Pular para conteúdo

Pular para sumário

“Eu tenho esperança em Deus”

“Eu tenho esperança em Deus”

“O último Adão se tornou um espírito que dá vida.” — 1 COR. 15:45.

CÂNTICOS: 111, 12

1-3. (a) Qual é um dos ensinos mais importantes da Bíblia? (b) Como Paulo deixou claro que a ressurreição é um ensino importante? (Veja o desenho no começo do estudo.)

O QUE você diria se alguém perguntasse: “Basicamente, no que você acredita?” Sem dúvida, você diria que acredita que Jeová é o Criador e que Jesus deu a vida como resgate por nós. Você também não ia se esquecer de falar da esperança de viver para sempre no Paraíso na Terra. Mas será que você ia se lembrar de mencionar a ressurreição?

2 Nós temos bons motivos para incluir a ressurreição entre os ensinos mais importantes da Bíblia. Mesmo que tenhamos a esperança de sobreviver à grande tribulação e viver na Terra para sempre, devemos encarar a ressurreição como uma das nossas crenças principais. O apóstolo Paulo deixou claro que esse ensino é importante quando disse: “Se, de fato, não há ressurreição dos mortos, então Cristo não foi levantado.” E se Cristo não tivesse sido ressuscitado, ele não seria Rei no céu. Então, nossa crença no Reino não faria sentido. Mas nós sabemos que Jesus foi ressuscitado. (1 Cor. 15:12-19) No passado, havia um grupo de judeus chamados de saduceus. Eles não acreditavam na ressurreição. Hoje, alguns talvez achem que somos ingênuos por acreditar na ressurreição. Mas nós continuamos a ter forte fé em que os mortos podem voltar a viver. — Mar. 12:18; Atos 4:2, 3; 17:32; 23:6-8.

3 Quando Paulo escreveu sobre “a doutrina básica a respeito do Cristo”, ele incluiu o ensino da “ressurreição dos mortos”. (Heb. 6:1, 2) Ele também defendeu publicamente sua fé na ressurreição. (Atos 24:10, 15, 24, 25) A ressurreição é umas das “coisas elementares das proclamações sagradas de Deus”, ou seja, é uma das primeiras coisas que aprendemos da Bíblia. (Heb. 5:12) Mas, ao mesmo tempo, é um assunto profundo, que merece um estudo cuidadoso. Por quê?

4. Que perguntas vamos estudar?

4 Quando começamos a estudar a Bíblia, lemos histórias de pessoas que foram ressuscitadas, como Lázaro. Também aprendemos que servos fiéis do passado, como Abraão, Jó e Daniel, acreditavam que os mortos seriam ressuscitados no futuro. Mas será que alguma vez Deus prometeu ressuscitar alguém e, muito tempo depois, cumpriu essa promessa? E o que a Bíblia diz sobre quando vai ser a ressurreição? As respostas a essas perguntas fortalecem a nossa fé nesse ensino tão importante.

UMA RESSURREIÇÃO PROMETIDA HÁ MUITO TEMPO

5. De que promessa a Bíblia fala?

5 Algumas ressurreições ocorreram pouco depois de a pessoa ter morrido. (João 11:11; Atos 20:9, 10) Mas e a promessa que Deus fez de ressuscitar nossos parentes e amigos que morreram? Será que, depois de tanto tempo, ainda podemos confiar que ela vai se cumprir? A Bíblia fala de uma promessa de ressurreição que demorou séculos para se cumprir. Você certamente acredita nessa ressurreição. Que ressurreição é essa e como ela fortalece a sua fé?

6. O que mostra que o Salmo 118 fala de Jesus?

6 O Salmo 118, que parece ter sido escrito por Davi, tem uma promessa de ressurreição que só se cumpriu séculos mais tarde. Nesse salmo, lemos as palavras: “Jeová, nós te pedimos: salva-nos, por favor! . . . Bendito é aquele que vem em nome de Jeová.” (Sal. 118: 25, 26) Esse salmo fala sobre Jesus. Uma prova disso é que essa passagem foi citada pelas pessoas quando Jesus entrou em Jerusalém no dia 9 de nisã, uns dias antes da sua morte. (Mat. 21:7-9) Mas em que parte desse salmo está a promessa de uma ressurreição futura? O versículo 22 diz: “A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a principal pedra angular.” — Sal. 118:22.

