Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua brasileira de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Fevereiro de 2016

Jeová o chamou de “meu amigo”

Jeová o chamou de “meu amigo”

“Você, ó Israel, é meu servo; você, ó Jacó, descendente do meu amigo Abraão, é você quem eu escolhi.” — ISA. 41:8.

CÂNTICOS: 51, 22

1, 2. (a) Como sabemos que os humanos podem ser amigos de Deus? (b) O que vamos ver neste artigo?

DO BERÇO ao túmulo, nossa maior necessidade é o amor. Com certeza, ninguém consegue viver sem amor. Existe o amor romântico, e também precisamos do amor de amigos. Mas existe um amor que é o mais importante de todos — o amor de Jeová. Muitos acham difícil acreditar que humanos podem ser amigos do Todo-Poderoso, já que ele é um espírito invisível nos céus. Mas nós, que conhecemos a Jeová, não pensamos assim.

2 Desenvolver amizade com Jeová é a coisa mais importante que podemos buscar na vida. A Bíblia fala de humanos que, mesmo imperfeitos, foram amigos de Deus. Vale a pena estudar os exemplos deles. Alguém que se destacou nisso foi Abraão. (Leia Tiago 2:23.) O que ele fez de tão especial para ser amigo de Jeová? Antes de mais nada, ele tinha uma forte fé. A Bíblia até chama Abraão de “pai de todos os que têm fé”. (Rom. 4:11) Por isso, neste artigo vamos ver como a fé de Abraão o ajudou a ter uma forte amizade com Deus. E durante o estudo cada um de nós pode se perguntar: ‘Como posso imitar a fé de Abraão e fortalecer minha amizade com Jeová?’

COMO ABRAÃO SE TORNOU AMIGO DE JEOVÁ?

3, 4. (a) Conte como foi o maior teste de fé que Abraão enfrentou. (b) Por que Abraão obedeceu a ordem de Jeová?

3 Imagine a seguinte cena: um homem idoso sobe uma montanha. Ele está pensativo. Essa deve ser a viagem mais difícil de sua vida, mas sua idade não tem nada a ver com isso. Apesar de já ter uns 125 anos, Abraão ainda tem muita energia. [1] Atrás dele vem um jovem de uns 25 anos. É seu filho Isaque. Ele está carregando lenha. Abraão está levando material para acender fogo e uma faca. Jeová pediu para ele sacrificar seu próprio filho! — Gên. 22:1-8.

4 Esse deve ter sido o maior teste de fé que Abraão enfrentou na vida. Algumas pessoas acham que Deus foi cruel por pedir que Abraão matasse seu filho. Outras dizem que Abraão obedeceu essa ordem porque não tinha amor por Isaque. Também acham que ele simplesmente obedeceu sem pensar. Quem pensa assim não tem fé ou não entende o que é fé. (1 Cor. 2:14-16) Abraão não obedeceu a Deus sem pensar, ele não tinha uma fé cega. Pelo contrário, sua fé o ajudou a ver. Ele sabia que Jeová, seu Pai no céu, nunca pede que seus servos façam alguma coisa que os prejudique para sempre. Abraão viu que, se ele obedecesse a Jeová, ele e seu querido filho seriam abençoados. Como ele conseguiu ter uma fé tão forte? Por aprender sobre Jeová e pelas situações que enfrentou na vida.

5. Como Abraão aprendeu sobre Jeová, e que efeito esse conhecimento teve nele?

5 Ele aprendeu sobre Jeová. Abraão cresceu em Ur, uma cidade cheia de pessoas que adoravam ídolos. Até o pai dele, Tera, era idólatra. Então, como Abraão aprendeu sobre Jeová? (Jos. 24:2) A Bíblia não diz claramente. Mas deve ter sido por meio de Sem, um dos filhos de Noé. Sem era um homem de grande fé e ele deve ter ensinado sua família sobre Jeová. Será que Abraão e Sem se conheciam? É provável. Abraão era da nona geração depois de Sem, e Sem continuou vivo por 150 anos depois do nascimento de Abraão. Não sabemos se ele chegou a ensinar diretamente a Abraão. Mas o conhecimento sobre Jeová tocou o coração de Abraão, tanto que ele passou a amar a Jeová e a desenvolver fé nele.

6, 7. Como as situações que Abraão enfrentou na vida fortaleceram sua fé?

6 Situações que ele enfrentou. Como as situações que Abraão enfrentou fortaleceram sua fé em Jeová? Tudo o que fazemos começa com um pensamento. O pensamento nos faz ter um sentimento, e o sentimento nos faz agir. Abraão pensava sobre Deus e isso o ajudou a ter um forte sentimento de admiração e respeito por “Jeová, o Deus Altíssimo, aquele que fez o céu e a terra”. (Gên. 14:22) A Bíblia chama esse sentimento de “temor de Deus”, que é essencial para desenvolvermos uma amizade achegada com Jeová. (Heb. 5:7; Sal. 25:14) Esse sentimento de temor de Deus fez Abraão agir.

