Pular para conteúdo

Pular para sumário

Cooperar com Deus dá alegria

Cooperar com Deus dá alegria

“Cooperando com ele, também exortamos vocês a não aceitar a bondade imerecida de Deus e perder de vista o objetivo dela.” — 2 COR. 6:1.

CÂNTICOS: 75, 74

1. Embora Jeová seja o Deus Supremo, ele convida outros a fazer o quê?

JEOVÁ é o Deus Supremo, o Criador de todas as coisas, Aquele que tem infinita sabedoria e poder. Jó chegou a essa conclusão. Depois que Jeová lhe perguntou sobre Suas obras criativas, Jó respondeu: “Sei que és capaz de fazer todas as coisas e que nada que tens em mente é impossível para ti.” (Jó 42:2) Embora Jeová possa fazer qualquer coisa que decidir — sem precisar de ajuda —, desde o início ele mostrou amor por convidar outros a cooperar com ele na realização da sua vontade.

2. Jeová convidou Jesus a fazer que trabalho importante?

2 A primeira criação de Deus foi seu Filho unigênito. Jeová permitiu que seu Filho participasse na criação de todas as outras coisas, tanto espirituais como materiais. (João 1:1-3, 18) Sobre Jesus, o apóstolo Paulo escreveu: “Por meio dele foram criadas todas as outras coisas nos céus e na terra, as coisas visíveis e as coisas invisíveis, quer sejam tronos, quer domínios, quer governos, quer autoridades. Todas as outras coisas foram criadas por meio dele e para ele.” (Col. 1:15-17) Assim, Jeová honrou seu Filho por incluí-lo nas obras criativas e por informar a outros o importante papel de Jesus na criação.

3. O que Jeová convidou Adão a fazer, e por quê?

3 Jeová também convidou humanos para cooperar, ou trabalhar, com ele. Por exemplo, ele permitiu que Adão desse nome aos animais. (Gên. 2:19, 20) Imagine a satisfação que Adão deve ter tido ao observar os animais, estudar suas características e decidir que nome seria apropriado para cada um deles! O próprio Jeová poderia ter dado nome aos animais — afinal, foi ele quem os criou. Mas ele foi amoroso e deixou Adão fazer isso. Deus também deu a Adão a oportunidade de expandir o Paraíso para além dos limites do Éden. (Gên. 1:27, 28) Infelizmente, Adão decidiu não cooperar com Deus, resultando numa tragédia para ele e toda a sua descendência. — Gên. 3:17-19, 23.

4. Como outros trabalharam com Deus para realizar a vontade dele?

4 Mais tarde, Deus convidou outros humanos a trabalhar com ele para realizar Sua vontade. Noé construiu uma arca que salvou a ele e sua família de um Dilúvio global. Moisés libertou a nação de Israel do Egito. Josué levou aquela nação à Terra Prometida. Salomão construiu o templo em Jerusalém. Maria se tornou mãe de Jesus. Todos esses e muitos outros servos fiéis cooperaram com Jeová para realizar Sua vontade.

5. (a) Em que obra podemos participar? (b) Jeová precisava nos incluir nessa obra? (Veja a gravura no início do artigo.)

5 Hoje, Jeová nos convida a dar total apoio ao Reino messiânico. Há muitas modalidades de serviço sagrado. Nem todos os cristãos podem participar em algumas delas por causa de suas circunstâncias. Mas todos nós podemos participar na obra de pregação das boas novas do Reino. É claro que Jeová não precisava nos incluir nessa obra. Ele poderia ter decidido falar diretamente do céu para as pessoas na Terra. Jesus disse que Jeová até poderia ter feito as pedras clamar sobre o Rei messiânico. (Luc. 19:37-40) Mas Jeová permite que sejamos seus “colaboradores”. (1 Cor. 3:9) O apóstolo Paulo escreveu: “Cooperando com ele, também exortamos vocês a não aceitar a bondade imerecida de Deus e perder de vista o objetivo dela.” (2 Cor. 6:1) Cooperar com Deus é uma honra imerecida, e isso nos dá muita alegria. Por quê? Vejamos alguns motivos.

COOPERAR COM DEUS TRAZ FELICIDADE

6. Como o Filho primogênito de Deus se sentia por cooperar com seu Pai?

6 Cooperar com Deus sempre trouxe alegria aos servos de Jeová. Pense, por exemplo, no Filho primogênito de Deus, representado em Provérbios 8 como a sabedoria personificada. Nos versículos 22 e 30, ele diz: “Jeová me produziu como o princípio do seu caminho . . . eu estava ao seu lado como trabalhador perito. Eu era a sua maior alegria dia após dia, alegrava-me diante dele todo o tempo.” Jesus gostava muito de trabalhar com seu Pai; ele se sentia feliz por causa das coisas que estava realizando e por saber que Jeová o amava. Que dizer de nós?