“Os construtores rejeitaram” o Messias (Veja o parágrafo 7.)

7. Em que sentido os judeus rejeitaram Jesus?

7 “Os construtores” que rejeitaram Jesus são os líderes religiosos judeus. Mas eles foram além de virar as costas para Jesus ou se recusar a aceitar que ele era o Messias. Muitos judeus chegaram ao ponto de insistir que ele fosse morto. (Luc. 23:18-23) Na verdade, eles foram cúmplices do assassinato de Jesus.

Jesus foi ressuscitado para se tornar “a principal pedra angular” (Veja os parágrafos 8 e 9.)

8. Para Jesus se tornar “a principal pedra angular”, o que teria que acontecer?

8 Se Jesus fosse rejeitado e morto, como ele ia se tornar “a principal pedra angular”? Isso só seria possível se ele fosse ressuscitado. O próprio Jesus deu a entender que isso teria que acontecer. Ele contou uma ilustração sobre lavradores que trabalhavam num vinhedo. O dono do vinhedo enviou alguns homens para falar com os lavradores, mas os lavradores os maltrataram. Os judeus eram como esses lavradores; eles maltrataram os profetas enviados por Jeová. Daí, na ilustração, o dono do vinhedo enviou o filho amado dele para falar com os lavradores. O que aconteceu? Eles não só rejeitaram o filho, mas também o mataram. Depois de contar essa ilustração, Jesus citou a profecia do Salmo 118:22. (Luc. 20:9-17) O apóstolo Pedro fez uma aplicação parecida desse salmo ao falar com “as autoridades, os anciãos e os escribas” reunidos em Jerusalém. Nessa ocasião, ele falou de “Jesus Cristo, o Nazareno, aquele que os senhores executaram numa estaca, mas que Deus levantou dentre os mortos”. Em seguida, Pedro disse: “Esse Jesus é ‘a pedra que não foi levada em conta por vocês, construtores, e que se tornou a principal pedra angular’.” — Atos 3:15; 4:5-11; 1 Ped. 2:5-7.

9. O que aprendemos do Salmo 118:22?

9 Com séculos de antecedência, o Salmo 118:22 dava a entender que haveria uma ressurreição. O Messias ia ser rejeitado e morto, mas depois ia ser ressuscitado para se tornar a principal pedra angular. Ao ser ressuscitado, Jesus se tornou a salvação para os humanos. — Atos 4:12; Efé. 1:20.

10. (a) Sobre o que o Salmo 16:10 fala? (b) Como sabemos que Davi não estava falando sobre ele mesmo?

10 Agora, veja o que Davi escreveu no Salmo 16:10: “Não me deixarás na Sepultura. Não permitirás que o teu leal conheça a cova.” Essa profecia, que foi escrita mais de mil anos antes de se cumprir, fala de uma ressurreição. Ela nos ajuda a ter certeza de que Deus pode ressuscitar alguém, mesmo que tenha prometido isso há muito tempo. Mas de quem essa profecia falava? Será que Davi estava dizendo que ele mesmo não seria deixado na Sepultura? Não. A Bíblia deixa claro que Davi envelheceu e morreu. Ele “descansou com os seus antepassados e foi enterrado na Cidade de Davi”. (1 Reis 2:1, 10) Então, de quem o Salmo 16:10 está falando?

