Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua brasileira de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Fevereiro de 2016

Seja leal a Jeová

Seja leal a Jeová

“Que Jeová [esteja] entre mim e você, e entre os meus descendentes e os seus descendentes, para sempre.” — 1 SAM. 20:42.

CÂNTICOS: 43, 62

1, 2. Por que a amizade de Jonatã e Davi é um excelente exemplo de lealdade?

JONATÃ deve ter ficado impressionado quando viu o jovem Davi enfrentar o gigante filisteu Golias. Depois, ele também viu Davi na frente de Saul, seu pai e rei de Israel, ‘com a cabeça de Golias na mão’. (1 Sam. 17:57) Jonatã admirava Davi por sua coragem. Não havia dúvida de que Deus apoiava Davi, e “surgiu uma grande amizade entre [os dois]”. Jonatã “amava Davi como a si mesmo, de modo que ele e Davi fizeram um pacto”. (1 Sam. 18:1-3) Ele foi leal ao seu amigo pelo resto da vida.

2 Eles continuaram amigos apesar de Deus ter escolhido Davi para ser o próximo rei de Israel. Tanto é que, quando Saul quis matar Davi, Jonatã ficou preocupado com seu amigo. Para encorajá-lo, ele foi até Horesa, no deserto de Judá. Jonatã ajudou Davi “a encontrar forças em Jeová”. Ele disse: “Não fique com medo. . . . Você será o rei de Israel, e eu serei o segundo depois de você.” — 1 Sam. 23:16, 17.

3. O que ocupava o primeiro lugar no coração de Jonatã, e como sabemos disso? (Veja a gravura no início do artigo.)

3 A lealdade entre dois amigos é algo admirável. Mas, a lealdade que existia entre Jonatã e Davi era motivada por algo mais profundo. A lealdade a Deus ocupava o primeiro lugar no coração de Jonatã. Como sabemos disso? Jonatã encarava Davi como amigo, não como rival. Ele não se preocupava apenas consigo mesmo. Lembre-se de que ele ajudou Davi “a encontrar forças em Jeová”. Era a lealdade a Jeová que motivava Jonatã a ser leal a Davi. E os dois foram leais ao voto que fizeram: “Que Jeová [esteja] entre mim e você, e entre os meus descendentes e os seus descendentes, para sempre.” — 1 Sam. 20:42.

4. (a) O que vai nos dar verdadeira felicidade? (b) O que vamos ver neste artigo?

4 Como cristãos, nós não apenas admiramos a lealdade de outras pessoas. Nós mesmos somos leais à família, amigos e irmãos na congregação. (1 Tes. 2:10, 11) Mas quem deve ocupar o primeiro lugar em nosso coração? Jeová, afinal foi ele quem nos deu a vida! (Apo. 4:11) Ser leais a ele nos dá verdadeira felicidade. Mas, se queremos mesmo ser leais a Deus, devemos nos apegar a ele até quando temos dificuldades. Neste artigo, vamos ver como o exemplo de Jonatã pode nos ajudar a continuar leais em quatro situações: (1) quando achamos que alguém que tem autoridade não merece nosso respeito, (2) quando temos de escolher a quem ser leais em primeiro lugar, (3) quando alguém nos interpreta mal e (4) quando nossa lealdade entra em conflito com nossos interesses.

QUANDO ACHAMOS QUE UMA AUTORIDADE NÃO MERECE RESPEITO

5. Por que era difícil se manter leal a Deus enquanto Saul era rei?

5 Saul tinha sido escolhido por Deus para ser rei. Mas depois ele se tornou desobediente e foi rejeitado por Jeová. (1 Sam. 15:17-23) Jeová deixou Saul continuar como rei por um tempo, e a má conduta de Saul serviu de teste para a nação e para todos que conviviam com ele. Era difícil para essas pessoas se manterem leais a Deus enquanto o rei, que estava sentado no “trono de Jeová”, fazia coisas erradas. — 1 Crô. 29:23.