Existe algo mais gratificante do que ensinar a verdade a alguém? (Veja o parágrafo 7.)

7. Por que pregar nos dá alegria?

7 Jesus disse que tanto dar como receber trazem felicidade. (Atos 20:35) Receber a verdade nos deu alegria, e também nos alegra compartilhar essa verdade com outros. É muito bom ajudar a satisfazer a fome espiritual das pessoas. Elas passam a conhecer e a valorizar nosso Deus e as maravilhosas verdades contidas em Sua Palavra. Ficamos emocionados ao vê-las mudar, não apenas sua maneira de pensar, mas também seu modo de vida. Sabemos que compartilhar as boas novas com outros é de máxima importância, pois lhes dá a oportunidade de ser reconciliados com Deus e receber a vida eterna. (2 Cor. 5:20) Poderia existir um trabalho mais alegre e gratificante do que ajudar as pessoas a viver de um modo que as levará à vida eterna?

8. O que alguns dizem sobre a alegria de cooperar com Jeová?

8 Embora fiquemos felizes quando as pessoas aceitam a mensagem que pregamos, também nos alegra saber que estamos agradando a Jeová e que ele valoriza nossos esforços em servi-lo. (Leia 1 Coríntios 15:58.) Marco, que mora na Itália, comenta: “Sei que estou dando o meu melhor para Jeová, não para alguém que logo vai esquecer tudo que fiz. Isso me dá muita alegria!” Franco, também da Itália, diz: “Às vezes, achamos que as coisas que fazemos para Jeová não valem nada. Mas ele nos ama e valoriza tudo que fazemos. Ele nos lembra disso todos os dias por meio de sua Palavra, das publicações e das reuniões. É por isso que cooperar com Deus me faz feliz e dá objetivo à minha vida.”

COOPERAR COM DEUS NOS ACHEGA A ELE E A OUTROS

9. Que relação existia entre Jeová e Jesus, e por quê?

9 Quando trabalhamos com alguém que amamos, nos achegamos a essa pessoa e conhecemos melhor sua personalidade e qualidades. Aprendemos sobre seus objetivos e o que ela fará para cumpri-los. Jesus trabalhou com Jeová talvez por bilhões de anos, e isso criou um forte vínculo de amor e afeição entre eles. O grau de intimidade entre eles era tão grande que Jesus disse: “Eu e o Pai somos um.” (João 10:30) Eles sempre trabalharam juntos em total harmonia.

10. Por que a pregação nos achega mais a Deus e a outros?

10 Em oração, Jesus pediu que Jeová vigiasse sobre seus discípulos. Por quê? Ele orou: “Para que sejam um, assim como nós somos um.” (João 17:11) À medida que obedecemos às normas de Deus e participamos na obra de pregação, chegamos a entender suas atraentes qualidades. Aprendemos por que é sábio confiar nele e seguir suas orientações. Quanto mais nos achegamos a Deus, mais ele se achega a nós. (Leia Tiago 4:8.) Também nos achegamos aos nossos irmãos porque eles têm os mesmos objetivos que nós e também passam por momentos de alegria e de tristeza. De fato, nós podemos trabalhar juntos, nos alegrar juntos e perseverar juntos. Octávia, que mora na Grã-Bretanha, diz: “Antes, minhas amizades se baseavam em coisas superficiais. Mas, agora que trabalho com Jeová, minhas amizades são mais achegadas porque eu e meus amigos temos o mesmo objetivo.” Você não se sente assim também? Não se sente mais achegado aos outros quando vê os esforços deles para agradar a Jeová?

11. Por que vamos nos achegar mais a Jeová e aos irmãos no novo mundo?

11 Nosso amor por Deus e por outros pode ser forte agora, mas será ainda mais forte no novo mundo. Pense no trabalho que nos aguarda! Receberemos os ressuscitados e os ensinaremos sobre os caminhos de Jeová. A Terra precisará ser transformada num paraíso. Isso envolverá muito esforço, mas pense na grande alegria que teremos ao trabalharmos juntos e avançarmos à perfeição sob o Reino messiânico! Todos os humanos se achegarão cada vez mais uns aos outros e a Deus, que sem dúvida vai ‘satisfazer o desejo de todos os seres vivos’. — Sal. 145:16.

