Pular para conteúdo

Pular para sumário

“Venha o teu reino” — mas quando?

“Venha o teu reino” — mas quando?

“Quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo às portas.” — MAT. 24:33.

1, 2. (a) O que pode causar um tipo de cegueira? (b) O que sabemos a respeito do Reino de Deus?

COMO você talvez já tenha notado, pessoas que presenciam um acontecimento dificilmente se lembram dos detalhes da mesma forma. De modo similar, uma pessoa talvez ache difícil se lembrar exatamente do que o médico disse após ter dado um diagnóstico. Ou pode acontecer que alguém demore a encontrar suas chaves ou óculos, embora estejam bem na sua frente. Segundo pesquisadores, essas situações podem ter relação com um tipo de cegueira — não notar algo, ou se esquecer de algo, por estar concentrado em outra coisa. Acredita-se que isso faz parte do funcionamento normal do cérebro.

2 Muitas pessoas têm um tipo parecido de cegueira no que diz respeito aos acontecimentos mundiais. Elas admitem que o mundo mudou bastante desde 1914, mas não conseguem ver o real significado disso. Por outro lado, como estudantes da Bíblia, nós sabemos que, em certo sentido, o Reino de Deus veio em 1914, quando Jesus foi entronizado como Rei no céu. Mas sabemos também que há mais coisas envolvidas na resposta à oração: “Venha o teu reino. Realize-se a tua vontade, como no céu, assim também na terra.” (Mat. 6:10) Sem dúvida, isso inclui o fim do mundo perverso em que vivemos. Só quando isso acontecer é que a vontade de Deus será feita na Terra como já é feita no céu.

3. Que vantagem temos de estudar a Palavra de Deus?

3 Visto que estudamos com regularidade a Palavra de Deus, podemos ver o cumprimento de profecias em nossos dias. Que diferença em comparação com as pessoas em geral! Elas estão tão envolvidas em seu dia a dia e em alcançar seus objetivos que deixam de notar as evidências claras de que Cristo já reina desde 1914 e que logo executará o julgamento de Deus. Mas pense no seguinte: se você já serve a Deus por décadas, será que ainda reconhece o significado de nossos tempos como reconhecia anos atrás? Mesmo que tenha se batizado há pouco tempo, qual é o seu foco? Qualquer que seja sua resposta, analisemos três grandes motivos para confiarmos que o Rei ungido de Deus em breve tomará outras providências para que a vontade de Jeová seja feita de modo pleno na Terra.

OS CAVALEIROS ENTRARAM EM CENA

4, 5. (a) O que Jesus tem feito desde 1914? (Veja a gravura no início do artigo.) (b) O que os três cavaleiros representam, e quais têm sido as consequências de sua cavalgada?

4 Em 1914, Jesus Cristo — retratado como cavalgando num cavalo branco — recebeu sua coroa celestial. Ele imediatamente saiu para completar sua vitória contra o mundo de Satanás. (Leia Revelação 6:1, 2.) A vívida profecia registrada no capítulo 6 de Revelação deixa claro que, após o estabelecimento do Reino de Deus, haveria uma rápida piora nas condições mundiais — guerra, fome, doença e outras causas de morte. Isso é retratado por três cavaleiros vindo logo atrás de Jesus Cristo. — Rev. 6:3-8.

5 Conforme predito, ‘foi tirada a paz da terra’, apesar das promessas humanas de trazer cooperação e diplomacia internacionais. Pode-se dizer que a Primeira Guerra Mundial foi apenas o início de outras grandes guerras, como se tem visto recentemente. E, embora tenha havido muito progresso na economia e na ciência desde 1914, a falta de alimento ainda gera conflitos e guerras em todo o mundo. Além disso, quem pode negar que todos os tipos de doenças, desastres naturais e outras ‘pragas mortíferas’ continuam fazendo milhões de vítimas todo ano? Nunca em toda a História humana essas coisas ocorreram em escala, frequência e intensidade tão grandes como hoje. Você leva a sério o significado disso?

Com a cavalgada dos cavaleiros, as condições mundiais continuam piorando (Veja os parágrafos 4 e 5.)

6. Quem deu atenção ao cumprimento de profecias bíblicas, e isso os levou a fazer o quê?

6 A atenção de muitas pessoas foi desviada pelo irrompimento da Primeira Guerra Mundial e pelo surto da gripe espanhola. Mas os cristãos ungidos aguardavam com grande expectativa o ano de 1914 como o fim dos Tempos dos Gentios, ou “tempos designados das nações”. (Luc. 21:24) Eles não sabiam ao certo o que aconteceria. Mas sabiam que 1914 seria um marco histórico no governo divino. Assim que discerniram o cumprimento das profecias bíblicas, eles anunciaram com coragem que Deus havia começado a governar. Seus esforços em proclamar o Reino resultaram em intensa perseguição em muitos países. Isso por si só foi outro cumprimento de profecia. Nas décadas seguintes, os inimigos do Reino recorreram à “desgraça por meio de decreto”. Eles também recorreram a violência, prisões e até mesmo execuções por meio de enforcamento, fuzilamento e decapitação. — Sal. 94:20; Rev. 12:15.

