Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua brasileira de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Setembro de 2015

“Mantenham-se firmes na fé”

“Mantenham-se firmes na fé”

“Mantenham-se firmes na fé, . . . tornem-se poderosos.” — 1 COR. 16:13.

CÂNTICOS: 60, 64

1. (a) Que experiência Pedro teve durante um vendaval no mar da Galileia? (Veja a gravura no início do artigo.) (b) Por que Pedro começou a afundar?

O APÓSTOLO Pedro e alguns outros discípulos estão remando com dificuldade no mar da Galileia em meio a um vendaval. De repente, no meio da noite, eles veem Jesus andando sobre o mar. À distância, Pedro pergunta a seu Senhor se pode caminhar sobre as águas para ir até ele. Jesus o chama. Pedro então sai do barco e de modo milagroso anda em direção a Jesus por cima das águas agitadas. Mas, instantes depois, Pedro começa a afundar. Por quê? Ele olhou para o vendaval e ficou com medo. Pedro grita para Jesus, que rapidamente o agarra e diz: “Homem de pouca fé, por que você cedeu à dúvida?” — Mat. 14:24-32.

2. O que veremos neste artigo?

2 Vejamos três lições sobre fé que podemos aprender da experiência de Pedro: (1) como, no início, Pedro mostrou fé no apoio de Deus; (2) por que Pedro começou a perder a fé e (3) o que ajudou Pedro a recuperar sua fé. Analisar esses pontos pode nos ajudar a ver como podemos ‘nos manter firmes na fé’. — 1 Cor. 16:13.

FÉ NO APOIO DE DEUS

3. O que motivou Pedro a sair do barco, e como nós fizemos algo parecido?

3 Quando Pedro saiu do barco para andar sobre a água, ele fez isso pela fé. Jesus o chamou, e Pedro confiou que o poder de Deus o sustentaria assim como estava sustentando Jesus. Da mesma forma, quando nos dedicamos a Jeová e nos batizamos, nós fomos motivados pela fé. Jesus nos chamou para ser seus discípulos e seguir os seus passos. Nós tivemos de exercer fé em Jesus e em Deus, confiando que eles nos sustentariam de várias maneiras. — João 14:1; leia 1 Pedro 2:21.

4, 5. Por que a fé é tão valiosa?

4 A fé é algo realmente valioso. Assim como a fé habilitou Pedro a andar sobre as águas, nossa fé nos habilita a fazer coisas que, do ponto de vista humano, são impossíveis. (Mat. 21:21, 22) Por exemplo, muitos de nós fizeram mudanças tão profundas em seu modo de pensar e em seu comportamento que são praticamente irreconhecíveis para seus anteriores amigos. Jeová apoiou nossos esforços porque foi a nossa fé nele que nos levou a fazer essas mudanças. (Leia Colossenses 3:5-10.) Quando nossa fé nos levou a nos dedicar a Jeová, nós nos tornamos seus amigos — algo que nunca poderíamos fazer com a nossa própria força. — Efé. 2:8.

5 Nossa fé continua a nos dar forças. Pela fé, conseguimos resistir aos ataques do nosso inimigo sobre-humano, o Diabo. (Efé. 6:16) Além disso, a confiança em Jeová ajuda a diminuir nossa ansiedade quando passamos por dificuldades. Jeová diz que, quando nossa fé nos motiva a colocar o Reino em primeiro lugar, ele cuida das nossas necessidades materiais. (Mat. 6:30-34) Não só isso, mas, se exercermos fé, receberemos um presente que nenhum humano poderia obter com seu próprio esforço: a vida eterna. — João 3:16.

PERDER O FOCO PODE LEVAR A PERDER A FÉ

6, 7. (a) A que podemos comparar o vento e as ondas ao redor de Pedro? (b) Por que devemos levar a sério a possibilidade de a nossa fé enfraquecer?

6 O vento e as ondas que cercavam Pedro enquanto ele andava sobre as águas podem ser comparados às dificuldades e tentações que enfrentamos em nossa vida dedicada a Deus. Mesmo quando essas provações são muito fortes, podemos nos manter firmes com o apoio de Jeová. Lembre-se de que Pedro não afundou por causa de uma rajada de vento ou uma onda grande. Note a sequência dos acontecimentos: “Ao olhar para o vendaval, ficou com medo.” (Mat. 14:30) Pedro perdeu o foco em Jesus, e daí sua fé vacilou. Nós poderíamos começar a afundar se começássemos a “olhar para o vendaval”, nos concentrando em seu tamanho e duvidando do apoio de Jeová.

7 Devemos levar a sério a possibilidade de a nossa fé enfraquecer ou desaparecer por completo, pois a Bíblia descreve esse perigo como o “pecado que facilmente nos envolve”. (Heb. 12:1) Como mostra a experiência de Pedro, nossa fé pode enfraquecer rapidamente se nos concentrarmos nas coisas erradas. Como podemos saber se estamos correndo esse risco? Considere algumas perguntas que podem nos ajudar a fazer uma autoanálise.