COOPERAR COM DEUS NOS PROTEGE

12. Como a pregação nos protege?

12 Precisamos proteger nossa espiritualidade. Visto que vivemos num mundo dominado por Satanás, o Diabo, e somos imperfeitos, é fácil pensarmos e agirmos como as pessoas do mundo. O espírito do mundo pode ser comparado à correnteza de um rio que nos leva numa direção em que não queremos ir. Para não sermos levados rio abaixo, precisamos nos esforçar bastante para nadar no sentido contrário. De modo similar, exige esforço não sermos levados pelo espírito do mundo de Satanás. Enquanto pregamos a outros, estamos concentrados em assuntos espirituais importantes, não em pensamentos que enfraquecerão a nossa fé. (Fil. 4:8) Pregar fortalece nossas convicções, pois nos lembra das promessas e dos amorosos padrões de Deus. Também nos ajuda a manter nossa armadura espiritual intacta. — Leia Efésios 6:14-17.

13. O que um irmão na Austrália disse sobre a pregação?

13 Quando nos mantemos ocupados na pregação e em outras atividades espirituais, simplesmente não temos tempo para ficar preocupados demais com nossos problemas, e isso serve de proteção. Joel, que mora na Austrália, diz: “A pregação me ajuda a ser realista, a ficar com os pés no chão. Pregar me faz lembrar das dificuldades que as pessoas enfrentam e dos benefícios que tenho recebido por seguir os princípios da Bíblia. Também me ajuda a ser humilde e me dá oportunidade para confiar em Jeová e nos meus irmãos.”

14. Como nossa perseverança na pregação mostra que o espírito de Deus está conosco?

14 A pregação também fortalece nossa confiança de que o espírito de Deus está conosco. Pense nisto: imagine que você começou um novo trabalho — oferecer um pão nutritivo aos seus vizinhos. Você não recebe salário nem reembolso de suas despesas. Pior ainda, em pouco tempo você percebe que a maioria das pessoas não quer o pão e que algumas até têm raiva de você por distribuí-lo. Quanto tempo você continuaria fazendo esse trabalho? Provavelmente não por muito tempo, pois ficaria desanimado. Mas muitos de nós têm perseverado no ministério ao longo dos anos apesar de quaisquer despesas envolvidas e da zombaria e humilhação por parte de pessoas ingratas. Não concorda que isso é uma prova de que o espírito de Deus está nos ajudando?

COOPERAR COM DEUS MOSTRA NOSSO AMOR POR ELE E POR OUTROS

15. Como a pregação das boas novas está relacionada com o propósito de Deus para a humanidade?

15 Pense agora em como a pregação das boas novas está relacionada com o propósito de Jeová para a humanidade. Deus criou os humanos para viver na Terra sem nunca morrer. É verdade que Adão pecou, mas Jeová não mudou de ideia. (Isa. 55:11) Ele tomou medidas para que os humanos fossem libertados da condenação ao pecado e à morte. Jesus cooperou com esse propósito por vir à Terra e sacrificar sua vida em favor de humanos obedientes. Mas, para ser obedientes, eles precisariam primeiro entender o que Deus espera deles. Então Jesus também ensinou às pessoas quais são os requisitos de Deus e ordenou que seus discípulos fizessem o mesmo. Por acatar essa ordem, cooperamos diretamente com Jeová ajudando as pessoas a se achegar a ele e, em resultado, ser resgatadas do pecado e da morte.

16. Que relação existe entre nossa pregação e os dois maiores mandamentos de Deus?

16 Ajudar outros a seguir pela estrada que leva à vida eterna revela o nosso amor pelas pessoas e por Jeová, “que deseja que todo tipo de pessoas sejam salvas e venham a ter um conhecimento exato da verdade”. (1 Tim. 2:4) Quando perguntaram a Jesus qual era a maior de todas as leis dadas à nação de Israel, ele respondeu: “‘Ame a Jeová, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de toda a sua mente.’ Esse é o maior e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a esse, é: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo.’” (Mat. 22:37-39) Por participar na pregação, mostramos nossa obediência a esses mandamentos. — Leia Atos 10:42.

17. O que você acha da honra de pregar as boas novas?

17 Como somos abençoados! Jeová nos deu um trabalho que traz alegria, que nos achega a ele e a outros e que nos protege espiritualmente. Esse trabalho também nos dá a oportunidade de mostrar nosso amor a Deus e ao próximo. As circunstâncias dos milhões de servos de Deus em todo o mundo variam muito. Mas, não importa a idade, classe social ou saúde, eles se esforçam em compartilhar as boas novas com outros. Você provavelmente concordará com Chantel, que mora na França. Ela diz: “A Pessoa mais poderosa do Universo, o Criador de tudo que existe, o Deus feliz, diz para mim: ‘Vá! Fale! Fale por mim, fale de coração. Eu lhe dou minha força, a Bíblia, o apoio dos anjos, companheiros humanos, treinamento constante e instruções detalhadas no tempo certo.’ Para mim, é um enorme privilégio fazer o que Jeová pede e trabalhar com o nosso Deus!”