Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Agosto de 2016

Você acha importante fazer progresso espiritual?

Você acha importante fazer progresso espiritual?

“Continue a se aplicar à leitura pública, à exortação, ao ensino.” — 1 TIM. 4:13.

CÂNTICOS: 45, 70

1, 2. (a) Como Isaías 60:22 está se cumprindo nestes últimos dias? (b) Que necessidade existe hoje na organização de Jeová?

“O PEQUENO se tornará mil; e o menor, uma nação forte.” (Isa. 60:22) Essa profecia está se cumprindo nestes últimos dias. No ano de serviço de 2015, por exemplo, 8.220.105 publicadores do Reino participaram na pregação em todo o mundo! Mas a profecia diz mais: “Eu, Jeová, apressarei isso no tempo devido.” E realmente percebemos que a obra de pregação está a todo vapor. Mas será que estamos acompanhando a “velocidade” da organização, fazendo tudo o que podemos como publicadores do Reino? Muitos irmãos servem como pioneiros auxiliares ou regulares. Outros se mudam para onde a necessidade é maior. E ainda outros participam na construção de Salões do Reino. E não é verdade que ficamos animados de ver como nossos irmãos estão se esforçando para fazer mais para Jeová?

2 Ao mesmo tempo, a necessidade de trabalhadores continua aumentando. Cerca de 2 mil congregações são formadas a cada ano. Para cada nova congregação ter 5 anciãos, seriam necessários 10 mil anciãos. Isso quer dizer que todo ano 10 mil servos ministeriais precisariam se qualificar como anciãos. E, consequentemente, milhares de outros irmãos precisariam se qualificar como servos ministeriais. Quando olhamos a obra como um todo, vemos que tanto irmãos como irmãs têm “bastante para fazer na obra do Senhor”. — 1 Cor. 15:58.

O QUE SIGNIFICA FAZER PROGRESSO ESPIRITUAL?

3, 4. No seu caso, que alvos você pode tentar alcançar?

3 Leia 1 Timóteo 3:1. O verbo grego traduzido “se esforçando” passa a ideia de quando alguém estica bem o braço para alcançar alguma coisa. Assim, Paulo deixou claro que para progredir é necessário esforço. Imagine um irmão que ainda não é servo ministerial, mas que gostaria de fazer mais para Jeová. Ele percebe que primeiro precisa cultivar as qualidades necessárias para ser um servo ministerial. Depois de se tornar servo ministerial, ele continua a se esforçar para servir como ancião.

4 Da mesma forma, irmãos e irmãs que querem ser pioneiros, betelitas ou voluntários em construções de Salões do Reino também precisam se esforçar para alcançar esses alvos. A Palavra de Deus incentiva todos nós a fazer progresso no serviço a Jeová. Vamos ver alguns exemplos disso.

CONTINUE FAZENDO PROGRESSO ESPIRITUAL

5. Como os jovens podem usar sua força no serviço a Jeová?

5 Os jovens são fortes e por isso podem fazer muito no serviço a Jeová. (Leia Provérbios 20:29.) Alguns jovens servem em Betel, ajudando a produzir Bíblias e publicações. Muitos irmãos e irmãs jovens ajudam a construir e reformar Salões do Reino. Quando acontece um desastre natural, os jovens participam no trabalho de ajuda humanitária ao lado de irmãos mais experientes. E muitos jovens pioneiros ajudam a pregar as boas novas em comunidades indígenas e a pessoas que falam outros idiomas.

6, 7. (a) O que ajudou um jovem a mudar seu ponto de vista sobre servir a Jeová? (b) Qual foi o resultado?

6 Com certeza você sabe que é importante servir a Deus de todo o coração. Mas pode ser que você se sinta como um irmão chamado Aaron. Ele foi criado numa família cristã, mas admitiu: “Eu achava chato ir às reuniões e ao campo.” Ele queria gostar de servir a Jeová, mas ficava se perguntando por que não conseguia isso. O que ele fez?

7 Aaron se esforçou para ter o hábito de ler a Bíblia, se preparar para as reuniões e comentar nelas. Ele também começou a orar com frequência. Com isso, o amor dele por Jeová ficou mais forte e ele passou a fazer progresso. Desde então, Aaron já serviu como pioneiro, ajudou outros em desastres naturais e pregou em outro país. Hoje ele é ancião e serve em Betel. O que ele acha das escolhas que fez na vida? Ele diz: “Eu ‘provei e vi que Jeová é bom’. Jeová me deu tantas bênçãos que quero retribuir de alguma forma. Isso me motiva a fazer mais no seu serviço, o que acaba trazendo mais bênçãos.”