6. O que mostra que Jonatã era leal a Jeová?

6 Desde a primeira vez que Saul foi desobediente, Jonatã continuou leal a Jeová. (1 Sam. 13:13, 14) O profeta Samuel tinha dito: “Jeová não abandonará seu povo, por causa do seu grande nome.” (1 Sam. 12:22) Jonatã mostrou que acreditava nisso quando um enorme exército filisteu ameaçou Israel. Os inimigos tinham 30 mil carros de guerra contra apenas 600 homens de Saul. Para piorar as coisas, os únicos que estavam armados eram Saul e Jonatã. Mesmo assim, Jonatã se aproximou de um grupo de filisteus, acompanhado apenas de seu escudeiro. Ele disse: “Nada pode impedir Jeová de salvar, quer com muitos quer com poucos.” Então, os dois mataram 20 homens daquele grupo. Daí, “a terra começou a tremer, e se seguiu um terror da parte de Deus”. Isso deixou os filisteus confusos, e eles começaram a atacar uns aos outros. Essa grande vitória foi resultado da fé de Jonatã em Deus. — 1 Sam. 13:5, 15, 22; 14:1, 2, 6, 14, 15, 20.

7. Como Jonatã tratava seu pai?

7 Mesmo vendo que Saul estava deixando de ser amigo de Deus, Jonatã cooperava com seu pai sempre que possível. Por exemplo, eles lutaram juntos para proteger o povo de Deus. — 1 Sam. 31:1, 2.

8, 9. Por que respeitar os que têm autoridade mostra que somos leais a Deus?

8 Assim como Jonatã, podemos ser leais a Jeová por obedecer às autoridades superiores sempre que possível. Deus espera que façamos isso, mesmo quando achamos que algumas delas não merecem respeito. Por exemplo, pode ser que uma autoridade do governo seja corrupta, mas ainda assim devemos respeitar sua posição. Por quê? Por causa da nossa sujeição relativa às “autoridades superiores”. (Leia Romanos 13:1, 2.) Todos nós podemos mostrar lealdade a Jeová por respeitar aqueles que recebem autoridade dele. Isso inclui os que têm autoridade na família e na congregação. — 1 Cor. 11:3; Heb. 13:17.

Um modo de ser leal a Jeová é mostrar respeito pelo cônjuge descrente (Veja o parágrafo 9.)

9 Olga, [1] da América do Sul, foi leal a Deus por respeitar seu marido até em situações difíceis. Por anos, ele a tratou mal por ela ser Testemunha de Jeová. Ele a ofendia, a ignorava e ameaçava pegar os filhos e ir embora. Mas, em vez de pagar na mesma moeda, Olga fez o máximo para ser uma boa esposa. Ela cozinhava para ele, lavava suas roupas e cuidava de parentes dele. (Rom. 12:17) Sempre que possível, ela ia com o marido visitar a família ou os colegas dele. Por exemplo, quando ele teve que viajar para o funeral do pai, Olga arrumou as crianças e deixou tudo preparado para a viagem. Durante a cerimônia, ela ficou esperando pelo marido do lado de fora, perto da porta da igreja. Muitos anos depois, ele começou a mudar de atitude por causa da paciência e do respeito dela. Hoje, ele leva Olga ao Salão do Reino e a incentiva a ir às reuniões. Às vezes, ele até assiste à reunião com ela. — 1 Ped. 3:1.

QUANDO TEMOS DE ESCOLHER A QUEM SER LEAIS EM PRIMEIRO LUGAR

10. Como Jonatã decidiu a quem seria leal?

10 Saul queria matar Davi a qualquer custo. Por conta disso, Jonatã teve de escolher a quem seria leal em primeiro lugar. Embora tivesse feito um pacto com Davi, ele também tinha de respeitar seu pai. Mas Jonatã sabia que Deus estava com Davi, não com Saul. Por isso, ele colocou sua lealdade a Davi acima da sua lealdade a Saul. Ele avisou Davi para se esconder e depois falou bem dele para seu pai. — Leia 1 Samuel 19:1-6.

11, 12. Como o amor a Deus nos ajuda a decidir ser leais a ele?

11 A lealdade a Deus ajudou Alice, uma irmã da Austrália. Ela teve de decidir até que ponto deveria ser leal a outras pessoas. Quando começou a estudar a Bíblia, Alice contava à sua família as coisas boas que estava aprendendo. Mais tarde, ela disse a eles que não comemoraria mais o Natal e explicou os motivos. De início, eles não se importaram muito. Mas depois ficaram aborrecidos. Eles achavam que Alice estava virando as costas para a família. Ela conta: “Minha mãe chegou a me dizer que eu não era mais sua filha. Fiquei chocada e muito magoada, porque eu amava minha família. Mas meu amor a Jeová e a seu Filho vinha em primeiro lugar. Eu me batizei pouco depois numa assembleia.” — Mat. 10:37.

