita, mas não é o caso aqui. Se você estivesse andando ao lado de Jeová, a mão direita dele estaria segurando a sua mão esquerda. Em vez disso, Jeová estende a “mão direita” dele e segura “a sua mão direita”, como que puxando você para tirá-lo de uma situação difícil, como na gravura acima. Ao fazer isso, ele tranquiliza você, dizendo: “Não tenha medo. Eu o ajudarei.”

Você vê Jeová como um Pai e um Amigo amoroso? Acredita que ele vai ajudá-lo quando você passar por dificuldades? Jeová se preocupa com você, se interessa pelo seu bem-estar e quer muito ajudá-lo. Quando você passa por dificuldades, Jeová quer que você se sinta seguro, porque ele ama muito você. Ele é realmente “uma ajuda encontrada prontamente em tempos de aflição”. — Sal. 46:1.

QUANDO ERROS DO PASSADO NOS DEIXAM ANSIOSOS

Alguns ficam remoendo erros do passado e se perguntam se Deus os perdoou mesmo. Se você se sente assim, lembre-se que até o fiel Jó disse que tinha cometido erros quando era jovem. (Jó 13:26) O salmista Davi também passou por isso. Ele implorou a Jeová: “Não te lembres dos pecados da minha juventude e das minhas transgressões.” (Sal. 25:7) Por sermos imperfeitos, todos nós ‘pecamos e não atingimos a glória de Deus’. — Rom. 3:23.

As palavras de Isaías, capítulo 41, foram escritas para o povo de Deus lá no passado. Eles tinham pecado tanto que Jeová decidiu puni-los. Ele permitiu que eles fossem levados como prisioneiros para Babilônia. (Isa. 39:6, 7) Ainda assim, Deus já tinha em mente que ia libertar os que se arrependessem e voltassem para ele. (Isa. 41:8, 9; 49:8) Hoje, Jeová mostra o mesmo tipo de amor e misericórdia por aqueles que se arrependem e querem agradar a ele. — Sal. 51:1.

Veja o caso de Takuya, * que estava tentando se livrar da pornografia e da masturbação, que são hábitos impuros. Vez após vez ele caía no mesmo erro. Como Takuya se sentia? “Eu me sentia um lixo. Mas quando eu orava a Jeová e implorava seu perdão, ele me ajudava a levantar.” Como Jeová fazia isso? Os anciãos da congregação disseram que Takuya poderia ligar para eles sempre que tivesse uma recaída. Ele admite: “Eu ficava com vergonha de ligar pra eles, mas toda vez que eu fazia isso, eu me sentia mais forte.” Então os anciãos pediram ao viajante que visitasse Takuya. Na visita, o irmão fez questão de explicar a Takuya que os anciãos se preocupavam tanto com ele que o escolheram para receber aquela visita. Takuya diz: “Eu estava pecando, mas mesmo assim Jeová me ajudou, por meio dos anciãos.” Ele progrediu e se tornou pioneiro regular. Hoje ele serve em Betel. Como no caso desse irmão, Jeová vai ajudar você a se levantar.

QUANDO A FALTA DE EMPREGO NOS DEIXA ANSIOSOS

Muitos ficam ansiosos porque estão desempregados e não conseguem arrumar outro emprego. Já pensou como é ruim procurar emprego e receber um “não” atrás do outro? Numa situação assim, alguns perdem a autoestima. Se você está passando por isso, como Jeová pode ajudá-lo? Talvez ele não ajude você a conseguir imediatamente o emprego que gostaria de ter. Mas ele pode ajudá-lo a se lembrar das palavras do rei Davi: “Fui jovem e agora sou velho, mas nunca vi um justo abandonado nem os seus filhos procurando alimento.” (Sal. 37:25, nota) Você é precioso para Jeová. Ele pode usar a “mão direita de justiça” dele para ajudar você a ter o que precisa para continuar a servi-lo.

Como Jeová pode ajudá-lo se você perder o emprego?

Sara, que mora na Colômbia, sentiu a ajuda de Jeová em sua vida. Ela trabalhava numa grande empresa e ganhava bem, mas o emprego exigia muito dela. Ela queria fazer mais para Jeová, por isso saiu do emprego para ser pioneira. Mas não foi fácil conseguir o emprego de meio período que ela queria. Ela abriu uma pequena sorveteria, mas o dinheiro foi acabando e ela teve que fechar o negócio. Sara diz: “Foram três longos anos, mas, graças a Jeová, eu consegui perseverar.” Durante esse tempo, ela aprendeu a viver com o que realmente precisava e a não se preocupar com o dia seguinte. (Mat. 6:33, 34) Mais tarde, seu antigo chefe lhe ofereceu o mesmo emprego de antes. Ela disse que só aceitaria se fosse por meio período e se não atrapalhasse suas atividades na congregação. Sara não ganha tanto quanto antes, mas ela consegue continuar como pioneira. Ela diz que, durante todo esse tempo, sempre sentiu o apoio de Jeová.

QUANDO A IDEIA DE ENVELHECER NOS DEIXA ANSIOSOS

Envelhecer é outra coisa que preocupa muito as pessoas. Muitos que estão para se aposentar se perguntam se terão dinheiro suficiente para viver bem o resto da vida. Também se preocupam com os problemas de saúde que podem surgir. Provavelmente foi Davi que implorou a Jeová: “Não me rejeites na minha velhice; não me abandones quando me faltarem as forças.” — Sal. 71:9, 18.

Então, como os servos de Jeová que estão envelhecendo podem olhar para o futuro com confiança? Eles precisam continuar a fortalecer sua fé em Deus e confiar que ele vai cuidar das suas necessidades. Naturalmente, se eles tinham uma vida confortável quando eram mais jovens, talvez precisem simplificar a vida e se contentar com menos. É verdade que “um prato de verduras” não é uma picanha, mas veja o lado bom: pelo menos é mais saudável! (Pro. 15:17) Se a coisa mais importante na sua vida for servir a Jeová, ele vai continuar cuidando de você, não importa a sua idade.

José e Rose com Tony e Wendy

Veja o caso de José e Rose, que já servem a Jeová no tempo integral por mais de 65 anos. Com o passar dos anos, eles tiveram que ajudar o pai de Rose, que precisava de cuidados 24 horas por dia. Além disso, José teve câncer e precisou fazer cirurgia e quimioterapia. Será que Jeová estendeu sua mão direita para ajudar esse casal fiel? Com certeza! Mas como? Por meio de Tony e Wendy, um casal da congregação. Eles tinham um apartamento e queriam oferecê-lo a algum pioneiro sem cobrar aluguel. Anos antes, da janela da escola onde estudava, Tony sempre via esse casal pregando. Tony começou a ter muito carinho por eles, e o exemplo deles o ajudou muito. Ao ver que o casal de idosos tinha dedicado toda a sua vida a Jeová, Tony e Wendy os convidaram para morar no apartamento. Já faz 15 anos que eles ajudam José e Rose, que agora têm uns 85 anos. José e Rose acham que Tony e Wendy são um presente de Jeová.

Deus também estende sua “mão direita de justiça” a você e promete: “Não tenha medo. Eu o ajudarei.” Você vai segurar na mão dele?

^ parágrafo. 11 Alguns nomes foram mudados.