Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua brasileira de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Janeiro de 2015

Agradeça a Jeová e seja abençoado

Agradeça a Jeová e seja abençoado

‘Agradeçam a Jeová, porque ele é bom.’ — SAL. 106:1.

1. Por que Jeová merece nossa gratidão?

JEOVÁ, a Fonte de “toda boa dádiva e todo presente perfeito”, realmente merece nossa gratidão. (Tia. 1:17) Como nosso Pastor amoroso, ele cuida com carinho de todas as nossas necessidades físicas e espirituais. (Sal. 23:1-3) Ele é nosso “refúgio e força” — principalmente em épocas de aflição. (Sal. 46:1) Sem dúvida, temos muitos motivos para concordar com o salmista que escreveu: “Agradecei a Jeová, porque ele é bom; pois a sua benevolência é por tempo indefinido.” — Sal. 106:1.

O texto do ano para 2015 é: ‘Agradeçam a Jeová, porque ele é bom.’ — Salmo 106:1

2, 3. (a) Quais são os perigos de não valorizar as bênçãos que temos? (b) Que perguntas vamos considerar neste artigo?

2 Por que é importante considerarmos essa questão de mostrar gratidão? Como a Bíblia predisse, nestes últimos dias as pessoas estão ficando cada vez mais ingratas. (2 Tim. 3:2) Muitas não dão valor ao que têm. Influenciadas pelo mundo comercial e sua propaganda, milhões de pessoas lutam para obter mais coisas, em vez de ficar satisfeitas com o que já possuem. Essa falta de apreço pode acabar nos afetando. Assim como os israelitas, poderíamos deixar de valorizar nossa preciosa relação com Jeová e as bênçãos que recebemos dele e nos tornar pessoas ingratas. — Sal. 106:7, 11-13.

3 Pense também no que pode acontecer quando passamos por situações aflitivas. Nessas horas, poderíamos ficar arrasados a ponto de deixar de ver as coisas boas de nossa vida. (Sal. 116:3) Então como podemos cultivar e manter um coração grato? E o que nos ajudará a ter uma atitude positiva mesmo diante de adversidades? Vejamos.

“TU MESMO FIZESTE MUITAS COISAS, Ó JEOVÁ”

4. Como podemos manter um coração grato?

4 Para cultivar e manter um coração grato, precisamos identificar as bênçãos que recebemos de Jeová e meditar nelas, refletindo em como ele nos trata com benevolência, ou amor leal. Quando o salmista fez isso, ele ficou impressionado com as muitas coisas maravilhosas que Jeová tinha feito. — Leia Salmo 40:5; 107:43.

5. Que bom exemplo o apóstolo Paulo deu quanto a cultivar gratidão?

5 Um exemplo de alguém que cultivou gratidão foi o apóstolo Paulo. Ele pelo visto meditava em suas bênçãos, pois em várias ocasiões expressou agradecimentos sinceros. Paulo reconhecia que havia sido “blasfemador, e perseguidor, e homem insolente”. Assim, ele se sentia grato por Deus e Cristo terem lhe mostrado misericórdia e lhe designado um ministério apesar de suas atitudes anteriores. (Leia 1 Timóteo 1:12-14.) Paulo também dava muito valor aos seus irmãos cristãos e costumava agradecer a Jeová pelas qualidades deles, bem como por seu serviço fiel. (Fil. 1:3-5, 7; 1 Tes. 1:2, 3) E quando passava por dificuldades, Paulo não deixava de agradecer a Jeová pelo apoio que recebia de seus irmãos no momento certo. (Atos 28:15; 2 Cor. 7:5-7) Por isso, não é de surpreender que em Colossenses 3:15-17 Paulo tenha incentivado os cristãos a se ‘mostrar gratos’, encorajando “uns aos outros com salmos, com louvores a Deus, com cânticos espirituais com graça [ou “com gratidão”, Bíblia na Linguagem de Hoje]”.

O PAPEL VITAL DA MEDITAÇÃO E DA ORAÇÃO

6. Que razões você pessoalmente tem para ser grato a Jeová?

6 Como podemos imitar o excelente exemplo de Paulo em cultivar e mostrar gratidão? Assim como ele, precisamos meditar no que Jeová fez e ainda faz por nós. (Sal. 116:12) Se alguém lhe perguntasse: ‘Que razões você tem para ser grato a Jeová?’, o que responderia? Incluiria sua valiosa amizade com ele? Ou o perdão de seus pecados com base em sua fé no sacrifício de resgate de Cristo? Mencionaria o nome de irmãos que o apoiaram em épocas difíceis? É claro que você também incluiria pessoas queridas, como seu cônjuge e seus filhos. Reservar tempo para meditar nessas maravilhosas bênçãos de seu amoroso Pai, Jeová, encherá seu coração de gratidão e o motivará a expressá-la todos os dias. — Leia Salmo 92:1, 2.