12 Se não tomarmos cuidado, podemos colocar a lealdade a um país, escola ou time de futebol ou outro esporte acima da nossa lealdade a Deus. Por exemplo, Henry gosta muito de xadrez. A escola dele sempre ganhava o campeonato de xadrez, e ele queria dar o seu máximo. Mas ele reconheceu: “Pouco a pouco, minha lealdade a Deus ficou em segundo lugar. Eu gastava muito tempo com atividades da escola. Os jogos de xadrez nos fins de semana estavam atrapalhando as reuniões e o serviço de campo. Foi aí que decidi sair da equipe.” — Mat. 6:33.

13. Como a lealdade a Deus nos ajuda a lidar com problemas na família?

13 Pode ser difícil quando temos de decidir a quem da nossa família devemos ser leais em primeiro lugar. Por exemplo, Kevin diz: “Minha mãe já era idosa, e eu queria visitá-la com certa frequência. Queria também que ela passasse uns dias lá em casa de vez em quando. Mas ela e minha esposa não se davam bem. No começo, eu fiquei dividido porque não dava para agradar uma sem desagradar a outra. Daí cheguei à conclusão de que eu devia ser leal primeiro à minha esposa. Assim, procurei resolver o assunto com jeito, levando em conta primeiro os sentimentos dela.” A lealdade a Deus e o respeito pela Bíblia ajudaram Kevin a ter coragem para explicar à sua esposa que ela devia receber bem sua mãe e explicar à sua mãe que ela devia respeitar sua esposa. — Leia Gênesis 2:24; 1 Coríntios 13:4, 5.

QUANDO ALGUÉM NOS INTERPRETA MAL

14. Como Saul foi injusto com Jonatã?

14 Talvez seja difícil ser leais a Jeová quando alguém em posição de responsabilidade nos interpreta mal. Pode ser que Jonatã tenha passado por isso. Saul, que ainda era o rei escolhido por Deus, não entendia por que seu filho era amigo de Davi. Certa vez, ele ficou com muita raiva de Jonatã e o humilhou. Mas Jonatã não revidou. Ele não deixou isso abalar sua lealdade a Deus e a Davi, que se tornaria rei de Israel. — 1 Sam. 20:30-41.

15. Como devemos reagir se um irmão nos tratar de modo injusto?

15 Hoje, é muito difícil alguém ser tratado de modo injusto nas congregações. Mas os irmãos que exercem liderança são imperfeitos e podem interpretar mal algo que fazemos. (1 Sam. 1:13-17) Se algum dia isso acontecer conosco, precisamos continuar leais a Jeová.

QUANDO NOSSA LEALDADE ENTRA EM CONFLITO COM NOSSOS INTERESSES

16. Em que situações devemos ser leais a Deus em vez de pensar apenas em nós mesmos?

16 Saul queria que Jonatã se preocupasse com seus próprios interesses. (1 Sam. 20:31) Mas, por lealdade a Deus, Jonatã continuou amigo de Davi. Jonatã não ficou pensando em si mesmo, no que ganharia se fosse rei. Como podemos seguir o exemplo dele? O Salmo 15:4 diz que Jeová se agrada da pessoa que “não deixa de cumprir a sua promessa, mesmo com prejuízo para si”. Jonatã não ‘deixou de cumprir sua promessa’ a Davi, e é assim que devemos agir. Por exemplo, talvez você tenha feito um acordo comercial com alguém. Daí, você percebe que cumprir esse acordo não vai ser tão fácil como imaginava. Numa situação assim, você vai manter sua palavra, por lealdade a Deus e respeito pela Bíblia. E se seu casamento estiver sendo mais desafiador do que você pensava? Seu amor a Deus com certeza vai ajudar você a se manter leal ao seu marido ou esposa. — Leia Malaquias 2:13-16.

Manter a palavra em acordos comerciais pode testar nossa lealdade a Deus e nosso respeito pela Bíblia (Veja o parágrafo 16.)

17. Como esse estudo ajudou você?

17 Quando pensamos no exemplo de Jonatã, sem dúvida queremos imitar sua lealdade a Deus. Assim como ele, não queremos nos concentrar apenas em nossos próprios interesses. Queremos nos manter leais a Jeová por mostrar lealdade aos seus servos, mesmo aqueles que talvez nos decepcionem. Quando somos leais a Jeová Deus em situações difíceis, o deixamos feliz — e isso nos alegra muito. (Pro. 27:11) Se sempre formos leais a Jeová, veremos que ele sempre faz o que é melhor para os que o amam. No próximo artigo, vamos considerar o que podemos aprender de pessoas leais e desleais que viveram nos dias de Davi.

^ [1] (parágrafo 9) Alguns nomes foram mudados.