7 Deus mandou que Abraão e Sara, já idosos, saíssem de Ur e fossem morar em outro país. Eles morariam em tendas pelo resto da vida. Abraão obedeceu, e por isso Jeová o abençoou e protegeu. Por exemplo, Abraão tinha medo que alguém levasse embora sua bela esposa e o matasse. Ele tinha motivos para se sentir assim, mas não deixou de obedecer Jeová por causa disso. Como em outras ocasiões, Jeová fez sua parte e protegeu Abraão e Sara de modo milagroso. (Gên. 12:10-20; 20:2-7, 10-12, 17, 18) Abraão viu os resultados de sua obediência e isso fortaleceu sua fé.

8. Como podemos desenvolver amizade com Jeová?

8 E nós? Podemos desenvolver uma amizade com Jeová? Claro que sim! Hoje é muito mais fácil aprender sobre Jeová e ver os resultados de nossa obediência. No caso de Abraão, ele não tinha a Bíblia inteira, como nós temos. (Dan. 12:4; Rom. 11:33) A Palavra de Deus está cheia de informações valiosas que nos ajudam a aprender sobre Jeová, “aquele que fez o céu e a terra”. Isso aumenta nosso respeito e amor por ele. Esses sentimentos nos ajudam a ser obedientes a Deus e, com isso, vemos como a obediência nos beneficia. Seus conselhos nos protegem e ele nos abençoa e fortalece. Percebemos que servi-lo de todo coração dá satisfação, paz e alegria. (Sal. 34:8; Pro. 10:22) Quanto mais aumentamos em conhecimento e vemos na prática os resultados de nossa obediência, mais fortes ficam a nossa fé em Jeová e nossa amizade com ele.

COMO ABRAÃO CUIDOU DA SUA AMIZADE COM DEUS

9, 10. (a) O que é preciso para uma amizade ficar mais forte? (b) O que mostra que Abraão valorizou e fortaleceu sua amizade com Jeová?

9 A amizade poderia ser comparada a algo muito valioso, como uma joia. (Leia Provérbios 17:17.) Mas algumas pessoas compram joias e as deixam guardadas. Por isso, seria melhor comparar a amizade com uma planta que precisa de cuidados para crescer forte e saudável. Abraão dava valor e cuidava bem da sua amizade com Jeová. Como ele fez isso?

10 Abraão mostrou obediência e temor a Deus várias vezes. Mas ele nunca achou que já tinha obedecido o bastante. Enquanto ele, sua família e os seus servos viajavam para Canaã, ele continuou seguindo as orientações de Jeová ao tomar decisões grandes e pequenas. Um ano antes de Isaque nascer, quando Abraão tinha 99 anos, Jeová ordenou que todos os homens que o acompanhavam fossem circuncidados. Será que Abraão questionou essa ordem ou procurou uma desculpa para não obedecer? Não. Ele confiou em Deus e obedeceu “naquele mesmo dia”. — Gên. 17:10-14, 23.

11. Por que Abraão estava preocupado com Sodoma e Gomorra, e como Jeová o ajudou?

11 Abraão sempre obedecia a Jeová, mesmo em assuntos aparentemente simples. Assim, sua amizade com Deus continuou forte. Quando tinha dúvidas, ele ficava à vontade para abrir seu coração a Jeová e pedir ajuda. Por exemplo, quando ficou sabendo que Deus ia destruir as cidades de Sodoma e Gomorra, Abraão ficou preocupado. Ele temia que pessoas boas fossem destruídas junto com as más. Pode ser que ele estivesse preocupado com seu sobrinho Ló e a família dele, que moravam em Sodoma. Abraão confiava em Deus, “o Juiz de toda a terra”, e expressava suas dúvidas com muita humildade. Jeová foi paciente com Abraão e mostrou que era muito misericordioso. Ele analisa cada coração. E mesmo quando decide trazer uma destruição, Jeová procura pessoas boas para salvar. — Gên. 18:22-33.

12, 13. (a) Como as situações que Abraão enfrentou e o que ele aprendeu sobre Deus o ajudaram? (b) O que mostra que Abraão confiava em Jeová?

12 Sem dúvida, todas as situações que Abraão enfrentou e tudo o que ele aprendeu sobre Deus o ajudaram a manter forte sua amizade com Jeová. Você se lembra daquela situação difícil em que Jeová pediu para Abraão sacrificar Isaque? Enquanto subia aquela montanha, Abraão teve bastante tempo para relembrar o que ele sabia sobre seu grande amigo, Jeová. Será que ele achava que seu amigo tinha mudado de uma hora para outra e se tornado uma pessoa cruel e sem amor? Para Abraão, essa ideia era absurda! Como sabemos isso?

