Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Língua brasileira de sinais

Aprenda do Grande Instrutor

CAPÍTULO 37

Uma ocasião para se lembrar de Jeová e do seu Filho

Uma ocasião para se lembrar de Jeová e do seu Filho

SE ALGUÉM lhe desse um lindo presente, como você se sentiria? — Ia só agradecer e nunca mais se lembrar de quem lhe deu o presente? Ou ia se lembrar da pessoa e do que ela fez por você? —

Jeová Deus nos deu um presente maravilhoso. Ele enviou seu Filho à Terra para morrer por nós. Sabe por que Jesus teve de fazer isso? — Esse é um assunto muito importante. Vamos ver se o entendemos.

No Capítulo 23, aprendemos que Adão pecou quando desobedeceu à lei perfeita de Deus. Como Adão se tornou pai de todos nós, recebemos o pecado dele. Então, a gente precisava do quê? — De um novo pai, por assim dizer, alguém que tivesse vivido na Terra como homem perfeito. Quem você acha que poderia ser esse pai para nós? — Jesus poderia ser esse pai.

Jeová enviou Jesus à Terra para que ele se tornasse como um pai para nós no lugar de Adão. A Bíblia diz: “‘O primeiro homem, Adão, tornou-se alma vivente.’ O último Adão tornou-se espírito [que dá vida].” Quem foi o primeiro Adão? — Foi aquele que Deus criou usando o pó da terra. Quem é o segundo Adão? — É Jesus. A Bíblia explica isso quando diz: “O primeiro homem [Adão] é da terra e feito de pó; o segundo homem [Jesus] é do céu.” — 1 Coríntios 15:45, 47; Gênesis 2:7.

Deus transferiu a vida de Jesus do céu para dentro de Maria, de modo que nenhum pecado de Adão passou para Jesus. Assim, ele era um homem perfeito. (Lucas 1:30-35) Foi por isso também que, quando Jesus nasceu, um anjo disse aos pastores: ‘Hoje nasceu o seu Salvador.’ (Lucas 2:11) Mas antes de Jesus se tornar nosso Salvador, o que tinha de acontecer com ele? — Ele precisava crescer e tornar-se adulto, como Adão era. Só então Jesus se tornaria ‘o segundo Adão’.

Jesus, nosso Salvador, também vai ser nosso “Pai Eterno”. Ele é chamado assim na Bíblia. (Isaías 9:6, 7) Como Jesus é perfeito, ele pode se tornar nosso pai, substituindo Adão, que se tornou imperfeito quando pecou. Assim, podemos escolher ‘o segundo Adão’ como nosso pai. É claro que o próprio Jesus é Filho de Jeová Deus.

Em que sentido Adão e Jesus eram parecidos e por que isso é tão importante?

Para mostrar que aceitamos a Jesus como nosso Salvador, devemos aprender sobre ele. Lembra-se por que precisamos de um salvador? — Por causa do pecado e da morte que herdamos de Adão. Chamamos de resgate a vida humana perfeita que Jesus sacrificou, ou entregou, por nós. Jeová providenciou o resgate para acabar com os nossos pecados. — Mateus 20:28; Romanos 5:8; 6:23.

É claro que não queremos nos esquecer do que Deus e seu Filho fizeram por nós, não é verdade? — Jesus deu instruções aos seus seguidores a respeito de uma ocasião especial que também pode nos ajudar a lembrar do que ele fez. Vamos ver que ocasião é essa.

Imagine que você esteja numa sala de um sobrado em Jerusalém. Já é noite. Jesus e seus apóstolos estão junto a uma mesa. Sobre ela, há cordeiro assado, alguns pães e vinho tinto. É um jantar especial. Sabe por quê? —

Nessa refeição, eles estavam lembrando o que Jeová tinha feito centenas de anos antes, quando os israelitas, o povo de Deus, eram escravos no Egito. Naquela época, Jeová disse ao seu povo: ‘Cada família deve matar um cordeiro e colocar um pouco do sangue dele nos batentes das portas.’ Daí, ele disse: ‘Entrem em casa e comam a carne do cordeiro.’

