Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua brasileira de sinais

A Sentinela (Edição de Estudo)  |  Abril de 2013

‘Não se cansem’

‘Não se cansem’

“Não desistamos de fazer aquilo que é excelente.” — GÁL. 6:9.

1, 2. Como a nossa confiança aumenta ao refletirmos sobre a organização universal de Jeová?

REFLETIR sobre o fato de que somos parte de uma vasta organização universal inspira reverência. As visões registradas em Ezequiel, capítulo 1, e Daniel, capítulo 7, retratam vividamente Jeová controlando os assuntos até um grandioso clímax. Jesus toma a dianteira em dirigir a parte terrestre da organização de Jeová para que ela se concentre na pregação das boas novas, cuide da espiritualidade dos que a realizam e promova a adoração verdadeira de Jeová. Quanta confiança isso nos dá na organização de Jeová! — Mat. 24:45.

2 Estamos pessoalmente acompanhando o passo dessa maravilhosa organização? O nosso entusiasmo pela verdade é sempre crescente, ou está diminuindo? Ao considerarmos essas perguntas, talvez notemos que estamos começando a nos cansar ou que perdemos um pouco do nosso zelo. Isso pode acontecer. No primeiro século, o apóstolo Paulo teve de exortar os cristãos a considerar o exemplo de zelo de Jesus. Paulo disse que isso os ajudaria a não ‘se cansarem nem desfalecerem nas suas almas’. (Heb. 12:3) De modo similar, um exame cuidadoso do artigo anterior, que mostra o que está sendo realizado pela organização de Jeová, deve ter nos ajudado muito a manter nosso entusiasmo e perseverança.

3. O que é preciso para não nos cansarmos, e o que veremos neste artigo?

3 Paulo, porém, indicou que é preciso algo mais para não nos cansarmos. Ele declarou que devemos “fazer aquilo que é excelente”. (Gál. 6:9) Assim, é preciso ação de nossa parte. Vamos ver cinco campos de atividade que podem nos ajudar a permanecer firmes e acompanhar o passo da organização de Jeová. Daí podemos decidir pessoalmente se há algum campo ao qual nós ou nossa família precisamos dar maior atenção.

REUNIR-SE PARA ENCORAJAMENTO E ADORAÇÃO

4. Por que podemos dizer que nos reunir é parte essencial da adoração verdadeira?

4 Reunir-se tem sido sempre uma atividade-chave para os servos de Jeová. No domínio invisível, em ocasiões apropriadas as criaturas espirituais são convidadas à presença do próprio Jeová. (1 Reis 22:19; Jó 1:6; 2:1; Dan. 7:10) No Israel antigo, a nação devia se reunir ‘para escutar e aprender’. (Deut. 31:10-12) Os judeus no primeiro século tinham por hábito ir às sinagogas para ler as Escrituras. (Luc. 4:16; Atos 15:21) A ênfase na necessidade de se reunir continuou com a formação da congregação cristã, e ainda é parte importante de nossa adoração. Os cristãos verdadeiros ‘consideram-se uns aos outros para se estimularem ao amor e a obras excelentes’. Temos de persistir em ‘nos encorajar uns aos outros, tanto mais quanto vemos chegar o dia’ de Jeová. — Heb. 10:24, 25.

5. Como podemos nos encorajar uns aos outros nas reuniões?

5 Um modo importante de nos encorajar uns aos outros é pela nossa participação nas reuniões. Podemos fazer uma expressão pública de nossa fé por responder a uma pergunta impressa, fazer a aplicação de um texto bíblico, relatar uma breve experiência que ilustre a sabedoria de seguir princípios bíblicos, ou de outras maneiras. (Sal. 22:22; 40:9) Você certamente concordará que, não importa quantos anos já estejamos assistindo às reuniões, ainda é uma fonte de encorajamento ouvir os comentários sinceros de nossos irmãos e irmãs — jovens e idosos.

6. Como as nossas reuniões nos ajudam a permanecer espiritualmente ativos?

6 Que outros motivos nosso Deus tem para dar tanta importância a nos reunirmos regularmente? Nossas reuniões, assembleias e congressos nos ajudam a falar com coragem e a lidar com a oposição ou apatia no nosso território. (Atos 4:23, 31) As considerações bíblicas nos fortalecem e ajudam a nos firmar na fé. (Atos 15:32; Rom. 1:11, 12) O ensino e o intercâmbio de encorajamento nas nossas reuniões para adoração nos ajudam a sentir verdadeira felicidade e nos dão “descanso dos dias maus”. (Sal. 94:12, 13, Almeida) A Comissão de Ensino do Corpo Governante supervisiona a preparação de todos os programas espirituais para a instrução do povo de Jeová em toda a Terra. Somos muito gratos pelas provisões de ensino salutar provido nas nossas reuniões cada semana do ano.

