Pular para conteúdo

Pular para sumário

“Sei que ele se levantará”

“Sei que ele se levantará”

“Lázaro, nosso amigo, adormeceu, mas eu vou lá para acordá-lo.” — JOÃO 11:11.

CÂNTICOS: 54, 154

1. O que Marta acreditava que ia acontecer com o irmão dela? (Veja o desenho no começo do estudo.)

MARTA, uma grande amiga e seguidora de Jesus, estava muito triste. O irmão dela, Lázaro, tinha morrido. Será que alguma coisa podia aliviar a dor que ela estava sentindo? Sim! Jesus disse: “Seu irmão se levantará.” Essas palavras devem ter dado consolo para Marta. Ela concordou com Jesus e respondeu: “Sei que ele se levantará na ressurreição, no último dia.” (João 11:20-24) Marta tinha certeza de que Lázaro ia voltar a viver. Só que ela achava que isso ia acontecer no futuro. Para a surpresa dela, Jesus fez um milagre incrível: ele ressuscitou Lázaro naquele mesmo dia.

2. As pessoas que perderam alguém precisam ter que certeza?

2 Nós não esperamos que Jeová ou Jesus façam ressurreições hoje em dia. Mas será que, assim como Marta, você tem certeza de que, no futuro, Deus vai ressuscitar os que morreram? Talvez você tenha perdido o marido ou a esposa, a mãe, o pai ou os avós. Ou pode ser que você sofra com a terrível dor de ter perdido um filho. Você não vê a hora de abraçar essa pessoa, conversar com ela e dar boas risadas. Ainda bem que, assim como Marta, você pode dizer: “Eu sei que essa pessoa vai ser ressuscitada.” Mesmo tendo essa confiança, é importante pensar nos motivos que temos para acreditar na ressurreição.

3, 4. (a) Que ressurreições Jesus já tinha feito? (b) O que Marta acreditava que ia acontecer com Lázaro?

3 Marta morava perto de Jerusalém, na Judeia. Provavelmente, ela não viu a ressurreição do filho de uma viúva que morava em Naim, na Galileia. Mas ela deve ter ficado sabendo disso. Marta também deve ter ouvido falar da ressurreição da filha de Jairo, que também morava na Galileia. Os que estavam lá viram que a menina tinha morrido. Mas Jesus chegou, segurou a mão dela e disse: “Menina, levante-se!” Ela se levantou na hora. (Luc. 7:11-17; 8:41, 42, 49-55) Marta e a irmã dela, Maria, sabiam que Jesus podia curar os doentes. Por isso, elas acreditavam que o irmão delas não teria morrido se Jesus estivesse por perto. Mas, agora que Lázaro estava morto, no que elas acreditavam? Marta disse que sabia que Lázaro ia ser levantado na ressurreição, “no último dia”. Neste estudo, vamos ver as respostas às seguintes perguntas: Por que Marta disse que sabia que Lázaro ia voltar a viver? Por que ela acreditava que essa ressurreição seria no futuro? E por que você pode ter certeza de que a ressurreição vai acontecer?

4 Existem bons motivos para acreditarmos na ressurreição. Vamos ver algumas passagens da Bíblia que reforçam nossa esperança de ver de novo nossos amigos e parentes que já morreram.

RELATOS QUE NOS DÃO ESPERANÇA

5. Por que Marta tinha certeza de que seu irmão seria ressuscitado?

5 Note que Marta não disse: ‘Eu espero que meu irmão se levante.’ Ela falou: “Sei que ele se levantará.” Por que Marta tinha tanta certeza disso? Porque, antes mesmo de conhecer Jesus, ela tinha aprendido sobre algumas ressurreições que Deus havia feito. Marta deve ter ouvido falar dessas ressurreições desde criança, talvez em casa e na sinagoga. Vamos ver que ressurreições são essas.

6. (a) Que milagre ocorreu nos dias de Elias? (b) Como isso deve ter ajudado Marta?

6 Veja o que aconteceu na época do profeta Elias. Uma viúva pobre que morava em Sarefá foi muito bondosa com Elias. Ela e o filho estavam quase morrendo de fome. Mas Jeová fez um milagre: ele não deixou que o azeite e a farinha dessa mulher acabassem. (1 Reis 17:8-16) Um tempo depois, o filho dela ficou doente e morreu. O que Elias fez? Ele orou: “Deus, por favor, que a vida deste menino volte a ele.” E foi exatamente isso que aconteceu! Deus escutou a oração de Elias, e o menino voltou a viver. Essa é a primeira ressurreição registrada na Bíblia. (1 Reis 17:17-24) Sem dúvida, Marta aprendeu sobre esse milagre, e isso fortaleceu sua fé na ressurreição.

7, 8. (a) O que Eliseu fez para aliviar a dor de uma mãe que tinha perdido o filho? (b) O que esse milagre prova sobre Jeová?