7. (a) Por que devemos fazer orações de agradecimento? (b) Expressar gratidão em oração tem que efeito sobre você?

7 Quando mantemos nossas bênçãos sempre vivas na mente e no coração, nos sentimos motivados a orar a Jeová para lhe agradecer. (Sal. 95:2; 100:4, 5) Enquanto muitos encaram a oração como apenas uma maneira de pedir coisas a Deus, nós a usamos para expressar gratidão pelo que temos, e isso deixa Jeová feliz. A Bíblia tem muitos exemplos de belas orações de agradecimento, incluindo as que foram feitas por Ana e Ezequias. (1 Sam. 2:1-10; Isa. 38:9-20) Assim, imite esses servos fiéis de Jeová e não se esqueça de agradecer a ele por suas bênçãos. (1 Tes. 5:17, 18) Fazer isso traz muitos benefícios. Você se sentirá mais feliz, seu amor por Jeová aumentará e você se sentirá cada vez mais próximo dele. — Tia. 4:8.

Que razões você tem para ser grato a Jeová? (Veja os parágrafos 6 e 7.)

8. O que poderia fazer com que deixássemos de valorizar tudo que Jeová fez por nós?

8 Por que devemos nos manter alertas ao perigo de perder o apreço pela bondade de Jeová? Porque herdamos a imperfeição, e com isso a tendência de ser ingratos. Pense nisto: nossos primeiros pais, Adão e Eva, foram colocados num jardim paradisíaco. Não lhes faltava nada, e eles tinham a perspectiva de viver para sempre em paz. (Gên. 1:28) Mas, em vez de dar valor às bênçãos que receberam, eles quiseram mais. Por causa disso, eles perderam tudo. (Gên. 3:6, 7, 17-19) Hoje, por viver num mundo ingrato, poderíamos acabar nos esquecendo de tudo que Jeová fez por nós. Poderíamos deixar de dar importância à nossa amizade com ele. Poderíamos parar de valorizar o privilégio de fazer parte de nossa fraternidade mundial. Poderíamos ficar totalmente envolvidos com as coisas deste mundo, que em breve passará. (1 João 2:15-17) Para não cair nesse perigo, precisamos meditar nas bênçãos que recebemos e agradecer regularmente a Jeová pelo privilégio de ser seus servos. — Leia Salmo 27:4.

AO ENFRENTAR SITUAÇÕES AFLITIVAS

9. Diante de situações desesperadoras, por que devemos refletir nas bênçãos que temos?

9 Ter um coração grato pode nos ajudar a lidar com situações desesperadoras. Talvez fiquemos abalados ao nos deparar com circunstâncias inesperadas, como a infidelidade do marido ou da esposa, uma doença muito grave, a morte de alguém querido ou os efeitos devastadores de um desastre natural. Em situações assim, refletir nas bênçãos que temos nos consola e fortalece. Veja alguns casos reais.

10. No caso de Irina, como pensar em suas bênçãos foi de ajuda?

10 Irina, * uma pioneira regular na América do Norte, era casada com um ancião que foi infiel e abandonou a ela e seus filhos. O que a ajudou a continuar servindo a Jeová? Ela diz: “Sou grata por Jeová cuidar pessoalmente de mim, levando em conta as minhas circunstâncias. Por pensar todo dia nas bênçãos que tenho, me dou conta do grande privilégio que é ser conhecida, protegida e amada por nosso Pai celestial. Sei que ele nunca me abandonará.” Embora Irina tenha passado por muitas situações trágicas na vida, sua atitude positiva continua lhe dando forças, e seu exemplo serve de encorajamento para outros.

11. O que tem ajudado Kyung-sook a lidar com uma doença muito grave?

11 Kyung-sook, que mora na Ásia, foi pioneira com o marido por mais de 20 anos. De uma hora para outra, ela recebeu o diagnóstico de um câncer de pulmão em estágio avançado. Os médicos lhe deram de três a seis meses de vida. Embora ela e o marido já tivessem passado por várias dificuldades, grandes e pequenas, eles sempre tiveram boa saúde. Ela conta: “Saber dessa doença foi um golpe duro. Foi como se minha vida tivesse acabado, e fiquei com muito medo.” O que tem ajudado Kyung-sook? Ela diz: “Toda noite, antes de ir dormir, subo no terraço da nossa casa e oro em voz alta, agradecendo cinco coisas que aconteceram durante o dia. Daí, fico mais tranquila e sinto vontade de dizer a Jeová o quanto o amo.” Como essas orações têm ajudado Kyung-sook? “Eu me dei conta de que Jeová nos sustenta quando passamos por situações aflitivas e que temos muito mais motivos para agradecer do que para reclamar.”

