Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua angolana de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Agosto de 2016

Como ser feliz no casamento

Como ser feliz no casamento

‘Cada um de vocês ame a sua esposa como a si mesmo; a esposa deve ter profundo respeito pelo marido.’ — EFÉ. 5:33.

CÂNTICOS: 87, 3

1. Embora o dia do casamento seja muito feliz, o que os casados terão de enfrentar? (Veja a foto no começo do artigo.)

CHEGOU o grande dia. Quando a noiva caminha em direção ao noivo, podemos sentir a emoção e a alegria no ar. Durante o namoro, o amor entre eles ficou cada vez mais forte. Agora eles estão prontos para prometer que serão fiéis um ao outro no casamento. Naturalmente, ajustes serão necessários; afinal, duas vidas estão se tornando uma só, formando uma nova família. Felizmente, a Bíblia contém conselhos sábios para todos os que desejam se casar. Isso porque Jeová, o Criador do casamento, quer que os casais tenham um casamento feliz. (Pro. 18:22) Mas a Bíblia diz claramente que humanos imperfeitos que se casam “terão dificuldades na vida”. (1 Cor. 7:28) Será que é possível diminuir essas dificuldades? Como os cristãos podem ser felizes no casamento?

2. Que tipos de amor os casais precisam demonstrar?

2 A Bíblia ensina que o amor é uma qualidade muito importante. A língua grega tinha várias palavras para descrever o amor. No casamento, a afeição ou o carinho (em grego, filía) faz muita diferença. O amor romântico (éros) faz o coração bater mais forte. E o amor pela família (storgé) é vital quando os filhos entram em cena. Mas o tipo de amor mais importante para o casamento dar certo é o amor baseado em princípios bíblicos (agápe). Sobre esse tipo de amor, o apóstolo Paulo escreveu: “Cada um de vocês ame a sua esposa como a si mesmo; por outro lado, a esposa deve ter profundo respeito pelo marido.” — Efé. 5:33.

O PAPEL DE CADA UM NO CASAMENTO

3. Como deve ser o amor entre marido e esposa?

3 Paulo escreveu: “Marido, continue a amar a sua esposa, assim como também o Cristo amou a congregação e se entregou por ela.” (Efé. 5:25) Para imitar a Jesus, precisamos amar uns aos outros assim como ele nos amou. (Leia João 13:34, 35; 15:12, 13.) O amor do marido e da esposa deve ser tão forte a ponto de estarem dispostos a morrer um pelo outro, se necessário. É verdade que, quando estamos magoados com uma pessoa, não temos vontade de morrer por ela. É aí que entra o amor agápe, porque ele “suporta todas as coisas, acredita em todas as coisas, espera todas as coisas, persevera em todas as coisas”. Esse amor “nunca acaba”. (1 Cor. 13:7, 8) O casal deve se lembrar do voto que fez. Eles prometeram amar e ser fiéis um ao outro. Lembrar disso vai ajudar os casais cristãos a usar os conselhos sábios de Jeová para resolver juntos qualquer problema que possa surgir.

4. (a) Qual o papel do marido no casamento? (b) Será que a esposa é inferior ao marido? Explique.

4 Falando sobre as responsabilidades do marido e da esposa, Paulo escreveu: “A esposa esteja sujeita ao marido, como ao Senhor, porque o marido é cabeça da esposa, assim como o Cristo é cabeça da congregação.” (Efé. 5:22, 23) Isso não quer dizer que a esposa é inferior ao marido. Na verdade, ela tem um papel importante, pois Deus disse: “Não é bom que o homem [Adão] fique sozinho. Vou fazer-lhe uma ajudadora, como complemento dele.” (Gên. 2:18) E o que dizer do marido? Ele deve ser um chefe de família amoroso, imitando a Cristo, o “cabeça da congregação”, que também demonstra amor. Quando ele age assim, a esposa se sente segura e é mais fácil para ela ser submissa, e respeitar e apoiar seu marido.

5. Que ajustes certo casal precisou fazer?

5 Kátia [1] comenta que, quando a pessoa se casa, é necessário fazer ajustes. Ela diz: “Quando eu era solteira, eu era independente e cuidava de mim mesma. Precisei fazer ajustes quando me casei porque tive de aprender a depender do meu marido. Confesso que nem sempre foi fácil, mas fazer as coisas do jeito de Jeová fez com que eu e meu marido ficássemos mais achegados um ao outro.” Fred, seu marido, diz: “Pra mim, nunca foi fácil tomar decisões. E quando você casa isso complica um pouco mais, porque agora você tem de decidir por dois. Mas orar a Jeová pedindo ajuda e escutar com atenção a opinião da Kátia me ajudou a melhorar nisso. Agora sinto que a gente é uma equipe!”