7, 8. (a) Qual é o objetivo principal de nossas reuniões de congregação? (b) Como as reuniões o ajudam em sentido espiritual?

7 Mas há algo ainda mais importante do que os benefícios pessoais que recebemos das nossas reuniões. O objetivo principal de nos reunirmos é adorar a Jeová. (Leia Salmo 95:6.) Que privilégio é louvar nosso maravilhoso Deus! (Col. 3:16) Jeová merece que o adoremos regularmente por meio de nossa presença e participação nas reuniões teocráticas. (Rev. 4:11) Não é de admirar, portanto, que somos exortados a ‘não deixar de nos ajuntar, como é costume de alguns’. — Heb. 10:25.

8 Encaramos as reuniões cristãs como ajuda para perseverarmos até Jeová agir contra este mundo mau? Nesse caso, as reuniões estarão entre as “coisas mais importantes” a que daremos lugar na nossa vida atarefada. (Fil. 1:10) Somente algo extremamente importante deveria nos fazer perder uma oportunidade de nos unir com os irmãos na adoração de Jeová.

PROCURAR PESSOAS SINCERAS

9. Como sabemos que a obra de pregação é importante?

9 Ter plena participação na obra de pregação também nos ajuda a acompanhar o passo da organização de Jeová. Jesus iniciou essa obra quando esteve na Terra. (Mat. 28:19, 20) Desde então, pregar o Reino e fazer discípulos tem sido um dos objetivos principais da inteira organização de Jeová. Muitos casos reais da atualidade provam que os anjos apoiam o nosso trabalho e nos guiam aos “corretamente dispostos para com a vida eterna”. (Atos 13:48; Rev. 14:6, 7) A parte terrestre da organização de Jeová é uma realidade e está organizada para apoiar essa importantíssima obra. Será que o ministério é também um dos objetivos principais na nossa vida?

10. (a) Ilustre como podemos manter nosso entusiasmo pela verdade. (b) Como o ministério tem ajudado você a não se cansar?

10 Ser zelosos no ministério nos ajuda a manter nosso entusiasmo pela verdade. Veja o que disse Mitchel, um ancião veterano e pioneiro regular: “Eu gosto muito de falar sobre a verdade com outros. Sempre que leio um artigo novo em A Sentinela ou Despertai!, fico simplesmente maravilhado com a sabedoria, entendimento e perfeita razoabilidade de cada número. Fico com vontade de sair no ministério para ver o que as pessoas vão achar do artigo e como posso estimular o interesse delas. Meu ministério me mantém estável. Qualquer outra coisa que eu tenha de fazer, eu me obrigo a fazer antes ou depois do tempo reservado para o ministério.” Da mesma forma, a plena dedicação ao nosso serviço sagrado pode nos ajudar a continuar firmes nestes últimos dias. — Leia 1 Coríntios 15:58.

APROVEITAR BEM AS PROVISÕES ESPIRITUAIS

11. Por que devemos aproveitar bem o alimento espiritual que vem de Jeová?

11 A fim de nos fortalecer, Jeová tem provido uma fartura de alimento espiritual impresso. Você sem dúvida se lembra de certa ocasião em que, depois de ler uma publicação, pensou: ‘Isso é exatamente o que eu precisava! É como se Jeová tivesse escrito isso diretamente para mim!’ Isso não é uma coincidência. Por meio dessas provisões Jeová nos instrui e nos guia. Ele disse: “Eu te farei ter perspicácia e te instruirei no caminho em que deves andar.” (Sal. 32:8) Esforçamo-nos em assimilar todo alimento espiritual que recebemos e em meditar nele? Fazer isso nos ajudará a continuar a produzir frutos e a não ‘murchar’ espiritualmente nestes difíceis últimos dias. — Leia Salmo 1:1-3; 35:28; 119:97.

12. O que pode nos ajudar a sempre valorizar as provisões espirituais?

12 É bom termos em mente o trabalho envolvido para garantir o recebimento desse fluxo contínuo de sadias provisões espirituais. A Comissão de Redação do Corpo Governante supervisiona o processo de pesquisa, redação, revisão, ilustração e tradução de nossas publicações impressas, bem como das matérias postadas no nosso site. Filiais impressoras enviam publicações a congregações próximas e distantes. Por que é realizado todo esse trabalho? Para que o povo de Jeová seja bem alimentado espiritualmente. (Isa. 65:13) Sejamos diligentes em aproveitar bem todo alimento espiritual que recebemos por meio da organização de Jeová. — Sal. 119:27.

