Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Agosto de 2017

Você está disposto a esperar com paciência?

Você está disposto a esperar com paciência?

“Exerçam paciência.” — TIA. 5:8.

CÂNTICOS: 35, 139

1, 2. (a) O que pode nos levar a perguntar: “Até quando?” (b) É errado perguntar: “Até quando?”

“ATÉ quando?” Essa pergunta foi feita por profetas fiéis, como Isaías e Habacuque. (Isa. 6:11; Hab. 1:2) Ela também foi feita quatro vezes por Davi no Salmo 13. (Sal. 13:1, 2) Até mesmo Jesus Cristo perguntou até quando ele teria que lidar com as pessoas sem fé daquela época. (Mat. 17:17) E é claro que nós também fazemos essa pergunta de vez em quando.

2 O que pode nos levar a perguntar: “Até quando?” Pode ser que estejamos sofrendo algum tipo de injustiça. Talvez estejamos enfrentando uma doença, velhice ou as pressões da vida nestes “tempos críticos, difíceis de suportar”. (2 Tim. 3:1) Ou talvez nos sintamos cansados de ver as coisas erradas que as pessoas à nossa volta fazem. Será que é errado perguntar: “Até quando?” Não! Afinal, muitos servos fiéis de Jeová fizeram essa pergunta, e Jeová não os condenou por isso. É bom saber que não somos os únicos a fazer essa pergunta.

3. O que pode nos ajudar a enfrentar dificuldades?

3 Mas, quando surgem problemas que transformam nossa vida numa verdadeira luta, o que pode nos ajudar? O discípulo Tiago foi inspirado a dizer: “Sejam pacientes, irmãos, até a presença do Senhor.” (Tia. 5:7) A paciência é uma qualidade importante que todos nós devemos ter. Mas o que está envolvido em ser paciente?

O QUE ESTÁ ENVOLVIDO EM SER PACIENTE?

4, 5. (a) O que está envolvido em ser paciente? (b) Que exemplo Tiago usou para explicar a importância de saber esperar? (Veja o desenho no começo do estudo.)

4 A Bíblia diz que a paciência faz parte do fruto do espírito santo. Essa qualidade é um presente de Deus. Então, sem a ajuda de Jeová, não conseguimos ser pacientes quando enfrentamos problemas. (Gál. 5:22) A Bíblia também mostra que existe uma relação entre paciência e amor. Quando somos pacientes, mostramos amor por Deus e por outros. Por outro lado, a falta de paciência enfraquece o amor que sentimos pelas pessoas. (1 Cor. 13:4) A paciência envolve várias outras qualidades. Por exemplo, para ser pacientes, precisamos de perseverança. Isso vai nos ajudar a manter uma atitude positiva mesmo quando enfrentamos dificuldades. (Col. 1:11; Tia. 1:3, 4) Além disso, ser paciente envolve continuar firme e suportar sofrimentos sem pagar na mesma moeda. A Bíblia também diz que precisamos estar dispostos a esperar o tempo de Jeová agir. Isso é explicado em Tiago 5:7, 8. (Leia.)

5 Para nos ajudar a ver a importância de saber esperar, Tiago usa o exemplo de um lavrador, ou agricultor. O agricultor trabalha duro na plantação, mas ele não consegue controlar as chuvas ou o crescimento das plantas. Ele também não consegue acelerar o tempo. Então, ele precisa estar disposto a esperar com paciência “o precioso fruto da terra”. Do mesmo modo, enquanto esperamos a hora de Jeová cumprir suas promessas, temos que aceitar que muitas coisas estão fora do nosso controle. (Mar. 13:32, 33; Atos 1:7) Assim como um agricultor, temos que esperar com paciência.

6. O que aprendemos do exemplo de Miqueias?

6 Nossa situação hoje é bem parecida com a do profeta Miqueias. Na época dele, a nação de Judá era governada por um rei muito mau chamado Acaz. Por todo canto, havia maldade e corrupção. As pessoas só pensavam em ‘fazer o que era mau’. (Miqueias 7:1-3.) Miqueias sabia que não podia fazer nada para mudar aquela situação. Por isso, ele disse: “Quanto a mim, ficarei vigilante esperando por Jeová. Esperarei pacientemente [ou, como diz a nota: “Mostrarei uma atitude de espera”] pelo Deus da minha salvação. Meu Deus me ouvirá.” (Miq. 7:7) Assim como Miqueias, precisamos ter uma “atitude de espera”.