8. Como as promessas de Deus podem se tornar menos reais para nós?

8 As promessas de Deus são tão reais para mim como antes? Por exemplo, Deus prometeu destruir o atual sistema. Mas será que nos distraímos com as várias opções de entretenimento do mundo? Isso pode enfraquecer nossa fé nessa promessa de Deus, e podemos começar a duvidar que o fim realmente está próximo. (Hab. 2:3) Veja outro exemplo. Deus promete nos perdoar com base no resgate. Mas, se ficamos o tempo todo nos sentindo culpados por causa de erros passados, podemos começar a ter dúvidas de que Jeová ‘apagou’ todos os nossos pecados. (Atos 3:19) Isso pode nos levar a perder a alegria no serviço de Deus e a ficar inativos.

9. O que pode acontecer se nos concentrarmos em empenhos pessoais?

9 Sou tão zeloso no serviço de Deus como antes? O apóstolo Paulo mostrou que, quando nos esforçamos bastante para servir a Jeová, temos “a plena certeza da esperança até o fim”. Mas o que pode acontecer se começarmos a nos concentrar em empenhos pessoais, como aceitar um emprego que paga bem, mas atrapalha nossa adoração? Nossa fé pode enfraquecer e podemos ‘nos tornar preguiçosos’, fazendo menos para Jeová do que poderíamos fazer. — Heb. 6:10-12.

10. Por que podemos dizer que perdoar é um ato de fé?

10 Acho difícil perdoar quando outros me ofendem ou me magoam? Em situações assim, talvez nos concentremos em nossos sentimentos e nos sintamos tentados a tirar satisfação com a pessoa ou a deixar de falar com ela. Por outro lado, quando perdoamos, mostramos fé em Jeová. Como assim? As pessoas que pecam contra nós têm uma dívida conosco, assim como nossos pecados nos colocam em dívida com Deus. (Luc. 11:4) Quando perdoamos outros, ganhamos a aprovação de Deus. Precisamos confiar que agir assim vale mais a pena do que fazê-los pagar sua dívida conosco. Os discípulos de Jesus reconheciam que perdoar exige fé. Quando ele lhes disse que deviam perdoar até os que tinham pecado contra eles várias vezes, eles imploraram: “Dê-nos mais fé.” — Luc. 17:1-5.

11. Como talvez deixemos de nos beneficiar de conselhos bíblicos?

11 Fico ressentido quando recebo conselhos bíblicos? Em vez de nos concentrar nos benefícios do conselho, talvez tentemos encontrar alguma falha no conselho ou na pessoa que o deu. (Pro. 19:20) Por agir assim, perdemos a oportunidade de harmonizar nosso modo de pensar com o de Deus.

12. Sempre reclamar daqueles que Jeová usa para guiar seu povo indica o quê?

12 Eu me queixo dos irmãos designados na congregação? Quando os israelitas se concentraram no relatório negativo dos dez espiões infiéis, eles começaram a se queixar contra Moisés e Arão. Então, Jeová perguntou a Moisés: “Até quando não depositarão fé em mim?” (Núm. 14:2-4, 11) As queixas dos israelitas na realidade mostraram falta de fé em Deus, que tinha designado Moisés e Arão. Da mesma forma, se sempre reclamamos dos irmãos usados por Deus para orientar o seu povo, isso indica que nossa fé em Deus enfraqueceu.

13. Por que não devemos ficar desanimados se percebermos fraquezas em nossa fé?

13 Mas não fique desanimado se essa autoanálise revelar fraquezas em sua fé. Até Pedro, que era apóstolo, cedeu ao medo e à dúvida. De fato, Jesus às vezes chamava a atenção de todos os apóstolos por terem “pouca fé”. (Mat. 16:8) Lembre-se de que uma lição importante que aprendemos de Pedro tem a ver com o que ele fez depois que começou a afundar no mar por causa da falta de fé.

CONCENTRE-SE EM JESUS PARA FORTALECER A FÉ

14, 15. (a) O que Pedro fez quando começou a afundar? (b) Como podemos ‘olhar atentamente’ para Jesus, se não o vemos literalmente?

14 Quando Pedro olhou para a tempestade e começou a afundar, ele poderia ter tentado voltar para o barco sozinho. Ele nadava bem, então essa poderia ter sido sua primeira reação. (João 21:7) Mesmo assim, em vez de confiar em si mesmo, ele voltou a se concentrar em Jesus e aceitou sua ajuda. Se percebemos que nossa fé está enfraquecendo, devemos imitar o exemplo de Pedro. Mas como podemos fazer isso?