Como o sangue de cordeiros protegeu o povo de Israel?

Os israelitas fizeram isso. Na mesma noite, o anjo de Deus passou pela terra do Egito. Na maioria das casas, o anjo matou o filho mais velho. Mas ele não parou nas casas em que havia sangue de cordeiro nas portas. Nessas casas, nenhuma criança morreu. Faraó, o rei do Egito, ficou com medo do que o anjo de Jeová fez. Por isso, disse aos israelitas: ‘Vocês estão livres para partir. Saiam do Egito!’ Assim, eles colocaram suas coisas nos camelos e nos burros e foram embora.

Jeová não queria que seu povo se esquecesse de como ele os tinha libertado. Por isso, disse: ‘Uma vez por ano, vocês devem fazer uma refeição parecida com essa que vocês comeram hoje à noite.’ Eles chamaram essa refeição especial de Páscoa. Naquela noite, o anjo de Deus não parou nas casas marcadas com sangue. — Êxodo 12:1-13, 24-27, 31.

Jesus e seus apóstolos estão pensando nisso enquanto comem a refeição da Páscoa. Num certo momento, Jesus manda embora Judas, o apóstolo que vai traí-lo. Depois, faz algo muito importante: Jesus pega um dos pães que sobraram, faz uma oração, parte esse pão e passa-o para os discípulos. ‘Peguem, comam’, diz ele. Daí, explica: ‘Este pão significa o meu corpo que eu vou entregar quando morrer por vocês.’

Depois, Jesus pega um copo de vinho tinto, faz outra oração de agradecimento e passa-o para todos, dizendo: ‘Bebam.’ E explica: ‘Esse vinho representa o meu sangue. Logo eu vou derramá-lo para libertar vocês dos seus pecados. Façam sempre isso para se lembrar de mim.’ — Mateus 26:26-28; 1 Coríntios 11:23-26.

O que o sangue de Jesus, que ele comparou ao vinho, pode fazer por nós?

Notou que Jesus disse que os discípulos deviam fazer sempre isso para se lembrar dele? — Eles não iam ter mais a refeição da Páscoa. Em vez disso, uma vez por ano teriam essa refeição especial para se lembrar de Jesus e da sua morte. Essa refeição é chamada de Refeição Noturna do Senhor. Atualmente, também a chamamos de Comemoração. Ela ajuda a nos lembrar do que Jesus e seu Pai, Jeová Deus, fizeram por nós.

O pão nos faz lembrar do corpo de Jesus. Ele entregou seu corpo de forma voluntária para que a gente pudesse ter vida eterna. E o vinho tinto, nos lembra do quê? — Ele nos ajuda a lembrar do valor do sangue de Jesus, que é mais precioso do que o sangue do cordeiro da Páscoa no Egito. Sabe por quê? — A Bíblia diz que, por causa do sangue de Jesus, podemos ter o perdão de pecados. E quando não tivermos mais pecado, não vamos mais ficar doentes, envelhecer nem morrer. Devemos nos lembrar disso quando assistirmos à Comemoração.

Será que todo mundo que assiste à Comemoração deve comer o pão e beber o vinho? — Bem, Jesus disse o seguinte àqueles que comiam e bebiam: ‘Vocês vão fazer parte do meu Reino e vão se sentar em tronos no céu comigo.’ (Lucas 22:19, 20, 30) Quer dizer, eles iam para o céu e seriam reis com Jesus. Assim, só quem tem a esperança de governar com Jesus no céu deve comer o pão e beber o vinho.

Mas mesmo quem não tem essa esperança deve estar presente à Comemoração. Sabe por quê? — Porque Jesus deu a vida por nós também. Quando vamos à Comemoração, mostramos que não nos esquecemos disso. Nessa ocasião, nos lembramos do presente maravilhoso que Deus nos deu.

Alguns textos bíblicos que mostram a importância do resgate de Jesus são 1 Coríntios 5:7; Efésios 1:7; 1 Timóteo 2:5, 6 e 1 Pedro 1:18, 19.