11. Quando Pedro citou o Salmo 16:10?

11 Poucas semanas depois que Jesus foi morto e ressuscitado, Pedro fez um discurso para milhares de pessoas em Jerusalém. Nessa ocasião, ele citou o Salmo 16:10, que tinha sido escrito mais de mil anos antes. Ele disse que Davi tinha morrido e sido enterrado. Aquelas pessoas sabiam disso. Daí, Pedro disse que Davi “previu a ressurreição do Cristo e falou sobre ela”. De acordo com a Bíblia, ninguém questionou essa explicação de Pedro. — Atos 2:29-32

12. (a) Quando o Salmo 16:10 se cumpriu? (b) O que essas profecias provam sobre a ressurreição?

12 Para dar peso ao seu discurso, Pedro citou as palavras de Davi no Salmo 110:1. (Atos 2:33-36) Assim, Pedro ajudou milhares de pessoas a ter certeza de que Jesus era “Senhor e Cristo”. Aquelas pessoas entenderam que o Salmo 16:10 se cumpriu quando Jesus foi ressuscitado. Um tempo depois, o apóstolo Paulo usou a mesma linha de raciocínio ao falar com judeus da cidade de Antioquia, na Pisídia. Eles ficaram tão impressionados com o discurso de Paulo que queriam aprender mais. (Atos 13:32-37, 42) Nós também ficamos impressionados quando estudamos o cumprimento das profecias nos Salmos 16 e 118. Essas profecias provam que, quando Deus promete ressuscitar alguém, ele faz isso, mesmo que passe muito tempo.

QUANDO SERÁ A RESSURREIÇÃO?

13. O que muitos se perguntam?

13 Ficamos encorajados de saber que Deus cumpriu a promessa que ele tinha feito há muito tempo de ressuscitar o Messias. Mas muitos se perguntam: ‘Quando vai ser a ressurreição? Será que eu vou ter que esperar muito tempo para ver de novo meus parentes e amigos que morreram?’ Jesus disse aos apóstolos que eles ainda não podiam saber algumas coisas. Nós também não sabemos tudo sobre “os tempos ou as épocas que o Pai colocou sob sua própria autoridade”. (Atos 1:6, 7; João 16:12) Mas a Bíblia dá algumas informações sobre quando vai ser a ressurreição.

14. Por que a ressurreição de Jesus foi diferente das que aconteceram antes?

14 De todas as ressurreições registradas na Bíblia, a mais importante é a ressurreição de Jesus. Se ele não tivesse sido ressuscitado, nenhum de nós teria a esperança de ver de novo nossos parentes e amigos que morreram. E pense nas pessoas que foram ressuscitadas antes de Jesus. Elas não viveram para sempre. Elas morreram de novo, e o corpo delas se decompôs. A ressurreição de Jesus foi diferente. Depois que “foi levantado dentre os mortos, Cristo não morre mais; a morte não domina mais sobre ele”. Jesus recebeu de Deus a imortalidade. — Rom. 6:9; Col. 1:18; 1 Ped. 3:18; Apo. 1:5, 18.

15. O que Paulo quis dizer com a palavra “primícias”?

15 Jesus foi a primeira pessoa a ser ressuscitada com um corpo espiritual. (Atos 26:23) Mas ele não foi o único. Jesus prometeu aos apóstolos fiéis que eles reinariam com ele no céu. (Luc. 22:28-30) Mas, para irem para o céu, primeiro eles teriam que morrer. Só então poderiam ser ressuscitados com um corpo espiritual. Paulo escreveu: “Cristo foi levantado dentre os mortos, sendo as primícias dos que adormeceram na morte.” A palavra “primícias” significa “as primeiras coisas de uma série”. Assim, Paulo deixou claro que Jesus seria o primeiro, mas depois dele outros seriam ressuscitados para viver no céu. Ele disse: “Cada um na sua própria ordem: como primícias, Cristo; depois os que pertencem a Cristo, durante a sua presença.” — 1 Cor. 15:20, 23.

16. De acordo com a Bíblia, quando ocorreria a ressurreição para a vida no céu?

16 As palavras de 1 Coríntios 15:23 também nos dão uma ideia de quando ocorreria a ressurreição para a vida no céu. Paulo falou que isso seria ‘durante a presença de Cristo’. A Bíblia nos ajuda a entender que a presença de Cristo começou em 1914 e continua até hoje. Ela também nos ensina que o fim deste sistema perverso está muito próximo.