6. Como o amor pode ser “o perfeito vínculo de união” quando surgem problemas no casamento?

6 Num casamento forte, os dois não levam tão a sério as imperfeições um do outro. Eles ‘continuam a suportar e a perdoar um ao outro liberalmente’. É verdade que eles vão cometer erros. Mas, quando isso acontece, podem aprender com esses erros, perdoar e deixar o amor agir como “o perfeito vínculo de união”. (Col. 3:13, 14) Além disso, “o amor é paciente e bondoso. . . . Não leva em conta o dano”. (1 Cor. 13:4, 5) Os desentendimentos devem ser resolvidos o quanto antes. O casal cristão deve se esforçar para não ir dormir com raiva um do outro. (Efé. 4:26, 27) Dizer algo como “me desculpa por ter te magoado” exige humildade e coragem. Mas pedir desculpas de coração já é um grande passo para resolver problemas e deixar o marido e a esposa mais próximos um do outro.

QUANDO O CARINHO FAZ TODA A DIFERENÇA

7, 8. (a) Que conselho a Bíblia dá sobre as relações sexuais no casamento? (b) Por que os casais precisam mostrar carinho um pelo outro?

7 A Bíblia dá excelentes conselhos que podem ajudar o casal a ter o conceito equilibrado sobre as relações sexuais no casamento. (Leia 1 Coríntios 7:3-5.) É essencial que o casal tenha consideração pelos sentimentos e pelas necessidades um do outro. Se a esposa não for tratada com carinho, a intimidade entre o casal talvez não seja tão agradável para ela. A Bíblia diz que o marido deve tratar a esposa “segundo o conhecimento”, ou “compreendendo-a”. (1 Ped. 3:7, nota) As relações sexuais nunca devem ser forçadas nem exigidas como uma obrigação, mas devem acontecer naturalmente. Em geral, o homem reage mais rapidamente do que a mulher em sentido físico. Mas é importante que, em sentido emocional, o momento seja ideal para os dois.

8 A Bíblia não dá regras específicas sobre que demonstrações de afeto podem ou não fazer parte das relações sexuais consideradas naturais. No entanto, ela fala sobre demonstrações de afeto. (Cân. 1:2; 2:6) O marido e a esposa devem se tratar com bastante carinho.

9. Por que qualquer interesse sexual em alguém que não é nosso marido ou nossa esposa é inaceitável?

9 Quando temos um forte amor por Deus e por outros, não permitimos que nada nem ninguém ponha nosso casamento em risco. Alguns prejudicaram ou até arruinaram seu casamento por causa da pornografia. Qualquer vontade, por menor que seja, de ver pornografia ou de se envolver com alguém que não é nosso marido ou nossa esposa deve ser imediatamente cortada pela raiz. Não queremos nem mesmo dar a impressão de que estamos paquerando alguém com quem não estamos casados, porque isso não é amoroso. Deus sabe tudo que pensamos e fazemos. Lembrar disso nos motiva a fazer o que é certo e a ser leais à pessoa com quem casamos. — Leia Mateus 5:27, 28; Hebreus 4:13.

QUANDO O CASAMENTO ESTÁ POR UM FIO

10. (a) O divórcio é algo comum hoje? (b) O que a Bíblia diz sobre a separação?

10 Quando os problemas no casamento persistem, alguns acham que a separação ou o divórcio é a solução. Em alguns países, mais da metade dos casamentos acaba em divórcio. O número de divórcios entre o povo de Deus não é tão grande. Mesmo assim, cada vez mais casais cristãos estão tendo problemas, e isso é preocupante.

11. O que vai ajudar uma pessoa casada a pensar bem antes de se separar?

11 A Bíblia diz: “Que a esposa não se separe do marido. Mas, se ela se separar, que permaneça sem se casar, ou então que se reconcilie com o marido; e o marido não deve deixar a esposa.” (1 Cor. 7:10, 11) A separação é uma decisão muito séria. Embora a separação possa ser vista como uma saída, em geral ela só causa mais problemas. Certa vez, Jesus repetiu o que Deus tinha dito sobre o homem deixar seu pai e sua mãe e se apegar à sua esposa. Daí, Jesus disse: “O que Deus pôs sob o mesmo jugo, o homem não deve separar.” (Mat. 19:3-6; Gên. 2:24) Isso também significa que nem o marido nem a esposa podem ‘separar o que Deus pôs sob o mesmo jugo’. Para Jeová, o casamento é uma união para a vida toda. (1 Cor. 7:39) Ter em mente que todos terão de prestar contas a Deus deve motivar os casados a se esforçar para resolver os problemas logo, antes que piorem.

12. O que às vezes leva alguns a pensar em se separar?

12 Às vezes, a raiz do problema está nas expectativas que alguns tinham sobre o casamento. Quando veem que seu casamento não é tudo aquilo que sonhavam, ficam desapontados e amargurados, e até se sentem enganados. A verdade é que as pessoas são diferentes. Umas são mais emotivas, outras menos. Além disso, cada um foi criado de um jeito. Não saber lidar com essas diferenças pode acabar em brigas. Opiniões diferentes sobre como lidar com os sogros, usar o dinheiro e criar filhos podem virar um problema. Mas é muito bom ver que a grande maioria dos casais cristãos consegue resolver todos esses problemas por seguir os conselhos de Deus.

