Pular para conteúdo

Pular para sumário

Procure ajuda

Procure ajuda

 Procure ajuda

“Um homem sozinho pode ser vencido, mas dois conseguem defender-se.” — Eclesiastes 4:12, Nova Versão Internacional.

QUANDO temos o apoio de outras pessoas, é mais fácil vencer um inimigo — não importa o que ou quem ele seja. Então, se você quer vencer o hábito de fumar, é bom pedir a ajuda de familiares, amigos e outros que realmente o apoiem e sejam pacientes.

Procure pessoas que conseguiram abandonar o cigarro, pois elas talvez sejam solidárias e prestativas. “O apoio de outros foi fundamental para mim”, diz Torben, um cristão na Dinamarca. Abraham, que mora na Índia, escreveu: “O amor sincero demonstrado por minha família e pelos irmãos de fé me ajudou a parar.” Mas, às vezes, até o apoio da família e dos amigos não é suficiente.

“Fumei por 27 anos”, diz um homem chamado Bhagwandas, “mas, depois que aprendi o que a Bíblia diz sobre hábitos impuros, decidi largar o cigarro. Tentei reduzir a quantidade. Mudei minhas amizades. Também procurei ajuda profissional. Nada disso adiantou. Então, certa noite, abri meu coração a Jeová Deus em oração e implorei que ele me ajudasse a parar. Daí, finalmente, consegui!”

Outra coisa importante é se preparar para os obstáculos que você provavelmente enfrentará. Quais são eles? Veja o próximo artigo.

[Quadro na página 5]

VOCÊ DEVE USAR MEDICAÇÃO?

Medicamentos que ajudam fumantes a largar o vício, como o adesivo de nicotina, se tornaram uma indústria multibilionária. Mas, antes de recorrer a remédios, analise as seguintes perguntas:

Quais são os benefícios? Tem-se dito que muitos tratamentos aumentam as chances de parar de fumar por reduzir os sintomas de abstinência. Mas há controvérsias sobre sua eficácia a longo prazo.

Quais são os riscos? Alguns medicamentos podem causar efeitos colaterais como náusea, depressão e pensamentos suicidas. Lembre-se também de que as terapias de reposição de nicotina são apenas outra forma de usar essa droga, e os riscos à saúde continuam presentes. Assim, na realidade, a pessoa ainda está viciada.

Que alternativas existem? Numa pesquisa, 88% das pessoas que conseguiram parar de fumar disseram ter largado o cigarro de uma vez, de forma abrupta, e sem a ajuda de remédios.