17, 18. O que vai acontecer com os ungidos que estiverem na Terra durante a grande tribulação?

17 A Bíblia nos dá outros detalhes sobre a ressurreição no céu. Ela diz: ‘Não queremos que vocês fiquem na ignorância quanto aos que estão dormindo na morte. Se temos fé em que Jesus morreu e foi levantado, então também temos fé em que Deus trará com ele aqueles que adormeceram na morte. Nós, os vivos, que sobrevivermos até a presença do Senhor, de modo algum precederemos os que adormeceram na morte; porque o próprio Senhor descerá do céu com uma chamada de comando, e os mortos em união com Cristo se levantarão primeiro. Depois nós, os vivos, que sobrevivermos, seremos arrebatados junto com eles em nuvens para encontrar o Senhor no ar; e assim estaremos sempre com o Senhor.’ — 1 Tes. 4:13-17.

18 Esse texto mostra que a ressurreição para a vida no céu ia ocorrer algum tempo depois que a presença de Cristo começasse. E o que vai acontecer com os ungidos que ainda estiverem na Terra durante a grande tribulação? Eles vão ser ‘arrebatados em nuvens’. (Mat. 24:31) Eles não vão ‘adormecer na morte’, ou seja, não vão ficar no sono da morte por um tempo. A Bíblia diz que eles ‘serão transformados, num momento, num piscar de olhos, durante o toque da última trombeta’. — 1 Cor. 15:51, 52.

19. O que é a “ressurreição melhor” que haverá no futuro?

19 Hoje, a maioria dos cristãos não são ungidos para reinar com Cristo no céu. Eles estão esperando o fim deste sistema, que vai ocorrer durante o “dia de Jeová”. Não sabemos exatamente quando isso vai acontecer, mas existem provas de que está perto. (1 Tes. 5:1-3) Depois disso, vai começar um tipo diferente de ressurreição. Pessoas vão ser ressuscitadas para viver aqui na Terra. Essa será uma “ressurreição melhor”. (Heb. 11:35) Em que sentido? No passado, os que foram ressuscitados morreram de novo. Os ressuscitados no futuro terão a esperança de se tornar perfeitos e viver para sempre.

20. Como sabemos que a ressurreição terrestre será organizada?

20 Ao falar da ressurreição no céu, a Bíblia diz que cada um seria ressuscitado “na sua própria ordem”. (1 Cor. 15:23) Isso indica que a ressurreição terrestre também vai acontecer de forma organizada. Mas talvez fiquemos curiosos. Será que os que morreram por último serão ressuscitados logo no começo dos mil anos? Será que os homens do passado que lideravam o povo de Deus vão ressuscitar primeiro e ajudar a organizar as coisas no novo mundo? E os que nunca aprenderam sobre Jeová? Quando e onde eles vão ser ressuscitados? Perguntas não faltam. Mas, para falar a verdade, será que precisamos nos preocupar com isso agora? Não é melhor esperar para ver? Sem dúvida, vai ser muito emocionante ver o modo como Jeová vai realizar a ressurreição terrestre.

21. Que esperança você tem?

21 Enquanto esse tempo não chega, devemos fortalecer a nossa fé em Jeová, que prometeu usar Jesus para trazer os mortos de volta à vida. (João 5:28, 29; 11:23) Em certa ocasião, Jesus disse algo que mostra que Jeová tem poder para ressuscitar os mortos. Ele citou Abraão, Isaque e Jacó, que já tinham morrido há muito tempo. Daí ele disse que, do ponto de vista de Jeová, eles estavam vivos. (Luc. 20:37, 38, nota) Então, assim como Paulo, podemos dizer com confiança: “Eu tenho esperança em Deus . . . de que haverá uma ressurreição.” — Atos 24:15.