7 A segunda ressurreição registrada na Bíblia foi feita por Eliseu, um profeta que veio depois de Elias. Uma mulher rica de Suném tinha sido muito bondosa com Eliseu. Jeová recompensou essa mulher e seu marido idoso com um filho. Alguns anos depois, o menino morreu. Imagine como a mãe deve ter ficado arrasada! Ela viajou uns 30 quilômetros até o monte Carmelo, onde Eliseu estava. Eliseu enviou Geazi, seu ajudante, para Suném. Mas Geazi não conseguiu ressuscitar o menino. Logo depois, Eliseu e a mãe do menino chegaram em Suném. — 2 Reis 4:8-31.

8 Eliseu entrou no quarto onde a criança estava e orou. Foi então que Jeová fez um milagre, e o menino voltou a viver. Sem dúvida, a mãe dele ficou muito feliz! ( 2 Reis 4:32-37) Ela talvez tenha se lembrado da oração que Ana fez quando levou Samuel para servir no tabernáculo: “Jeová . . . faz descer à Sepultura e dela faz subir.” (1 Sam. 2:6) Esse milagre deixou claro que Jeová tem o poder de fazer uma pessoa voltar a viver.

9. Conte como foi a terceira ressurreição registrada na Bíblia.

9 Muitos anos depois, ocorreu outro milagre incrível envolvendo Eliseu. Ele serviu como profeta por mais de 50 anos. Daí, ele ficou doente e morreu. Um tempo depois, alguns israelitas estavam indo enterrar um homem. De repente, eles viram um grupo de ladrões. Com medo, eles jogaram o corpo na sepultura de Eliseu e saíram correndo. A Bíblia diz: “Quando o corpo do homem tocou nos ossos de Eliseu, o homem voltou a viver e ficou de pé.” (2 Reis 13:14, 20, 21) Imagine como esses relatos ajudaram Marta a ter mais fé na ressurreição. Ela tinha certeza de que Deus é mais poderoso do que a morte. Esses relatos também nos ajudam a ter certeza de que para Deus nada é impossível.

RESSURREIÇÕES NO TEMPO DOS APÓSTOLOS

10. O que Pedro fez quando Dorcas morreu?

10 As Escrituras Gregas também falam de ocasiões em que Jeová usou seus servos para ressuscitar pessoas. Como vimos, Jesus ressuscitou o filho da viúva de Naim e a filha de Jairo. O apóstolo Pedro também foi usado para ressuscitar uma cristã chamada Dorcas, ou Tabita. Na ocasião, Pedro fez uma oração e depois disse: “Tabita, levante-se!” Na mesma hora, ela voltou a viver, e Pedro “a apresentou viva”. Por causa desse milagre, “muitos se tornaram crentes no Senhor”. Além de falar sobre Jesus, esses novos discípulos podiam confirmar que Jeová é capaz de ressuscitar os mortos. — Atos 9:36-42.

11. (a) De acordo com Lucas, o que aconteceu com Êutico? (b) Como as pessoas se sentiram quando viram que Êutico foi ressuscitado?

11 Outra ressurreição registrada na Bíblia ocorreu na cidade de Trôade. O apóstolo Paulo estava dando um discurso. Já era meia-noite. Um jovem chamado Êutico estava ouvindo o discurso, sentado numa janela. Mas ele acabou pegando no sono e caindo do terceiro andar. Lucas, que era médico, talvez tenha sido a primeira pessoa a chegar até Êutico. Ele deve ter dado a triste notícia: “Êutico está morto.” Paulo desceu as escadas e ressuscitou o rapaz. Diante de todos, Paulo disse: “Ele está vivo.” As pessoas mal podiam acreditar! Quando viram que tinha ocorrido uma ressurreição, todos se sentiram “muito consolados”. — Atos 20:7-12.

UMA ESPERANÇA BASEADA EM EVIDÊNCIAS

12, 13. No que Marta acreditava, e o que vamos estudar agora?

12 As ressurreições registradas na Bíblia fortalecem a nossa fé. Assim como Marta, podemos confiar que Deus, que nos dá a vida, tem o poder de fazer uma pessoa voltar a viver. Como vimos, cada ressurreição mencionada na Bíblia foi realizada por um servo fiel de Jeová, como Elias, Jesus e Pedro. Só que muitos servos de Jeová morreram em épocas em que Jeová não estava realizando ressurreições. Será que esses servos de Jeová acreditavam que, no futuro, eles iam ser ressuscitados? Será que eles tinham a mesma confiança de Marta? Quando ela falou com Jesus, ela disse: “Sei que [meu irmão] se levantará na ressurreição, no último dia.” Ou seja, Marta acreditava que no futuro haveria uma época em que os mortos iam ser ressuscitados. Por que Marta acreditava numa ressurreição futura? E por que nós também podemos acreditar nisso?