7. Com que atitude devemos esperar?

7 Nossa fé precisa ser forte como a de Miqueias. Assim, vamos esperar com a atitude correta. Nossa situação não é como a de um prisioneiro que recebeu a sentença de morte e está esperando para ser executado. Ele não pode fazer nada além de esperar. E ele não tem nenhum motivo para esperar com alegria. Será que nós somos como esse prisioneiro? Claro que não! Nós sabemos que Jeová vai cumprir sua promessa de nos dar vida eterna. E ele vai fazer isso na hora certa e da melhor forma possível. Por isso, estamos dispostos a esperar e a “perseverar plenamente com paciência e alegria”. (Col. 1:11, 12) Alguns esperam com a atitude errada. Eles ficam reclamando que Jeová está demorando para agir. Esse tipo de atitude não agrada a Jeová. — Col. 3:12.

BONS EXEMPLOS DE PACIÊNCIA

8. Ao estudar o exemplo de servos fiéis do passado, o que devemos perguntar?

8 Muitos servos de Jeová do passado esperaram com paciência o cumprimento das promessas de Deus. Estudar a vida deles nos ajuda a estar mais dispostos a esperar. (Rom. 15:4) Quando lemos sobre esses exemplos bíblicos, devemos perguntar: Por quanto tempo eles tiveram que esperar? Por que eles estavam dispostos a esperar? Quais foram os benefícios de serem pacientes?

Abraão teve que esperar muitos anos antes de ver o nascimento de seus netos Esaú e Jacó (Veja os parágrafos 9 e 10.)

9, 10. Quanto tempo Abraão e Sara tiveram que esperar para ver o cumprimento das promessas de Jeová?

9 Veja o exemplo de Abraão e Sara. A Bíblia diz que eles estão entre os “que pela fé e pela paciência herdam as promessas”. Jeová prometeu abençoar Abraão e fazer dele o pai de uma grande nação. Mas Abraão teve que ser paciente. (Heb. 6:12, 15) Por quê? Porque ia demorar para essa promessa se cumprir. O pacto de Jeová com Abraão entrou em vigor no dia 14 de nisã de 1943 antes de Cristo. Foi nesse dia que Abraão e Sara atravessaram o rio Eufrates e entraram na Terra Prometida. Mas Abraão ainda teve que esperar 25 anos para ver seu filho Isaque nascer. Depois, ele esperou mais 60 anos para ver o nascimento de seus netos Esaú e Jacó. — Heb. 11:9.

10 E será que Abraão herdou mesmo a Terra Prometida? A Bíblia diz: “Contudo, [Jeová] não deu [a Abraão] nenhuma herança nela, não, nem mesmo um espaço para pôr o pé; mas prometeu dá-la a ele como propriedade e, depois dele, à sua descendência, embora ele ainda não tivesse filho.” (Atos 7:5) Os descendentes de Abraão realmente se tornaram uma nação e se prepararam para conquistar a Terra Prometida. Mas isso só aconteceu 430 anos depois que Abraão atravessou o rio Eufrates. — Êxo. 12:40-42; Gál. 3:17.

11. (a) Por que Abraão estava disposto a esperar? (b) Que bênçãos Abraão ainda vai receber por ter sido paciente?

11 Abraão era paciente e estava disposto a esperar porque ele tinha forte fé em Jeová. (Leia Hebreus 11:8, 9-12.) Abraão morreu antes de ver o cumprimento de todas as promessas de Jeová. Mesmo assim, ele esperou com alegria. Imagine como Abraão vai ficar feliz quando for ressuscitado para viver no Paraíso! Ele também vai ficar surpreso de ver que uma boa parte da Bíblia foi usada para contar sua história e a história dos seus descendentes. * E pense em como ele vai ficar empolgado quando souber da participação que teve no cumprimento da vontade de Jeová e na vinda do Messias. Sem dúvida, Abraão vai sentir que valeu a pena ter esperado tanto tempo.

12, 13. (a) Por que José precisou ter paciência? (b) O que ajudou José a esperar com paciência?

12 O neto de Abraão, José, também foi paciente. Ele sofreu injustiças terríveis. Primeiro, ele foi vendido como escravo pelos próprios irmãos quando tinha só uns 17 anos. Depois, ele foi acusado de tentar estuprar a mulher do seu senhor e acabou sendo preso. (Gên. 39:11-20; Sal. 105:17, 18) José sempre tentava fazer o que era certo. Mas parecia que ele estava sendo punido, em vez de abençoado. Depois de 13 anos de muito sofrimento, tudo mudou de repente. José saiu da prisão e se tornou o segundo homem mais poderoso do Egito. — Gên. 41:14, 37-43; Atos 7:9, 10.

13 Será que José se tornou um homem amargo e abandonou a Jeová por causa de todas as injustiças que sofreu? Não. Então, o que ajudou José a esperar com paciência? A fé que ele tinha em Jeová. Ele sabia que Jeová estava no controle de tudo. Foi por isso que ele disse para seus irmãos: “Não tenham medo. Será que eu estou no lugar de Deus? Embora vocês quisessem me fazer o mal, Deus quis que as coisas acabassem bem e que muitas vidas fossem preservadas; e é isso que ele está fazendo hoje.” (Gên. 50:19, 20) José sabia que esperar pelas bênçãos de Jeová vale muito a pena!