Com seu irmão John, que também sobreviveu ao desastre (Veja o parágrafo 13.)

12. Como Jason encontrou consolo após a morte de sua esposa?

12 Jason, que serve numa filial na África, está no serviço de tempo integral há mais de 30 anos. Ele conta: “Sete anos atrás, minha esposa faleceu, e a dor dessa perda às vezes é insuportável. Ficar pensando no que ela passou enquanto lutava contra o câncer me faz muito mal.” O que tem ajudado Jason? Ele conta: “Um dia desses, eu estava lembrando de um momento feliz que tive com minha esposa e agradeci a Jeová por essa lembrança. Eu senti um grande alívio e, desde então, sempre agradeço a Jeová por ter belas lembranças como essa. Ser grato fez muita diferença em meu jeito de encarar a vida. Ainda sinto a dor da perda, mas agradecer a Jeová pelo bom casamento que tive e pelo privilégio de ter servido a ele com alguém que o amava muito me ajudou a ser mais positivo.”

“Fico muito feliz por Jeová ser o meu Deus.” — Sheryl

13. O que ajudou Sheryl a lidar com a perda de sua família?

13 Quando o supertufão Haiyan atingiu a região central das Filipinas no final de 2013, Sheryl, que tinha apenas 13 anos, perdeu praticamente tudo. Ela disse: “Eu perdi minha casa e quase toda a minha família.” Seu pai, sua mãe e três de seus irmãos morreram na grande enchente que se seguiu. O que ajudou Sheryl a superar essa tragédia sem ficar amargurada? Ela é uma pessoa grata e se concentra nas bênçãos que ainda tem. “Vi tudo o que os irmãos fizeram para ajudar e encorajar os que precisavam. Eu sabia que irmãos em todo o mundo estavam orando por mim.” Ela acrescentou: “Fico muito feliz por Jeová ser o meu Deus. Ele sempre nos dá o que precisamos.” Realmente, nos concentrar em nossas bênçãos é um poderoso remédio contra ser dominado pelo pesar. Um coração grato nos ajuda a seguir em frente apesar de qualquer situação aflitiva que possa surgir. — Efé. 5:20; leia Filipenses 4:6, 7.

‘NO QUE SE REFERE A MIM, VOU REJUBILAR COM JEOVÁ’

14. Que emocionante perspectiva temos? (Veja a gravura no início do artigo.)

14 Ao longo da história, as bênçãos de Jeová têm sido motivo de grande alegria para seu povo. Por exemplo, depois de ser libertados de Faraó e seus exércitos no mar Vermelho, os israelitas expressaram sua alegria com cânticos de louvor e agradecimento. (Êxo. 15:1-21) Hoje, uma de nossas mais valiosas bênçãos é a esperança certa de ser libertados de tudo o que nos causa dor e aflição. (Sal. 37:9-11; Isa. 25:8; 33:24) Imagine como nos sentiremos quando Jeová esmagar todos os seus inimigos e nos acolher em um novo mundo de paz e justiça. Esse será realmente um dia de agradecimentos! — Rev. 20:1-3; 21:3, 4.

15. O que você está decidido a fazer em 2015?

15 Aguardamos ansiosamente receber inúmeras bênçãos espirituais de Jeová durante 2015. É claro que talvez enfrentemos algumas dificuldades. Mas, o que quer que aconteça, sabemos que Jeová nunca nos abandonará. (Deut. 31:8; Sal. 9:9, 10) Ele continuará a nos dar tudo o que precisamos para servi-lo fielmente. Por isso, queremos manter a mesma atitude do profeta Habacuque, que disse: “Ainda que a própria figueira não floresça e não haja produção nas videiras, o trabalho da oliveira realmente resulte em fracasso e os próprios socalcos realmente não produzam alimento, o rebanho seja separado do redil e não haja manada nos currais; ainda assim, no que se refere a mim, vou rejubilar com o próprio Jeová; vou jubilar com o Deus da minha salvação.” (Hab. 3:17, 18) Que neste ano meditemos em nossas bênçãos e nos sintamos motivados a seguir o conselho de nosso texto do ano para 2015: ‘Agradeçam a Jeová, porque ele é bom.’ — Sal. 106:1.

^ parágrafo 10 Alguns nomes neste artigo foram mudados.