13 Num ponto da viagem, Abraão disse aos seus servos: “Fiquem aqui com o jumento enquanto eu e o rapaz vamos até lá para adorar; depois retornaremos a vocês.” (Gên. 22:5) Se ele sabia que seu filho ia ser sacrificado, por que disse que Isaque voltaria com ele? Ele estava mentindo para seus servos? Não. A Bíblia nos ajuda a entender o que Abraão deve ter pensado. (Leia Hebreus 11:19.) Abraão tinha fé na ressurreição. Ele “concluiu que Deus era capaz de levantar Isaque até mesmo dentre os mortos”. Quando Abraão e Sara já estavam bem idosos, Jeová lhes deu a capacidade de ter um filho. (Heb. 11:11, 12, 18) Abraão tinha certeza que nada era impossível para Jeová. Por isso, não importava o que ia acontecer naquele dia difícil, ele sabia que Jeová traria seu querido filho de volta à vida. Assim, todas as promessas de Deus se cumpririam. Não é à toa que Abraão é chamado de “pai de todos os que têm fé”.

14. (a) Que desafios você enfrenta ao servir a Jeová? (b) Como o exemplo de Abraão pode ajudar você?

14 Hoje em dia, Deus não pede de nós o que ele pediu a Abraão. Mas ele pede que sejamos obedientes mesmo quando suas ordens são difíceis de cumprir ou quando não entendemos os motivos delas. Pense em alguma coisa que você acha difícil obedecer. Alguns, por serem tímidos, acham que pregar é um desafio. Para outros, a dificuldade é ter coragem para ser diferentes dos colegas de escola ou de trabalho. (Êxo. 23:2; 1 Tes. 2:2) Será que de vez em quando você se sente como Abraão subindo aquela montanha, pensando em como vai fazer algo que parece além do seu alcance? Então, não desanime! Imite a fé de Abraão. Pensar nos exemplos de servos fiéis de Deus pode nos motivar a imitá-los e a nos achegar ao nosso amigo, Jeová. — Heb. 12:1, 2.

UMA AMIZADE QUE TRAZ BÊNÇÃOS

15. Como sabemos que Abraão nunca se arrependeu de ter obedecido Jeová?

15 Você acha que Abraão alguma vez se arrependeu de ter obedecido Jeová? Veja o que a Bíblia diz sobre o fim de sua vida: “Abraão deu seu último suspiro e morreu numa boa velhice, idoso e satisfeito.” (Gên. 25:8) Quando Abraão tinha 175 anos e estava para morrer, ele podia olhar para trás satisfeito porque sua vida tinha sido muito boa. A amizade com Jeová tinha sido a coisa mais importante na sua vida. Então, quando a Bíblia diz que ele estava “idoso e satisfeito”, ela não quer dizer que Abraão já tinha vivido o bastante e que não queria viver de novo.

16. Que alegrias Abraão vai ter no Paraíso?

16 A Bíblia diz que Abraão “aguardava a cidade que tem verdadeiros alicerces, que foi projetada e construída por Deus”. (Heb. 11:10) Abraão acreditava que um dia ele veria essa cidade, que representa o Reino de Deus sobre a Terra. E ele vai ver mesmo! Imagine a alegria de Abraão vivendo no Paraíso aqui na Terra e se tornando cada vez mais amigo de Jeová! Sem dúvida, ele vai ficar feliz de saber que seu exemplo de fé ajudou os servos de Jeová por milhares de anos depois de sua morte. Vai descobrir que, quando recebeu Isaque de volta, isso ‘ilustrou’ algo bem maior. (Heb. 11:19) Também vai saber que a dor que sentiu ao preparar o sacrifício de Isaque ajudou milhões de pessoas a entender o que o próprio Jeová sentiu ao dar seu Filho, Jesus Cristo, como resgate. (João 3:16) O exemplo de Abraão nos ajuda a valorizar ainda mais o resgate, a maior demonstração de amor de toda a História!

17. O que você está decidido a fazer, e o que vamos ver no próximo artigo?

17 Esteja decidido a imitar a fé de Abraão. Por aprender mais sobre Jeová e sempre obedecer a ele, você vai sentir que ele abençoa sua fidelidade e o protege. (Leia Hebreus 6:10-12.) Queremos que Jeová seja nosso Amigo para sempre! No próximo artigo, vamos considerar o exemplo de outros três servos fiéis que se tornaram amigos de Deus.

^ [1] (parágrafo 3) Neste artigo usaremos os nomes Abraão e Sara, que foram dados por Jeová quando eles já eram idosos. Antes, eles se chamavam Abrão e Sarai.