13. Em que situações pode haver justificativas para a separação?

13 Em alguns casos, pode haver justificativas para a separação: quando o marido se nega a sustentar a família, quando há sérias agressões físicas e quando a espiritualidade da pessoa está totalmente em risco. Os casais cristãos que enfrentam problemas sérios no casamento devem procurar a ajuda dos anciãos. Esses irmãos experientes podem ajudar o casal a aplicar os conselhos da Bíblia. Também é importante pedir a Jeová seu espírito e sua ajuda para aplicar os conselhos bíblicos e para demonstrar as qualidades do fruto do seu espírito. — Gál. 5:22, 23. [2]

14. O que a Bíblia diz para os cristãos que são casados com alguém que ainda não serve a Jeová?

14 Alguns irmãos são casados com pessoas que ainda não servem a Jeová. Nesses casos, a Bíblia dá bons motivos para os dois continuarem juntos. (Leia 1 Coríntios 7:12-14.) Mesmo não sabendo, a pessoa que não é cristã está “santificada” por estar casada com um servo de Jeová. E os filhos pequenos são considerados “santos” e têm uma posição justa perante Deus. Paulo diz: “Esposa, como sabe se não salvará o seu marido? Ou, marido, como sabe se não salvará a sua esposa?” (1 Cor. 7:16) Em quase toda congregação há um casal em que o irmão ou a irmã ajudou a ‘salvar’ seu marido ou sua esposa, e hoje os dois servem a Jeová.

15. Que conselho a Bíblia dá à esposa cristã que tem um marido que não serve a Deus?

15 O apóstolo Pedro aconselha a esposa cristã a respeitar o marido, “de modo que, se ele não for obediente à palavra, seja ganho sem palavras, por meio da conduta [dela], por ter sido testemunha ocular de sua conduta casta junto com profundo respeito”. A esposa tem muito mais chance de atrair o marido para a adoração verdadeira quando tem um “espírito calmo e brando”. Isso é melhor do que ficar o tempo todo falando sobre a Bíblia. — 1 Ped. 3:1-4.

16. Se o marido ou a esposa que não serve a Jeová decide se separar, como fica a situação do cristão?

16 Mas e se o marido ou a esposa que não serve a Jeová decide se separar? A Bíblia diz: “Se o descrente decidir deixá-la, que a deixe; o irmão ou a irmã não estão sob obrigação nessas circunstâncias, mas Deus chamou vocês à paz.” (1 Cor. 7:15) Isso não quer dizer que do ponto de vista da Bíblia a pessoa está livre para se casar de novo. Por outro lado, ela não precisa se sentir na obrigação de impedir a separação a todo custo. A separação pode trazer alguma paz. E quem sabe se, com o tempo, a esposa ou o marido que não é cristão volte disposto a fazer o casamento dar certo? No futuro, ele ou ela pode até passar a servir a Jeová.

O QUE DEVE VIR EM PRIMEIRO LUGAR?

Se você colocar a adoração a Jeová em primeiro lugar, poderá ter um casamento mais feliz (Veja o parágrafo 17.)

17. O que deve vir em primeiro lugar na vida de casais cristãos?

17 Estamos quase no fim dos “últimos dias”. Por isso, vivemos em “tempos críticos, difíceis de suportar”. (2 Tim. 3:1-5) Para nos proteger das influências ruins deste mundo, é muito importante manter a nossa espiritualidade forte. Paulo disse: “O tempo que resta é reduzido. De agora em diante, aqueles que têm esposa vivam como se não tivessem; . . . e os que fazem uso do mundo, como quem não o usa plenamente.” (1 Cor. 7:29-31) Paulo não estava dizendo que os casados deveriam negligenciar seu casamento. Mas, como o fim está muito próximo, nossa adoração a Jeová deve vir em primeiro lugar. — Mat. 6:33.

18. Como é possível ter um casamento feliz?

18 Nos tempos difíceis em que vivemos, muitos casamentos estão se desmoronando à nossa volta. Mas é possível ter um casamento feliz. Os casais cristãos podem conseguir isso por se apegar a Jeová e ao seu povo, colocar em prática os conselhos da Bíblia e aceitar a ajuda do espírito santo de Jeová. Se fizerem isso, eles vão conseguir proteger “o que Deus pôs sob o mesmo jugo”. — Mar. 10:9.

^ [1] (parágrafo 5) Os nomes foram mudados.

^ [2] (parágrafo 13) Veja o apêndice “O conceito da Bíblia sobre divórcio e separação” no livro ‘Mantenha-se no Amor de Deus’.