8. Como podemos ‘provar e ver que Jeová é bom’?

8 O salmista disse: “Não faltará nada de bom aos que buscam a Jeová.” (Leia Salmo 34:8-10.) Jeová nunca nos decepciona quando servimos a ele com amor. Quando fazemos o máximo no seu serviço, nós pessoalmente ‘provamos e vemos que Jeová é bom’. Nada se compara à alegria de saber que estamos dando nosso melhor a Jeová.

NÃO DESANIME

9, 10. Por que é importante ter paciência quando queremos alcançar um alvo?

9 Quando estamos nos esforçando para alcançar um alvo, é importante ter paciência. (Miq. 7:7) Pode ser que Jeová permita que nós esperemos um tempo antes de alcançar um privilégio. Ou pode ser que tenhamos de esperar nossas circunstâncias mudarem. De qualquer forma, Jeová sempre apoia seus servos. Por exemplo, ele prometeu um filho a Abraão, mas Abraão teve de ter fé e paciência. (Heb. 6:12-15) Mesmo tendo de esperar muitos anos até Isaque nascer, Abraão não desanimou. E Jeová não o desapontou. — Gên. 15:3, 4; 21:5.

10 Esperar não é fácil. (Pro. 13:12) Mas se ficarmos pensando em como estamos desapontados com isso, poderemos ficar muito desanimados. Não seria melhor usar esse tempo com algo mais produtivo? Que tal aproveitarmos para melhorar nas qualidades necessárias para fazer mais na congregação? Vamos ver três maneiras de fazer isso.

11. (a) Que qualidades importantes podemos desenvolver? (b) Por que essas qualidades são importantes?

11 Desenvolva qualidades importantes. Quando lemos a Bíblia e meditamos nela, desenvolvemos sabedoria, entendimento, bom senso, conhecimento e raciocínio. Essas qualidades são muito importantes para os que tomam a liderança na congregação. (Pro. 1:1-4; Tito 1:7-9) Além disso, quando lemos nossas publicações bíblicas, entendemos o ponto de vista de Deus sobre vários assuntos. Isso é muito importante, pois todos os dias temos de tomar decisões sobre diversão, modo de se vestir e de se arrumar, como usar o dinheiro e como tratar os outros. Quando aplicamos o que aprendemos da Bíblia, conseguimos tomar decisões que agradam a Jeová.

12. Como podemos ser pessoas de confiança?

12 Seja uma pessoa de confiança. Todos nós, irmãos e irmãs, precisamos fazer o nosso melhor em qualquer designação que recebemos. O governador Neemias precisou escolher homens para cuidar de várias responsabilidades entre o povo de Deus. Quem ele escolheu? Ele escolheu homens de confiança, que amavam a Deus. (Nee. 7:2; 13:12, 13) Hoje também, “o que se espera dos administradores é que se mostrem fiéis”. (1 Cor. 4:2) As pessoas percebem quando fazemos um bom trabalho. — Leia 1 Timóteo 5:25.

13. Como você pode imitar o exemplo de José se alguém for injusto com você?

13 Deixe que Jeová refine você, transformando-o numa pessoa melhor. E se alguém for injusto com você? Talvez você possa conversar com essa pessoa e resolver logo o assunto. Mas às vezes ficar tentando se defender pode piorar as coisas. Podemos aprender do exemplo de José. Seus irmãos o trataram mal, mas José não guardou ressentimento. Mais tarde, ele foi acusado e preso injustamente. Mas, durante todo aquele período difícil, ele deixou as coisas nas mãos de Jeová. Qual foi o resultado? Ele foi refinado por Jeová, ou seja, se tornou uma pessoa melhor. (Sal. 105:19) Depois daquele período difícil, José estava pronto para receber uma responsabilidade especial. (Gên. 41:37-44; 45:4-8) Se você for tratado com injustiça, ore a Jeová pedindo sabedoria. Procure falar e agir de modo calmo, e peça que Jeová lhe dê forças. Ele vai ajudar você. — Leia 1 Pedro 5:10.

MELHORE SEU MINISTÉRIO

14. Por que precisamos ‘prestar constante atenção’ a como pregamos?

14 Paulo disse a Timóteo: “Continue a se aplicar à leitura pública, à exortação, ao ensino. Preste constante atenção a si mesmo e ao seu ensino.” (1 Tim. 4:13, 16) Já fazia muitos anos que Timóteo pregava as boas novas. Mas sua pregação só daria resultados se ele ‘prestasse constante atenção’ ao seu ensino. Ele não poderia ficar acomodado, achando que o mesmo método funcionaria com todo mundo. Para continuar a tocar o coração das pessoas, ele precisava se adaptar às necessidades delas. Precisamos fazer o mesmo ao pregar as boas novas.