14, 15. (a) Por que a paciência de Davi foi impressionante? (b) O que ajudou Davi a esperar com paciência?

14 Outra pessoa que sofreu muitas injustiças foi Davi. Ele era bem jovem quando Jeová o escolheu para ser rei de Israel, mas teve que esperar 15 anos até poder se tornar rei da sua própria tribo. (2 Sam. 2:3, 4) Pra piorar as coisas, nesse meio-tempo o rei Saul só pensava em matar Davi. * Por isso, Davi tinha que viver fugindo. Às vezes ele morava em cavernas, outras vezes ele fugia para um país vizinho. Por fim, Saul acabou morrendo numa guerra. Mesmo assim, Davi teve que esperar mais sete anos até se tornar o rei de toda a nação de Israel.— 2 Sam. 5:4, 5.

15 O que ajudou Davi a esperar com paciência? No Salmo 13, Davi perguntou quatro vezes: “Até quando?” E nesse mesmo salmo Davi conta o que o ajudou. Ele disse: “Eu, porém, confio no teu amor leal; meu coração se alegrará com os teus atos de salvação. Vou cantar a Jeová, pois ele me recompensa ricamente.” (Sal. 13:5, 6) Davi confiava no amor de Jeová. Ele se lembrava de tudo o que Jeová já tinha feito por ele, e isso o ajudava a esperar com alegria o dia em que Jeová o livraria. Davi sabia que esperar pelas bênçãos de Jeová vale muito a pena!

Jeová nunca exige de nós algo que ele não está disposto a fazer. Por isso, ele é nosso melhor exemplo de paciência

16, 17. O que mostra que Jeová e Jesus são pacientes?

16 Jeová nunca exige de nós algo que ele não está disposto a fazer. Por isso, ele é nosso melhor exemplo de paciência. (2 Pedro 3:9.) Uns 6 mil anos atrás, no jardim do Éden, Satanás acusou Jeová de ser injusto. Desde aquela época, Jeová “espera pacientemente” o tempo em que seu nome será santificado de uma vez por todas. Não podemos nem imaginar as bênçãos que vamos receber se esperarmos pacientemente em Jeová. — Isa. 30:18.

17 Jesus também é muito paciente. Quando viveu na Terra, ele foi fiel até sua morte e, no ano 33, apresentou o valor do seu sacrifício no céu. Mas ele teve que esperar até 1914 para começar a reinar. (Atos 2:33-35; Heb. 10:12, 13) E Jesus só vai ver a destruição total dos seus inimigos no final do seu reinado de mil anos. (1 Cor. 15:25) Então, Jesus ainda vai ter que esperar bastante tempo. Mas não temos dúvida de que a espera vai valer muito a pena.

O QUE NOS AJUDA A SER PACIENTES?

18, 19. O que nos ajuda a ser pacientes?

18 Esses exemplos deixam claro que todos nós precisamos ser pacientes e estar dispostos a esperar. Uma coisa que nos ajuda é orar pedindo o espírito de Deus. Afinal, a paciência faz parte do fruto do espírito. (Efé. 3:16; 6:18; 1 Tes. 5:17-19) Então, implore para Jeová ajudar você a perseverar com paciência.

19 Outra coisa que nos ajuda é lembrar por que Abraão, José e Davi foram pacientes. Eles tinham fé e confiavam que Jeová os abençoaria e cumpriria as promessas dele. Enquanto esperavam, eles não ficavam pensando apenas em si mesmos e nas dificuldades que tinham que enfrentar. Meditar nas bênçãos que esses homens de fé receberam nos incentiva a também ter uma atitude de espera.

20. Que atitude todos nós devemos ter?

20 Então, mesmo enfrentando problemas difíceis, estamos decididos a ter uma atitude de espera. Às vezes todos nós perguntamos: “Até quando, ó Jeová?” (Isa. 6:11) Mas, com a ajuda do espírito santo de Deus, podemos imitar o exemplo do profeta Jeremias, que disse: “Esperarei pacientemente por [Jeová].” — Lam. 3:21, 24.

^ parágrafo. 11 Cerca de 15 capítulos do livro de Gênesis são usados para contar a história de Abraão. E os escritores das Escrituras Gregas falaram de Abraão mais de 70 vezes.

^ parágrafo. 14 Depois de ter sido rei por uns dois anos, Saul foi rejeitado por Jeová. Mesmo assim, Jeová permitiu que Saul continuasse reinando por mais 38 anos. — 1 Sam. 13:1; Atos 13:21.