15 Assim como Pedro voltou a se concentrar em Jesus, nós devemos ‘olhar atentamente para o Agente Principal e Aperfeiçoador da nossa fé, Jesus’. (Leia Hebreus 12:2, 3.) É claro que, ao contrário de Pedro, não podemos ver Jesus literalmente. Em vez disso, ‘olhamos atentamente’ para ele por estudar o que ele fez e ensinou e daí seguir de perto seu exemplo. Considere algumas medidas que podemos tomar com base no exemplo de Jesus. Se fizermos isso, receberemos a ajuda necessária para manter firme a nossa fé.

Por nos concentrar no exemplo de Jesus e seguir fielmente seus passos, podemos ficar firmes na fé (Veja o parágrafo 15.)

16. Como podemos fazer um estudo da Bíblia que aumente nossa fé?

16 Fortaleça a confiança na Bíblia. Jesus estava convencido de que as Escrituras eram a Palavra de Deus e tinham as melhores orientações para a vida. (João 17:17) Para termos a mesma convicção de Jesus, devemos ler a Bíblia todo dia, estudá-la e meditar no que aprendemos. Além de um estudo geral da Bíblia, pesquise assuntos sobre os quais talvez tenha dúvidas. Por exemplo, você pode aumentar sua convicção de que o fim deste sistema está perto por fazer um estudo detalhado das provas bíblicas de que estamos vivendo nos últimos dias. Fortaleça sua confiança no que a Bíblia promete para o futuro por analisar as muitas profecias que já se cumpriram. Aumente sua confiança no valor prático da Bíblia por considerar exemplos de como ela melhora a vida das pessoas. * — 1 Tes. 2:13.

17. Por que Jesus conseguiu se manter fiel diante de provações extremas, e como você pode imitá-lo?

17 Concentre-se nas bênçãos que Jeová prometeu. Por manter os olhos na “alegria que lhe foi apresentada”, Jesus conseguiu se manter fiel diante de provações extremas. (Heb. 12:2) Ele nunca se distraiu com as coisas que o mundo podia oferecer. (Mat. 4:8-10) Como você pode imitar Jesus? Por meditar nas maravilhosas promessas de Jeová para você. Imagine-se no Paraíso: coloque no papel, escrevendo ou desenhando, as coisas que você espera fazer depois que Deus destruir este sistema perverso. Faça uma lista das pessoas que você quer muito conhecer quando forem ressuscitadas e dos assuntos que quer conversar com elas. Não encare essas coisas apenas como promessas de Deus para a humanidade em geral, mas para você.

18. Como a oração pode ajudar você a fortalecer a fé?

18 Ore pedindo mais fé. Jesus ensinou seus discípulos a pedir espírito santo a Jeová. (Luc. 11:9, 13) Ao pedir espírito santo, peça também mais fé, que é um aspecto do fruto do espírito. Se você perceber algum sinal de que sua fé está enfraquecendo — como a dificuldade de perdoar —, seja específico ao pedir a ajuda de Deus.

19. O que devemos procurar num amigo?

19 Escolha amigos que têm forte fé. Jesus escolhia bem seus amigos, principalmente aqueles que conviviam com ele. Seus amigos mais achegados, os apóstolos, tinham mostrado fé e lealdade por obedecer às suas ordens. (Leia João 15:14, 15.) Assim, quando você escolher seus amigos, procure pessoas que mostram fé por obedecerem a Jesus. E lembre-se de que uma das características de uma boa amizade é a comunicação aberta, mesmo quando é necessário dar ou aceitar conselhos. — Pro. 27:9.

20. Que benefício recebemos quando ajudamos outros a fortalecer sua fé?

20 Ajude outros a fortalecer a fé. Por palavras e ações, Jesus fortaleceu a fé dos discípulos. (Mar. 11:20-24) Devemos seguir o seu exemplo, pois ajudar outros a ter mais fé acaba fortalecendo a nossa própria fé. (Pro. 11:25) Ao pregar e ensinar, destaque provas de que Deus existe, de que ele se importa conosco e de que a Bíblia é a sua Palavra inspirada. Além disso, ajude os irmãos a aumentar sua fé. Se algum deles mostrar sinais de dúvida, talvez por começar a se queixar dos irmãos designados, não se afaste logo deles. Em vez disso, usando de tato, tente ajudá-los a tomar medidas para recuperar a fé. (Judas 22, 23) Se você está na escola e a teoria da evolução for considerada, defenda com coragem sua fé na criação — você talvez se surpreenda com o efeito que suas palavras podem ter em outros.

21. Que promessa Jeová fez para todos nós?

21 Com a ajuda de Deus por meio de Jesus, Pedro venceu seus medos e dúvidas, tornando-se uma coluna de fé entre os cristãos do primeiro século. Da mesma forma, Jeová ajuda todos nós a nos manter firmes na fé. (Leia 1 Pedro 5:9, 10.) Vale a pena todo esforço para fortalecer nossa fé, pois as recompensas de manter a fé são incomparáveis.

^ parágrafo 16 Por exemplo, veja a série “A Bíblia Muda a Vida das Pessoas”, na edição para o público de A Sentinela.