15. Que outras maneiras de pregar você poderia experimentar? (Veja a foto no começo do artigo e o quadro “ Que tal tentar algo diferente?”.)

15 Nem sempre encontramos as pessoas quando vamos de casa em casa. Em alguns lugares, não podemos pregar em prédios de apartamentos ou condomínios fechados. Se isso também acontece no seu território, que tal tentar outras maneiras de pregar?

16. Por que o testemunho público pode ser uma ótima maneira de pregar as boas novas?

16 O testemunho público é uma ótima maneira de pregar as boas novas. Muitos irmãos estão tendo bons resultados com esse trabalho. Eles se programam para falar com as pessoas em estações de trem, rodoviárias, mercados, parques ou em qualquer outro lugar público. Usando de bom senso, um publicador às vezes puxa uma conversa sobre algo que saiu no jornal, elogia os filhos da pessoa ou faz uma pergunta sobre o trabalho dela. Durante a conversa, o publicador menciona um ponto da Bíblia e pede a opinião da pessoa. Isso muitas vezes leva a uma boa conversa sobre a Bíblia.

17. Como você pode ficar mais confiante no testemunho público?

17 Se para você o testemunho público é um desafio, não desista. Eddie, um pioneiro na cidade de Nova York, tinha um pouco de vergonha de falar com as pessoas na rua. Mas com o tempo ele ficou mais confiante. O que o ajudou? Ele conta: “Na nossa adoração em família, eu e minha esposa procuramos nas publicações o que podemos dizer quando alguém tem uma objeção ou dá uma opinião que não está de acordo com a Bíblia. Também trocamos ideias com outros irmãos.” Agora Eddie gosta muito desse tipo de testemunho.

18. Como Davi se sentia ao falar sobre Jeová? Por que você acha que devemos nos sentir assim também?

18 Conforme você for ganhando habilidade e confiança na pregação, o seu progresso será “claramente visto por todos”. (Leia 1 Timóteo 4:15.) Além disso, você com certeza vai se sentir como Davi, que disse: “Vou louvar a Jeová todo o tempo; seu louvor estará sempre nos meus lábios. Eu falarei de Jeová com orgulho; os mansos ouvirão e se alegrarão.” (Sal. 34:1, 2) Por meio do seu ministério, você pode até ajudar pessoas ‘mansas’ a servirem a Jeová junto com você.

NOSSO PROGRESSO ESPIRITUAL DÁ GLÓRIA A JEOVÁ

 19. Como um servo leal de Jeová pode ser feliz mesmo em circunstâncias difíceis?

19 Davi também disse: “Todas as tuas obras te glorificarão, ó Jeová, e os que te são leais te louvarão. Eles proclamarão a glória do teu reinado e falarão sobre o teu poder, para dar a conhecer aos homens os teus atos poderosos e o esplendor glorioso do teu reinado.” (Sal. 145:10-12) Realmente, todos os servos leais de Deus se sentem assim. Mas e se você não consegue fazer tanto no ministério como antes, talvez por causa de uma doença ou por causa da idade? Nunca se esqueça de que sempre que você fala sobre as boas novas com enfermeiros, médicos e outros, você está glorificando o nosso maravilhoso Deus. Se você está preso por causa da sua fé, com certeza fala sobre a verdade sempre que pode. Isso alegra o coração de Jeová. (Pro. 27:11) Quando você continua com suas atividades espirituais mesmo que outros de sua família não sirvam a Jeová, ele dá muito valor a isso. (1 Ped. 3:1-4) Mesmo quando enfrentamos dificuldades, podemos fazer progresso espiritual e assim louvar a Jeová.

20, 21. Por que é bom fazermos mais para Jeová?

20 Jeová com certeza vai abençoá-lo se você continuar a fazer progresso espiritual. Há muitas pessoas que precisam da esperança do Reino. Talvez com alguns ajustes você consiga fazer mais para ajudar essas pessoas. Além disso, quando fazemos progresso e humildemente servimos a outros, podemos ser de muita ajuda em nossa congregação. Se fizermos isso, teremos o carinho, a gratidão e o apoio de nossos irmãos.

21 Todos nós podemos progredir espiritualmente, não importa se servimos a Jeová há alguns meses ou há muitos anos. Mas como os cristãos mais experientes podem ajudar os mais novos a progredir? Veremos isso no próximo artigo.