APOIAR OS ARRANJOS DA ORGANIZAÇÃO

13, 14. Quem está apoiando os arranjos de Jeová no céu, e como podemos dar apoio similar aqui na Terra?

13 Na visão dada ao apóstolo João, Jesus é visto montado num cavalo branco para derrotar os que se rebelam contra Jeová. (Rev. 19:11-15) Fortalece muito a fé saber que logo atrás de Jesus estão os anjos fiéis e com ele os ungidos vencedores originários da Terra, que já receberam sua recompensa celestial. (Rev. 2:26, 27) Que exemplo superlativo de apoio aos arranjos de Jeová!

14 De modo similar, a grande multidão apoia plenamente a obra dos irmãos ungidos de Cristo que ainda estão na Terra e que tomam a dianteira na organização hoje. (Leia Zacarias 8:23.) Como podemos apoiar pessoalmente os arranjos de Jeová? Uma maneira é estar em sujeição aos que tomam a dianteira. (Heb. 13:7, 17) Isso começa na nossa própria congregação. Será que nossos comentários sobre os anciãos contribuem para o respeito que eles e seu cargo de supervisão merecem? Incentivamos nossos filhos a respeitar esses homens fiéis e a recorrer a eles em busca de conselhos bíblicos? Além disso, conversamos em família sobre como usar nossos recursos financeiros para apoiar a obra mundial por meio de donativos? (Pro. 3:9; 1 Cor. 16:2; 2 Cor. 8:12) Consideramos importante o privilégio de participar na manutenção do Salão do Reino? O espírito de Jeová flui livremente quando existe esse respeito e união. Por meio desse espírito recebemos ajuda constante para não nos cansarmos nestes últimos dias. — Isa. 40:29-31.

VIVER EM HARMONIA COM A NOSSA MENSAGEM

15. Por que devemos sempre lutar para viver em harmonia com o sublime propósito de Jeová?

15 Por fim, para perseverar e acompanhar o passo da organização de Jeová, nossa vida pessoal deve ser condizente com a mensagem que levamos por ‘nos certificar do que é aceitável para o Senhor’. (Efé. 5:10, 11) Por causa de nossa imperfeição e dos esforços de Satanás e deste mundo perverso, estamos sempre combatendo influências negativas na nossa vida. Alguns de vocês, amados irmãos e irmãs, têm todos os dias uma luta árdua para manter sua relação com Jeová. Isso faz com que ele os ame muito. Não desistam! Viver em harmonia com o propósito de Jeová nos dará grande satisfação e certeza de que nossa adoração não é fútil. — 1 Cor. 9:24-27.

16, 17. (a) O que devemos fazer se cometemos um pecado grave? (b) Como podemos nos beneficiar do exemplo de Ana?

16 O que devemos fazer, porém, se cometemos um pecado grave? Busque ajuda o mais breve possível. Esconder o assunto só vai piorar as coisas. Lembre-se, Davi disse que por manter em segredo seus pecados ‘seus ossos se gastaram por ele gemer o dia inteiro’. (Sal. 32:3) De fato, não revelar pecados secretos apenas nos esgotará emocional e espiritualmente, mas ‘ter-se-á misericórdia com aquele que os confessa e abandona’. — Pro. 28:13.

17 Veja o exemplo de Ana. * No final da adolescência, ela servia como pioneira regular. Mas passou a levar uma vida dupla. Isso a afetou muito. Ela diz: “O que sobrou de minha consciência me culpava. Eu me sentia infeliz e deprimida o tempo todo.” O que ela fez? Ela conta que certo dia, numa reunião, foi considerado o texto de Tiago 5:14, 15. Ana se deu conta de que precisava de ajuda e recorreu aos anciãos. Ela se recorda: “Esses textos são uma receita prescrita por Jeová para cura espiritual. Engolir o remédio não é fácil, mas ele cura. Eu acatei o conselho que se encontra nesses textos e funcionou.” Passaram-se alguns anos e, com forças renovadas, Ana serve novamente a Jeová com zelo e boa consciência.

18. Qual deve ser a nossa determinação?

18 Que privilégio é viver nestes últimos dias e fazer parte da extraordinária organização de Jeová! Estejamos decididos a nunca perder o apreço pelo que temos. Em vez disso, esforcemo-nos como família em sempre assistir às reuniões para adoração na nossa congregação, procurar diligentemente pessoas sinceras no nosso território e prezar nossas constantes provisões de alimento espiritual. Além disso, apoiemos os que tomam a dianteira e vivamos em harmonia com a mensagem que levamos. Se fizermos isso, não só acompanharemos o passo da organização de Jeová, mas também nunca nos cansaremos de fazer o que é excelente.

^ parágrafo 17 O nome foi mudado.