7. Por que a maioria das pessoas não discerne o verdadeiro significado dos acontecimentos mundiais?

7 Com tantas evidências de que o Reino de Deus já está estabelecido no céu, por que a maioria das pessoas não aceita isso? Por que elas não conseguem relacionar as condições do mundo com as profecias bíblicas que o povo de Deus tem anunciado há tanto tempo? Será que o motivo é porque estão concentradas só no que conseguem ver? (2 Cor. 5:7) Será que a preocupação delas com os assuntos humanos as cegou a ponto de não verem o que Deus está fazendo? (Mat. 24:37-39) Será que algumas ficaram distraídas pelo barulho da propaganda satânica? (2 Cor. 4:4) É preciso fé e percepção espiritual para ver o que está acontecendo no domínio espiritual. Como é bom saber que não estamos cegos e que realmente entendemos o que está por trás dos acontecimentos!

A PERVERSIDADE ESTÁ INDO DE MAL A PIOR

8-10. (a) Como 2 Timóteo 3:1-5 tem se cumprido? (b) Por que podemos dizer que a perversidade está indo de mal a pior?

8 Há um segundo motivo para concluirmos que o Reino de Deus em breve assumirá o controle dos assuntos na Terra: a perversidade na sociedade humana está indo de mal a pior. Por quase um século, as condições preditas em 2 Timóteo 3:1-5 têm estado em evidência. Elas também têm aumentado em escala, frequência e intensidade. Não fica claro para você que o cumprimento dessa profecia tem ficado cada vez mais evidente? Vejamos alguns exemplos que provam isso. — Leia 2 Timóteo 3:1, 13.

9 Pense no que era considerado chocante nos anos 40 e 50 e compare isso com o que acontece hoje no ambiente de trabalho, no mundo do entretenimento, nos esportes e na moda. Extrema violência e imoralidade estão em todo lugar. As pessoas competem para ver quem é mais agressivo, indecente ou insensível. Programas de TV encarados como ousados nos anos 50 são classificados hoje como apropriados para famílias. E muitas pessoas reconhecem que os homossexuais têm bastante influência no mundo do entretenimento e da moda, promovendo seu estilo de vida. Sem dúvida, somos muito gratos por conhecermos o conceito de Deus. — Leia Judas 14, 15.

10 Um cristão também pode pensar no que era considerado comportamento rebelde para um jovem nos anos 50 e comparar isso com a situação atual. Os pais ficavam preocupados — e com razão — se os filhos fumavam, bebiam ou dançavam de modo provocativo. Hoje, é muito comum ver notícias como estas: aluno de 15 anos abre fogo contra colegas, matando 2 e ferindo 13. Grupo de adolescentes alcoolizados mata brutalmente menina de 9 anos e espanca seu pai e seu primo. Uma pesquisa revelou que jovens em certo país asiático são responsáveis por metade dos crimes cometidos nos últimos dez anos. Será que alguém poderia negar que as coisas estão piorando?

11. Por que muitas pessoas não se dão conta de que as coisas estão piorando?

11 Com exatidão, o apóstolo Pedro disse: “Nos últimos dias virão ridicularizadores com os seus escárnios, procedendo segundo os seus próprios desejos e dizendo: ‘Onde está essa prometida presença dele? Ora, desde o dia em que os nossos antepassados adormeceram na morte, todas as coisas estão continuando exatamente como desde o princípio da criação.’” (2 Ped. 3:3, 4) Por que algumas pessoas reagem dessa maneira? Parece que, quanto mais alguém se acostuma com uma situação, menos presta atenção a ela. Ver a deterioração gradativa dos valores morais da sociedade pode parecer menos chocante do que ver o comportamento de um amigo piorar de uma hora para outra. Mas essa deterioração é perigosa.

12, 13. (a) Por que não precisamos ficar desanimados por causa dos acontecimentos mundiais? (b) Reconhecer o que nos ajudará a lidar com as condições “difíceis de manejar”?

12 O apóstolo Paulo alertou que “nos últimos dias” as condições seriam “difíceis de manejar”. (2 Tim. 3:1) Mas isso não quer dizer que seria impossível lidar com elas; por isso, não precisamos nos isolar do mundo. Com a ajuda de Jeová, de seu espírito e de sua organização, podemos superar quaisquer decepções ou medos que surjam em nosso caminho. Podemos nos manter fiéis. “O poder além do normal” é o de Deus, não o nosso. — 2 Cor. 4:7-10.