13 Algumas passagens da Bíblia mostram que outros servos fiéis de Jeová também acreditavam numa ressurreição futura. Vamos estudar algumas dessas passagens.

14. No que Abraão acreditava?

14 Abraão esperou muito tempo para se tornar pai de Isaque. Mas daí Jeová disse: “Por favor, pegue o seu filho, seu único filho, a quem você tanto ama, Isaque, . . . e ofereça-o ali como oferta queimada.” (Gên. 22:2) Consegue imaginar como Abraão se sentiu quando ouviu essa ordem? Jeová tinha prometido que todas as nações seriam abençoadas “por meio de Isaque”. (Gên. 13:14-16; 18:18; 21:12; Rom. 4:17, 18) Mas como isso seria possível se ele fosse sacrificado? Abraão acreditava que Deus tinha poder para ressuscitar Isaque. (Heb. 11:17-18; Leia Hebreus 11:19.) Será que Abraão achava que seu filho ia voltar a viver depois de algumas horas ou alguns dias? A Bíblia não diz. Na verdade, não tinha como Abraão saber quando isso ia acontecer. Mas de uma coisa ele tinha certeza: Jeová ia ressuscitar Isaque.

15. No que Jó acreditava?

15 Jó também acreditava numa ressurreição futura. Ao observar a natureza, ele via que, quando uma árvore era cortada, ela brotava outra vez. Mas com os seres humanos era diferente. (Jó 14:7-12) Quando uma pessoa morria, ela não podia ressuscitar a si mesma. (2 Sam. 12:23; Sal. 89:48) Ainda assim, Jó acreditava na ressurreição. Ele tinha certeza de que Jeová ia se lembrar dele. (Jó 14:13-15) Jó não sabia quando isso ia acontecer. Mas ele confiava que o Criador tinha o poder de ressuscitá-lo e ia fazer isso. — Jó 19:25-27.

16. O que um anjo disse para encorajar Daniel?

16 Outro servo fiel de Jeová foi Daniel. Ele foi leal por muitos anos, e Jeová sempre o apoiou. Numa ocasião, Jeová enviou um anjo para dizer a Daniel que ele era um “homem muito precioso” e para incentivá-lo a ter paz e a ‘ser forte’. — Dan. 9:22, 23; 10:11, 18, 19.

17, 18. Que promessa Deus fez a Daniel?

17 Nessa época, Daniel estava no fim da sua vida, com uns 100 anos de idade. Provavelmente, ele ficava se perguntando o que ia acontecer com ele. Será que Daniel ia voltar a viver? Sem dúvida! Jeová disse a ele: “Quanto a você, continue até o fim. Você descansará.” (Dan. 12:13) Daniel sabia que os mortos estão descansando, já que ‘não há trabalho nem planejamento na Sepultura’. (Ecl. 9:10) Logo Daniel também ia descansar, mas esse não seria o seu fim. Jeová deu uma esperança para ele.

18 Jeová disse a Daniel: “No fim dos dias [você] se levantará para receber a sua porção.” Com essas palavras, Deus deixou claro que Daniel ia ser ressuscitado. Jeová não falou de uma data específica nem disse quanto tempo Daniel ia ficar descansando. Mas uma coisa era certa: muito tempo depois da sua morte, “no fim dos dias”, Daniel voltaria a viver.

Assim como Marta, você pode ter certeza de que os mortos vão ser ressuscitados (Veja os parágrafos 19 e 20.)

19, 20. (a) A esperança de Marta era baseada em que evidências? (b) O que vamos estudar no próximo estudo?

19 Então, resumindo: Marta acreditava que seu irmão ‘se levantaria na ressurreição, no último dia’. Ela conhecia histórias de ressurreições realizadas por Jeová antes de Jesus vir à Terra. Além disso, ela sabia da esperança que Abraão, Jó e Daniel tinham. Todas essas evidências ajudaram Marta a ter certeza de que no futuro haveria uma época de ressurreição. Quando meditamos na promessa de Jeová a Daniel e nas palavras de Marta a Jesus, nossa fé na ressurreição fica mais forte.

20 Neste estudo, falamos de ressurreições registradas na Bíblia que provam que os mortos podem voltar a viver. Vimos também que, no passado, os servos fiéis de Jeová acreditavam que haveria uma ressurreição futura. A promessa de que os mortos vão voltar a viver é bem antiga. Isso nos faz perguntar: ‘Será que alguma vez Deus prometeu ressuscitar alguém e, muito tempo depois, cumpriu essa promessa?’ Saber disso nos daria mais motivos para acreditar na ressurreição. E outra pergunta que fazemos é: ‘Quando vai ser a ressurreição?’ Vamos ver as respostas no próximo estudo.