13 Vale lembrar que Paulo começou a profecia sobre os últimos dias com a expressão “sabe, porém, isto”. Essas palavras garantem que o que ele diz em seguida acontecerá sem falta. Não há dúvida de que a sociedade afastada de Deus continuará indo de mal a pior até que Jeová aja para pôr um fim a ela. De acordo com historiadores, houve ocasiões na História em que uma sociedade ou nação sofreu uma decadência radical nos valores morais e então entrou em colapso. Mas os padrões morais do mundo em geral nunca estiveram tão baixos como hoje. Muitas pessoas desconsideram o real significado por trás disso, mas essa mudança sem igual desde 1914 deve nos convencer de que o Reino de Deus em breve tomará uma ação decisiva.

‘ESTA GERAÇÃO NÃO PASSARÁ’

14-16. Qual é um terceiro motivo para acreditarmos que o Reino de Deus ‘virá’ em breve?

14 Existe ainda um terceiro motivo para termos confiança. Acontecimentos envolvendo o povo de Deus indicam que o fim está próximo. Por exemplo, antes do estabelecimento do Reino de Deus, um grupo de ungidos fiéis servia ativamente a Deus. Quando algumas de suas expectativas sobre o que aconteceria em 1914 não foram alcançadas, o que eles fizeram? A maioria provou sua integridade sob provas e perseguição e continuou servindo a Jeová. Com o passar dos anos, a maioria daqueles ungidos — senão todos — terminou sua carreira terrestre fielmente.

15 Em sua profecia detalhada sobre a terminação deste sistema, Jesus disse: “Esta geração de modo algum passará até que todas estas coisas ocorram.” (Leia Mateus 24:33-35.) Entendemos que, por mencionar “esta geração”, Jesus estava se referindo a dois grupos de cristãos ungidos. O primeiro grupo é composto de irmãos que estavam vivos em 1914 e que discerniram prontamente o sinal da presença de Cristo naquele ano. Eles não pertenciam a esse grupo apenas por estarem vivos em 1914, mas por terem sido ungidos por espírito como filhos de Deus naquele ano ou antes. — Rom. 8:14-17.

16 O segundo grupo incluído em “esta geração” são ungidos contemporâneos dos membros do primeiro grupo. Eles não estavam simplesmente vivos no mesmo período que os membros do primeiro grupo, mas foram ungidos com espírito santo na época em que os do primeiro grupo ainda estavam na Terra. Assim, nem todo ungido hoje está incluído em “esta geração” mencionada por Jesus. Atualmente, os que formam o segundo grupo estão com idade avançada. Mas as palavras de Jesus em Mateus 24:34 nos dão confiança de que pelo menos alguns ‘desta geração de modo algum passarão’ antes de verem o início da grande tribulação. Isso deve aumentar nossa convicção de que falta pouco tempo para o Rei do Reino de Deus destruir os perversos e trazer um novo mundo de justiça. — 2 Ped. 3:13.

CRISTO EM BREVE COMPLETARÁ SUA VITÓRIA

17. A que conclusão chegamos com base nas três linhas de evidência que consideramos?

17 A que conclusão chegamos com base nas três linhas de evidência que consideramos? Jesus avisou que nós não saberíamos — e realmente não sabemos — o dia e a hora exatos. (Mat. 24:36; 25:13) Mas podemos saber — e realmente sabemos — “a época”, conforme Paulo mencionou. (Leia Romanos 13:11.) Estamos vivendo nessa época, os últimos dias. Se prestarmos total atenção às profecias bíblicas e ao que Jeová Deus e Jesus Cristo estão fazendo, com certeza veremos evidências convincentes de que estamos bem perto do fim deste sistema.

18. O que acontecerá com aqueles que se recusam a reconhecer o Reino de Deus?

18 Aqueles que se recusam a reconhecer a enorme autoridade que foi concedida a Jesus Cristo, o Cavaleiro vitorioso do cavalo branco, serão em breve obrigados a admitir seu erro. Eles não terão como escapar do julgamento. Quando isso acontecer, muitos gritarão em desespero: “Quem é que pode ficar de pé?” (Rev. 6:15-17) O capítulo seguinte de Revelação dá a resposta. Os ungidos e aqueles que têm esperança terrestre sem dúvida ‘ficarão de pé’ naquele dia com a aprovação de Deus. Daí, “uma grande multidão” dessas outras ovelhas sobreviverá à grande tribulação. — Rev. 7:9, 13-15.

19. Por ser alguém que reconhece, aceita e reage às claras evidências de que o fim está próximo, o que você mais aguarda?

19 Se nos esforçarmos em prestar atenção ao desenrolar do cumprimento das profecias bíblicas na época empolgante em que vivemos, não seremos distraídos pelo barulho causado pelo mundo de Satanás; nem seremos cegados quanto ao real significado dos acontecimentos mundiais. Logo, Cristo completará sua vitória sobre a atual sociedade afastada de Deus por travar a guerra final com justiça. (Rev. 19:11, 19-21) Pense na vida feliz que poderemos ter quando isso acontecer, conforme a Bíblia nos garante. — Rev. 20:1-3, 6; 21:3, 4.